Maybe You Love Yourself
por Thaís


Capítulo 1

Truly, madly, deeply, I am
Foolishly, completely fallin’
And somehow, you caved all my walls in
So baby, say you’ll always keep me
Truly, madly, crazy, deeply in love with you
In love with you.



POV

Acordei com um sorriso enorme no rosto. Finalmente tinha chegado o tão esperado dia, depois de acabar meus estudos iria tentar fazer uma carreira no exterior, para ser mais específica, na Inglaterra!

Alguém bateu na porta do meu quarto e mandei entrar, era minha mãe, com os olhos totalmente inchados e vermelhos. Senti pena e fiquei analisando aquele rostinho pálido que não iria ver por um bom tempo. Ok eu também estava triste por deixa-la só com meu irmão, mas eles saberiam como se virar sem mim. Meu irmão já estava terminando a faculdade e trabalhava, seu nome era e ele tinha 23 anos (sim, ele ainda morava em casa). Depois de um bom tempo encarando-a ela disse:

- Trouxe café! -disse com um sorriso mega tímido

Olhei para suas mãos e percebi que estava com uma bandeja cheia de pães, leite e ovos mexidos.

- Ah não precisava, mãe! - peguei a bandeja e dei espaço para ela se sentar do meu lado

- Filha, eu só quero que você entenda que eu te amo muito - ela falava com lágrimas nos olhos

Eu sabia que ela estava preocupada e que sentiria minha falta (não que eu não fosse sentir), mas eu tinha 18 anos e acho que já poderia seguir minha vida sem depender de alguém.

- Mãe, eu também te amo e não é pouco você sabe, mas eu preciso ir para conseguir ser alguém na vida. Agora, pare de chorar, pois me corta o coração saber que deixei a senhora mal.

Ela sorriu, me abraçou e saiu me deixando com o delicioso café da manhã. Depois de terminar de comer, era hora de me arrumar e ligar para a , ah nem falei, a iria comigo comigo para seguir o mesmo ramo que eu (estudavamos música :3) e a prima dela também iria, , ela era um amor e parecia uma mãe de tão preocupada que era com os outros. iria para trabalhar em algo relacionado a moda (sua paixão). Lá em Londres já tínhamos alugado uma casa onde dividíriamos com mais duas meninas, que conheceríamos na viagem. Eu sei que é muita gente, mas a casa além de ser enorme ficava no bairro mais famoso da cidade então assim as despesas ficavam menores.

Coloquei um shorts jeans e uma camiseta de manga comprida verde, a cor preferida do meu bebe, Niall Horan! Coloquei meu CD da boyband dele para tocar e enquanto tocava Kiss You eu liguei para a que pela animação que sua voz demonstrava devia estar muito feliz com a partida, já que ela odiava acordar cedo. Avisei-a que estaria saindo de casa em meia hora para irmos ao aeroporto juntas. Quando ia desligar ela começou a cantar a música que estava tocando no meu quarto And if you don’t wanna take it slow And then just wanna take me home , continuei Baby say yeah yeah yeah-eah yeah yeah, então terminamos juntas And let me kiss you

Rimos de nós mesmas e desligamos. Sai correndo para pedir mais um pouco daqueles ovos maravilhosos, pois como minha barriga não parava, já estava pedindo mais.



POV

Era cedo, mas pela primeira vez na vida não me importei de ter que acordar as 5 da manhã, o que era estranho. Estava muito ansiosa. Coloquei um vestido basico branco, fiz minha higiene e desci com as malas (o que demorou duas viagens pela escada da minha casa). Tomei café e percebi que meus pais estavam me encarando, estranho

- Pai? Mãe? O que aconteceu?

- Vamos sentir sua falta - falaram quase em uníssono.

Ri e demos um abraço em família, eu iria sentir bastante falta deles... Pedi para meu pai ir tirando o carro enquanto esperava a aparecer, que em menos de cinco minutos já estava ali.

- Desculpa , minha mãe estava muito carende, não queria deixar eu vir e tive que ligar para o para me despedir, pois estava trabalhando. Ah sem falar que o café da manhã estava tão bom que tive que pedir outro - ela disse

Dei um sorriso e a abracei, eu amava muito aquela menina comilona. Saímos e fomos até a casa da , minha prima, para podermos viajar todas juntas.



POV

AIMEUDEUSDOCÉU! Tenho certeza que estou esquecendo de algo.

Chequei a mala 3 vezes e ainda achava isso. Fui para a cozinha e peguei algumas guloseimas para a , sabendo o quão faminta aquela menina é. Sorri ao pensar que daqui a algumas horas estaríamos morando todas juntas, eu amava muito ela e a . Acho que está tudo pronto, então dei um beijo em minha mãe que me pediu para me cuidar, revirei os olhos e concordei. Fui para fora de casa quando lembrei o que faltava, sua burra! Eu não podia viajar e deixar meus meninos aqui. Entrei correndo e peguei meus pôsteres e os dois CDs que eu tinha do One Direction, beijei cada um e voltei para o lado de fora da casa. Ok, eu sei que isso parece ser estranho mas eu amava eles e só de saber que estaria muito próxima deles me dava mais vontade de tê-los comigo, principalmente um deles. Sorri como se fosse uma boba, ser fã era assim mesmo.

Meus pensamentos foram interrompidos por uma leve buzinada, era meu tio e as meninas. Coloquei as malas no porta-mala e entrei no carro, na hora a pegou o CD Take Me Home e deu para a colocar. Ouvimos o trajeto inteiro.



POV

- AIIIIIIIIIIIIIIIIII! , não tem como você parar de puxar meus cabelos?- disse massageando-os

- Não se você quiser que eu os arrume. Prontinho, viu como agora você está uma gata!

Me virei pro espelho e realmente sabia como dar um trato no cabelo de qualquer um, estava simples, mas muito bom. Sorri e agradeci. Descemos com as malas até o carro, nós estávamos indo para Londres para poder encontrar um trabalho bom e tocar nossas vidas.

Fomos muito sorridentes e sinceramente, estavamos muito fofas. estava com uma camisa escrita Mrs. Malik com um shorts rosa claro, com uma cor de bala e eu com a camisa Mrs. Tomlinson, um casaco e uma calça jeans rasgada com um arco e uma trança. Chegamos ao aeroporto para nos encontrarmos com nossas colegas que vão dividir a casa conosco (espero que elas sejam legais e não sejam haters de 1D). Fizemos o check-in e sentamos perto do Free Shop (local combinado), espero que elas nos encontrem porque o lugar é mesmo grande. Ficamos lendo revista até elas chegarem.



POV

- , , , MULHER ACORDA!!!!!- ouvi a gritando, já que eu tinha cochilado

- Ah oi OI, não precisava disso né? O que foi?

- Chegamos cabeçuda - ela riu e saiu do carro com a para pegar as suas respectivas malas. Me despedi do meu pai, que estava muito triste pela carinha dele e peguei minhas também. Depois do check-in e de deixarmos nossas malas com a atendente fomos procurar a e a , as meninas que iriam com a gente. Vimos duas garotas conversando perto do local combinado e a , que era a mais cara de pau, foi perguntar se eram elas (eu e a eramos muito tímidas), seguimos ela.

- Olá vocês são a e a - perguntou apontando primeiro para a de cabelos compridos e depois para a que tinha uma trança e casaco.

Elas riram e balançaram a cabeça, senti que a ficou um pouco envergonhada e já estava saindo quando as meninas chamaram de volta

- Ei esperem, não somos e - disse a de trança apontando na mesma ordem que - Somos - apontou para a amiga- e eu sou a

- Aaaah - riu- então ta e eu sou a e essas são e , mas somos mais conhecidas como , e .

- É um prazer conhecer vocês, podem nos chamar de e - concordamos e fomos para o avião. Elas eram bem legais pelo que parecia, falaram sobre várias coisas com a gente e deixaram uma boa impressão.

Me sentei atrás das meninas, apenas com do meu lado, pois assim nos conheceríamos melhor, segundo minha prima. Estávamos todas quietas até que ouvi

- AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHH - gritou, que menina escandalosa meu Deus, talvez seja por isso que eu gosto tanto dela.

- Ai, você me assustou, o que foi? - perguntei me levantando para ver por cima do banco delas.

- Olha... Olhaaaaaa!!!!!!!! aaaaaaaaaaaaaahhhh elas também gostam dos nossos minos awwwwwwwwwwwn- nem um pouco exagerada, magina.

Olhei para a blusa da , já que agora que ela tinha prendido o cabelo dava para ve-la.Mrs. Malik era o que estava escrito. Eu e as meninas demos alguns gritinhos (nada conparado com o da ) e a mostrou a dela que antes seu casaco escondia.

Passamos metade da viagem dormindo e metade conversando sobre eles e sobre suas músicas, por sorte cada um tinha um favorito diferente, pois eu e as meninas eramos meio "possesivas" quando se tratava deles, ok muito !



POV

Vi que as meninas estavam dormindo e sorri com aquela visão, era tão fofo ver que todas nos nos demos tão bem em tão pouco tempo

- Ai que fome...- ouvi a reclamar

- Ja era hora né estava estranhando de vc não ter dito nada- sussurrei e peguei os doces que tinha pego em casa especialmente para ela

- ai , muito obrigada não acredito que vc penso em mim!

- Claro que pensei, agora coma em silencio que as meninas estão dormindo

- Ok mamãe- fez bico

Era tão gostoso ser o sorriso de alguma da meninas, elas eram como filhas para mim, realmente eram especiais.



POV

Chegamos na 'nossa' casa ao anoitecer e fomos para os quartos, haviam 4 deles, eu, e a ficaríamos com um para cada e o outro a e a dividiriam. Estava muito feliz, a casa era grande e confortável e depois de nos arrumarmos nos nossos devidos quartos fomos comer a deliciosa janta que a tinha nos preparado com a comida que compramos no supermercado depois do avião.

- Meu Deus que delicia!!! Acho que vou poder viver aqui muito bem com essa comida- disse para a

- Ah que isso gente -ela estava envergonhada- é só um prato simples

- SIMPLES?? Desde quando Lasanha é um prato simples?- eu disse fazendo todas rirem

Depois de comermos eu me ofereci para lavar a louça porque não estava cansada como as outras, já que tinha dormido muito no avião e então elas foram dormir.Arrumei a pia e fui para o jardim, analisar as estrelas era um dos meus passatempos preferidos quando não estava com sono.Estava tudo tão quieto quando ouço uma batida de carro e me levantei assustada

- Harry eu disse que não era boa ideia! Ai meu Deus o Paul vai acabar comigo!- ouvi alguém dizer

Eu havia abaixado no muro da casa e resolvi espiar, alguém tinha aberto a porta e quando esse "alguém" saiu do carro era nada mais nada menos que ZAYN MALIK ai eu só podia estar sonhando! Eles se encostou no muro e tive que me abaixar.

- Ah, Liam deixa de frescura, foi só um arranhãozinho e outra a culpa não é sua, Paul não podia ter nos deixado trancados numa noite de sexta feira é obvio que nos iríamos sair escondidos- Zayn disse naquela voz sedutora

Foi ai que eu espirrei. burra, não tem hora melhor para espirrar não? Eu me levantei na hora com medo deles perceberem que eu estava espiando

- Ah... Oi... - tentei manter a calma

Zayn me analisou e quando parou nos meus seios riu. MEU DEUS PORQUE ZAYN MALIK RIU OLHANDO MEUS SEIOS? Olhei para baixo e percebi que estava usando a camisa Mrs Malik ainda

Senti minhas bochechas corarem e sorri timidamente.

Ouvi alguém abrindo a porta de casa e virei me deparando com a visão de uma de pijama e com pantufas de cachorrinhos. Ela estava petrificada vendo os meninos e quando lembrei do grito do avião corri para ela e tampei sua boca, mesmo assim ainda deu para ouvir o começo do grito.



Niall POV

Paul nos mandou ficar em casa sem sair, porém como Harry insistiu muito e o Daddy acabou cedendo, nós estávamos indo para algum pub escondidos, Harry ficava andando em zig zag já que a rua estava deserta, quando de repente perdeu o controle e só foi parar quando atingiu uma caixa de correio.

Liam deu seus famosos sermões de pai e todos saímos do carro e ficamos analisando o estrago ate que ouvimos um espirro e vimos uma menina em pé atras do Zayn com uma camisa escrita Mrs Malik, ri da cena, ela estava completamente vermelha e cobria a camisa com os cabelos.

Comecei a sentir minha barriga roncar de fome, e peguei um salgado que compramos mais cedo que guardei no carro. Ouvi um grito agudo e me virei. Foi quando eu vi, uma menina de pijamas e pantufas fofas parada (leia-se petrificada) olhando para nós, a menina do espirro soltou a boca dela e ficou nos olhando, acho que eu estava mais petrificado que elas, porque só ouvi Louis dizer :

- Fecha a boca, Nialler

Mas a verdade é que eu nunca tinha visto tamanha fofura antes. As meninas começaram a andar até nós e eu sai de transe quando a "Mrs Malik" perguntou se precisávamos de ajuda, todos começaram a falar, mas eu nem ouvia só ficava olhando a menina das pantufas e sentia seu olhar tímido de volta.



POV

Eu não acredito mesmo no que eu estou vendo, meus cinco ídolos parados na frente de casa, todos discutindo algo que eu não sabia o que era, menos um, o meu bebe estava quieto , eu não sabia porquê, só fiquei o observando e quando ele me olhava e dava pequenos sorrisos eu quase desmaiava

- , , Hello-oo- ouvi me chamar, passando a mão esquerda na frente de meus olhos.

- Ah oi, fala - disse sem tirar os olhos deles

- o Liam acabou de perguntar se eles podem entrar para resolverem o assunto do carro- olhei para o carro e vi que tinham batido na nossa caixa de correio.

- VOCÊ AINDA PERGUNTA?? CLARO QUE PODEM- me arrependi no mesmo instante que gritei, senti olhares sobre mim até que Niall começou a rir e os outros o acompanharam. Chamei os meninos para dentro e pedi para não fazerem muito barulho já que as meninas estavam dormindo.Nos apresentamos e sentamos nos sofás da sala. Eles me contaram o que aconteceu com o carro depois de ligarem para Paul e explicarem o assunto. Começamos a conversar, porém comecei a chorar olhando meus ídolos ali dentro da minha casa.

Niall pareceu assustado e veio até mim.

- Ei, ei , porque você está chorando, aconteceu algo? - sorri e disse apenas:

- Ah, pode me chamar de - coloquei minha franja atras da orelha- Não, é que... Assim... É a minha primeira noite em Londres e os meninos que eu mais amo aparecem na minha casa? Isso só pode ser um sonho- disse enxugando as lagrimas, quando eu ia me beliscar para ter certeza que era real Niall pegou meu pulso e disse:

- Ei! Estamos aqui, não é um sonho, se acalma pequena - ai não, assim eu não aguento, o NIALL HORAN ME CHAMOU DE PEQUENA, eu queria gritar mas me mantive forte.

- Queríamos pedir desculpas pela caixa de correio... -Zayn ia dizendo

- Não - disse- que isso, não precisam se desculpar de nada

- Mas é claro que precisamos - Liam falou- precisamos comprar outra para vocês!

- É - disse Niall se animando com a ideia- se vocês pudessem passar os números de vocês para acertarmos depois...

Eu e nos olhamos, eu sei que não nos conhecíamos a muito tempo mas ela estava compartilhando comigo o melhor dia da minha vida. Assenti e trocamos nossos números.

- Melhor irmos andando, não queremos atrapalhar o sono de vocês meninas- Zayn disse

- Não é claro que você não atrapalha zaza/ZAYN, claro que você não atrapalha Zayn, é Zayn- disse

Todos nos rimos menos ela, que ficou mais vermelha do que um tomate, só perdeu para o próprio Zayn que estava muito mais. Nos despedimos e nos abraçamos, até quando Niall veio e me deu um beijo demorado na bochecha e cochichou

- Foi um prazer, - e piscou para mim

Depois que saíram me deitei no sofá me sentindo a pessoa mais feliz do mundo



Zayn POV

Nossa, aquilo foi muito estranho, primeiro a camisa, depois o apelido, sorri abobado, NÃO, Zayn você acabou de terminar um namoro com a Perrie, não pode ficar pensando em outra.

Louis interrompeu bruscamente meus pensamentos

- Mrs. Malik não? Está pensando na sua esposa agora não está?- lembrar disso me fez sorrir. Olhei para ele e mudei de assunto

- E você Senhor Horan, ui se acalma pequena- falei, adorava zoar o Nialler

- Fica quieto, eu só estava ajudando a , ela estava chorando- falou já com a cara rosada

- Hmmmmmm - eu e os meninos fizemos coro

- Que foi agora?

- ... Olha a intimidade- Harry olhou para ele com um sorriso malicioso

- Ah calem a boca- respondeu



POV

Eu e a acabamos de passar por um momento que não sairia de nossas cabeças por muitoooo tempo, ela ficava olhando comigo os números dos meninos na tela de nosso celular, até que o dela apitou

- AIMEUDEUSNIALLHORANACABOUDEMEMANDARUMASMS- falou quase atropelando as palavras e leu para mim a mensagem- "já acredita que é real ?"

- aaaawwwww que meigo sabia que ele era assim fofo

Vi sorrindo e respondendo, peguei o celular e li "Ainda não, ma tomara que tenha mais sonhos assim"

- está apaixonada, está apaixonada

Rimos e o celular apitou de novo: "Boa noite, durma bem e desculpa atrapalhar sua noite, pelo que percebi já estava dormindo :) xx"

respondeu com um:

"Boa noite Niall, e relaxa que você só melhorou a noite :x oops haha beijos"

Zoei ela mais um pouco e ela falou:

- eu sei que nos conhecemos a algumas horas mas já sinto que você é uma das minha melhores amigas, obrigada!

Ai que menina mais fofa gente!

- Obrigada nada! Eu que agradeço , nunca vou esquecer essa noite - Nos abraçamos e ela reclamou de fome

- Você é mesmo uma comilona - ri - vem acho que sobrou alguma coisa da lasanha, já que você comeu quase tudo no jantar

Sorrimos, comemos e dormimos no sofá mesmo, onde os meninos tinham estado a algum tempo atras.




Capítulo 2

Under the lights tonight
Turned around, and you stole my heart
With just one look, when I saw your face
I fell in love
Take a minute girl,
To steal my heart tonight



POV

- ACORDA, ACORDA - gritou enquanto me batia com um travesseiro

- AAi existe jeitos melhores de acordar alguém, sabia?

- A e a não estão nos seus quartos - ouvi
falar-nem na sala, nem na cozinha ...

- Ai gente sem drama liguem pros celulares delas

ligou e WMYB começou a tocar na sala. Quando fui pegar o celular disse:

- ôô porque você sai sem o seu... AAI - olhei para traz e dormindo juntas no sofá, porém saltaram com o meu grito

- O QUE ACONTECEU? - disseram juntas

Rimos da situação e pedimos explicações do porque estarem dormindo ali. Elas abriram o maior sorriso do mundo e se olharam

Então , que não era nada escandalosa, começou a gritar

- ONE DIRECTION, ONE DIRECTION

Eu, e nos encaramos perguntei para o que aconteceu, por que sabia que desse jeito a não ia falar nada

Ela nos contou tudo e eu e as meninas ficamos com a boca aberta

- POR QUE.... - comecei

- VOCES NAO.... - continuou

- ACORDARAM A GENTE - terminou e subimos nas duas fazendo cossegas

- Saiaaam, nos não acordamos vocês por que estavam dormindo taaaao bonitinho- fez bico- mas não importa a gen...

- COMO ASSIM NAO IMPORTA? Os meninos entram aqui e você fala que não importa? - falei

- Calma calma- disse com as mãos pra cima, ela pegou o celular e mexeu em algo - não importa, por que temos isso- e mostrou seu celular, tinha TODOS os números dos meninos da banda

Comecei a chorar e gritar, não acreditava que tinha os números dos meus meninos!! Nos pegamos os números deles e passamos pro nosso celular

A começo a gritar alguma coisa sobre o Niall e a até que roubou o celular dela e nos mostrou a conversa por sms

- Ounnnnnnnnnt- fizemos coro

ficou muito vermelha e olhou o chão falando que estava com fome

Rimos e fomos tomar café fora de casa depois de nos trocarmos, quando lembrei que acordou com a mesma blusa que foi viajar.

- Err... , o Zayn te viu com aquela blusa?

Ela corou e afirmou e falou da história do zaza, rimos até não poder mais mas falou que eles viram a de pijama e pantufas e conseguimos rir mais.



Niall POV

Acordei com dor de cabeça, a bronca de Paul ontem tinha sido das piores, mas quando vi meu celular lembrei das SMS da e sorri tirando Paul da cabeça. Pensei em dizer bom dia mas achei muito meloso para quem tinha conhecido a garota ontem

- Ah finalmente férias! - Louis falou entrando na sala

Tínhamos dormidos todos na casa dele e de Harry por causa do Paul. E sim estávamos de ferias, por isso ficamos todos irritados ontem quando Paul nos prendeu justo na primeira noite livre...

- Meninos - Zayn disse enquanto todos se aproximavam - não acham melhor ligarmos para as meninas para irmos comprarmos a caixa de correio juntos?

- Hmm juntos? - Harry riu - por mim tudo bem

Todos concordamos

- Nialler já que você é o que mais ficou amigo da senhorita " pode me chamar de " liga para ela e pergunta se podemos pegar elas as duas horas para irmos ao centro que eu vou ligar para o Paul e explicar a história.

Corei e fui correndo para o quarto

- Alo? - ela disse no outro lado da linha e eu sorri, ela não deve ter visto quem era

- Oi, ! É o Niall aqui

- Ah - senti que ela sorriu - oi Niall - varias meninas deram risinhos no fundo - o que aconteceu?

- Nossa não se pode mais ligar para dar bom dia ? - me fingi de bravo

- Não.. Niall não é iss.. - tentou se desculpar mas eu a cortei

- Estou brincando, eu e os meninos estávamos nos perguntando se poderíamos passar na sua casar pegar vocês para ir ao centro comprar a caixa de correio

- Ah! Claro que podem, que horas? - ouvi meninas perguntando o que era e sorri

- As duas ok?

- Ok, mas temos um problemas, vocês tem algum carro que caiba 10 pessoas? - ela falou e eu me assustei

- O... O que? Tem 10 meninas ai com vo...

- NAO - ela riu, e que risada macia...- somos em cinco e vocês mais cinco

Ai Niall seu burro - Ah, claro temos uma vã e... Vocês não se importam do nosso segurança ir junto?

- Claro que não! Tenho que ir, tem quatro esfomeadas me pedindo almoço aqui

- FALOU A QUE MENOS COME NESSA CASA - ouvi alguém gritar

- Ah cala a boca

Ri e me despedi

Meu Deus além de bonita, fofa, engraçada e meiga essa menina ainda cozinha? Assim não dá! Calma, se acalma Niall você conheceu ela ontem

Fui correndo contar para os meninos que elas aceitaram



POV

Eu ainda estava mal pelas duas terem conhecido os meninos e eu não, imagina! Conhecer o Harry? E todos os outros com quem sempre sonhei?

Mas quando ouvi que estava conversando com o Niall meu coração saltou, será que íamos nos conhecer? E então quando ela nos contou todas pulamos em cima dela e gritamos, minha melhor amiga era demais...

Depois da euforia todas estávamos na mesa, já era meio dia e tínhamos que ser rápidas, porem eu travei, fiquei nervosa com o fato de conhecer eles, fiquei enjoada e falei para a meninas q tinha perdido a fome

Fui para o quarto, tomei um banho e coloquei uma camisa vermelha com um shorts jeans rasgado, estava simples mas não queria que eles achassem que eu era atirada nem nada, estava tentando dar um jeito no ninho que estava os meus cabelos quando a chegou no quarto. Ela me ajudou com a maquiagem e eu desci deixando ela se trocar, fui para o jardim e vi que a nossa rua estava interditada, não acredito, justo hoje! Olhei o celular e vi que eram 2 horas, sabia que as meninas iriam demorar. Fiquei sentada no banco que tínhamos no jardim olhando o nada, até que a perfeição em pessoa aparece na frente de mim, sim HARRY STYLES estava ali.

Ele me olhou de cima a baixo confuso

- O-oi - disse timidamente

- Oi, você é amiga da e da ?

- S-sim p por q que? - ai chega de gaguejar

Ele riu

- É que nos vamos sair para comprar a caixa d...

- Aah sim, como eu sou esquecida, eu sei porque você esta aqui, entao cade os outros?

- Eles estão na vã, e me mandaram chamar vocês já que não da pra passar por aqui, como você pode ver

sua burra mais uma dessas eu te mato serio (irônico alguém falar que vai se matar mas ok)

- Ata, ai, me desculpa pela minha burrice é que - eu to olhando pros olhos mais perfeitos do mundo e os cachos mais queridos pelas garotas e me perdi, pensei, mas apenas disse- estou meio lerda hoje

Ele riu e perguntou se elas estavam prontas. Corri para dentro fechei a porta e gritei:

- MEU DEUS, O HARRY STYLES ESTA LA FORA, VENHAM LOGO EU JA ESTOU BURRA SO DE OLHAR AQUELES OLHOS E AQUELES CACHOS!



Harry POV

Quando ela entrou na casa eu fiquei maravilhado, que garota estranha, de um jeito bom é claro mas antes que eu voltasse a pensar nela, meus pensamentos foram interrompidos por um grito que veio de dentro da casa:

- MEU DEUS O HARRY STYLES ESTA LA FORA VENHAM LOGO EU JA ESTOU BURRA SO DE OLHAR AQUELES OLHOS E AQUELES CACHOS!

Passei a mão nos meus "cachos que deixam as pessoas burras" e ri comigo mesmo, essa menina era doida, mas era diferente e eu estava gostando disso. Imagina quando ela souber que eu ouvi, ri mais...

Então a porta se abriu e as 5 meninas saíram de lá com a menina que acabou de gritar na frente sorrindo timidamente



POV

Eu estava tensa, olhando Harry na minha frente, não podia acreditar

e se apressaram e deram beijos na bochecha dele e nos apresentaram. Ele beijou cada uma no rosto e então disse:

- Gente temos mesmo que ir os meninos já devem estar me xingando pela demora.

Concordamos e fomos até a esquina da nossa rua onde uma vã nos esperava. esqueceu alguma coisa e nos disse que já voltava, assentimos. Então a porta foi aberta e Zayn saiu de lá dentro, vi os olhos de desceram para o chão e ela corar, ri baixinho enquanto os outros saiam, nos apresentou cada um que vieram e me deram um beijo, até que chegou ele, ai Louis Tomlinson estava na minha frente sorrindo, mexendo aqueles lábios lindos e me olhando, sim ele estava ali

- ? ? Ai meu Deus esta tudo bem? Você esta branca! - Ele me pegou e me levou para dentro da vã, me sentou e perguntou se eu estava bem de novo

- Sim, estou, me desculpa é que... Sabe... Vocês, meus ídolos aqui! Isso é de mais para mim - ele sorriu e os outros entraram.

- Espera um..dois..três..quatro.. Niall você não disse que eram cinco? - Liam perguntou falou antes de Niall

- Sim, falta a ela já vem, foi buscar a bolsa que esqueceu - ouvimos alguém batendo na vã- ah ai esta ela



Liam POV

entrou na vã desajeitada

- Ai - falou se sentando - eu disse para vocês me esperarem - olhava para traz, ela tinha se sentado do meu lado e quando virou tomou um susto

- Ai.. Que susto, Liam.. Opa Liam! Ai meu Deus desculpa Liam! Serio não me assustei por sua causa Liam, serio desculpa Liam, ai Liam - ri com o jeito que ela repetia meu nome, ela corou e se desculpou de novo

Todos nos ajeitamos e as meninas gritaram ao ver Paul no banco da frente

-PAUUUUUL - elas riram - oiiii

Nosso segurança riu e retribuiu o oi com um aceno

O passeio foi calmo e elas nos explicaram que eram do Brasil e cada uma disse o motivo da vinda e ainda falaram que vieram para ter uma vida própria só que iriam passar dois meses conhecendo a cidade.

- Calma ai, então significa que você e a se conheceram ontem! - Niall perguntou a quando ela disse que ela e a tinham conhecido as meninas no aeroporto

riu, um pouco alto, e afirmou

- Eu sei que é estranho mas a já é como uma irmã pra mim, principalmente por causa da noit... - chutou ela

- Também te amo maninha- falou e todos riram

Chegamos no centro e Paul estacionou dizendo que ia ficar ali e que era para nos tomarmos juízo, rimos e assentimos.

Fomos a uma lojinha de móveis, eu sei que não é um móvel mas eu já tinha visto algumas naquela loja. Entramos e as meninas se espalharam em volta da seção das caixas de correio e procuraram uma, ficamos esperando e elas voltaram com uma muito simples, acho que a mais simples dali. Olhei para os meninos e eles fizeram que sim com a cabeça, então peguei a caixa e voltei lá na seção e escolhi a mais bonita, fui para o caixa e senti alguém segurando meu pulso

- Liam não, nos não vamos deixar vocês gastarem todo esse dinheiro com a gente

- ... - ela riu por eu ter chamado ela pelo apelido - não se preocupa, podemos pagar e é o mínimo que podemos fazer - falei firme me soltando dos seus pequenos dedinhos

Paguei e saímos da loja

- Ja que vocês não tem nada para fazer hoje, que tal darmos um passeio turístico por Londres com vocês - Harry sugeriu sorrindo como se tivesse tido a melhor ideia do mundo, e realmente foi muito boa.



POV

Eu ainda não podia acreditar, nos 5 ali em Londres, querendo conhecer a cidade e quem se oferece para mostra-la para nós? É a One Direction. Não tinha como isso ser real, serio eu não parava de sorrir!

Nenhuma das meninas falou nada então quebrei o silêncio

- É uma ótima idéia Harry! Por onde vocês querem começar? Eu tinha pensado a London Eye mas também seria legal ver o Big Ben, ou até tirar foto em uma cabine telefônica- parei de repente quando percebi que todos me olhavam com caras de espanto

- O que foi? Eu tive tempo para pensar em casa então fiz uma lista dos lugares que gostaria de ir - todos riram e eu fiz bico

- fica assim não só estamos surpresos com essa sua faladeira toda, já que antes mal falava - disse Niall sorrindo e piscando para mim, OPA, NIALL HORAN PISCOU PARA MIM, é acho que tenho que me controlar mais.

- Ah - sorri sem graça - tudo bem então eu fico quieta, escolham vocês o que vamos fazer

- Deixa disso nos adoramos esses lugares que você falou - Niall continuou - Então vamos primeiro na cabine já que tem varias por aqui?

Meus olhos brilharam, adorei o jeito como Niall apoiou minhas ideias

Chegamos a uma rua não muito movimentada e encontramos o telefone público. Eu e as meninas babamos. Nosso sonho era tirar uma foto igual a capa do álbum dos meninos então a entregou a câmera para eles (só ela para lembrar disso, não seria ninguém sem aquela menina) e falamos como queríamos a foto, eles riram e concordaram. Me posicionei dentro da cabine e grudei a cara na porta sorrindo e olhando para cima, estava no lugar do Niall e cada menina estava no lugar do seu favorito.

Todas ficamos posicionadas e alguns instantes antes da foto caiu, foi engraçado porque ela puxou a que estava em cima e a que segurava ela embaixo, elas caíram rolando e rindo no chão. Depois disso tiramos a foto e mais outras milhares e a minha preferida foi uma que era a posição do Take Me Home só que dobrada, ou seja cada menino em seu lugar e nós os imitamos ficando cada uma ao lado de um dos garotos na mesma posição. E outra que ficou muito boa foi eu e Niall fazendo caretas dentro da cabine vermelha.

Fomos para a vã e os meninos disseram que mesmo estando de férias teriam uma reunião hoje para o festival daqui a dois dias, então só dava tempo de passar em frente ao Big Ben para aprecia-lo. Foi maravilhoso, esse dia foi simplesmente incrível! Eu e as meninas já estávamos bem mais soltas em relação aos meninos e não parávamos de conversar e de sorrir.



POV

Estávamos todas exaustas, o dia foi muito produtivo e cansativo. Chegamos em casa e sentamos todas no sofá, menos que foi para o quarto pegar alguma coisa.

Todas nós sorríamos ao deixar as imagens do dia passar pela cabeça. E lembrar de Zayn, com aquele sorriso e aqueles olhos muito brilhantes me dava um arrepio gostoso no corpo, esse cara mexia comigo mais do que qualquer outro já mexeu, mais do que todos juntos.

Tirei ele da cabeça para ver o que as meninas estavam olhando e vi com vários cobertores e fui ajuda-la junto com as outras.

- Mas que diabos... - começou mas logo foi cortada pela amiga

- O dia foi tão bom que estou a fim de dormir com vocês aqui, tudo bem?

Amamos a idéia e abraçamos a menina que mais parecia nossa mãe, mesmo conhecendo ela por dois dias só.

Eu e fomos pegar os colchões enquanto a fazia pipoca e as outras colocavam um filme. Ainda eram 7 da noite, daria tempo de sobra para ver uns dois filmes. Meu celular apitou avisando que tinha uma nova mensagem, e era de Zayn! Sorri e abri a sms

"Oi - sorri mais- Paul acabou de nos avisar que a reunião de hoje foi adiada porque é noite de sábado, mas só acho que ele esteja com medo de nós fugirmos de novo :P enfim, os meninos e eu estão perguntando o que vocês estão fazendo já que o dia foi tão bom :) xx Zayn"

Eu tive uma ótima idéia para deixar minha amigas muito felizes então respondi

"Oi, estávamos nos preparando para ver filmes, mas se quiserem vir para cá, tem espaço de sobra, mas quero fazer uma surpresa para as meninas então venham o mais depressa possível vou tentar enrola-las, beijos, "

Ele respondeu que viriam e já estavam a caminho

Sorri comigo mesma e fui para a cozinha e vi com 3 baldes de pipoca cheios.

- melhor você fazer mais alguns baldes

- Por que? - ela me encarou - já não tem o suficiente

Pensei nos meninos e disse que não principalmente por causa da barriga dela, ela riu e fez mais dois baldes

Só faltava nós duas na sala e comecei a ficar apreensiva, queria que eles chegassem antes do filme começar então pedi para me esperarem e corri para o banheiro, fiquei arrumando meu cabelo por um tempo e sai, logo em seguida a campainha tocou. Bem a tempo, pensei

- Ué quem pode ser? - ouvi a perguntando

Sai correndo para a porta e falei antes de abri-la

- Minha surpresa para vocês! - e quando eu abri as meninas deram o maior sorriso que cabia nos rostos delas

Os meninos vinham carregados, guloseimas e outras besteiras. Dei oi e abraço em todos e coloquei as sacolas na mesa, esses meninos sabem mesmo agitar uma noite.

Já que não havia muito espaço no colchão os meninos resolveram assim: duas pessoas no sofá maior, seis pessoas no colchão e duas no sofá menor.

Louis, Harry, Liam, , e foram os primeiros a falarem que iriam ficar no colchão e não pude reclamar já que o combinado era de quem falasse primeiro. Na mesma hora eu e Zayn falamos:

-Sofá grande - ri e fiquei envergonhada mas nos ajeitemos bem, então só faltava a e o Niall que nem estavam prestando atenção, pois estavam tacando pipocas um na boca do outro.

Rimos e chamamos os dois e falamos para eles se sentarem no sofá menor, eles se olharam e vi os dois corarem, claro né sentar os dois naquele sofá era quase como se um sentasse no colo do outro, depois deles se arrumarem ( realmente bem colados), dividimos os baldes, cada dupla com um e com um saco de doces (tirando o Niall e a que ficaram com uns 3 pacotes) e o filme começou



Niall POV

Dizer que eu não estava gostando de ficar grudado com a era igual a mentir, nós dois estávamos nos dando super bem o dia todo, já que tínhamos muitas coisas em comum como a fome, o nosso amor por Justin Bieber (essa hora foi muito legal pois eu jurava que ela ia me julgar, porque muitas fãs me julgam por isso, mas ela gostava disso em mim e fiquei muito feliz) e o fato de nossa cor preferida ser verde. Ela estava linda, quase do mesmo modo que a vi no primeiro dia, um pijama e uma pantufa de cachorrinho, a única mudança foi a cor e o desenho da roupa. Estávamos os dois "deitados" naquele sofá, comendo, e eu insistia em ficar passando o pé na pantufa dela, talvez tenha percebido, mas não deu nenhum sinal para parar. Meu braço passava por cima do corpo dela para não deixar que ela caísse, era uma posição realmente boa para mim. O filme era de suspense, mas no inicio teve alguns sustos onde ela segurou minha mão e não soltou até o final, a era diferente, sabe, eu tinha fugido de vários relacionamentos com medo da fama atrapalhar ou até mesmo de me magoar, mas aquela menina não me fazia querer me separar, fazia o inverso.

O filme acabou e a levantou do colo da para perguntar algo

- Então qual será... - ela olhou para nós e viu nossas mãos juntas e sorriu - awww que fofos...

Ferrou... Todas as cabeças da sala se viraram para nós e eu corei até ficar com as bochechas ardendo, nos soltamos na hora

- Não foi nada, , só fiquei com medo em algumas partes e segurei o Niall, puro reflexo - não gostei da explicação dela, achei que ela gostava de segurar minha mão

- , minha cara , não minta, as partes de susto foram no começo e se fosse isso não estariam de mãos dadas até agora, além do que, você sempre dizia que nunca tinha medo, era a mais corajosa... - sorriu e a corou, mas eu gostei, talvez aquilo significasse algo...

- Nos deixem em paz, ela se assustou, foi bem forte, e ficou me segurando com medo de que viesse outra parte de susto - tentei defende-la

- Mas ... - ia retrucar quando uma almofada a impediu

- Ah , cala a boca vai...

Rimos e escolhemos outro filme, ok a e o Liam escolheram, queriam ver Disney, mas já era de se esperar vindo do Liam.

arrumou o DVD e eu e a ficamos comendo pipoca e doces enquanto isso. O filme começou e Harry apagou as luzes, e então senti uma mão se entrelaçar na minha, olhei para que sorriu para mim... Como aquela menina conseguia fazer meu coração quase sair pela boca?



Louis POV

Não estava prestando atenção no filme, meus pensamentos estavam a mil. Aquelas meninas mudaram o rumo das nossas férias de um dia para o outro, isso foi tão incrível! Senti uma cabeça deitar no meu colo e vi sorrindo, sorri de volta, ela era mesmo doidinha, primeiro fica branca quando me vê, e depois de um dia juntos já vem deitar no meu colo, não que eu estivesse reclamando...

Olhei para os lados e vi que quase todos estavam em "casais" menos dois pares, olhei Zayn e deitados, ela se divertia no filme enquanto ele tinha as mãos no seu cabelo, Niall e estavam de novo de mãos dadas (aquela historia de susto era mentira com certeza, porque ninguem se assusta com Toy Story) e eu e a... ria no meu colo, e que risada gostosa... Louis, nada disso, faz um mês que você terminou com a Eleanor... Mas... Mas o Zayn também tinha saído de um relacionamento recente e estava a todos amores com a ... Pensei e decidi que o máximo que poderia fazer com a hoje era mexer em seu cabelo.

Coloquei as mãos em sua cabeça e ela se arrepiou, sorri instantaneamente, junto com ela, e comecei a brincar com os fios, era muito cheiroso e macio, poderia ficar o filme inteiro assim... Até que o cansaço me venceu e acabei dormindo naquela posição mesmo



Liam POV

Olhei para os lados e vi que quase todos os meninos já tinham dormido, Zayn estava dormindo junti com , Niall e estavam que nem uns pombinhos dormindo de mãos dadas e Louis cochilava enquanto assistia o filme no seu colo, apenas eu e Harry estavamos acordados, mas sabia que ele já estava quase dormindo.

Cheguei perto de e perguntei se eu e os meninos poderíamos dormir aqui já que todos estavam dormindo já, ela riu e concordou e deitou a cabeça em meu ombro, sorriu e disse

- Boa noite... Daddy - sorri mais que ela

- Boa noite - respondi enquanto via seus olhos fecharem

Mandei uma mensagem para Paul avisando que só voltaríamos de manhã e que não era para se preocupar. Então senti meus olhos pesarem e adormeci



Harry POV

Acordei no dia seguinte com dor nas costas, nossa como eu sou inteligente, eu dormi sentado! Percebi que todos além de estavam ali, estranhei e fui procura-la não estava no primeiro piso então encontrei ela no segundo, chorando dentro do quarto.

- ? ? O que aconteceu? - perguntei assustado

Ela se levantou e me viu logo em seguida mais lágrimas caíram do seu rosto

- Ah não Harry, não queria... Que ... Você me visse assim- disse soluçando

- Ei calma só quero ajudar - disse sentando do seu lado - vai me contar?

- Não... Harry não é nada contra você só não estou preparada sabe pra ninguém saber, nem as meninas sabem...

Nunca soube o que fazer quando alguém chorava na minha frente, apenas sequei algumas lágrimas e a abracei

- Pode deixar, você não precisa falar, só quero que pare de chorar - senti minha camisa molhar e levei ela para o banheiro, ela lavou o rosto e sorriu para mim, se virou e me abraçou

- Obrigada - disse beijando minha bochecha, passei a mão em seus cabelos e sussurrei um "de nada" de volta. Senti um cheiro delicioso.

- É a , ela cozinha super bem vem você vai amar a comida dela

Então tive uma idéia para anima-la

- Quem chegar por último fica para a titia - gritei já correndo

- HARRY, seu vagabundo volta aqui, não valeu, você começou antes... - disse rindo

Cheguei lá antes e vi todos sentados na mesa já

- SEU DESGRAÇA... aah oi gente! - ela disse rindo e me batendo

- Aiii não fica nervosinha só porque perdeu não!

Ela mostrou a língua e nos sentamos



POV

chegou com uma travessa enorme de macarronada de queijo e presunto que estava com um cheiro divino. Todos comeram e e Niall acabaram com o macarrão do jeito que aqueles dois eram...

Ainda estava estranha em relação a ter os meninos aqui com a gente, era estranho, mas era bom, muito bom. Fiquei com um sorriso bobo no rosto até o Niall propor um brinde a comida da , todos riram, sabia que Niall só queria agradar ela, do jeito que eles estavam ontem, até de mãos dadas...

- Nananinanão, vamos fazer um brinde a vocês - disse levantando o copo e dizendo - À One Direction

Eu e as meninas acompanhamos e depois os meninos também. Rimos da situação dos meninos de terem brindados a si próprio e voltamos a sala

- , Niall, tem como vocês irem comprar um bolo para comermos de sobremesa? - Liam falou

Eu tive que rir, era óbvio que o motivo não era esse, de todos os "casais" o que estavam mais íntimos eram eles

- Não entendi a graça Senhora , ou devia dizer, Mrs Tomlinson?? - ela disse puxando a minha blusa de baixo de uma cesta que continham roupas para passar

Aimeudels ela pego pesado, corri atrás dela tentando pegar, quando consegui escondi na cesta e sentei no sofá com todos rindo, Louis me olhava com um olhar misterioso, não sabia se ele tinha gostado ou se achava que eu era uma vergonha alheia

- Não posso acreditar que você esteja rindo disso Mrs Malik - disse olhando a que era a que mais ria, ela corou e mostrou a língua, Zayn apenas sorriu.

Depois de tudo, e Nialler saíram para comprar o "bolo"

E fiquei matando a mentalmente ( eu ainda amo ela tá? Coisas de amiga)



POV

Sabia que tinha pegado pesado, mas valeu a brincadeira, estava rindo pelo caminho quando Niall me perguntou

- vocês são em cinco certo? - afirmei com a cabeça tentando entender aonde ele queria chegar- se a gosta mais do Louis, e a do Zayn, me fale das outras... - meu dels me ferrei

- Não entendi Nialler- leia-se não quero admitir que te amo profundamente

- Cada uma das cinco tem seu preferido da banda, quero saber o das outras meninas. - sorriu

- Er... Sabe... Não sei se posso falar, sabe, são delas... - tentei enrolar

- não, sem desculpas, você falou o da para todos - Ai porque eu fiz isso?

- Tenho que falar? - ele riu com meu nervosismo e concordou - Bem, o da , é o... O... Ai é o Liam - falei mordendo o lábio- o da , bem... É, o da é...

- fala logo!!

- É o Harry! Pronto falei - com a maior vergonha do mundo > - Hm não está falta do alguém não? Você falou o da , , e , faltou uma não?

Olhei para o chão

- Bem falta... eu... E o meu é... Sabe já da para saber, só eliminar, sabe .... Pense...

- fala, quem é o seu?

- Você - disse não conseguindo olhar em seus olhos

- Ah, bem que eu suspeitei... - disse com um sorriso bobo no rosto - Mas eu quero que você repita com todas as palavras - sorriu, se divertindo

- Niall, o... - Ele me olhou com atenção - Meu... Favorito... - Chegou mais perto - Da banda... - Mais perto - É.... - Muito mais perto, dava para sentir seus lábios ali - E sempre será.... - eu ia terminar quando senti uma menininha puxando minha blusa, olhei para ela e ela perguntou se podia tirar uma foto com o Niall, deixei e depois sua mãe apareceu nos pedindo desculpas.

Elas foram embora. Olhei para ele e disse apenas

- Vamos logo! Se não eles xingam a gente - sorri, não que eu não quisesse, mas não queria ali, não queria que fosse agora...Ele assentiu e fomos, porém antes ele me abraçou e disse no meu ouvido:"você também é minha favorita das cinco, ah e você não vai escapar tão fácil da próxima" sorri, feliz pois teria a "próxima" e por ser sua 'favorita'

Chegamos em casa e como eu falei todos reclamaram da demora, dividi os pedaços e comemos.



Zayn POV

- Que tal irmos naquela roda gigante famosa? - disse

- Aquela roda gigante famosa tem um nome, é London Eye! - Harry retrucou

- E aquela coisa de braços abertos também! É Cristo! - nossa que menina afiada, gostei

- Ai magoou - Harry falou com um biquinho

- Sem drama bebe, sem drama

- Bebe? Como assim, Harry ela te chama de bebe e você não faz nada? E o nosso amor? Cade ele? - Louis fez um escandalo

- BROMANCES - gritou rindo

- Louis como assim, o amor de voces? - Liam entrou na brincadeira

- Chegô de choro né crianças? - reclamou - Vamos logo quero ver Londres do alto!

~*~

Chegamos na Roda e ficamos esperando. Até que alguém chega do meu lado e agarra meu braço,

- Zayn? Eu...eu nao quero ir... Não queria que ninguém soubesse, mas tenho medo de altura.

- , não quer nem tentar? - Ela negou com a cabeça - Ok, eu fico com você aqui em baixo

- Serio? - seus olhos brilharem o que me fez sorrir - muito obrigada mesmo- ela disse me abraçando

Avisei o pessoal que não iríamos e depois de umas reclamações eles concordaram. Ficamos olhando eles entrarem na gigante roda que já fui muitas vezes

- Me desculpa Zayn, eu não queria fazer você ficar aqui, não mesmo!

- Ei, calma ai, eu já fui nisso aqui várias vezes e posso ir de novo

- Mas não com as meninas - retrucou

- Mas não poderia ficar aqui com a minha esposa né Mrs Malik? - Ela sorriu envergonhada

- E quanto a isso, me desculpa por fazer você passa essa vergonha, não era a intenção, não sabia que iria te ver quando estivesse com a camisa...

- A então minha esposa se esconde de mim? Relaxa , já vi coisas bem piores e para falar a verdade, gostei que fosse você, minha esposa!

Ela me olhou com um sorriso de orelha a orelha

- E se eles zoarem a gente, nem liga, temos que assumir a responsabilidade de sermos casados - Ela deu uma gargalhada

- Ai Zayn, só você mesmo, nossa, nunca achei que estaria aqui em Londres com Zayn Malik do meu lado, Zayn Malik ta ligado? - ela me tirou mais um sorriso, adorava isso...

O pessoal voltou todos comentando o passeio, e começaram a caminhar para o nando's (ideia do Niall, que pelo visto a adorou) e passei o braço em volta da cintura da

- Vamos lá, esposa! - ela apenas sorriu, e passou os braços pelas minhas costas também.



POV

Todos estavam olhando para Zayn e , que andavam abraçados, mas não liguei muito, eles já deviam estar muito envergonhados então desviei meu olhar e vi uma coisa muito fofa, Niall e estavam andando, quase grudados, tentando disfarçar que estavam de mãos dadas, eles estavam se dando muito bem mesmo. Olhei mais para o lado e Hazza estava discutindo com como era o melhor jeito de levar alguém para cama, meu dels esses dois heim...

Enquanto pensava nem tinha percebido que Liam se aproximou

- Você viu o casal? - e apontou para Niall, ri e afirmei- parece que todos estão se dando tão bem nao é?

- Sim, isso é maravilhoso, nunca imaginei nós andando na rua com o One Direction, e ainda tem pessoas que estão flertando - falei e ele riu

Chegamos no Nando's e sentamos numa mesa mais isolada no fundo do restaurante

Comemos e conversamos sobre vários assuntos e os meninos nos falaram sobre a reunião que teriam hoje ainda

- Nos teremos um evento amanhã a noite então não podemos adiar mesmo a reunião - Liam falou e sorriu para mim, senti nossos pé se entrelaçarem e me arrepiei

- Então meninos se vocês tem que ir, não queremos atrapalhar!- falei

- Ah eu não queria ir - Niall fez bico

riu - você quer me deixar com peso na consciência sabendo que estou atrapalhando a vida de 5 das pessoas mais queridas do mundo?

Todos riram e Liam falou que tinha mesmo que ir. Paul chegou com a vã e eles nos deixaram em casa.

Nos trocamos e combinamos de ir dormir cedo porque tivemos dois dias muito cheios e não descansamos direito

Estávamos prontas, então deitamos e quando meus olhos estavam quase se fechando senti meu celular tremendo, peguei ele e fui para a cozinha, era uma mensagem de Liam



Liam POV

- Calma já vou, parem de ansiedade meninos! - peguei o celular, e mandei uma sms pra , já que tínhamos trocado números de manhã.

"Oi , sabe o evento que falamos para vocês de tarde? Me deixaram levar um acompanhante, gostaria de ir comigo? "

Os meninos estavam todos felizes com a idéia de Hazza, de chamar as meninas para o festival que teríamos amanhã, nós acabamos de sair da reunião e nos falaram que poderíamos levar cada um um acompanhante.

Chamamos elas separados, porque Harry falou que era melhor. Olhei para a sala e todos estavam com o celular na mão e um sorriso na cara, foi tão estranho como elas nos conquistaram em tão pouco tempo.

Estavamos felizes, realmente nossas ferias estavam melhores do que eu podia imaginar. Meu telefone apitou e vi a mensagem de como resposta

"Claro que vou, que horas e que lugar?"

Respondi falando o horário e que mandaria um carro para pega-la

Imaginei como ela estaria amanhã, com um vestido, cabelos perfeitos, uma princesa. É, eu tenho mesmo que tirar ela da cabeça, comecei a pensar em todas as fãs fazendo ameaças e xingando. Não me leve a mal, eu amo nossas fãs mas elas são muito possessivas as vezes.

Fui embora da casa do Louis e do Harry, chegando em casa deitei e dormi no mesmo instante.



POV

Acordei ainda de noite com meu celular indicando que havia uma nova mensagem, me sentei e percebi que não estava ali. Era Harry (Eu surtei um pouco na cama, é só um pouco entende?)

"? Ta acordada?"

Respondi que estava com um sorriso no rosto

"Ah então, sabe o evento que nós teríamos amanhã? É um festival e Paul me deixou levar um acompanhante, gostaria que você fosse comigo, tudo bem?"

TA LEGAL AGORA EU SURTEI DE VEZ, HARRY QUERIA ME LEVAR PARA UM FESTIVAL!! Ele só tinha uma acompanhante e me escolheu!! entrou no quarto percebendo que eu estava feliz perguntou:

- Você também? - concordei e fomos para o quarto da , que estava de pé sorrindo

Ela nos olhou como se perguntasse "vocês receberam?" E concordamos com a cabeça e e apareceram contando sobre as mensagem.

- Bom melhor dormirmos para estar descansadas amanhã meninas - falei

Todas assentiram e foram para os seus respectivos quartos

Capítulo 3

Baby tell me what to change
I’m afraid you’ll run away if I tell you
What I wanted to tell you
Maybe I just gotta wait
Maybe this is a mistake
I’m a fool yeah, baby I’m just a fool yeah



Harry POV

Não falamos com as meninas o dia todo, talvez fosse para não estragar a surpresa, talvez fosse o nervoso. Eu queria que a noite fosse especial, eu... A sabe, queria que ela notasse que eu sou um cara comum, que não tira ela da cabeça. E foi por isso que eu dei a ideia de mandarmos mensagens separadas, queria que ela percebesse isso...

Fizemos alguns ensaios durante a tarde e passamos uma hora nos arrumando. Fomos para o festival, e percebi que todos estavam ansiosos, mas acho que eu estava mais.

- Harry... Harry... - ouvi Niall me chamando sem tirar o olho de algum lugar- Elas chegaram!

Virei o rosto para o lugar que ele olhava ( pareceu coisa de filme, eu vi tudo em câmera lenta) Todas as meninas saíram do carro que mandamos, só que faltava ela. Depois a vi saindo do banco da frente. Nunca tinha visto uma menina tão linda (estranho eu a chamar de linda e não gostosa, é Styles ela ta mexendo contigo)

Ela estava andando até mim olhando as vezes nos meus olhos as vezes pro chão, sorrindo (And when you smile at the ground it ain't hard to tell you don't know you're beautiful, that's what make you beautiful... Ok parei) Um vestido a cima do joelho roxo estava em seu corpo, com brilhos na parte de cima. Seu cabelo estava solto, preso na lateral com algo que também brilhava, mas nenhum desses brilhos se comparava com o dos seus olhos.

Meu Deus Harry para de falar assim...

- Oi... - ela disse tímida - obrigada por me convidar

- Você está linda - foi a única coisa que consegui dizer

Vi a menina ficando rosada e seu sorriso alargou

- Obrigada, você também está, não, não, você sempre está, mas hoje... ai Harry você entendeu - ela ficou mais vermelha e encarou o chão

Eu ri, gostava quando ela falava assim como uma bobinha, e deve ser pelos meus olhos e meus cachos segundo ela, ri mais ao lembrar da primeira vez que nos vimos.

Passou algum tempo e todos começaram a ir dançar, ri vendo o Zayn tentar acompanhar a ao som da Taylor Swift (ela era muito fofa e bonita, mas nós tivemos um caso antes e só isso, não tínhamos mais nada, odiava quando as fãs inventavam boatos), Zayn devia gostar de mesmo para tentar dançar nesse festival. Eu e a ficamos em uma mesa, em silencio, não sabia o que falar, até que Liam aparece falando que era hora do nosso show.

- , da licença porque temos que cantar, me desculpe ter que te deixar sozinha aq... - comecei, mas ela me cortou.

- Harry vai, não se importe comigo... - Liam me puxou antes que eu falasse mais alguma coisa.

Vi no caminho e pedi para ficar com a na mesa, pelo menos não ficaria sozinha. Era nossa hora. Iríamos cantar Change My Mind e They Don't Know About Us. Entramos e percebi que todas as meninas já estavam na mesa com a , pronto menos um peso na consciência. Preparei-me para meu solo e cantei, mas o pior que as palavras faziam sentido, nessa hora olhei fixamente nos olhos da garota que sorria para mim na mesa que eu estava minutos antes. Never felt like this before, Are we friends or are we more? As I'm walking towards to door, I'm not sure.

Talvez ela tenha percebido, mas continuei cantando sempre desviando o olhar para ela.



Louis POV

Adorava cantar em festivais, começamos com Change My Mind e depois cantamos They Don't Know About Us, a música que a Els ajudou a compor, eu sentia falta dela, era uma garota incrível, mas nossos caminhos se separaram e não estávamos mais juntos, tinha que olhar para frente, então olhei, olhei e quem eu vi foi , ela estava sorrindo radiante, talvez pensando em algo, talvez apenas aproveitando o show. Nesses dias ela mostrou ser tão engraçada, tão meiga. Eu estava gostando dela como companheira, ou talvez mais? Não Louis, não agora.

Minha hora. Cantei meu solo depois do segundo refrão sorrindo e pensando na garota a minha frente. Eles não sabem o que a fez com o meu coração, ela limpou ele, eu agradeço isso a ela, eu precisava que alguém tirasse todas as mágoas que guardei desde o fim do relacionamento com a Eleanor. Ela era especial, bonita, e muito legal.

Terminei de cantar meu solo e o que eu vi não era nada do que eu esperava, estava correndo, acho que em direção ao banheiro, com a mão no rosto e a foi atrás dela, me preocupei... O que será que aconteceu?



POV

Esses três dias foram tão mágicos, eu e o Louis conversamos sobre tudo, ele era engraçado, fofo e muito palhaço, amava isso nele. Todas nós estávamos felizes, parecia um sonho porque cada uma estava muito próxima de um menino, e eu imaginava se os meninos também gostavam de nós...

They don't know how special you are, they don't know what you've done to my heart, they can say anything they want cuz they don't know about us

A voz dele me trouxe de volta a realidade... Por que ele tinha que cantar justo essa música hoje, a que ele escreveu com a Eleanor, nada contra ela, eu a amava muito e eu sei que ela fez ele feliz, mas eu também amava ele...

Claro, sua burra, para que o Louis iria querer algo com você? Ele amava a Els, nunca que ele iria te olhar com os mesmos olhos... Isso me machuca tanto... Saí correndo dali para o banheiro, com lagrimas caindo dos olhos e a maquiagem toda borrada.

Entrei no primeiro box e me sentei, tomara que ninguém tenha visto, eu não devia ser tão idiota.

- ? aparece, me fala o que aconteceu! - ouvi falando

Coloquei minha cara para fora do box

- O oi - fiz cara de envergonhada, porque estava mesmo

Ela me olhou espantada, mas não era para menos, quando me vi no espelho percebi que estava toda preta, pois meu rímel e meu lápis tinham borrado e além de preta ainda estava vermelha por ter chorado. Ela me abraçou e ficamos assim por um bom tempo.

- O que aconteceu ? Você não é de chorar por nada!

- Ah ... Eu sou uma idiota por achar que o Louis iria olhar para mim algum dia, ele ainda é apaixonado pela Els, ela é tão bonita, engraçada, perfeita...

- ! Pare com isso, eles terminaram, não deu certo, você sabe que eles se amavam, e ela era muito boa sim, mas você também é, engraçada, bonita e perfeita, perfeita para o Mr. Tomlinsom! Pare de besteira, vocês vão ficar juntos... - tentou me animar

- Mas você viu como ele cantava sorrindo aquela música que era pra Eleanor... Eu sou tão... tão... normal perto dela ai ai...

- eu não deixo você falar assim, você nunca vai ser normal, porque ninguém que eu conheça normal, fala tanta besteira como você - ela riu - lembra da primeira vez que nos vimos? Como você confundiu todo mundo? - Eu ri junto

- Você acha mesmo que tem alguma chance dele olhar para mim? - perguntei com os olhos arregalados

- Ele seria louco se não olhasse - awn que menina mais linda, nos abraçamos, tirou minha maquiagem e arrumou-a e quando comecei a sair do banheiro percebi que a apresentação dos meninos já tinha acabado, estava tão distraída que não percebi Louis na frente da porta do banheiro me esperando.

- Lou? O que foi? - eu perguntei

- Ei, essa fala era minha! Quero saber por que você saiu correndo e chorando bem depois do meu solo. Você me deixou preocupado - sorri por saber que ele se preocupou comigo e depois me odiei por tê-lo deixado preocupado.

- Então... Eu já estou indo me sentar com as meninas, - falou, tinha esquecido dela! Concordei com a cabeça.

- Vai me falar? - Louis me perguntou de novo

- Lou não é nada, é sério, eu sou uma boba você não precisa se preocupar com pessoas bobas e principalmente se a pessoa for eu! - ele fez uma cara que parecia que ele estava com um ponto de interrogação no rosto - eu juro que não é nada de importante

- Não sei não... não gosto de te ver chorar, você é tão divertida, engraçada e está tão bonita, meninas assim não merecem chorar - pronto, comecei a chorar de novo, que beleza - , de novo? Me fala o que eu fiz? Ou quem fez? Prometo acabar com ele no twitter - ele fez uma cara de mau e eu ri lembrando de quanto barraqueiro aquele menino era - por favor, pare de chorar, eu preciso que você me ajude a fazer você rir, não é a mesma coisa quando tem lágrimas pelo seu rosto - ele passou a mão em baixo dos meus olhos, talvez limpando o lápis que deve ter borrado de novo e me abraçou.

Não consegui parar de chorar e borrei toda a camisa dele, Louis era uma pessoa tão doce, e de baixo daquele brincalhão tinha um coração muito grande

- Ah, Lou me desculpe eu borrei a sua camisa toda - ele riu e deu ombros - Eu não consigo parar.

- Por favor, para, por mim?

- Por você?

- É, por mim!

- Ok - enxuguei as lágrimas - Espera que eu vou arrumar meu rosto que deve estar preto, já volto - sabia que ele iria para a mesa então demorei um pouco para limpar meu rosto. Mas ele não saiu do lugar

- LOUIS? você ficou aqui?

- Claro, você mandou eu esperar, e eu quero que você venha comigo lá para fora, talvez o ar fresco te deixe melhor. Fomos e vi o céu todo estrelado, ele me puxou para dentro de seu carro e pediu para eu deitar o banco, assim fiz e ele também. O teto solar foi aberto e pude olhar cada ponto brilhante no céu... isso era um paraíso.

- Louis isso é lindo!

- EU sabia que você iria gostar - ele pegou minha mão, ELE PEGOU MINHA MÃO - só queria que você sorrisse - eu sorri automaticamente

- Você é a pessoa que mais me faz sorrir sabia?

- Aé? - ele disse sentando o banco que antes estava deitado

- É - eu falei também sentando

- Vamos ver se isso te faz sorrir mais - e senti ele se aproximando, seu rosto já estava quase tocando o meu quando sentimos alguém batendo no carro, viramos o rosto para o lado da porta de Lou e Harry batia no vidro

- MAS O QUE FOI D... - ele começou

- Ah, desculpa não sabia que estava atrapalhando...

- HARRY, agora fala...

- O festival já acabou e o carro das meninas está esperando, eu ia perguntar onde a estava, mas acho que já descobri

Sai do carro e me despedi de Lou e de Harry. Corri para as meninas me despedi do resto dos meninos (e da que ia embora com o Liam) e fomos embora.



Zayn POV

Niall e Harry (Liam tinha ido embora em outro carro) estavam zoando o Louis por causa da cena com a (que o Harry estragou), mas eu estava em "outro mundo". Estava muito feliz, esse festival tinha me deixado com um sorriso no rosto, talvez não fosse o festival e sim uma garota...

~Fashback on~

- Zayn vem dançar, vem - me pedia

- eu não sei...

- Sem essa, você danço no XFactor! É a mesma coisa - ela insistia e fazia cara de pidona

Não consegui dizer não para aquela cara e fui, estava tocando We Are Never Ever Ever Getting Back Together, bem animadinha e começou a fazer alguns passos e eu a segui - ou tentei - porém a Tay começou a tocar Love Story que era mais lenta e eu tirei coragem não sei de onde para puxar a pela cintura e segurá-la perto de mim. Ela passou seus braços pelo meu pescoço e começamos a balançar ao som da música.

- Zayn você acredita que algum amor platônico possa dar certo?

Fiquei confuso com a pergunta. Será que ela estava falando de nós? (nós... é legal falar isso)

- Talvez... Se você lutar pelo seu amor, não sei se você me entende... Mas tem pessoas que amam platonicamente e não saem de traz da tela do computador para ir atrás dessa pessoa...

- Awn... isso foi lindo - eu ri e fiquei um pouco vermelho. Ela deitou a cabeça em meu ombro e ficamos ali até a música acabar.

Depois da Tay era nossa vez, pedi para a se sentar junto com as meninas para poder ir para o palco. Enquanto cantava olhava ela, que sorria muito e virava o olhar. me puxou para a pista de novo assim que sai do palco

- Parabéns Zayn, vocês foram incríveis!

- Por favor me chame de zaza - ela riu e ficou vermelha se lembrando de quando ela disse isso

- Ah, achei que o senhor não tinha percebido, poxa eu disfarcei bem...

Eu ri muito alto agora

- A ok sei, zazaZAYN agora é disfarçar - ela riu - mas tudo bem, só deixo porque você é a Mrs Malik

- Hm, acho que sendo a sua esposa tenho direitos diante de você, não? - ela fez uma cara de séria - quero pensão! Não, to brincando, só ser sua amiga já é muita coisa!

- Amiga e esposa - Ou mais, pensei - ... você gostaria de acompanhar seu marido ao cinema na próxima sexta-feira a noite?

- Hm, vou ter que pensar no seu caso - ela riu - claro que vou, você me pega que horas?

- As 7 ok? - sorri com a minha conquista

~Fashback off~

- Zayn, chegou na sua casa - Nialler disse me puxando

Percebi que ainda sorria. Sai do carro e fui para a casa, depois de me trocar, deitei e dormi



Liam POV

Eu não queria que a noite acabasse. Estávamos nos divertindo muito e queria que durasse para sempre, mas nada dura, então perguntei para a se poderia leva-la para casa e ela aceitou no mesmo instante.

Não sabia porque tinha feito isso, mas não voltaria a trás, levei ela pelo caminho maior, ela nem percebeu, talvez seja porque não conheça muito por aqui, ou porque também queria passar mais algum tempo comigo. Passamos em uma rua escura e que estava muito sombria. Senti ela segurar minha mão e sorri.

- Liam... que rua é essa? Estou com medo, por favor vamos logo - acelerei e saimos da rua

- Você não precisa ter medo, eu estou aqui... não tem nada a temer, eu sou forte - bati nos meus braços e ela sorriu e abraçou o da esquerda, o que estava do seu lado.

- Eu sei que você é, eu estou sendo uma boba!

- Está mesmo - ela deu língua - só estou brincando, não tem nada de anormal sentir medo sabia? E acho que eu sou a melhor pessoa para de falar isso - disse sobre meu medo de colheres, ela sorriu

- Awn mas eu acho tão fofo, sabe, é idiota tenho que admitir, mas fofo por você um homem tão forte e corajoso ter medo de uma simples colher

- Você está zoando com a minha cara não é? Simples? Você nunca sabe de onde elas vem!!

Ela sorriu e me abraçou mais. Parei o carro em frente sua casa e a olhei

- O que aconteceu? - ela perguntou

- Só quero conversar, esses três dias tem sido uma experiência nova para nós, digo eu e os meninos, e estou muito agradecido por vocês terem passado eles conosco. Muito obrigado! - ela corou e eu achei tão fofo

- Ah Liam - ela colocou o cabelo atrás da orelha - e você acha que eu me sinto como? Meu maior ídolo me falando que eu melhorei o fim de semana dele? Meu Dels a está certa, só pode ser um sonho! Liam você melhorou mais ainda meu dia!

Fiquei encantado com o jeito dela.

- , você é tão... tão... não tem como explicar entende? você me faz rir e me faz sorrir toda hora, com qualquer fala, só você estando aqui já me deixa bem... acho que sou seu fã...

Os seus olhos brilharam e ela sorriu mais que antes (se é que era possível)

- Vo-você é meu f-fã? - ela tremia - não acredi...

- Shhhhh - coloquei o dedo em seus lábios, meu Deus e que lábios!

- M-mas Lia... - antes dela acabar de falar eu não pude resistir e a beijei

Nossos lábios se encaixaram perfeitamente e pedi passagem com a língua, e quando ela cedeu nossas bocas começaram a se mover com muita sintonia, ela estava chorando e tremendo, talvez isso tenha feito o beijo ficar melhor.

- Liam, não... eu não posso... eu tenho medo do que vai vir depois, nos nem nos conhecemos direito, me desculpa, eu te adoro, mas tenho medo disso. - Eu não entendi

- Medo? De que? Das nossas fãs? Não elas não irão fazer nada, eu prometo que não deixarei

- Não é isso - ela chorava mais - Você não vai entender, tenho medo de me apaixonar e me machucar de novo, desculpa mesmo - ela disse saindo do carro - eu... eu só não posso... não agora, eu não consigo

Olhei ela entrando em casa e enxugando as lágrimas.



POV

Estava deitada quando ouvi entrar e percebi que ela chorava.

- ? MEUDELS o que aconteceu? o Liam fez algo? - perguntei

- Fez , mas a culpa não é dele, eu sou uma idiota...

- , me fala se não eu piro

- O Liam me beijou

- OMG O LIAM GOSTOSO PAYNE TE BEIJOU E VOCÊ ESTÁ CHORANDO você é louca?

As meninas devem ter ouvido meu grito porque elas entraram na hora dentro do nosso quarto perguntando quem o Liam beijou. Contei a elas e a e a concordaram que a era louca

- Mas deve ter tido um motivo gente - disse - Fala , porque você está chorando?

- Eu tenho medo , eu já me apaixonei uma vez, por um menino popular e ele brincou comigo sabe? Tenho medo de isso acontecer de novo, de depois que eu conseguir o Liam, ele me abandonar - ela disse chorando

Nós não sabíamos o que falar, ela nunca tinha me falado sobre isso

- , dorme e pensa, o Liam é diferente, com certeza ele não vai fazer isso

Todas nos abraçamos e fomos dormir



Niall POV

Que eu estava apaixonado não restava duvidas, não parava de pensar nela, principalmente agora que tentava dormir. Essa noite tinha sido especial, pois eu pude mostrar quem eu era embaixo do Niall famoso, e acho que tinha percebido, só espero que tenha gostado. Nós dançamos e conversamos durante todo o festival, e ficamos de mãos dadas muitas vezes. Eu gostava de sentir a mão dela na minha, não sei se significa a mesma coisa para nós dois, mas para mim era muito especial, me fazia sentir mais próximo dela. Nós sempre dávamos a mão, e isso já tinha virado rotina, mas eu podia me acostumar muito bem com isso. era bonita e especial, ela queria seguir a carreira musical, e isso nos aproximou muito.

Estava feliz. Ela tinha me prometido um "show particular", pois eu queria muito vê-la cantar, talvez possamos fazer um dueto algum dia (Niall para de imaginar coisas que estão longe de acontecer). Nós nos encontraríamos na sexta de noite, mas ela me fez prometer que não contaria para ninguém sobre o "show".

Esqueci de falar o quão bonita estava essa noite, ainda achava melhor um pijama e pantufas, mas aquele vestido caiu muito bem nela, um vestido verde escuro até os joelhos, justo e tomara que caia.

Só fui perceber que estava sorrindo quando me levantei para abrir a porta (que alguém batia insistivamente). Era Liam e ele estava chorando e com os olhos inchados.

- Liam o que aconteceu? - perguntei assustado

- Eu estraguei tudo, só isso Niall, eu a beijei e ela saiu correndo e chorando, eu não entendi nada, só sei que tudo que poderíamos ter acabou naquele beijo, eu sou um idiota

- Liam não fala assim, ela deve ter tido os seus motivos, ninguém rejeita Liam Payne! Talvez ela tenha medo de se apaixonar, pega leve com a menina, vai dar tudo certo

- Você acha qu...

- SIM vocês vão ficar juntos, agora por favor vamos dormir - arrumei o quarto de hóspedes que ficava em frente ao meu e fui me deitar.

Antes de fechar os olhos só consegui ouvir Liam cantando

"But everytime I tell that I want more,she closes the door. She’s not afraid of all the attention. She’s not afraid of running wild; How come she’s so afraid of falling in love; She’s not afraid of scary movies; She likes the way we kiss in the dark; But she’s so afraid of f-f-falling in love"


Capítulo 4

So, get out, get out, get out of my head
And fall into my arms instead
I don't, I don't, don't know what it is
But I need that one thing and
You've got that one thing



POV

Eu e as meninas tínhamos passado uma semana fazendo compras e conhecendo outras partes de Londres, sem o One Direction, sabíamos que eles queriam aproveitar suas férias então não poderíamos pegar todo seu tempo para nós.

Sexta-feira à tarde e nós estávamos no centro da cidade lanchando, quando me lembrei de que ainda tinha que me arrumar para o meu "show particular" para o Niall, sim isso deveria ser ao contrário, mas desde que ele descobriu que eu cantava não parava de me pedir para mostrar para ele, então combinamos de irmos para sua casa hoje.

- Meninas melhor voltarmos, são 5 horas e as sete Niall vai me pegar em casa - eu disse.

- Verdade também tem que me arrumar, vou sair com o Zayn hoje à noite - concordou.
As meninas olharam para nós.

- Como assim? A onde vocês vão e PORQUE NÃO FALARAM NADA? - falou (leia-se gritou)

- Eu vou ao cinema apenas, combinamos de ir no festival - explicou.

- E eu vou para a casa do Niall

Todas se encararam e sorriram maliciosamente

- Hm... À noite, na casa do Niall... Hm, suspeito - disse.

Nossa não acredito que elas pensaram isso!

- G-gente, calma - eu disse nervosa e colocando os braços para cima - eu só vou para cantar, porque ele insistiu só isso!

- Isso é a primeira coisa que vocês vão fazer, imagina depois... Mas tudo bem , pode dormir fora de casa hoje - me zoou.

Revirei os olhos e paguei nosso lanche. Fomos para casa e as meninas ajudaram a arrumar a e eu.

- Vocês estão lindas! Arrasem os corações daqueles meninos! - gritou enquanto nós estávamos saindo de casa.

Zayn chegou e minha amiga foi embora enquanto eu esperava Niall.

Não estava acreditando que ia cantar para meu ídolo, estava nervosa e com medo de algo dar errado. Tinha preparado duas músicas para cantar: "Boyfriend" do Justin (nem era porque ele era ídolo do Niall) e "Let it be" dos Beatles.

Ouvi uma buzina e entrei no carro dele.

- Nossa! Você está linda - ele disse enquanto me dava um longo beijo no rosto. Corei. Eu estava apenas com uma saia azul curta e uma blusa preta. Meu cabelo estava jogado para o lado e meu rosto estava com uma maquiagem básica.

- O-obrigada - nós sorrimos e eu coloquei minha mão em cima da dele (eu já tinha esquecido de como é bom a sensação de tê-lo ali, comigo)

O caminho foi silencioso até quando chegamos a um prédio e ele me guiou até seu apartamento. ERA SIMPLESMENTE LINDO e grande.

Depois de um tour pela casa ele me mostrou um "palquinho" que tinha improvisado para que eu pudesse cantar. Meu nervosismo voltou com tudo.

- O que temos para seu primeiro show? - Niall me perguntou

- Ahn? Ah! E-eu p-preparei "Boyfriend" e "Let It Be" - olhei para o chão

- Ta tensa - ele disse abaixando meus ombros - Relaxa você só vai apresentar pra mim

- Ah, só para você! Claro, tranquilo... NÃO é tranquilo, eu vou cantar para meu próprio ídolo!

Ele riu e fez um gesto com a mão para que eu subisse no palco, assim fiz.

"When I find myself in times of trouble; Mother Mary comes to me; Speaking words of wisdom: Let it be" - comecei, meio baixo pelo nervosismo mas me acalmei por causa do sorriso que rosto de Niall formava.

Pelo meio da música, Niall se levantou e começou a dançar em volta de mim, eu ria e cantava ao mesmo tempo. Ele era uma graça. Nunca vi menino tão fofo.

Acabei a música e fui aplaudida por ele. Meus olhos brilharam, mas eu me segurei para não chorar.

- Sua voz consegue ser tão linda quanto a dona - ele falou - Você me impressionou! Ela é doce e meiga, não acredito que você tenha todas essas habilidades... - fiquei confusa, ele só tinha visto essa habilidade.

- O que?

- Ah, nada, falei de mais - ele corou.

- Niall me fala agora! - fiz bico

- Ok, eu falo, depois que você cantar "Boyfriend" - ele sorriu e eu concordei. Comecei a cantar a música "adaptada" do Justin

"If You were my boyfriend, I'd never let you go; I can take you places you ain't never been before; Baby take a chance or you'll never ever know; I got money in my hands that I'd really like to blow."

Niall se animou mais e continuou dançando

"I'd like to be everything you want; Hey boy, let me talk to you" - Apontei pra ele, o qual sorriu

"If you were my boyfriend, never let you go; Keep you on my arm boy, you'd never be alone" - Ele dançava mais perto de mim e começou a me girar e sorrir.

"I can be a gentlewoman, anything you want" - Realmente nunca tinha me divertido tanto cantando.

Parecíamos uns idiotas dançando

"Na na na, na na na, na na na ey; If you were my boyfriend" - acabei a música de frente para ele, com nossos rostos quase colados. Nossas respirações estavam ofegantes por causa da dança e depois de um tempo nos encarando ele me abraçou e me jogou no sofá, ainda em cima de mim. Nós ríamos muito.

- , você é a melhor cantora que eu já ouvi sabia? - minhas bochechas avermelharam

- Para de me iludir menino, eu sou só uma amadora que... - ia falar que tinha um sonho mas ele me cortou

- Que tem voz de profissional

Eu abracei mais ele. Eu o amava muito.

- - ele disse se sentando - eu sei que pode ser muito pessoal, mas você tem um namorado? - Deus porque Niall Horan queria saber sobre minha vida pessoal

- Hmmm... porque a pergunta? - provoquei. Não sabia onde ele queria chegar.

- N-não é nada, só para saber... Você é minha amiga, acho que tenho o direito de saber se alguém tem seu coração.

- Sim, alguém tem meu coração, Niall - ele pareceu triste - Mas eu não tenho um namorado - AQUILO FOI UM SORRISO? menos, por favor, né?

- N-não? M-mas você disse...

- Sim o que eu disse é verdade, mas Niall, fala sério, quem iria olhar para mim? Mesmo que eu goste de alguém, a chance é quase zero de ele retribuir. Sou feia, sem talento e chata, quem namoraria comigo? - perguntei

- EU! Você não é feia, você é a garota mais bonita que eu já vi, seu talento é incrível e nenhuma menina já me fez sorrir mais do que você! - ele parecia envergonhado, mas não estava mais que eu

- E-eu? Niall você deve estar se confundindo. N-não é possível...

- , relaxa, eu sei que você gosta de alguém e o que eu sinto por você não vai fazer você vir correndo para mim, eu sei, só quero o seu bem... Esse homem é um cara de sorte.

- M-mas... - tentei argumentar

- Sem, mas, não quero te ver mal por minha causa

- Niall, eu te amo.

- É sério, eu também não sei porque você olharia para mim... OPA! O que você disse?

- Eu te amo! Niall, eu te amo! Muito! M-U-I-T-O.

Ele pareceu a pessoa mais feliz do mundo. Pegou-me no colo, o que me surpreendeu, e me levou para seu quarto, lá me deitou e se colocou em cima de mim.

- Eu também te amo - dizendo isso colou nossos lábios com um selinho que logo se transformou no melhor beijo da minha vida - Eu também te amo...



POV

Zayn e eu fomos assistir Amanhecer parte 2 no cinema. Ele não era muito fã, mas eu insisti e ele acabou cedendo. Sentamos no fundo bem quando começou. Uns 10 minutos depois vi ele com a mão para cima no encosto da cadeira, como fazem nos filmes para que a companheira segure-a, então assim fiz e segurei sua mão quente e macia e ele correspondeu rapidamente, pareceu mais um ato reflexo. O filme se desenrolava e eu comecei a gritar com um monte de meninas junto na parte que o Jacob/Taylor tira a roupa. Zayn me olhou e ficou sério

- como você é idiota - ele bufou - ficar gritando por um ator que tirou a camisa, ridículo mesmo, não acredito que você seja assim.

- Zayn - eu soltei a sua mão - desculpa se você me acha idiota, mas eu sempre fui assim e se não gosta pode se sentar em outro lugar, pois eu vou continuar gritando, se quiser eu volto andando para casa também. - fiquei indignada mesmo, como se ele não pirasse quando via alguma mulher "gostosa"

Ele não respondeu. E o filme prosseguiu. Começou a luta entre vampiros e toda vez que alguém morria eu cobria os olhos e me agarrava na cadeira do meu outro lado (oposto a Zayn). No fim, me levantei e sai andando, sem olhar para ele.

- ! Espera - ele pegou meu braço - qual é? Para com isso.

- Nossa Zayn, você é tão hipócrita. Todas aquelas meninas que gritam nos seus shows são ridículas agora? É isso? Nossa, bom saber, porque eu era uma delas. Eu gritava, chorava por você e tinha camisas e pôsteres seus, e amava suas fotos sem camisas. Então por favor me solta, eu vou para casa - disse olhando seu braço no meu e me virando

- Não, , por favor, me desculpa, e-eu... e-eu só estava com... Ciúmes... - ele falou derrotado

- Ahn? Ciúmes de mim? - Olhei para ele, com um pouco de pena.

Ele concordou com a cabeça e me encarou

- Me desculpa esposa - eu sorri. NÃO SUA ANTA VOCÊ TA BRIGANDO COM ELE - Eu não pensei no que falei, e sempre vou amar as meninas que gritam por mim.

- Não sei... Eu não imagino o porquê do ciúme, não mesmo.

- , VOCE ESTAVA GRITANDO PELO JACOB!

- Tava mesmo

- Ai você é tão burra, vem vamos embora, acho que foi uma péssima ideia.

- Ah, além de retardada e idiota, sou burra, bom saber...

Ele me olhou e balançou a cabeça

- Você não entende que eu só quero que você grite por mim e por mais ninguém? Sabe o que significa ciúmes? Vem vamos melhor parar de discutir

Eu o segui e fui para casa, com o pensamento a mil, o que será que isso tinha significado?



POV

Depois que as meninas saíram Harry e Louis apareceram na nossa porta com Pizza.

- Heeeey comida! - Lou disse

- A e o Niall não estão então só tem duas ok? - Harry explicou

Concordamos ainda surpresas por eles terem aparecido, mas a única coisa que martelava na minha cabeça era onde Liam estaria, pois Zayn estava com a , Niall com a e os outros aqui... Isso doeu...

Arrumamos a mesa e comemos, todos estavam animados, menos eu

- ? O que aconteceu? - perguntou

- Ah, nada não, só queria saber onde está o Liam. - admiti

- Nós não o vimos o dia todo, ele estava estranho essa semana, depois do festival acordou com a cara toda inchada e ele tinha dormido na casa de Niall, não sei por que, mas ele não saiu do seu apartamento todo esse tempo.

Ta. Agora eu me assustei.

- Gente, eu tenho que ir no... eu tenho que ir no mercado, isso, eu volto depois ok? Divirtam-se - eu disse pegando as chaves e correndo para o carro

~*~

Cheguei no apartamento de Liam e disse para o porteiro que precisava subir urgente, ele deve ter achado que eu era um fã maluca e mandou eu dar o nome, falei que era a (não sei porque, foi a primeira garota que ele conhecia que me veio a mente), depois de falar no interfone ele me disse que podia subir.

Bati na porta e nada, duas, três, quatro vezes e ouvi.

- Calma , já vai, o que aconteceu?

Ele abriu a porta e me encarou

- O-Oi Liam - eu forcei um sorriso...



Liam POV

Ver a ali sorrindo, só podia ser brincadeira. Eu tentei me controlar, mas eu simplesmente não conseguia. Durante toda a semana eu tentava sair, mas voltava chorando, por saber que não teria mais nada entre nós.

- ??? - perguntei com meu rosto já se enchendo de lágrimas - O que você quer?

- Falar com você, por favor, não chore... - ela disse também com os olhos cheios

Ela entrou e nós sentamos no sofá, o clima não estava nada bom entre nós, o que me deixava pior.

- , não sei o que você ouviu dos meninos, mas eu estou bem, eu juro, não tem nada de errado comigo - eu comecei.

- Não, não vim para ouvir suas explicações, eu vim pedir desculpas - quando eu ia retrucar ela não deixou - sim, desculpas por ter saído daquele jeito depois do festival, Liam eu sou uma grande fã sua, conheço sua história de muito sofrimento, e desde que te encontrei pela primeira vez minha paixão por você vem crescendo cada dia mais, no dia do festival, fazia três meses que meu ex me traiu, e aquilo estava em minha mente o dia todo. Nosso termino foi muito difícil, porque eu o amava, muito, três meses atrás quando eu fui à sua casa dar parabéns pelo seu aniversário, eu o peguei beijando uma menina com uma minissaia e um top escrito "Este é o seu presente" bem nos seios. Aquele dia foi um dos piores da minha vida, e eu prometi para mim mesma que nunca iria me apaixonar de novo, até que veio você. E naquele momento que você me beijou tudo saiu da minha mente e eu consegui me sentir a pessoa mais feliz do mundo, você me deixou mais feliz do que qualquer um nesses últimos meses, porém a realidade voltou e eu me senti traída, como se eu tivesse traído a mim mesma, eu sei que é difícil de acreditar, mas eu devia a você essa explicação, eu não quero te fazer sofrer mais.

Eu não aguentei, eu a abracei forte, como se eu não pudesse mais e chorei, chorei por ela, por mim, por nós, chorei por tudo.

E ela também chorava.

- - limpei seu rosto - eu só quero que saiba que eu vou te ajudar a superar isso, eu nunca iria te trair, e se você não quiser nada, tudo bem, mas eu não vou desistir tão fácil, eu vou lutar para ganhar a confiança, não do seu coração, a confiança do seu cérebro. Eu peço desculpas pelo que fiz, mas eu vou recompensar, eu te prometo.

Ela chorava muito.

E no meio de todo esse choro ela me beijou. Seu beijo estava muito feroz, como se precisasse daquilo. Eu correspondi na mesma intensidade, e depois que paramos, ela me olhou e falou:

- Liam, por enquanto, por favor, podemos ser só amigos? É uma ferida recente, e quero que pelo menos passe um tempo antes.

Eu concordei, não tinha pressa, ela era minha, aquele beijo me provou isso. De certa forma, me sentia feliz.



Harry POV

Depois que a saiu para ir no mercado (ta. Em algum lugar que não era o mercado.) não fizemos absolutamente nada, só ficamos deitados no colchão da sala rindo do filme "As Branquelas". estava encostada em meu ombro e deitada no colo do Lou, é nós estávamos nos dando bem. Passei o braço em volta da cintura fina de enquanto os cabelos da saltitavam nas mãos de Louis.

- , você está quase dormindo, não quer ir para o quarto? - eu perguntei

- Ahn? Ah Harry estou com preguiça de andar até lá - eu sorri e tive uma ótima ideia.

Peguei ela no colo e sem ela ver pisquei para Louis, subi e a deitei na cama ao meu lado. Beijei sua testa.

- Harry? Ah Obrigada. Estou cansada - ela disse agarrando minha coxa e deitando nela. Gostei.

A abracei e sussurrei em seu ouvido:

- Eu te amo

Não sabia se queria ou não que ela escutasse, mas nesse quero, não quero, acabei dormindo grudado em seu corpo



Louis POV

Harry era um safado. Mas eu não podia falar que não gostava de ficar sozinho com a .

- Lou, a ta demorando... Estou preocupada - ela disse

- Relaxa , ela deve ter pegado alguma fila, não sei, mas a sabe se cuidar.

saiu do meu colo e se sentou. Seus cabelos estavam bagunçados então comecei a arruma-los. Nossos rostos estavam muito perto e sentia uma vontade enorme de beija-la

- Lembra do dia do festival? - ela perguntou - Então onde paramos?

Ela sorria. Essa menina sabia como me deixar sem ar

- Aqui olha - fui me aproximando devagar, para poder aproveitar aquele momento

- CHEGUEEEI - ouvi gritando quando entrou, ah merda, de novo não.

Me afastei rápido da e a percebeu

- Ai meu Deus, me desculpa, eu sou uma desastrada, vou sair ok?

Ok, pensei

- Não , não tava acontecendo nada, relaxa, aah olá Liam - ela disse se levantando para dar um beijo em seu rosto

- Oi , oi Louis - acenei

Pronto, acabou com o momento. Outra pessoa bateu na porta (como eu sou sortudo, nao?)

- Olá, nossa quanta gente, o que vocês estão fazendo aqui meninos? - perguntou entrando

Nós explicamos que só viemos visitar quando percebi que ela e Zayn estavam muito estranhos um com o outro, mas antes de falar algo Zayn perguntou

- Louis onde estão Harry, , Niall e ?

- O Harry levou a , que estava dormindo, lá para cima e a ta na casa do Niall.

Todos se olharam maliciosamente (inclusive eu). Rimos e as meninas perguntaram se nós não queríamos dormir lá. Aceitamos e fomos todos ver Glee (onde estavam cantando LWWY) até dormir.

Capítulo 5

Just tell me that you want me
Tell me why can't you just tell me
How you feel are you that scared of hurting me?
I'm stronger than you know
Are we friends are something more than just another passing moment
I'm sure what you're looking for



POV

Acordei sem poder me levantar, porque tinha alguém com os braços entrelaçados na minha cintura. Olhei para esse alguém e lembrei-me da noite de ontem. Eu acabei de dormir com Harry Styles!!!!!! E acho que ele não sabe, mas eu ouvi perfeitamente o que ele sussurrou ontem, mas será? Harry estava mesmo me amando? ISSO SO PODE SER SONHO. Não , você não pode amar Harry, você ama o Gabriel... Lembrar-me dele só me dói o coração, não podia chorar na frente de Harry de novo se não teria que contar.

Gabriel foi meu namorado por três anos, ele não morava perto, então só nos víamos nas férias quando eu viajava. Nenhuma menina jamais soube dele, talvez porque eu o queria só para mim... E eu era apaixonada por ele, mas quando eu vim para Londres ele veio com um papo de que não queria um relacionamento tão distante e naquele dia que Harry me viu chorando ele tinha acabado de me ligar e terminado tudo.

Voltei a realidade quando Harry acordou com uma cara de assustado. Passou as mãos em meu rosto e beijou minha bochecha. É, eu estava chorando.

- assim não dá... Eu não consigo te ver chorando e nem ao menos saber o que acontece!

Eu estava me sentindo culpada por deixar Harry assim. Ele era todo preocupado e fofo, enquanto eu só chorava. A culpa venceu e eu contei para ele.

- Não acredito que aquele menino deixou uma distância acabar com o amor de vocês, sinto muito , mas não acho que ele te amava de verdade. Se eu fosse seu namorado, não importaria onde você estivesse você sempre estaria na minha mente.

Awwwwwww achei aquilo tão fofo!! (Ta. Eu nunca imaginei que o Harry safado tinha um lado tão sentimental)

- Harry, você promete que não conta para ninguém? Por favor?

- Relaxa menina, se isso irá te fazer melhor. Eu só quero que sorria - abri um sorriso - Viu? Você fica linda com ele no rosto

Awwwwww2, abracei Harry e ele retribuiu

- Obrigada... E eu ouvi ok?

Ele me olhou com uma expressão metade confusa metade envergonhada. E enquanto eu saía do quarto só ouvi Harry falar
- Também ouvi o seu grito no primeiro dia...



Niall POV

Foi a melhor noite da minha vida - EPA não pense besteiras, eu apenas dormi com a , não rolou nada. Ela estava acordada me olhando quando eu abri os olhos

- Oi amor - eu disse a beijando

- Oi - ela deu um sorriso mega tímido

- Aconteceu algo? Você está estranha...

- Niall, eu quero te fazer uma pergunta - medo - como vamos oficializar isso, eu digo, vou ser odiada mundialmente, eu sei que não importa porque vou estar ao seu lado, mas não é melhor planejarmos antes?

Ela estava com medo das minhas fãs? Ok, eu sei que elas podem ser possessivas, mas não é pra tanto, é?

- , eu não entendi, você tem medo de elas falarem mal?

- Niall eu tenho medo das ameaças e que mais para frente isso destrua nosso namoro. - ela começou a chorar baixo - eu te amo muito, e não quero te perder.

Abracei a menina que eu amava com muita força

- , eu prometo que nada vai nos separar, mas se você preferir, eu posso te mostrar como uma amiga, e fazer todos os fãs gostarem de você antes de assumirmos.

Ela limpou o rosto e concordou. Dei um longo beijo em sua boca

- Eu te amo baixinha

Ela sorriu - Também te amo bobo

Nós ficamos ali nos beijando e nos abraçando por um bom tempo até que eu tive uma ideia. Abri o computador e entrei no meu twitter

Nada melhor do que passar um dia com a minha melhor amiga @ (N/A twitter beeem criativo). Se pudesse faria todos vocês a conhecerem!

Ela sorriu mais, e fez uma cara muito fofa.

- Você é muito fofo sabia?

- Muitas já me disseram...

- Ah é assim? Muitas... Nossa nem um dia namorando e já quer brigar? - eu ri com o ciúmes dela

- eu estou falando das minhas fãs relaxa. - ela fez bico e eu o beijei.

Ela riu, se levantou e foi ao meu banheiro dizendo que ia se arrumar. Ela voltou com os cabelos escovados, e um sorriso gigante.

- Niall e as meninas e os meninos? Vamos falar para eles hoje?

- Acho que eles já devem desconfiar pelo fato de você ter dormido aqui - nós rimos e fomos até a casa das meninas.



POV

Eu e Liam tínhamos acordado mais cedo, e fizemos o café. Nossa relação estava indo bem desde quando eu contei tudo a ele.

- Oi gente - ouvi falar enquanto se sentava à mesa.

- Oi , você ta muito folgada não acha - eu comentei e ela sorriu e se levantou.

- Vou acordar o resto do pessoal ok? - concordei e ela saiu

- É engraçado o jeito como você possui superioridade nas meninas - eu ri

- Como se você não tivesse - ele deu língua - então o que vocês vão querer fazer hoje?

- Qualquer coisa desde que vocês estejam lá

Ai Deus. Calma , calma.

- Ei o que foi? Porque você esta me olhando assim? - ele perguntou

- Só achei fofo o jeito que você falou - sorri timidamente e ele me abraçou

- É apenas a verdade ué!

- Olaaa... Ops! Desculpa não queria atrapalhar sério, só estava procurando a - Harry falou e nós rimos

- Relaxa Hazza não atrapalhou nada, a ta na sala pode ir lá

Ele saiu e eu e Liam nos soltamos

- Crianças - dissemos juntos e rimos

- Acho melhor irmos também para chamarmos eles. - Ele assentiu e fomos.



Zayn POV

Alguém me chamava, mas meu sono estava tão bom que não dava a mínima vontade de acordar, ainda mais com um corpo quente colado e enroscado no meu. OPA quem é? Abri os olhos e percebi que dormia abraçando minha cintura. Aquilo era estranho, principalmente porque ontem nós mal nos falamos depois do cinema. Eu admito que tinha sido um pouco hipócrita, mas sabe, ela estava saindo comigo, ninguém grita por outro cara em um encontro. Ou talvez ela tenha achado que éramos só amigos... Não! Ela segurou a minha mão! Lembrar daquilo me fez sorrir. Ok eu estava louco.

Levantei e tirei os seus braços de mim. Ela abriu os olhos e sentou

- Bom dia Zayn

- Bom dia! Hm que cheiro bom! - falei

- Fizemos o café - e Liam falaram juntos

Ajudei a se levantar e derrubei a no colchão por ter me acordado.

- Eei! - Ela gritou - por que fez isso?

- Você me tirou do meu perfeito sono

- Acho que foi porque você não queria se desgrudar de alguém, não é? - disse se levantando

Joguei-a de novo. Ela riu e mostrou a língua. Senti alguém entrelaçar meus dedos

- Zayn, pode vir lá no jardim comigo antes? Preciso fazer uma coisa. - Assenti e fomos.

Ela parou no banco e se sentou, fazendo um gesto para eu acompanha-la e assim o fiz.

- Olha, eu pensei, sim eu pensei muito sobre ontem a noite. E eu queria me des... - não deixei ela acabar

- Não! Você não precisa, eu fui rude de mais. Você é uma adolescente. Quem sou eu para te impedir de gritar pelo Taylor? Eu pensei... Pensei que era um encontro sabe, mas então percebi que você só achava que era um encontro de amigos, mas ainda não entendo porque você segurou minha mão...

- Zayn, eu estava com medo, de eu pensar que era um encontro e você não... Eu nunca tive um relacionamento sério, e tinha medo de que isso estragasse tudo, você é Zayn Malik, deve ter dormido com milhões de mulheres e eu não quero ser mais uma, não mesmo. Eu gosto muito de você, mas tem coisas que eu não concordo. Não gosto do fato de você fumar e de levar várias para cama. Desculpa-me, odeio criticar as pessoas porque eu tenho vários defeitos. Mas eu tenho medo e queria que você entendesse. - ela terminou

Eu não consegui falar nada. Ninguém jamais tinha sido tão sincero comigo na minha vida.

- Obrigado - consegui falar

Ela arregalou os olhos

- O que? Eu falo mal, critico você e você fala obrigado? Zayn você bebeu? Ta louco? Eu to s... - Não deixei ela terminar e dei um beijo demorado em sua boca.

- Me desculpa me desculpa por ser assim, mas eu prometo que vou mudar, eu vou tentar, porque eu amo a minha esposa!

Não sabia se ela estava chocada ou se estava feliz

- Zayn... Você não precisa, eu também te amo!

- , eu vou. E para provar, a primeira coisa que eu vou te pedir é... - me ajoelhei perto dela - quer namorar comigo?

Seus olhos brilharam e ela concordou com a cabeça, quando eu fui abraça-la ouvi um awwwww e percebi que Niall e estavam parados nos olhando do portão. Soltei e eles se aproximaram.

- Que fofos - foi a primeira a se manifestar - sorte que não tinha ninguém na rua hoje, muita sorte...

Todos riram e entraram.

Quando chegamos a cozinha eu me sentei na ponta com ao meu lado e Niall do outro ao lado de .

- Então... Eu tenho algo a falar... - comecei e sorriu

- EU ESTOU NAMORANDO ZAYN MALIK - ela gritou, como era fofa.

Todos sorriram e aplaudiram. E fizeram um coro de AWWWWWs

Mas a atenção se virou para e Niall quando falou:

- Mas e vocês mocinhos, passaram a noite na casa do Niall, sozinhos... Hmmmmmm - nossa nunca achei que eles pudessem ficar tao vermelhos

- Que isso gente... Eu só cantei para o Niall, e ele dançou - ela falou

- E postou no twitter que adorou passar o dia com você e que é a melhor amiga dele - Harry comentou com o celular na mão.

- Parem com isso, vocês só pensam besteiras - Niall tentou argumentar - Porque não cuidam da vida de vocês?

Uau alguém estava beeem nervoso.



POV

Eu e Niall tínhamos combinado que só iríamos contar separadamente, eu para as meninas e eles para os meninos. Eu confiava nele, mas estava com medo do que poderia acontecer, nunca tinha namorado um famoso.

- Gente, vamos para onde hoje? - perguntou depois de perceber o clima tenso.

- Poderíamos ir para uma piscina! Tem uma na casa de Zayn - Louis falou (nem tinha percebido que ele e a estavam na mesa)

Acho que era uma boa ideia tirando o fato da vergonha que era estar de biquíni na frente de Niall. Mas todos concordaram.

- Ok, então eu e os meninos vamos nos trocar e passamos para pegar vocês em duas horas ta legal? - Liam perguntou e todos assentiram

Na hora que os meninos saíram todas pularam em cima de mim

"Como foi? Rolou algo? O que fizeram a noite toda?"

- Ei ei ei, calma ai, primeiro, nos dormimos a noite toda, segundo foi muito legal lá e terceiro, sim rolou algo - todas me olharam com enormes sorrisos

- Conta! Conta! Conta! - elas falavam

Contei sobre a minha melhor noite, elas eram minhas amigas, então pude contar cada detalhe, e elas só faziam o som de awwww e riam em algumas partes. Então expliquei sobre hoje, que não iríamos assumir agora, por causa do meu medo, e por incrível que pareça todas me entenderam.

- Bem depois dessa maravilhosa história temos que ouvir a das outras começando pela comprometida aqui - disse apontando para que riu e nos contou sobre o cinema e sobre hoje. Em seguida, ela mesma () contou (leia-se surtou) sobre a noite com Harry e sobre Liam... foi a única que não falou nada

- o que houve? - perguntei

- Não é nada, só que vocês tão tendo romances com os meninos, quase todas já beijaram eles e a sabe que o Harry a ama, e eu e o Lou? A maior coisa que aconteceu foi ele pegar na minha mão, ele nunca disse que me amava e nunca me beijou, isso me deixa triste...

Fiquei com pena dela

- Tomlinsom! Cada coisa tem seu tempo, vocês vão se acertar, eu prometo - sorri e ela me abraçou - bem temos que nos trocar rápido!



Louis POV

Nós não éramos de conversar muito sobre garotas, mas aquelas eram especiais, então a conversa durante o tempo que estávamos na vã era sobre elas. Niall disse algo sobre estar namorando a , mas não iriam assumir, Zayn contou a história dele e da e Liam sobre a . Harry estava quieto e pensativo como eu e quando saímos para nossa casa (sim eu e ele moramos juntos) eu perguntei o que acontecia com ele

- Sabe bro, acho que eu estou diferente, e uma menina é a culpa disso

- Meu dels Harry Styles está apaixonado? Como assim? Me traindo? - ele riu

- É serio, ela tem algo especial, não sei, tenho medo de ficar sem ela

- Hazza, relaxa ninguém rejeita você, e cara eu também estou nessas, a não sai da minha cabeça, mas eu não quero um relacionamento agora, sabe eu acabei de terminar com a Els, o que vão pensar de mim?

- Lou, vai com calma, você não pode ficar preso a ela para sempre.

- Eu sei, mas é como se eu estivesse dividido, toda vez que eu chego perto da eu esqueço totalmente a razão e a única coisa que eu quero é beija-la, mas depois eu me sinto um retardado.

Ele apenas sorriu, com a cara "não sei o que falar cara" e eu assenti.

Nós não nos falamos nada até chegar na casa de Zayn, o que era estranho, já que nós dois somos os mais tagarelas. Todos já estavam lá, nós nos cumprimentamos e ficamos naquela "quem entra primeiro?". E depois disso só pude sentir um jato de água vindo da piscina. Todas as meninas riram com Niall que tinha acabado de pular e elas ficaram só de biquíni, ok aquela visão era muito boa, mas de todos os corpos, um deles era o que chamava mais atenção.



Liam POV

Todos estavam se divertido, os únicos que não tinham entrado na água era Zayn e . O mais engraçado foi que estávamos em pares de novo. ensinava como fazer cambalhotas dentro d'água para Niall, Eu e estávamos no meio de uma guerra e a parte estranha era que brincava com Harry e Lou com a ... Não sei, mas aquilo era estranho.

Pedi licença para a e puxei Lou para um canto

- O que aconteceu? Vocês trocaram de pares?

- Liam, Hazza está me ajudando, ele percebeu que se ele não fizesse algo eu não tiraria os olhos de , e como eu já falei para ele, não quero um relacionamento agora, acabei de terminar com a Eleanor. E eu ainda sinto sua falta, nosso namoro acabou por causa de boatos de fãs então tenho medo de acontecer a mesma coisa com a .

- Lou não acha que Harry acaba perdendo também? Sabe ele e a , acho que ele gosta dela de verdade.

- Não Liam, ele me falou hoje de manhã que estava apaixonado, relaxa.

- Seu anta! A garota por quem ele está apaixonado é a !

- Putzzz pode crer, vou lá arrumar isso agora, mas eu tenho medo de ficar com a ...

- Ei fica comigo e com a , nós estávamos fazendo uma guerra de água! - ele concordou e saiu

Esse menino não tem jeito mesmo.



POV

Louis tinha saído com Liam então chegou.

- Esses meninos fofocam mais que nós - ela riu

- Verdade - eu disse e nós continuamos a conversar sobre coisas sem importância até que vi Liam pegar a por trás enquanto Lou falava algo para Harry que agora estava vindo até mim. OMJ meu coração começou a disparar.

- Ooi - ele disse

- Oi - sorri - porque parou de brincar com a ?

- Lou queria ter sua chance

- Ela estava triste hoje, porque todas nós estávamos tendo algo com um de vocês menos ela - eu disse sem pensar.

- Hm... Como assim todas vocês estão tendo algo com um de nós, você está tendo o que e com quem? Vai me fala quem é que eu vou brigar com alguém hoje - sua burra porque você foi falar isso?

- Hazza, eu estava falando da e do Zayn e da e Niall.

Ele me olhou desconfiado, mas não insistiu. Ele me pegou no colo e me jogou para cima e eu caí com tudo na água

- HARRY SEU RIDICULO, VEM AQUI QUE VOCÊ VAI MORRER - eu disse tentando controlar a risada e ele saiu correndo/nadando pela piscina.

Não consegui alcança-lo então parei junto com e Niall.

- Estamos com fome - eles reclamaram- tem alguma coisa para comer Zayn?

- Não, mas eu posso ir no mercado agora comprar. - o menino fora da piscina respondeu

- Eu vou com você! - disse e eles saíram... Acho que amanhã o mundo todo já conheceria ela.



POV

Nós não entramos na piscina por três motivos:
1 - Zayn não nadava
2 - Eu estava com vergonha
3 - Eu também não nadava

Então era melhor para nós dois ficarmos fora (ainda não entendi porque ele tem uma piscina...). Nós estávamos apenas observando e quando Niall e (o casal mais guloso da face da Terra) pediram comida, foi uma ótima desculpa para sair dali.

Nós andamos de mãos dadas (foi estranho já que além de todos olharem, era meu primeiro namorado) até que paramos quando muitas pessoas nos cercaram e ficaram tirando fotos e perguntando muito sobre nós dois. Não dissemos nada e só saímos, aquilo tudo era novo para mim e acho que Zayn percebeu.

Compramos a comida sem nos importarmos com os flashs e estava indo tudo bem, até que ela apareceu sim Perrie estava ali naquele mercado. Eu fiquei a encarando e abracei Zayn quando ela chegou mais perto. Não tinha nada contra ela, e nem tinha certeza se o namoro deles foi real ou não (segundo o Harry não já que ele cantou "Tell me a Zerrie" e 'He don't fuck Perrie right"), mas eu tinha medo que ela quisesse roubar ele de volta, ou que ela fizesse algo para acabar comigo, porque também eles tinham terminado a pouco tempo. Tinha medo de perder meu primeiro namorado para a Ex...

È , sua vida era baseada em medos...

Capítulo 6

Hello, hello I'm really hoping you’ll forgive me
I keep talking, begging, tell me what I want to hear
Yeah, girl, just tell me what I want to hear
I try, I try to start again it falls apart yeah
But I remember all the times and all the words we said
Yeah I can't get it out of my head-ead-ead



Zayn POV

Estava tudo perfeito, mas nada dura muito. Não! Não me entenda mal, Perrie é uma garota boa, e uma amiga incrível, só que desde que a sua banda ficou mais famosa ela ficou muito ahn como posso falar com muita autoestima? É, bem ela ficou metida. Não que eu me importe muito, mas ela queria brilhar mais que eu! E, bem, mesmo isso sendo impossivel, eu ficava muito irritado, já não bastava eu ter que fazer "propaganda" do CD da Little Mix. Ninguém comprava DNA só pq eu falava, mas os produtores que mandam nao é?

Acho que alguém que queira ficar comigo, não deve querer aparecer, e acho que foi exatamente isso que eu encontrei na , ela é tímida, na dela, mas sabe ter uma boa conversa..

"Acordei" dos meus pensamentos quando ouvi Perrie falar

- Ora, Ora, já em outra senhor Malik? Percebo agora o quanto eu era importante não é? - ela sorriu, esnobe

Fiz uma cara de raiva mas antes que pudesse falar algo interviu

- Perrie? Perrie Edwards? Ai meu Deus pode me dar um autógrafo? Por favor??? - ela fez uma cara de pidona e eu a encarei, confuso... O que ela tava tramando?

Perrie olhou para ela e depois para mim, devia estar confusa também

- Ahn... Claro! - disse pegando uma caneta e rabiscando algo no caderninho que tinha acabado de tirar da bolsa - Qual o seu nome, ahn, querida?

- , nossa, obrigada! Que assinatura bonita! Você é muito fofa sabia? E tem uma voz simplesmente INCRIVEL! - ta. Eu nao entendi nada!

- ahn, obrigada ! Muito prazer. - Ela se virou para sair, mas antes disse - So mais uma coisinha, cuidado com esse ai, ele pode partir seu coração em um piscar de olhos - ela piscou para e finalmente saiu.

me olhou sorrindo, como se tivesse acabado de ganhar um premio

- Ok, agora você me deve explicações!

Ela sorriu mais ainda (se é que isso é possível) e me abraçou.

- Zayn, eu te amo - eu sorri e puxei ela mais para perto, encostando seus lábios nos meus e ouvindo vários "clics" de máquinas, amanhã todos os jornais da Inglaterra teriam essa foto

Terminamos de comprar as coisas e saimos

- Bem você deve estar se perguntando ainda, o que foi aquilo! - ela riu - simples, eu estava com medo, medo dela te querer de volta, ou de fazer algo para estragar nosso namoro, e eu estava certa! Então, lembrei de uma entrevista que você deu, falando sobre o término do namoro com a Perrie, e deixou claro que ela gostava de atenção, então, ela ganhou sua merecida atenção e não conseguiu falar nada, porque nenhuma namorada em sã conciencia elogia a ex do seu namorado ne?

Uau! Eu nunca pensei que a fosse tão inteligente

- Acho que eu estava errado! Eu achei que eu tinha mudado, porque antes eu só gostava das inteligentes, mas não eu amo a menina mais esperta que já conheci. - ela sorriu e corou - pode deixar que a Perrie não vai fazer nada com nosso relacionamento ok?

Ela me deu um selinho e continuamos a andar de mãos dadas até minha casa.



POV

Lou estava estranho, acho que ele estava pensativo, não sei, mas não era normal ele ficar calado.

- Louis? Ta tudo bem? Você ta calado desde que chegou. Vamos, faça alguma graça! Ja sei, corrida até o outro lado da piscina?

Ele olhou para mim, parecia perdido, e um telefone tocou de fora da piscina.

- Ah, desculpa é o meu!

Ele saiu da piscina e foi atender, durante a ligação ele olhava para longe, como se tivesse tentando decidir algo. Sua cara mudava mas teve uma hora que eu so ouvi ele gritar

- NÃO! Por que isso? EU NÃO QUERO!

E ele desligou e se sentou chorando. Sai da piscina correndo e fui até ele.

- Ei! O que houve? - perguntei segurando seu rosto nas mãos, ele não olhava nos meus olhos de jeito nenhum então eu o abracei - Lou, fica calmo, eu to aqui!

- Nao - ele disse se soltando - esse é o problema - ele chorava muito

Meu Deus estou com medo, o problema era eu agora?

- Me conta - ele balançou a cabeça - Louis por favor, eu preciso saber

- ... Me desculpa... Eu-eu - ele gaguejava

- Fala!

- Eu voltei com a Eleanor.



Louis POV

Eu queria parar de admirar a , mas eu não conseguia, poderia ficar ali o dia todo olhando para ela. Ela disse algo que não ouvi e entao escutei o toque do meu celular.

~ Ligação on ~

- Alo?

- Oi Louis, aqui é seu produtor, preciso resolver umas coisas

- Agora? Estou de férias e na piscina!

- Sim! Então... Já faz mais de um mês que você terminou com a Eleanor certo? Bom, as fãs estão muito tristes com isso e existem umas 3 tags para vocês voltarem no twitter. Além de que você perdeu uns 500 seguidores...

- Epa! Não! Eu não vou voltar. Estou gostando de outra menina, e foram as fãs mesmo que fizeram o nosso relacionamento acabar, aquela historia de Tina, duas Eleanores, me deixaram mto mal e a ela também, além da distancia que deixava nosso namoro bem mais díficil

- Não interessa, vocês vão voltar em uma semana ok? Sem discussões

- NAO! Porque isso? EU NAO QUERO!

~ Ligação Off ~

Me sentei sentindo as lágrimas brotarem dos meus olhos. Não podia ser possivel! Minha vida foi de arco iris para um inferno! Nada contra a Els, eu amei muito ela, mas acabou... Eu estava em outra e gostava da . Eu ferrei com a vida dela agora... Depois dos "quase" beijos...

- Ei! O que houve? - ela me perguntou e depois me abraçou - Lou, fica calmo, eu to aqui!

- Não - eu disse saindo do abraço - esse é o problema - oba! Mais lágrimas!

- Me conta - ela pediu mas eu só balancei a cabeça - Louis por favor, eu preciso saber

- ... Me desculpa... Eu-eu - eu gaguejava

- Fala!

- Eu voltei com a Eleanor.

Pronto! A merda tava feita! estava chorando e saiu correndo da minha frente, banheiro talvez? Não sei, só sei que eu fiquei ali encarando o céu e me sentindo o maior idiota do mundo.

Vi todas as meninas correrem atrás de e os meninos também, as únicas almas vivas que se lembraram que eu existo foram a e o Harry

- Lou! O que aconteceu? Por que os dois estão chorando? - começou

Contei tudo, dos produtores, da Els, da .

- Produtores de bosta! Não acredito que eles fizeram isso! Magoaram duas pessoas de graça - Hazza falou e me abraçou

- Louis, ela sabe? Que a culpa não é sua? - eu balancei a cabeça - Então acho melhor você falar, nós vamos estar sempre aqui, e ela vai entender, nós vamos mudar a opinião dos produtores - falou e eu não respondi, não estava a fim de ver chorando, então peguei uma toalha e cobri meu rosto, tentando enxugar as lágrimas.



Niall POV

Todos estavam saindo da piscina e correndo para dentro da casa. Eu não entendi nada mas a estava me puxando, já que nossos dedos estavam entrelaçados. Vi mais adiante chorando, ok aquilo me partiu o coração odiava ve alguém chorando, mas no meio do caminho foi pior, Louis também chorava, e se tem algo que me faz pior que ver uma menina chorar, é ver um dos meus amigos assim. parou para falar com Louis, mas eu me senti mal e percebi que não conseguiria ficar olhando para aquele rosto cheio de lágrimas, então continuei andando e consegui ouvir todo mundo falando com a que estava sentada no chão

- zinha, vamos, enxugue essas lágrimas, você é tão bonita sem elas - ouvi Liam falando

- , por favor ninguém gosta de te ver chorar, o que aconteceu? - eu cheguei sentando ao seu lado abraçando a mesma.
Ela enfiou o rosto no meu pescoço e sussurrou de um modo que só eu ouvi

- O-o Lou-Louis... Aah Niall - disse e voltou a chorar no meu ombro

- O que ele fez para você ficar assim? Porque ele também está chorando sabia...

- E-eu sei, não entendi isso - ela fungou - m-mas eu não consegui segurar, e-ele voltou com ela Niall! Eu sabia, sabia que ele não via nada em mim... Eu sou uma iludida - ela disse chorando mais

Percebi que todos nos olhavam sem entender nada, já que estávamos sussurrando, e comecei a ficar com raiva de Lou, eu sei que não devia, mas quem ele pensa que é pra tratar uma garota assim? Uma garota merece todo o carinho do mundo, e a era minha amiga, ela merecia!

Me levantei e fui correndo para onde Louis chorava

- O QUE DEU EM VOCÊ? - gritei, ok foi exagerado, mas a visão dele com lágrimas me deixou pior e tudo isso porque ele fez o favor de voltar com a Els (nada contra ela ok? Ela é legal, só que ele e a andavam tão juntos...)

- NIALL PARA! - a voz de me fez ficar mais calmo - a culpa não é dele!

- Ah... Não... Ele volta com a Eleanor e a culpa não é dele, a ta arrasada! E ela não merece isso, não mesmo...

Louis se levantou, chorando, e veio até mim

- Olha cara... Eu sei que você deve estar pensando que eu sou um idiota, mas me deixe explicar esta bem? Você me conhece e sabe que eu nunca faria isso, eu amei muito a Eleanor, mas isso tudo acabou, só que o problema é que as fãs querem de volta o casal Elounor... E mesmo eu gostando da , os produtores me obrigaram a voltar com ela até o fim dessa semana

Cara isso acabou comigo! Agora eu que era o idiota da historia, abracei o Lou pedindo milhões de desculpas

- Tudo bem bro, eu sei como você se sente no dever de proteger as mulheres - eu ri - mas não tem nada que eu possa fazer agora!

Um telefone tocou e Louis atendeu e andou para longe. chegou mais perto de mim e o Hazza entrou dizendo que ia explicar para todos o que acontecia de verdade.

- Me desculpa você também... Não queria ter sido grosso, eu estava mal por ela só isso

- Ei calma, eu te entendo e eu achei muito fofo o jeito que você é o " defensor das mulheres" - disse me dando um selinho

- Eu só tento ser um cara legal, para compensar o quanto uma mulher sofre e se doa... Ah , obrigado, por tudo sabe, por estar aqui e me apoiar e mais, por me amar - eu disse beijando seus lábios, só que agora de um jeito mais carinhoso - Eu te amo MINHA e só minha menina

Ela sorriu e me abraçou

- Eu também te amo MEU amor

Ficamos ali nos beijando calorosamente até ouvirmos

- Ei Ei, deixa um pouco para a noite né? - Era Harry Nós nos soltamos envergonhados e apareceu com uma cara bem melhor, acho que ela deve ter entendido

- Cade o Lou?

Apontamos para onde ele tinha ido e ela correu para lá.

- COMIDAAAAA - gritou ao ver Zayn e entrando, eu ri, como ela era meiga

Saímos correndo e pegamos as sacolas, todos entraram atrás de nós, mas antes eu peguei meu celular e digitei

"Nunca conheci pessoa mais doida, @ você é demais, meus fãs iriam te adorar!"

Já devia ser a quinta vez que eu postava algo sobre a no Twitter...



POV

Ok. Foi tenso ver a e o Niall se agarrando, acho que mais porque a não era uma menina que ficava se pegando com qualquer um, mas era o Niall Horan, então acho que tudo bem... Ela preparou alguns sanduíches e colocou um bolo no forno... Quem seríamos sem nossa cozinheira?

Depois de terminarmos de comer o pessoal saiu para o jardim/quintal onde fica a piscina e só sobrou eu e Liam na casa

- Liam? É sempre assim?

- O que? - ele perguntou

- O produtores, eu digo, sempre obrigam vocês a fazerem coisas que não querem? Se eles quisessem que você ficasse com alguém você teria que ficar?

Ele apenas concordou com a cabeça, aquilo me deixou mal. Eu coloquei os pratos de todos na pia (sim os folgados deixaram na mesa) e chamei o Liam para sairmos

- eu tenho que sair, você pode cuidar dessas crianças sem mim? - eu não queria, mas afirmei e sai para o jardim enquanto ele saía para a rua

- Não Niall! Me põe no chão! Eu não quero mais entrar na piscina, por favor - ouvi gritar enquanto Niall corria com ela no colo e depois pulou na piscina ainda segurando ela

Zayn e Harry gostaram da ideia e pegaram a e a e as jogaram pulando junto.

- Vocês são loucos! - eu disse e todos riram porém de uma hora para a outra eles ficaram em silêncio e encararam algo atrás de mim, quando me virei eu lembrei, e Louis! Eles estavam conversando a um tempão, os dois tinham os olhos inchados e Louis foi para a casa enquanto se sentou em distante da piscina.

Isso não era nada bom...



Harry POV

Quando vi Niall entrando na piscina com a fiquei com vontade e fiz a mesma coisa com a , sabia que ela ia me xingar depois, mas valeria a pena.

Dentro d'agua senti ela pegando em minha mão e sorri, mas quando olhei para ela vi que seu rosto não era de felicidade e sim preocupação, ela encarava duas pessoas que estavam chegando, quando vi Louis entrando na casa de Zayn com os olhos vermelhos não pensei duas vezes, me soltei de e corri para segui-lo, ver ele assim era como se algo dentro de mim estivesse quebrado, Lou não podia ficar mal... Produtores de bosta, eu, mais do que ninguém, sabia o quanto ele gostava da

- Cara, ei... Espera - disse pegando no ombro de Lou quando ele entrou num dos quartos da casa - O que foi? Os produtores que ligaram? O que a te disse?

- Harold... Era a Els, e ela falou um monte, disse que ainda me ama e que essa nossa "volta" vai me fazer querer ela de volta e cara... Eu estou com medo, eu amei muito ela e estou com medo de voltar a amar e piorar as coisas com a ... E depois que eu desliguei a veio toda fofa, pedindo desculpas e que iria me apoiar no que quer que fosse e que eu podia contar sempre com ela, isso foi de partir o coração de qualquer um e então ela falou que se algum dia esses produtores parassem de mandar eu namorar com a Els ela estaria lá, e ela disse que me amava, eu não aguentei...

Louis já estava chorando de novo

- Não aguentou o que?

- Eu tentei beija-la! Mas 1º quando eu tentei meu telefone tocou e 2º era a Els de novo e a saiu correndo, só que eu desliguei na cara da Eleanor e alcancei ela e a girei para um abraço, nos dois estávamos chorando. Eu to quebrado cara...

- Lou, você sabe que eu não sou o cara certo para conselhos, mas você tem que se acalmar antes de fazer qualquer coisa

- EU TO CALMO! Tá. Nem tanto, mas Harry, me promete uma coisa, você vai pedir a , antes que os produtores mandem você ter um namoro falso com alguém, seila, com a Taylor já que vocês sao bastante falados...

Olhei para ele pensando, talvez ele tivesse certo, se ele tivesse namorando com a os produtores nao poderiam fazer Elounor voltar... E talvez, isso acabe com meus problemas com Haylor também...

Afirmei com a cabeça e na hora em que ia sair do quarto alguém bateu na porta.



POV

Harry estava demorando... Todos tentavam animar mas eu não tinha saído da piscina até agora, o contato com a mão de Hazza não saía da minha cabeça até quando pediu para chamar os meninos, pois já íamos embora. Saí e me sequei, entrei na casa tentando achar o quarto certo e ouvi pessoas conversando atrás de uma das portas e bati nela

Harry abriu

- Ah... Oi Harry as menin... - não consegui terminar, ele tinha me colocado na parede oposta a porta, e me beijado AIMEUDEUS eu estava sentindo aqueles lábios macios e delicados roçarem nos meus até que sua língua pediu passagem e eu cedi, nosso beijos começou calmo mas logo estava caloroso e assim que me lembrei da realidade eu me soltei de Hazza

Olhei para ele com um sorriso mas tentando pedir alguma explicação, então ouvi alguém batendo palmas dentro do quarto

- Ah, oi Lou - eu disse com a cara super vermelha - não sabia que estava ai - mentira porque eu tava procurando ele...

- Não ligue para mim... Harry você é rápido heim? Acabei de fazer um comentário e ... - Harry jogou um casaco nele

- , eu preciso falar com você - Harry começou - a sós - disse referindo-se a Lou

- Calma, calma já vou sair - falou com as mãos para o alto e dando uma piscada para Harry (com os olhos ainda vermelhos) o qual sussurrou um "Obrigado"

- , eu quero me desculpar primeiro, sei que não devia ter feito isso, mas você chegou bem na hora que Lou e eu conversávamos sobre você - Opa! Meus ídolos conversando sobre mim? - Mas esquece, só quero saber se você quer namorar com o cara que acabou de beijar a garota mais linda desse planeta.

Ok. Isso so podia ser um sonho, primeiro ele me beija, depois pede em namoro e ainda fala que eu sou linda? Vou morrer, beijos...

- Hazza... - eu não tinha palavras, apenas me joguei em seus braços e o beijei, ele respondeu ao beijos e nós dois caímos em cima da cama que havia no quarto, ainda com os lábios colados até ouvirmos alguém bater na porta, nos soltamos e vimos que estava ali parada

- Me desculpa atrapalhar, mas nós precisamos ir mesmo, eu te pedi para chamar os meninos, não ficar de pegação com o senhor Styles!

Nós rimos e descemos. Todos estavam lá menos Liam então nos despedimos e fomos para casa, mas claro que não podia faltar as meninas me enchendo no carro por causa de Harry



Liam POV

Eu não sabia o que estava fazendo, realmente... Mas eu queria que percebesse que eu não sou um vagabundo qualquer que quebra o coração dela... Tudo estava pronto então me escondi espiando na varanda as meninas chegarem.

- O QUE É ISSO? - ouvi uma delas gritar

Olhei e vi sorrir ao ver as pétalas de flores que formavam um coração em volta de seu nome (escrito em giz no chão do quintal das meninas)

Ela se aproximou e pegou algumas pétalas atirando para cima, ela parecia uma daquelas atrizes de cinema, rodava e sorria.

- ! ! Tem mais! AIMEUDELS QUE COISA MAIS MEIGA - gritava

Ela entrou e provavelmente estava vendo as pétalas que eu deixei em um caminho até uma carta dobrada no chão da sala com um enorme coração escrito "Eu Te Amo do seu Daddy"

Dentro da carta dizia:

>"Espero que isso te faça perceber que eu sei como cuidar de você, eu te amo, e não aguento mais as noites que eu passo em claro pensando em ti, você pode não estar pronta mas eu estarei quando você estiver, obrigada por fazer destas as melhores férias da minha vida, e elas só começaram, por favor venha aqui em cima no seu quarto, mas sem as meninas (amo vocês, caso estiverem lendo), quero te fazer feliz, apenas isso

Do seu eterno Liam"


Ta eu sei que foi meloso, mas eu não aguentava mais, acho que o único que sabia desse meu "problema amoroso" era o Niall... E ele nem sabia metade dele e já tava cansado de me ouvir.

Ouvi passos vindos da escada e esperei ela ler a segunda e última carta

"Eu não sei o que você deve estar achando disso tudo, muito? Não sei, mas se você está feliz venha até a sua varanda, admire a paisagem, porque a minha vista vai ser uma das melhores"

Vi uma das portas da varanda se abrirem e lá estava, a menina que me fazia feliz, com o rosto molhado e um sorriso enorme no rosto. veio correndo me abraçar e eu correspondi. Depois ela me olhou nos olhos, ainda no abraço, e disse:

- Não acredito que você fez tudo isso! Com certeza que eu estou feliz, e melhor, eu estou contigo

Nossas lágrimas brotavam juntas e pela segunda vez tivemos um beijo com o rosto cheio d'agua.

- Fica comigo?

- Para sempre - ela respondeu



POV

Isso tudo era muito meigo, depois de subir eu e as menina nos jogamos no sofá e eu entrei no meu twitter pelo celular. Meu Deus eu estava com quase 2 milhões de followers! Acho que tudo isso foi pelo que Niall postou hoje de manhã...

Fui ver minhas Mentions e tinha milhares delas, a maioria era assim

"@ vocês são apenas amigos mesmo?" Ou "A melhor amiga do meu nini, @, é muito bonita, espero que seja muito legal também"

Passei algumas que me xingavam, não tava a fim de ler isso hoje, ia estragar meu dia, até que li "@NiallOfficial você ta fazendo tanta propaganda da @ que até parece o @zaynmalik quando falava de DNA kkk"

Aquilo foi estranho e engraçado, ri e depois entrei no twitter do Niall e entendi, ele não tinha apenas escrito aquilo de manhã, tinha quase 5 tweets falando de mim, sorri automaticamente ao ler eles.

Desci mais e achei um tweet de uma semana atrás, desde que cheguei em Londres nem tinha olhado o Twitter dos meninos

"Quando se sabe que encontrou a pessoa certa? Amor a primeira vista existe?"

Aquilo foi bem no dia que eu o vi pela primeira vez. Um novo tweet de Niall apareceu agora "Todas as minhas dúvidas se confirmaram"

Mandei una DM para ele

"Assim que você fala ser apresentada como uma amiga? Niall! Todos já devem saber...."

Ele demorou um pouco mas respondeu

"Me desculpe, mas eu tenho uma necessidade de compartilhar tudo de importante com minhas fãs :/"

Aww eu era importante...Sorri e tive uma ótima ideia

"Ei amanhã você ta livre? Já que todos devem desconfiar acho que poderíamos fazer uma twitcam para assumirmos!"

"Serio ??? Mas você ta pronta? Tem certeza? Não quero fazer nada que você não queira" - ele respondeu

"Tudo bem, acho que devo enfrentar meus receios, tenho que ir amor, vou alimenta meu Niall interior, beijos" - ri por lembrar que eu sempre falava isso, ele deve ter achado estranho

"Ok minha Rainha, me alimente haha, até amanhã, te amo viu?"

Eu sorri e respondi com um "Te amo também meu Rei"

Olhei para o lado e percebi que nenhuma das meninas estavam ali

- OOUUUUUUUUUNNNNNNNNN - ouvi elas em uníssono

Olhei para trás e percebi que todas liam minha conversa

- Ei!!!! Cadê a privacidade? Não se pode nem conversar em paz agora?

- Desculpa mas nós te chamamos várias vezes e você não respondeu então ficamos curiosas- falou

- Ah a senhorita já desceu? - perguntei com um sorriso malicioso

- Senhorita não! Chame ela de Senhora Payne - Liam apareceu atrás dela e a agarrou

- Ai deixa de ser bobo Liam - falou corando - vai, já está tarde! Melhor ir antes que os meninos fiquem preocupados - Liam olhou para a duvidando - ok. Paul vai ficar preocupado!

Todos riram e Liam se despediu de nós com um aceno e de com um selinho, na hora que ele saiu todas se jogaram em para conseguir explicações menos eu que tinha ido comer antes



Louis POV

Cara isso dói muito, saber que todos os meninos estão com suas namoradas que amam e eu tenho que ser forçado a namorar quem eu não quero. Liam mandou uma SMS para todos dizendo que se acertou com a , Hazza tinha pedido a hoje e os outros dois já estavam namorando... E eu com a Els. Os meninos e eu dorminos na casa de Zayn mesmo, todos tentando me confortar mas cada palavra me lembrava mais a e me fazia fica pior.

Quando Liam chegou nós todos comemos (por insistência do gordo do Niall, já que eu não estava nem um pouco a fim) eles conversaram sobre as meninas mas eu não ouvi, sai da mesa antes de todos e fui me deitar, antes tranquei o quarto, desculpa Harry, hoje você não vai dormir comigo... Fechei os olhos ainda pensando nela.



Harry POV

- Gente a Taylor acabou de convidar a gente para uma festa que vai ter daqui a dois dias, tudo bem pra vocês? Eu perguntei e ela disse que podíamos levar as meninas - Eu disse olhando o celular onde ela tinha acabado de me mandar uma mensagem

Todos se encaram e Liam se manifestou - Hazza tem certeza? Você ta namorando!

- Eu sei gente, mas eu já falei que nós só somos amigos poxa, e outra vai ter muito outros caras na festa para ela, eu só tenho olhos para uma garota - eu sorri, apaixonado

- Acho que tem alguém mudado aqui, vai numa festa e só tem olhos para uma garota? - Niall disse rindo e eu dei língua, obvio que eu tinha mudado, mas quem não mudaria por uma garota como aquela? Seu sorriso, seu olhos, tudo me encantava, com ela eu me sentia livre para ser o Harry Styles que ninguém conhecia, eu a amava, e um amor que chegou com tudo em tão pouco tempo

- Pera, mas como fica o trio Elounor + ? - Liam se manifestou

- Acho melhor ainda não levarmos a Els, ele tem uma semana ainda, e a iria ficar muito mal - eu falei e eles me olharam - ok, ela ia ficar pior do que já está

Todos confirmaram e foram se deitar, porém quando eu cheguei no meu quarto com o Louis (sim, cada um tinha seu quarto na casa enorme de Zayn e eu e Louis, como sempre dividíamos um) estava trancado, eu sabia que ele queria ficar sozinho mas não deixei de me sentir meio triste por ser expulso pelo meu Boo Bear... Aquilo me cortava o coração.

Entrei no quarto de Niall o qual sorria e mexia no celular

- Ei, duende, posso dormir aqui? Lou me trancou do lado de fora - ele afirmou com a cabeça e me deu espaço na cama - alias, o que está fazendo?

- Estou conversando com a , amanhã iremos fazer uma twitcam! Tem que estar tudo perfeito para os fãs conhecerem minha menina, combinamos antes de Liam chega e estamos resolvendo o que faremos. - ele deu um sorriso bobo

- Acho que eu não sou o único apaixonado aqui - falei cutucando-o - e só por isso eu te perdoo

Ele me olhou com um ponto de interrogação estampado na cara, eu ri - Te perdoo por estragar Narry!

Ele sorriu e me abraçou - Nunca - nós rimos, nos soltamos e eu dormi na mesma

Capítulo 7

Now she’s feeling so low since she went solo
Hole in the middle of my heart like a polo
And it’s no joke to me
So can we do it all over again?



Louis POV

Levantei da cama me sentindo um lixo, eu me sentia sujo por ter feito ela chorar, por te-la deixado... Eu e minha mania de esperar (Maybe I just got wait, maybe that's is the mistake; I'm a fool yeah), por minha causa isso tudo aconteceu, se eu tivesse a beijado antes.... Não Louis você não pode ficar vivendo de "se"s.

Lavei o rosto e fiz minha higiene matinal, ao me olhar no espelho percebi que os meus olhos estavam vermelhos, eu chorei a noite toda! A pergunta é: por que estou sofrendo por alguem que so conheço a um pouco mais de uma semana? Nao encontrei resposta.

Olhei pela janela do meu quarto e analisei o céu, parecia que os raios de sol brincavam com as poucas nuvens que havia ali, passaros cantavam e uma levre brisa soprava contra meu rosto, dia perfeito... Para os outros. Ouvi alguen bater na porta e deduzi que era Harry, ja que todas as suas coisas estavam aqui, tive medo de destrancar porque sabia nao agi certo deixando-o para fora, mas depois de mais duas batidas nao aguentei e abri

- Hazza... - meus olhos marejavam

Ele nao disse nada, apenas me abracou como se estivesse me perdoando, ele ficou ali por um tempo e depois saiu para pegar suas coisas

- Louis... Você a ama? A eu quero dizer. - ele me perguntou me encarando

- A-acho que sim - disse surpreso com a pergunta - sabe é díficil porque a conheci a duas semanas, mas eu sinto algo Harry, algo diferente e posso dizer com toda certeza que é mais forte pelo que eu sinto ou sentia com a Eleanor

Tive uma ideia repentina, sabia que era loucura, mas talvez fosse melhor ela saber.

- Harry! - ele continuava me encarando - acho que eu vou falar com ela, falar a verdade e tudo que sinto, para ter certeza que não estou brincando com ela e que se tudo der certo... Um dia... Se ela quiser e esperar...Eu volto para ela - mesmo nunca tendo sido dela, pensei. Harry abriu um pequeno sorriso e concordou com a cabeça - te espero no café - eu disse deixando-o se arrumar

Zayn e Liam estavam a mesa comendo e conversando animadamente.

- Onde está o Niall? - perguntei percebendo a falta do meu duende comilão

- Ele saiu cedo hoje, disse que passaria o dia fora... Algo relacionado a - Liam respodeu e eu sorri, feliz por Niall ter finalmente achado sua princesa para poder "proteger"

- O que temos para hoje? - perguntei

Os dois se encararam, tensos

- Er... Assim - Zayn começou - Eu vou passar o dia com a e Liam com a , talvez possa fazer algo com Harry...

Nesse momento ouvi Harold entrando na cozinha falando ao telefone

- Aonde?... Nao vai me falar? Ok! - disse fazendo bico - To brincando amor, passo ai as duas ok?... Sim, sim eu levo uma camera... Também te amo! Tchau - disse finalmente desligando - Heey, hoje vou a um lugar surpresa com a , tudo bem não é?

Zayn me olhou com pena e eu apenas fiz um gesto para que ele nao se preocupasse

É Louis hoje vai ter que passar o dia sozinho...

Os meninos comeram e depois de se arrumarem saíram, todos receosos por me deixar ali.

Peguei meu carro e segui o caminho de casa, porém na metade do caminho parei e peguei meu celular mandando uma SMS, mudando o rumo do carro



POV

Todas nós acordamos quase no mesmo horário, menos a que parecia nem ter dormido a noite. ainda estava com olhos inchados e as outras meninas estavam tentando escolher entre ficar preocupada por ela ou feliz pelos novos namorados

- Amor leva uma camera? A minha eu deixei no Brasil... Ok, obrigada, te amo - ouvi falando com alguém - Genteeeee!! Vou sair com o Haroldo hoje as duas horas. To tão ansiosa. ELE DISSE QUE ME AMA!! HARRY STYLES DISSE QUE ME AMA GENTE!

- Ount nossa bebe ta apaixonada - e falaram juntas

- Eu também vou passar o dia fora gente, Liam vem me pegar daqui a umas horas - falei sorrindo e lembrando que seus olhos perfeitos seriam todos meus hoje

- Eu também! - falou - Zayn e eu combinamos de passarmos o dia juntos

- E eu vou a casa do Niall, vamos fazer uma Twitcam - sorriu animada e nervosa

- Ta tudo bem? Você anda nervosa e não dormiu a noite toda - eu perguntei

- Não é nada , mas é que hoje nós vamos assumir mundialmente e você sabe como eu tenho medo que algo de errado - ela abaixou a cabeça e todas nós fizemos coros de 'awwwwns' e a abraçamos

- Meninas, eu vou ficar por aqui mesmo - Ouvi se manifestar e todas a olharam, tinha esquecido de - n-não se preocupem eu vou ver uns filmes e entrar na internet, fazer o de sempre

a abraçou, com pena

- Tem certeza minha palhaça?

Ela apenas concordou com a cabeça e fomos todas nos trocar, menos que decidiu ficar de pijama mesmo

TOC TOC TOC (alguém bateu na porta lol)

foi abrir a porta e antes que pudesse falar algo Harry a agarrou e depositou um longo beijo em seus lábios, percebi que ela sorria

- Se todas as vezes que eu abrir a porta ganhar um desses vou virar porteira - ela disse ainda abraçada Harry o qual riu

- Olá garotas! - Liam e Zayn apareceram e eu e corremos para abraça-los e beijar os mesmos

Depois de eles cumprimentarem todas as outras perguntou tímida

- Cade o Nialler?

- Nossa comilona já está sentindo falta do seu par guloso? - Hazza a zoou e ela deu lingua - to brincando, ele foi arrumar umas coisas em casa e disse para eu te deixar lá ok?

Ela sorriu e assentiu

- Vamos ? - Liam me abraçou po trás e deu um beijo em meu pescoço o qual me fez arrepiar

- Claro! - disse e dei tchau para as meninas, saímos andando e ele me levou ate a Starbucks

- Hoje eu quero apenas andar, aproveitar você e deixar o mundo com inveja da namorada perfeita que eu tenho - ele falou me fazendo corar e olhar o chão - ei eu to falando sério

- Liam, por que?

- Porque você é minha namorada e porque é perfeita

- Não, eu quis dizer, porque eu? Por que você me escolheu? - eu encontrei seu olhar e ele segurou minha mão

Pronto, flashes por todos os lado. Ele se levantou, mas eu não me mexi

- ? Vem...

- Não! Eu não to nem ai pra eles, quero una resposta. Somos namorados e um dia eles iam saber, mas eu quero saber agora, eu não tenho nada para chegar aos pés do Liam Payne

Ele se sentou novamente e olhou para mim, calmo

- Eu escolhi você, escolhi porque foi você que me encantou, foi por você que eu passei uma semana chorando achando que tinha te perdido, você ! Ninguém nunca tinha me feito sentir essa necessidade tão grande de estar perto, ninguem me faz sorrir tão verdadeiramente e me faz querer cuidar tanto, eu NUNCA esperei por alguém quando tinha quase certeza que tinha perdido, mas por você eu esperei, porque...- meus olhos estavam brilhando - eu te amo! - ele se levantou -SIM EU AMO ESSA MENINA!

Depois do grito ele me puxou e me deu um selinho demorado, passando depois para um beijo de verdade, um beijo gostoso que não poderiamos esquecer (por causa das fotos tambem). Depois de nos soltarmos, Liam pagou a conta e saimos de mãos dadas, os paparazzis não paravam de perguntar sobre nós, mas eu não respondia nada, apenas sorria, não podia estar mais feliz, todos aquelas noites em que passei sonhando com ele não eram nada comparado a isso, como aconteceu? Ainda não sei, estou apaixonada de mais para entender isso, tinha razão, ele é diferente, ele é Liam Payne! O MEU Liam Payne. E eu nunca me senti tão aliviada por ter parado aquele primeiro beijo, ele provou que era diferente e se nao fosse isso nao poderia estar tao segura agora. Abracei ele me sentindo a pessoa mais completa do mundo.



Niall POV

"Twitcam em dez minutos" - acabei de postar no twitter depois de ter dado uma geral na casa e como sempre teve milhões de favoritadas e retweets, ainda não me acostumei com isso.

Peguei alguma coisa para comer rapido, já que não tinha tomado cafe e sentei na minha cama (*onde tinha dado meu primeiro beijo com a *) e liguei a web cam

- Olaaaa! - eu disse sorrindo com a quantidade de pessoas assistindo - hoje eu tenho que confessar algo... Mas antes vocês tem que me prometer que não vão ficar bravas e não vão xingar a menina que está envolvida nisso

Li algumas respostas como, eu prometo e algumas perguntando se a @ era a menina

- Sim, é a menina e eu tenho que admitir que estou apaixonado por ela, mas por favor ela está vindo para ca e quando entrar vai ter uma surpresa, sejam legais!

Vi algumas pessoas comentando Awww e outras 'eu sabia'

- Ela não sabe o quanto eu amo ela, e eu queria pedir para voces comentarem aqui com a hashtag (fiz um # com os dedos) #NãoexisteamormaiordoqueodoNiallpela - eu disse sorrindo - sei que é meio grande, mas eu gostaria muito que vcs subissem essa tag

Li algumas pessoas pedindo para eu falar sobre ela

- Bom, ela é linda! - comecei - ela veio para Londres a duas semanas e a primeira vez que a vi ela estava de pijamas e uma pantufa fofa, tinha acabado de acordar, ela tem medo do que voces vao achar dela, então por favor me ajudem. ah e ela é do Brasil!

Pronto só foi falar isso que todas brasileiras surtaram, além da tag falando do meu amor pela , já tinha mais outras duas #NiallHorannamorandoumabrasileira e #tragaseunamoradoparaoBrasil

Eu ri com tudo isso e ouvi o interfone, era ela! Atendi e voltei para a camera

- Gente, ela chegou - disse sorrindo muito - continue com as Tags eu vou me esconder para ela ver essa surpresa - disse virando o computador para o corredor, lá tinha pedaços de minhas músicas, sobre amor, nossos nomes juntos e varios coraçoes colados na parede e uma sexta com um urso escrito I Love You em sua barriga. Entrei no banheiro e esperei ela entrar, tinha deixado a porta aberta

- Niall...? - ela falou entrando - AIMEUDEUSOQUEÉISSO? Que fofura! NIALL??? Cadê você? - minha menina nada escandalosa, eu gargalhei

- Epa! Ta filmando? NIALL JAMES HORAN APAREÇA, ai que vergonha, oi gente - ouvi ela dizer e então sai do banheiro e ela me olhou
- Olá princesa - eu disse encarando a menina que agora estava na frente do computador

- N-niall? Você fez tudo isso... Pra mim? As Tags? O corredor? O urso? Ah Niall!!!! - ela disse se jogando em meus braços chorando e tremendo

- Ei, calma, olha ali meus fãs querem te ver, eles sabem o quanto eu te amo, e eles estão mostrando isso para você

Ela olhou o computador e falou

- Eu amo voces, directioners e boys, eu lembro de ficar stalkeando os meninos até tarde, sonhando e chorando por causa deles, e isso tudo valeu a pena não? Continuem com seus sonhos. Obrigada por não me xingarem, eu prometo que vou dar o maximo de mim para não decepcionar ninguém

Ok. Confirmado. Não existe menina mais fofa que ela. Peguei uma caixinha que estava em meu bolso e ajoelhei perto dela, em frente a camera ainda

- , eu acho que você não tem mais duvidas o quanto eu te amo e o quanto minhas fãs te amam, e por isso e por outros mil motivos, você quer namorar o garoto que te ama e te quer ver feliz? - eu perguntei abrindo a caixa e mostrando um bonito anel de diamantes com alguns trevos desenhados ao seu redor fazendo o verde brilhar sobre a cor prateada, já que era só de namoro.

Ela sorriu de orelha a orelha e se jogou em meu pescoço

- Sim Niall Horan, eu aceito!

Vi vários Awwwwns na TL e coloquei sentada na cama ao meu lado

- Bom, agora que vocês a conheceram, vamos as perguntas - tinha várias - primeira: você é muito fofa, tenho certeza que vai cuidar do meu Nialler, quero saber o que você faz da vida, trabalha, estuda? - eu li em voz alta

- Eu terminei meus estudos antes de vir para Londres e depois de passar dois meses na cidade vou em busca de um emprego, eu estudei música e quero uma carreira musical

- Ok. segunda: Você toca algo ou canta?

- Eh toco violão, mas claro que o Niall toca melhor, mas meu forte é cantar, mas de novo o Niall tem uma voz magnifica

- E ela tem uma voz espetacular! - acrescentei

Ela sorriu tímida

- Voces podem cantar um dueto? - tinha várias assim. Olhei para ela esperançoso.

- Claro! Escolham uma música, mas uma dos meninos porque eu sei todas de cor ou do Justin... Mas se eu estragar a voz do Nialler não me culpem!

- Você não vai estragar, vai melhorar! Hmmm pediram aqui para cantar C'mom C'mom e Little Things - eu disse lendo no computador

- Ok vamos começar pelo C'mom C'mom, mas tem que ter a dancinha do Liam, Louis e do Harry!- disse animada

Eu olhei para ela e estranhei

- O que? Aconteceu algo? - ela perguntou me olhando

- Você é sempre assim não é? Começa timida e depois da a louca! - eu falei rindo

Ela me deu língua e fez bico

- Ei, isso é legal - eu a abracei

- Ok vamos cantar! - ela levantou

Nos posicionamos em frente o computador e começamos ainda sem a dancinha

"The one that I came with, she had to go, but you look amaizing standing alone" - comecei andando em sua volta

"So c'mom c'mom let me move a little close to you, c'mom c'mom in the way you're walking down" - sua voz encheu meu quarto e ela começou a dançar

"So c'mom c'mom show me what you're all about" - cantei, dançando antes de nossas vozes se juntarem

"Heeeey I've been watching you all night, there's something in your eyes that says c'mon c'mom and dance with me baby" - nossas vozes se encaixaram perfeitamente e eu sorri, era exatamente assim que eu pensava que seria. Como se sinos tocassem em meus ouvidos me perdi em sua bela voz. E que voz! Ela ainda cantava me olhando de lado e sorrindo. Sorri de volta e dancei mais animado e mais feliz do que nunca.

Terminamos a música sorrindo e nos jogamos na cama, a maioria dos comentarios eram positivos, alivio...

- Bem agora só falta Little Things - disse

- Vou buscar meu violão espere

- Niall... Você não teria dois? - ela sorriu

- Tenho sim, mas é o meu antigo, deixa que eu o uso.

Antes dela protestar, corri para a sala onde guardava meus dois violões e voltei, antes de entrar ouvi a conversando com a camera

- Ele é um maximo! Fofo, comilão, engraçado, romântico...Queria que todas vocês o conhecessem, ele é tudo o que vocês sonham e mais ainda.... Sua voz é tão maravilhosa quanto nos CDs, sua pele é macia e cada vez que a sinto borboletas se soltam em meu estomago. Sim, estou apaixonada pelo Niall Horan...

- E eu pela Horan- entrei dizendo impressionado ao ouvir aquelas palavras

Ela corou e olhou para baixo e eu gostei ao ouvir o som do meu sobrenome em seu nome Horan!

- Toma - dei o violão mais novo junto com um selinho

Ela pegou e sorriu

- Bom vamos de Little Thing agora- ela falou para o computador sorrindo ao ver que a cada minuto mais pessoas nos assistiam



POV

Eu e Zayn estavamos indo para o Green Park, ele queria fazer um piquenique e já tinha preparado tudo. Fomos para uma area mais afastada onde nao tinha muitas pessoas e ele montou a toalha nao deixando eu fazer nada alem de sentar e o observar

- Sabe o que eu comprei enquanto ia para a sua casa?

Eu o olhei esperando uma resposta e ele apenas riu e tirou algo da cesta onde antes estavam as comidas. Era uma revista. E na sua capa estava... Eu e Zayn nos beijando!!! Como eles são rapidos.

- O que eles falam? Me xingaram? - disse pegando a revista de sua mão

- Calma calma, eles apenas falam que voce eh a garota sexy e misteriosa, e dizem que querem descobrir quem é a sortuda.

Eu me assustei, será que agora eu não poderia sair de casa sem as pessoas perguntarem quem eu sou?

- Zayn... Eu sei que voce esta de férias mas tem como você arranjar uma entrevista para esclarecer tudo?

Ele sorriu e me abraçou

- Relaxa pequena, eu dou um jeito

Nós nos soltamos e comemos, e para a nossa felicidade tudo ocorria perfeito. Alguns fotografos passaram por lá, mas nada que nos irritasse

- ... - Ele começou - eu queria saber algo que eu sempre me pergunto em meus relacionamentos...

Odiei o jeito que ele falou 'meus relacionamentos' mas deixei passar

- Fala - disse meio grossa

- Se eu fosse apenas o Zain Malik, o garoto v1d4 l0k4, bad boy de Bradford, se eu nao estivesse em uma banda famosa, você ainda iria me querer e amar do mesmo jeito? - ele estava envergonhado - voce é a primeira pessoa quem eu nao tenho vergonha de falar, entao por favor seja sincera

Aquilo me pegou de surpresa. Comecei a rir muito e ele me olhou com uma cara preocupada

- Zayn, me desculpa... É que essa é uma pergunta muito besta - eu ria mais - eu não me apaixonei por você só porque voce é um cara famoso, você tem seus erros, eu ja te falei, mas eu amo seu jeito, seu olhar, sua mania de querer sempre estar bonito, sendo que nem precisa porque voce é lindo de qualquer jeito, e eu te amo por voce ser quem voce é e eu te amaria sendo rico ou pobre, famoso ou não! Você é perfeito.... - sorri sem graça depois de falar tudo aquilo que eu guardava para mim desde a primeira vez que o vi

Ele não falou nada apenas me olhou e se aproximou fechando seus olhos e eu sabia o que vinha a seguir então joguei ele para tras na grama e o beijei pela segunda vez sem me importar com todos os flashes e 'clicks'

- Acho que vão ter mais revistas - disse rindo

E assim passamos a tarde, comendo e nos beijando até Zayn me levar para sua casa e assistirmos um filme. Dormi ali mesmo



POV

Eu não podia mentir, estava me sentindo um lixo, eu amava Louis, e eu sabia que a culpa não era dele, mas eu fiquei mal por tudo isso. Tirei minha blusa do pijama e coloquei a Mrs Tomlinson, pelo menos poderia passar o dia como fã, liguei a TV em um filme qualquer (O diario de uma paixão) e liguei o computador e sorri ao ver as Tags dos mudiais #NaoexisteamormaiordoqueodoNiallpela e outras duas falando deles. Aquele casal era muito fofo, comecei a rir ao ver a Twitcam que eles faziam, a
era uma doida, meu afeto com ela tinha crecido muito! Fiquei feliz por todos estarem se divertindo, e estarem bem.

Ouvi meu celular apitar e era uma mensagem de Louis

"Está livre hoje? Vou passar a tarde ai tudo bem? Ando meio sozinho"

Eu não entendi. Por que ele nao passava a tarde com a Eleanor? Mas nao respondi se ele quisesse ele vinha...

E ele veio! Ouvi a campainha e abri e ele me olhou e riu fraco

- Desculpa, perdi algo? - perguntei tentando nao olhar naqueles olhos brilhantes e perfeitos

Ele nao disse nada apenas apontou para minha blusa e entao percebi o quanto eu era idiota, me abracei para não aparecer

- Ei, nao esquenta! Eu vim para conversar com você, posso entrar? - ele perguntou

Eu dei passagem e me sentei no sofa com ele ao meu lado

- Olha... Não sei o que voce veio falar, mas entenda que eu sei que voce voltou para a Eleanor, e nada que eu faça pode mudar isso, não perca seu tempo comigo ela é linda e eu sou horrível... - comecei falando

- Ei, eu ainda nao voltei com ela, eu tenho ate o fim da semana segundo os produtores e eu percebi que te devia explicações. eu estou sofrendo, mais do que você imagina, eu me apaixonei pela palhaça fofa que conheci a pouco tempo e eu fui um idiota em achar que tinha que esperar par te ter, eu causei tudo isso e te peço descul... - ele disse, mas eu nao o deixei completar

- LOUIS! quer dizer que vocês ainda não estão juntos certo? - ele concordou com a cabeça - me desculpe por isso entao, ninguem precisa ficar sabendo, mas eu preciso... - ele me olhou confuso mas eu nao o deixei pensar

Me lancei em seus braços e fiz o que sempre sonhei e algo que parecia que todos nos impediam, grudei nossos labios e deixei ele passar com sua lingua, foi perfeito, mas eu e ele estavamos chorando porque sabíamos que não poderíamos ficar juntos. Meu estomago se revirava, mas parecia que tudo estava conectado a ele, Louis era meu problema e minha salvação. Queria soltar-me dele e falar que tudo foi um erro e que nunca iriamos ficar juntos, mas ao mesmo tempo eu necessitava de sua lingua explorando cada parte da minha boca.

- Eu te amo, queria que você fosse minha - ele disse no meio do beijos

Mordi seu labio e soltei nossas bocas

- Louis... Nós não podemos ficar juntos, eu te amo e eu queria de verdade ser a Mrs Tomlinson mas não posso - disse chorando mais - eu te amo, mas voce não é meu! E eu quero te esquecer, ver você beijando a Eleanor não vai ser algo que eu poderei suportar...

Ele me abraçou

- Nos vamos ficar juntos, eu prometo, você vai ser minha!

E outro beijo demorado começou.

Eu queria parar, sabia que isso tudo estava me iludindo, mas não conseguia.

- Ei, amanhã temos uma festa, e cada menino esta chamando uma menina, quer ir comigo? - ele perguntou e eu concordei com a cabeça, logo em seguida deitei em seu colo e adormeci. Ainda era de tarde, mas todo esses acontecimentos estavam me deixando muito mal e cansada, a última coisa que vi antes de fechar meus olhos foi o rosto de Louis ainda cheio de lagrimas



Harry POV

Eu nao fazia a minima ideia de onde ela estava me levando. tinha pego o carro logo depois de deixarmos a na casa do Nialler e estava me levando para longe do centro de Londres.

Ela estacionou o carro e eu olhei em minha volta, eu não conhecia essa parte da cidade, era bonito, tinha bastantes arvores e flores.

Ela se sentou ao pe de uma arvore e me olhou esperando que eu a seguisse

- Harry este foi o lugar que eu encontrei na semana que não nos vimos. Eu andava muito mal por causa do Gabriel... E toda vez que começava a chorar eu vinha para cá. Não pense que eu sou uma boba, mas eu precisava de um tenpo sozinha e isso foi o que eu achei. Já que você sabe da história e agora é meu namorado, achei que seria bom te trazer aqui...

Me sentei ao lado dela e a abracei

- Boba, não precisa ficar com vergonha, minha e só MINHA NAMORADA - era tão bom falar isso - Mas me fale o que mais eu não sei sobre você?

Ela sorriu e se encostou em meu peito e eu posicionei a camera a nossa frente fazendo-a sorrir

- Eu sou uma garota comum Styles. Não tenho muitos feitos. Acabei os meus estudos e vim para ca em busca de uma carreira musical. Sou sua fã desde 2011 e meu quarto é todo com a cara de vocês, é minha prima. Tenho as melhores amigas do mundo. Estou namorando um cara muito gato. Não sei o que mais quer saber... estava com os olhos fechados e sorrindo, parei de admirá-la para responder

- Você canta? Toca?

Ela se virou

- Toco e canto um pouco. Eu e a sempre estamos fazendo músicas, ela canta já que sua voz é muito melhor que a minha e eu toco. As vezes trocamos e as vezes fazemos tudo junto. Devemos ter umas 20 canções originais

Uau, isso eu não esperava

- Toca o que?

- De tudo um pouco.

Corri até o carro e peguei uma gaita que estava no meu porta-luvas a não sei quanto tempo e dei para ela

- Sabe? Eu canto se quiser

Ela concordou com a cabeça e começou a tocar Love Me Do dos Beatles enquanto eu a filmava

E eu cantei

"Love, love me do
You know I love you
I´ll always be true
So please, love me do
Oh, love me do
Love, love me do
You know I love you
I´ll always be true
So please, love me do
Oh, love me do
Someone to love
Somebody new
Someone to love
Someone like you
Love, love me do
You know I love you
I´ll always be true
So please, love me do
Oh, love me do
Love, love me do
You know I love you
I´ll always be true
So please, love me do
Oh, love me do
Yeah, love me do
Oh, love me do"


Ela parou de tocar e sorriu

- Cara como você consegue isso? - eu perguntei pegando a gaita de sua mão e assoprando de um lado ao outro. Ela riu

- Só praticar. - disse pegando a camera e revendo o video

Ficamos ali conversando por um bom tempo, gravando videos e tirando fotos até que percebi que escurecia.

- Melhor irmos, está tarde - eu comentei

Ela deitou na grama olhando para o ceu e me puxou.

- Vem, é lindo. - eu deitei e olhei as estrelas e o ceu estava realmente bem estrelado para uma noite londrina sorri e logo depois subi em cima de e a beijei, não tinha motivos certos, só estava feliz por ter ela ali, ficamos assim um bom tempo até que coloquei a mão por dentro de sua blusa e ela estremeceu e ficou parada como uma pedra

- Haz... - ela falou

- Não, eu entendo. Voce não esta preparada... - disse tentando ser compreensivo. Talvez seja sua primeira vez, pensei. Eu não ia forçar a barra com ela.

- Harry nao é isso - disse se sentando - eu só estou com medo de voce me trocar logo depois disso. Você sabe, todos te conhecem por levar as meninas para a cama e depois ir embora... Eu nao quero ser apenas mais uma. Nao posso dizer que sou uma santa em relação a isso, mas eu quero que seja diferente

Merda! Minha imagem sempre estragava tudo, eu odeio ser conhecido por Harry Safado Styles. Parecia que ela nao confiava em mim

- , não vou fazer isso, você não confia em mim? - perguntei me aproximado e beijando seu pescoço.

- Harry para! Por favor, eu nao quero! - ela se soltou de novo e eu me chateei, poxa eu nao ia a abandonar.

- Ok. Vamos - eu disse grosso

Ela me olhou e eu percebi que seus olhos marejavam. Tentei não ligar e sai andando para o carro.

- Harry... Por favor me entende

- Eu já entendi. Não quer, não tem. Pronto.

Ela ficou calada depois disso e tivemos o trajeto todo assim. Quando cheguei na casa dela, ela me perguntou

- Sem beijo?

Apenas virei a cara e dei um beijo em sua bochecha. E senti meu labios serem molhados por uma de suas lagrimas.

Ela se virou e saiu, foi quando eu a vi andando que percebi a besteira que tinha feito, corri ate ela

- Me desculpe. - falei baixando o orgulho e segurando em seu ombro - não quero brigar, só que eu queria que você confiasse em mim.

- Harry, está vendo, você só pensa nisso, ficou bravo porque eu te parei. Nao esta acostumado é isso? Desculpe, ja disse que nao quero ser mais uma na sua lista. Se quiser vá se esfregar em alguma menina que roda a bolsinha na esquina. Eu quero ser SUA, mas eu quero que você me faça confiar primeiro.

Ok. Meu coração deu um nó e quase saiu pela boca

- ... Por favor não faz isso... - disse

Ela apenas me ignorou e entrou em casa. Me sentei no banco onde a tinha visto pela primeira vez deixando as lagrimas rolarem.

Vi uma janela com luz e eu meio que escalei até ela, já que havia uma escada ali.

Entrei e me vi no quarto da menina que amava e meu coraçao se quebrou ao ver ela chorando na cama

- Não chore... Eu te juro que foi só uma recaída, eu mudei , mudei por você. Eu não gosto de te ver assim.

Ela pulou na cama ao ouvi minha voz

- Me perdoa - fiz cara de cachorrinho sem dono

- Com uma cara assim quem não perdoaria? - ela riu e me deu espaço na cama. Me deitei ao lado dela e a abracei

- Me desculpe - disse antes de fechar os olhos e dormir pela segunda vez naquele quarto.



POV

Eu estava pirando com tudo isso! Não podia ser real, era mágico de mais!

- Bom vamos de Little Thing agora - eu falei para a camera do computador de Niall

Ele sorriu e cochichou em meu ouvido falando que eu fazia a parte de Harry e Liam e ele o resto. Assenti e vi ele começar, comigo no violão

"Your hand fits in mine
Like it's made just for me
But bear this in mind
It was meant to be
And I'm joining up the dots
With the freckles on your cheeks
And it all makes sense to me"
- ele começou passando os dedos nas poucas sardas que eu tinha no rosto

"I know you've never loved
The crinkles by your eyes
When you smile,
You've never loved
Your stomach or your thighs
The dimples in your back
At the bottom of your spine
But I'll love them endlessly"
continuei com ele no violão também e depois de cantarmos nossa parte juntos ele fez a parte do Louis e eu do Harry. Eu mudei um pouco a letra:

"I won't let this little things slip out of my mouth
But if I do, its you oh its you they add up to
I am in love with Niall and all his little things"
- sorri para ele o qual fez seu solo

"You never love yourself half as much as I love you, you never treat your self right darlin but I want you to, if I let you know I l'm here, for you, maybe you'd love yourself like I love you oooh"

Foi então que eu percebi tudo o que estava acotecendo, eu percebi que estava viciada em Niall e nao conseguiria mais viver sem ouvir aquela voz perfeita. Eu o amava mais do que já amei alguem um dia. Ele foi feito para mim e eu não podia perdê-lo.

Terminamos a música juntos e eu olhei para o computador. Todos estavam elogiando, meus olhos se enxeram de lágrimas

- Niall... Eu nao podia estar mais feliz... Meninas e meninos vocês não sabem o quanto isso significa para mim! Eu... Eu amo voces. - então eu resolvi animar as brasileiras e falei em portugues - vocês são as melhores fãs do mundo!

Niall me olhou confuso

- O que voce falou? Voçais san as melhoures fans dow mundow? O que significa?

Eu comecei a ter um ataque de risos

- significa, vocês são as melhores fãs do mundo em português, fale de novo as meninas que entenderem vão amar isso

Ele repetiu e eu ria muito

- Niall voce é um fofo! - ele sorriu - bom gente vamos desligar ok? Eu agradeço de novo a todos.

Dissemos tchau e desligamos

- Nunca vi tantos viwers, eles te amam menina, pena que não tanto quanto eu!

Dei um selinho e quando ele pediu passagem eu nao cedi

- Ei! -protestou

- Estou com fome! - eu disse

- Sem beijo, sem comida!

- Sem comida, sem beijo

- Ok, perdi - ele disse fazendo bico - Nando's?

Sorri de orelha a orelha, concordando.

Chegamos lá, pedimos o que queriamos e conversamos de maos dadas ate que eu falei

- Amor? Tem muitos fotografos aqui

- Do que me chamou? - ele perguntou

- De nada - olhei para o chao e ele ergueu meu rosto - de amor...

Ele sorriu

- Boba, você acabou de fazer uma twitcam com milhares de viewers e ta assim?

Ele tinha razão, eu era muito idiota.

Acabamos de comer e saímos ainda de mãos dadas

- Niall. Niall, me fale, porque todos esse namoros de repente? São namoros verdadeiros? Por que Louis está sozinho?

A única coisa que ele respondeu foi

- O meu é real! - senti minhas bochechas corarem

Andamos até sua casa para ele pegar as chaves do carro e partimos para casa, estava me sentindo mal por ter deixado sozinha, e aquele paparazzi me fez lembrar isso.

Chegamos lá e eu vi a cena mais fofa do mundo que me fez partir o coração. estava dormindo no colo de Louis e ele estava dormindo também, ambos com o rosto molhado e com a blusa Mrs Tomlinson. Eu e Niall nos olhamos e sentamos no sofa oposto para assistir a TV que estava ligada. Não passou muito tempo quando vi entrar correndo e ir para o quarto. Me levantei assustada, mas senti Niall puxando meu pulso

- Deixa ela, nao sei o que aconteceu mas sempre precisamos de um tempo sozinhos. - assenti me sentindo mal ainda.

Nialler acabou adormecendo em meu ombro e eu só fui dormir quando chegou com Liam com um grande sorriso no rosto.



Liam POV

Voltamos para a casa das meninas a noite, Niall dormia encostado a que estava quase dormindo e com Louis, o que eu achei meigo mas triste. Subimos para o quarto de para ela pegar umas roupas e vimos Harry e lá. Ok, foi estranho ver todos em casais dormindo.

Meu amor me chamou para outro quarto, de , segundo ela, e ficamos assistindo Rei Leão

- está tarde... Melhor dormimos - eu disse desligando a TV

- Não quero dormir! - ela mordeu o lábio e eu sorri.

- Então o que você quer?

- Você - ela disse me puxando pela gola da camisa me fazendo ficar em cima dela colando nossos lábios

O beijo estava um tanto mais quente que o normal até que senti suas mãos subirem por baixo de minha camisa. Fiz a mesma coisa com ela e logo em seguida já estávamos sem as blusas. Ela passou a mão pela minha nuca me fazendo arrepiar

- Eu só quero você! - ela disse entre os beijos já tirando o resto de roupas que nos separavam.



Capítulo 8

Truly, madly, deeply, I am
Foolishly, completely fallin’
And somehow, you caved all my walls in
So baby, say you’ll always keep me
Truly, madly, crazy, deeply in love with you
In love with you.




Zayn POV

Por mais estranho que isso soe eu tinha acordado as 7 da manhã nas férias! Tudo porque ontem eu e fomos dormir bem cedo e hoje ela queria fazer uma surpresa agradável para as meninas. Pegamos a cesta que eu tinha levado ao Green Park ontem e enchemos de comidas (a qual compramos no mercado perto de minha casa) e bebidas para o café da manhã. Chegando lá eu e ela nos assustamos. Louis estava dormindo (sentado, tadinho) com em seu colo e os dois estavam de mãos dadas, e Niall também dormiam sentados um aconchegado no outro. Arrumamos a mesa e fizemos o café por completo, decidimos ver se tinha alguém nos quartos antes de acordarmos os que dormiam na sala. Checamos o quarto de , e o da com e apenas encontramos Harry e dormindo no quarto da mesma. pediu para mim acompanha-la até seu para pegar uma blusa nova, já que tomaria banho só depois da refeição, mas então foi quando tudo aconteceu.

Entramos no quarto e havia uma... Hm... 'surpresinha' não esperada. Liam e estavam deitados na cama da apenas com os cobertores cobrindo seus corpos nus. Fiquei em choque. Liam sempre fora o mais correto de todos e agora tinha ido para a cama com uma menina que conhecia a duas semana e namorava a apenas dois dias. Não que eu estivesse contra isso, mas ele podia mostrar mais respeito pelo menos, no quarto da , na casa das meninas e cheio de gente!

- ! AiMeuDeus, SUA VAGABUNDA, LOGO NO MEU QUARTO, NÃO ACREDITO QUE VOCÊ FEZ ISSO COMIGO, SUA NOJENTA, TEM GENTE EM CASA, SABIA? SE QUISESSE IR PARA A CAMA COM O LIAM PELO MENOS FAZIA EM UM LUGAR ONDE EU NÃO PUDESSE VER SEUS CORPOS NUS APENAS COM COBERTORES! - gritou. Ela estava assustada, eu sabia que estava exagerando, mas eu também não gostaria dessa cena no meu quarto.

Os dois pularam da cama e puxaram o cobertor mais para eles com os olhos arregalados. colocou o rosto no pescoço de Liam e murmurou

- . Sai. Desse. Quarto. AGORA!

- Não! Esse é o meu quarto se a senhora não sabe! - respondeu ríspida

- SAI! - ordenou - se a senhora não percebe, temos que colocar alguma roupa? - rebateu sarcástica

apenas bufou e me puxou para fora do quarto

- Calma - tentei falar mas em vão, pois fui cortado

- CALMA? NÃO DA PRA TER CALMA COM UMA VADIA QUE FICA DANDO PRA QUALQUER UM NO MEU, REPITO, MEU QUARTO - ela disse e eu me calei

Os dois saíram do quarto já de roupas.

- ... Por favor não briga comigo...

Todos olharam para a e ela bufou

- Meninos vocês poderiam descer? - continuou

Eu e Liam concordamos e descemos.

- Merda! Eu sempre estrago tudo - ele falou

- Qual é bro? Relaxa, sim foi um pouco errado, mas a só está nervosa. Vai ficar tudo bem

Ele sorriu inseguro e fomos para a cozinha começar a comer. Todos já tinham acordado e me olhavam com uma cara tensa, claro, eles ouviram os gritos.



POV

Louis segurava minha mão quando acordei, mas logo a soltei. Sabia que isso só me machucava.

Olhei para a sala e vi e Niall ali. Tadinhos devem acordar com uma baita dor.

Sai de meus devaneios quando ouvi um grito do segundo andar

- SUA VAGABUNDA, LOGO NO MEU QUARTO, NÃO ACREDITO QUE VOCÊ FEZ ISSO COMIGO, SUA NOJENTA, TEM GENTE EM CASA SABIA? SE QUISESSE IR PARA A CAMA COM O LIAM PELO MENOS FAZIA EM UM LUGAR ONDE EU NÃO PUDESSE VER SEUS CORPOS NUS APENAS COM COBERTORES!

Todos que estavam dormindo pularam, assim como eu. Nós nos encaramos por um tempo e antes que qualquer um pudesse falar algo ouvimos o segundo grito

- CALMA? NÃO DA PRA TER CALMA COM UMA VADIA QUE FICA DANDO PRA QUALQUER UM NO MEU, REPITO, MEU QUARTO

Todos se levantaram para subir, mas a falou que era melhor não, já que poderia causar mais brigas. Fomos comer alguma coisa na cozinha e nos deparamos com uma grande surpresa. A mesa estava posta e cheia de comidas e bebidas. Vi pelo canto do olho Niall e sorrirem com os olhos brilhando, só que antes de comermos Zayn e Liam apareceram na porta.

- Gente, me desculpa - Liam falou olhando para o chão, triste

Eu dei um passo a frente e o abracei

- Liam relaxa, pelo que eu entendi você não fizeram nada de mais, porém a i é muito fresca com o quarto dela, sempre arrumado, sempre direitinho sem nada fora do lugar - eu comentei

- , eu queria faze-la feliz. Queria que desse tudo certo para ela não sofrer mais como sofreu antes, mas eu não sou bom o suficiente, eu fiz ela brigar com a ...

BAM! passou correndo da escada para a porta de cassa e saiu.

- E agora deve estar chorando igual a ela, eu não a mereço...- terminou

Eu o olhei com pena, sabia que Liam era um fofo e só queria o bem das pessoas, vê-lo assim parte o coração de qualquer pessoa.

- Hey dude, não fique assim. Não desista da , você não sabe o quão ruim é não poder ficar perto de quem você ama - Louis falou e eu senti a indireta. Minhas bochechas coraram e uma leve lagrima desceu no meu rosto - Na verdade, acho que sabe, lembra da semana que você mal falou conosco? Tem certeza que quer voltar daquele jeito? Por favor não a deixe. Liam levantou o rosto concordando e limpando o molhado dos olhos

- Eu sei que não é boa hora, mas eu tenho que ver a , até mais - Zayn se manifestou já saindo da nossa casa

Ninguém falou nada por um tempo e meus pensamentos vagaram para . De todos naquela casa eu era a que mais a conhecia, sabia que ela tinha essa mania de limpeza, mas também sabia que não era esse o caso, eu sei que ela tem um trauma por causa de relações sexuais... Acho que isso deve ter sido um choque! Tudo bem que se fosse no meu quarto eu mandaria a e o Liam aproveitarem bem e dormiria em outro lugar, eu não iria ficar nem ai. Mas era diferente, talvez as meninas não tivessem percebido até agora. Tomara que não briguem mais.

Liam em vez de quebrar o silêncio subiu as escadas quieto, deixando de novo nós quatro na cozinha com todos aqueles comes e bebes.

- É muito inoportuno eu falar que estou louco para comer? - Niall pigarreou

Vi rir - Nunca é inoportuno estar com fome!

- Assim que se fala! - ele sorriu

Bom pelo menos algum casal estava sem problemas.

Eu e Louis nos sentamos e acompanhamos na comida, depois de um tempo mal se via vestígios de comida na mesa.

- Me diz garotas, qual o sonho de vocês? - Louis perguntou

- Pra falar a verdade, meu sonho já foi realizado. Conhecer vocês e agora namorar o Niall, isso tudo é muito doido para a minha cabeça entender. Acho que agora a única coisa que falta é eu arrumar um emprego incrível e andar de limusine - riu

- E o seu ? - ele se virou para mim

- Bom, talvez as mesmas coisas que a , conhecer todos vocês é de mais, claro que vamos tirar a parte de namorar o Niall - como eu sou anta - mas eu sempre quis conhecer o Bruno Mars e outros artistas famosos também

O silencio reinou no cômodo

- Eu vou subir para ver a , ontem eu a vi chorando e não fui falar com ela - se levantou e Niall a segurou pelo pulso

- Quer que eu vá junto? - ela apenas se virou como se fosse para ele a seguir e ele seguiu. Depois de sumirem para a escada Louis sussurrou

- Sozinhos. De novo.

Eu evitei olhar naqueles olhos azuis brilhantes e balancei a cabeça em sinal afirmativo. Eu não queria isso, sabia que eu estava sendo uma tola e ontem eu fiz uma besteira que só me iludiu mais.

TRIIIIIIIM TRIIIIIIM (n/a: sem comentários hauahsha)

Louis atendeu seu celular sem tirar os olhos de mim

- Alo?... Ah é você - disse com um tom decepcionado - Sim eu estou ocupado... E também vou estar hoje a noite... Não posso te levar não, a Taylor que chamou o Harry, não posso levar convidadas... Ta tchau - desligou

- Era ela não? - perguntei já sabendo a resposta - viu? Por isso não posso ficar com você, ela sempre vai estar entre nós, me admira muito ontem ela não ter atrapalhado... - me virei para a sala já sentindo meu olhos encherem de água, mas não pude ter tempo de deixá-las cair já que todos os meus sentidos foram direcionados ao novo toque na curva de meu pescoço.

- Eu te amo - disse entre aos beijos que depositava em meu pescoço

- Não me ilude Louis... Para - tentei argumentar - e-eu não quero!

Ele me virou descolando os lábios de meu corpo

- Me desculpe - abaixou a cabeça - m-me desculpe mesmo, eu me odeio por isso, só não quero te ver sofrer e se você esperar, vou fazer de tudo para ser seu

- Só tenho medo de não aguentar...

Eu o abracei, mas agora, nem o seu toque parava minhas lágrimas



Harry POV

Acordei de um jeito nada agradável.

Alguma menina gritava no corredor coisas que uma dama não deveria falar.

Ri de mim mesmo, qual é eu sou Harry Styles, as meninas já me falaram coisas bem piores... Mas eu mudei e cresci (cara essa história de eu mudei e tals já ta parecendo Turma da Mônica Jovem). Olhei para que dormia do meu lado (que sono pesado heim?) e me soltei dela andando até a porta para entender o que se passava

- Harry? Não vai lá não... - ouvi alguém murmurar atras de mim e me virei para - é a , e pelo que entendi está gritando com a ...

Voltei para seu lado e ela colocou a cabeça em meu colo. Mordi o lábio

- Err... Então, o que quer fazer? - tentei controlar meu sorriso malicioso, em vão, e acabei levando um tapa - Aaauuu

- You're giving me a heart attack - ela continuou meu grito e eu ri - sério você tem que se controlar mais, mas tudo bem, vamos apenas fazer o de sempre

Ela subiu em mim e grudou nossos lábios que logo estavam em uma perfeita sintonia

- , ontem eu te vi chorando... Vim saber se esta tudo b... Aaaaah desculpaas, acho que ta tudo certo aqui, vamos Niall - era que acabara de entrar. Eu, e até o Nialler rimos de seu desespero. saiu de cima de mim e falou

- Relaxa amiga, está tudo bem agora, obrigada por se preocupar. Mas, me conte, o que aconteceu com a ? - sua risada cessara e agora havia una ruga de preocupação em sua testa

Os dois que ainda estavam na porta entraram e se sentaram no chão mesmo

- Não sabemos direito, acho que Liam e fizeram... Hm...amor na cama de e ela se zangou quando viu - contava

- ELA VIU ELES FAZENDO SE...

- NAO!!!!! - os dois me responderam - apenas eles debaixo dos cobertores sem roupa - Niall continuou - O Daddy ficou muito mal por ter feito as duas brigarem, saiu correndo de casa e Zayn foi atrás

- Isso é muito chato... Acho melhor nós resolvermos tudo aqui para irmos na festa de hoje a noite - comentou - melhor vocês irem...

Nos concordamos e nos despedimos. Explicamos que cada um iria pegar uma garota, por que não estávamos com a vã disponível. Pedimos para elas avisarem Liam quando ele saísse para ir nos encontrar em minha casa.

Chamamos Louis no andar de baixo que estava 'consolando' a de alguma coisa que não quis falar.

Isso tudo tinha me deixado bem abalado, já não tinha tanta certeza se a festa era uma boa ideia.



POV

Eu estava sentada na cama chorando. Toda essa situação tinha me deixado mal, foi minha primeira noite de amor, sempre tive medo dessas coisas mesmo não demonstrando, ontem eu estava confiante porque Liam me passara essa confiança, mas mesmo na primeira vez aconteceu o que eu temia.

As pessoas me achavam uma ridicula.

havia falado muitas besteiras, porém ainda acho que a mais errada fui eu apos relembrá-la de um problema que ela tinha á alguns anos (o qual ela tinha nos contados na primeira semana na casa)

~ Flashback on ~

Os meninos tinham acabado de descer e nós entramos no quarto, sentei-me na cama e ela ficou de pé.

Eu já chorava.

- Por que está chorando? Achei que tinha se divertido com Liam de baixo dos meus cobertores. Se arrependeu, é?

- ... Por favor! Eu não me arrependi de nada, tive a melhor primeira noite de amor da história, mas me desculpe por ter sido aqui...

- Olha só a bagunça que você fez no meu quarto! Minha cama está nojenta e meus cobertores devem estar podres. Vocês dois são uns...

- CALA A BOCA! PARA! Não ouse xingar o Liam, porque se você não se lembra ele é seu ídolo e se não fosse por ele suas cicatrizes da época que seus pais revelaram aquele segredo nunca sarariam

Foi então que ela começou a chorar e saiu correndo de seu próprio quarto.

~Flashback off~

Eu já estava sozinha por um tempo quando ouvi a porta

Toc Toc Toc

- Vai embora - falei

TOC TOC TOC

- O QUE VOC... Liam? Ai desculpa, eu só estou meio... Chateada - disse assim que o vi entrar também com o rosto triste

- O que aconteceu? saiu correndo e você não está nada bem! - ele me abraçou

Olhei com pena para o meu namorado. Namorado. Que estranho falar isso LIAM PAYNE É MEU NAMORADO! Gostei. Ai foco, ele quer uma resposta.

- M-me desculpe por fazer você ficar assim, começou a falar um monte, mas quando ela ia falar algo ruim de você eu não deixei e a lembrei de um problema pessoal dela, eu sei que fiz errado, mas não tive escolha...

Ele me olhou e sorriu

- Você só a enfrentou por minha causa? Ah Payne não precisava tanto né. Mas olhe não quero te ver triste ok? Nós vamos resolver isso juntos e eu não vou sair do seu lado para nada. Porque ontem eu senti que você era só minha - ele sorriu malicioso e me beijou. Ele era com toda a certeza o melhor namorado do mundo

Senti algo tremer no bolso de sua calça. Ele pegou o celular e leu a mensagem

- Tenho que ir, nós temos festa hoje, lembra? Tchau - disse me dando um selinho e saindo do quarto.

Arrumei todo o quarto da depois, odiava brigas...

- Me desculpa - me virei e lá estava ela olhando tímida para o chão



POV

Não sabia pra onde estava indo, havia lágrimas por todo meu rosto e eu tentava secá-las, sabia que a qualquer hora Zayn apareceria por ali. Segui toda a avenida até chegar em um casarão e antes que pudesse pensar para qual lado seguir senti alguém me puxando e acabei me batendo contra um corpo musculoso.

- Z-zayn? Perguntei tentando focar no rosto da pessoa

- Shhhh , não estraga o momento. - ouvi uma voz meio grave, estranhei. Não era a voz dele.

Empurrei o homem que me abraçava.

- Ei, quem é você? - perguntei

Ele me olhou incrédulo

- Não se lembra? Mesmo? Sou eu Kauã! Eu estou em viagem aqui em Londres e vi uma reportagem sobre você, falando que estava residindo na cidade. Estava chegando em sua casa quando vi você sair furiosa e chorando.

A raiva cresceu dentro de mim e todo o sentimento de ódio que eu tinha por essa pessoa voltou para meu corpo.

Kauã era ridículo. Era amigo da família e muito próximo de mim, ele sempre brincava comigo quando era criança e lá pelos meus 14 anos começou a mexer com meu corpo. Eu não queria. Mas meus pais viviam fora de casa e me deixavam sozinha com ele. Ele me abusava! Foi por ele que eu comecei a ter nojo de relações sexuais, por isso fiz aquele escândalo com a . Quando meus pais me revelaram o maior segredo da minha vida a alguns anos atrás tudo juntou e os cortes começaram a aparecer. Aos 16 anos, o One Direction apareceu na minha vida e foi uma luz no fim do túnel, todas as musicas me fazendo me sentir bonita e me sentir bem, além de que foi por eles que eu encontrei . Conheci ela pelo meu FC e descobri que estudava no mesmo lugar que eu, além do 1D, ela foi meu anjo.

Senti seus braços me agarrarem de novo

- ME LARGA - gritei - TENHO DESGOSTO DE SABER QUE TE CONHEÇO

Ele me agarrava mais e eu não conseguia me soltar.

- SOCORRO! - gritei e senti ele me largando e caindo no chão.

Olhei para a frente e vi Zayn, nervoso, na minha frente

- Zayn! - me joguei em seus braços sem me preocupar com as lágrimas que caíam. Ele retribuiu o abraço.

Kauã se levantou.

- Você só escapou mais essa vez. Você não sente saudade daquela época? Te vejo depois - disse e saiu andando fazendo minhas lágrimas caírem mais

- ? Se acalma pequena eu estou aqui. Não sei quem ele é ou o que ele te fez mas eu te juro que ele não chega mais perto de você.

Eu o abracei mais forte soluçando

- O-obrigada, você não sabe o quanto eu fico melhor em ouvir isso. Depois eu tento te contar tudo, mas vamos voltar para casa, preciso acertar umas coisas. Me desculpa por te fazer passar por tudo isso.

Ele pegou meu rosto e beijou cada parte do face molhada.

- Ei pequena, não esquenta, eu te amo e isso é a única coisa que importa.

Sorri para ele e caminhamos até minha casa. Subi correndo para meu quarto e meu sorriso se abriu mais ao ver a limpando-o

- Me desculpa - Ela se virou e me olhou como se eu estivesse zoando com ela - eu estou misturando as coisas, se o Liam te faz feliz você pode fazer o que quiser com ele. Eu sei que errei...

Abaixei a cabeça e senti ela me abraçar

- Eu que peço desculpas não devia ter falado aquilo para você...

Eu não respondi apenas continuei o abraço.

- Uhuuuuuu - ouvi as meninas gritando atrás de mim - Desculpa interromper mas temos o dia para ficarmos as meninas mais gatas da Inglaterra! Ah , Zayn avisou que foi para casa de Harry porque os meninos ligaram.

Eu sorri e gritei

- AS COMPRAAAAAAS!!!!!!

Todas riram e fomos para a Oxford Street, uma das maiores ruas para compras da cidade.



Niall POV

Todos nós já estávamos na casa de Harry e Louis. Combinamos de fazer uma coisa especial para as meninas devido ao stress de hoje cedo, só não sabia o que. Era ainda de tarde, teríamos até as 19hr para preparar algo.

"Já esta tudo bem, elas fizeram as pazes" - recebi uma SMS de e sorri. Olhei para os meninos e eles também tinham recebido.

- Bem agora temos que ter uma surpresa maior, só para comemorar sabe - Liam se levantou do sofá que estava e todos concordaram

- Talvez rosas... - Harry pensou alto e levou uma almofada minha na cara

- Que clichê - eu falei rindo dele

Ficamos em silencio por um tempo pensando. Lembrei das palavras de "Acho que agora a única coisa que falta é eu arrumar um emprego incrível e andar de limusine" e as da " Eu sempre quis conhecer o Bruno Mars e outros artistas famosos também"

BINGO!!!

- Já sei! - falei (ou gritei whatever) - Louis lembra do que a e a falaram hoje cedo? É isso! Harry ligue para a Taylor e pergunte quais artistas vão, e pergunte quem mais pode chamar. - ele concordou pegando o celular e indo para outro cômodo - Liam reserve 5 limusines e Zayn e Louis veja pelo Twitter que artistas estão aqui em Londres para chamar

Eles me olharam incrédulos com a minha ideia

- E você vai...?

- Eu estou no comando!



POV

Estavamos todas ansiosas e, modéstia a parte, estávamos lindonas! Eu estava usando uma saia preta alta e uma blusa com algumas borboletas nos seios, salto alto tamanha 15 (salto alto era minha marca registrada, eu devia ter uma 30 pares). e estavam com vestidos curtos e colados ao corpo, de preto com lantejoulas e um vermelho com um laço atras. estava com um vestido mais soltinho basico e cheia de pulseiras coloridas, já a estava com uma bota de cano baixo, um shorts preto e uma blusa que eu A-M-E-I, era jogadina de lado azul com um S de superman.

Cabelos prontos (todos feitos por que era craque nisso), maquiagens feitas (por ) e eu fiz a unha de todas.

Ouvimos o som da campainha e eu me levantei para atender.

- Louis! - falei e ele pegou minha mão e me fez dar uma voltinha eu ri

- Uau! Que gata heim? Acho que o duende vai ter uma ótima surpresa!

Senti minhas bochechas corarem.

- é a sua deixa - gritei para a sala e quando apareceu no nosso campo de vista percebi que Louis estava vidrado nela

- Ei, disfarça pelo menos Lou - ele me olhou e riu

- SOMEBODY NEEDS HELP? - ele disse abrindo os primeiros botoes da camisa que usava revelando a sua famosa blusa de superman

- Por que você esta vestindo isso? - perguntou rindo

- Nunca se sabe quando precisa ajudar alguém, vem agora somos dois heróis! - disse pegando no braço da menina corada.

Eles sairam e eu pude ver que o carro que entravam era uma Limusine.

Fechei a porta sorrindo

- ELES VEM EM LIMUSINES AAAAAAAAAAAAAAAAAA MEU SONHO VAI SE REALIZAR!!! - momento escandalo com a ! As meninas riram e deram gritinhos e aos poucos mais meninos chegavam e levavam elas embora. Sobrava apenas eu e quando o Liam chegou

- Bem, estou indo amiga, daqui a pouco ele chega ok? - disse me dando um beijo

- Cuida bem da minha mamãe, ok Daddy?

Ele riu

- Sempre!

Esperei uns cinco minutos até Niall chegar

- Cara... Eu já falei que tenho sorte de ter a menina mais bonita desse país, país não, desse mundo! - ele dizia enquanto me abraçava e girava

"Bbb-baby c'mon over, I don't care what people find out"

A voz de Harry chegou aos meus ouvidos e percebi que meu celular tocava. Me soltei de Niall e vi que era .

Nossa não tem horário melhor não? Eu ri, estava com saudades dele, ele era quem me entendia e quem sempre me apoiou quando meu pai nos abandonou.

Atendi.

- ? - ele sussurrou

- Oi - falei animada - quanto tempo, o que passa?

- , eu tenho que ser rápido, papai voltou e a situação está pior do que antes, se você lembra como era, mamãe está sofrendo e eu estou com medo, eu sei que sou o mais velho, mas ele disse que se eu sair do meu quarto atá amanhã ele me mata, precisamos ajudar a mamãe, e eu não consigo sem você. Vai ter que voltar para o Brasil, me desculpe. tem um voo às 20h30, já encomendei tudo pelo computador, você tem meia hora. Foi o único que eu encontrei o mais urgente por isso tem 3 escalas. Vai demorar, mas qualquer coisa que aconteça saiba que eu te amo mais do que qualquer coisa. Sei que você faria isso pela sua família.

Falando isso ele simplesmente desligou.




Capítulo 9

Back in my head we were kissing
I thought things were going alright
With a sign on my back saying ‘kick me’
Reality ruined my life




POV

Aquela festa era sem duvidas a MELHOR festa, ever.

McFly, The Wanted, Taylor Swift, Ed, Cher, Bruno Mars (nossa eu nem sabia que ele estava no país). Ah Pera! Aquele ali é David Beckham? OMG ele é tão gato pessoalmente. Robert Pattinson, Taylor Launther, EMA WATSON ESTAVA AQUI!!!!!! Serio eu estava pirando, imagina agora so faltava eu trombar com o Log...

- Opa! - Senti um esbarrão

- Ah oi, desculpe, está um pouco cheio aqui não? - ouvi alguém falar e levantei o olhar para ele

- L logan?? Tipo Logan Lerman? - olhei admirada, ele era tão gato, depois de Harry Styles ele era o cara famoso que eu mais amava. Eu só assisti Percy Jackson um milhão de vezes para vê-lo (eu AMO PJo, mas amo o livro porque o filme é bom, mas não como uma adaptação) - Cara você é tão gato - Ok acalme seus hormônios!

Ele riu

- Eu mesmo! E você é...?

Antes que pudesse responder senti um braço pela minha cintura e uma voz rouca falou

- ! Essa é minha namorada Logan! Que bom que se conheceram.

Isso é sério? Harry Styles com ciumes de Logan Lerman. Ta eu to sonhando e nao sei?

Harry conversou um pouco com ele e eu fiquei sorrindo abobada e loucamente para os dois. Depois que Logan se foi ele virou para mim

- Estava flertando com ele? Olha eu e os meninos chamamos essas pessoas para voces realizarem seus sonhos, não para ficar me train...

Senti um cheiro de alcool

- HARRY PARA! - falei rindo - olha o que você está falando, eu te amo bobo, ele é só um artista que eu sou fã. Você está bebado, não sabe o que esta dizendo...

Ele me olhou, como se estivesse se interrogando em acreditar ou não em mim.

- Ok, tudo bem, vá e conheça seus idólos. Assim eu mostro para você que eu sei confiar em quem eu amo.

Isso foi golpe baixo não? Ele se virou lentamente e foi para o bar pegar alguma bebida (cara ele ia desmaiar, como alguem bebia tanto?) enquanto eu ia para o centro da pista. Fiquei uns cinco minutos me balançando até sentir alguem me cutucar.

- Heeey ! Tudo bem se eu te chamar assim né? - olhei para trás e lá estava Logan de novo, aparentemente muito bebado.

- Claro, pode me chamar do que quiser - Acalme seus hormonios ! - então você dança?

Ele pegou uma de minhas mãos e me puxou mais para o centro. Fez alguns passos estranhos e me fez dançar junto. Aquilo deve te sido a coisa mais entranha que já fiz.Era divertido.

Logan estava me girando quando eu sem querer tropecei em alguma coisa que estava no chão e cai em cima dele. Aqueles olhos perfeitos estavam ali, diante de mim, eu estava com os meus arregalados pela proximidade pois nossos rostos estavam tao perto que dava para sentir seu halito de alcool.

Nossa distancia estava diminuíndo quando voltei a realidade e virei o rosto fazendo ele depositar um beijo em minha bochecha.

- Me desculpe - disse me afastando - e-eu nao devia...

Não terminei a frase e sai daquele local. O que eu estava pensando? Eu amava Harry e ele teve maturidade suficiente para confiar em mim. Enquanto eu? Eu estou sendo a pior namorada do mundo.

Eu tinha que achar ele e não sair do seu lado. Tinha que provar que eu merecia a confiança dele.

Mas...Cadê ele?



POV

Olhei para Niall que me observava assustado enquanto eu não ousava mexer um músculo sequer.

- O que aconteceu? Por que você está chorando? Quem é e o que ele fez? Posso quebrar a cara dele?

Ele estava preocupado e nervoso. Tentei relaxar meu corpo e andei até mais perto dele sabendo o quão doloroso seria para mim dizer as próximas palavras a ele.

- Niall eu quero te agradecer, por tudo o que você fez por mim, por realizar meus sonhos, por me fazer feliz, mas eu sinto muito, não sabe quanto, tudo tem que acabar agora.

Eu tentei não olhar para seus olhos azuis, mas ainda assim consegui ver uma lagrima caindo. Meu coração que já estava se despedaçando desde a ligação, se rompeu por completo. Minhas pernas bambearam e eu acabei caindo por completo no chão, coloquei una das mãos no rosto e chorei, apenas chorei como se isso fosse deixar tudo melhor.

- Acabar? Como assim? Quem era e o que aconteceu? Eu não vou deixar você ... Tudo porque eu... Te amo! E eu sei que você também. Tem que ter um motivo.

Ele não entendia, eu nunca iria querer acabar com o nosso namoro. Ele me fez sentir viva novamente enquanto antes todos me faziam apenas querer me esconder do lado escuro e nunca mais ve a luz novamente. Eu sei que parece cedo para afirmar, porque so namoramos por alguns dias, mas eu sabia que eu o queria mais do que qualquer coisa. Não! , sua mãe precisa de você do mesmo jeito que você sempre precisou dela e ela esteve lá quando pequena. Eu estava a minutos de voltar para o Brasil, eu sabia que não ia voltar para Londres tão cedo. Minha mãe precisava muito de seus filhos agora e eu não podia deixá-la na mão.

Me levantei no chão gelado e o encarei. Será que posso transmitir toda a dor e a raiva que estão junto a mim nesse momento apenas por um pequeno olhar? Sem respostas... Me virei e andei delicadamente até as escadas. Subi lentamente degrau por degrau sentindo seu olhar perfurar minhas costas. Cada vez que subia um step minha mente borbulhava de pensamentos

1º degrau - Eu consegui ser feliz por alguns dias
2º - Aquela confiante que todos comheciam? Nunca existiu. Apenas aprendi a fingir para não me machucar
3º - Era mais do que claro que eu sou fraca
4º - O que me doía mais? Pensar em fazer Niall derramar uma lagrima sequer por mim. Eu não tinha o direito de fazer isso com ele
5º - Teria problemas no Brasil
6º - Era bem provavel que minha "mania" de ficar me arranhando quando nervosa voltasse a acontecer
7º - Eu amava minha mãe
8º - Eu amava
9º - Minha maior certeza era que eu o amava (Niall) mais que a mim mesma
10º - Estava com desprezo por minha pessoa
11º - Não acreditava que meu 'pai' teve coragem de voltar para casa
12º - Agora estava mais claro do que tudo
13º - Todas minhas dúvidas se confirmavam
14º - Minha parte maldosa crescia dentro dentro do meu corpo e eu desejava ver dor em seu rosto

Ao chegar no ultimo e décimo quinto degrau concluí em voz alta

- Meu pai era um cretino. Um cretino que eu odeio chamar de pai.

Me encontrei em meu quarto, no Brasil, com meu irmão ali. Nós dois tapavamos os ouvidos para não ouvir os gritos de mamãe. segurava firme minha cabeça para tentar abafar o som, sem sucesso, e eu apenas o segurava contra meu pequeno e fragil corpo.

Aquela lembrança me fez ter uma vontade de tê-lo aqui, tapando meus ouvidos e falando que vai ficar tudo bem. E eu sentia como se seus braços estivessem ali em torno do meu corpo, o aquecendo do terrivel frio, chamado medo.

- Ei, tudo vai ficar bem. - ouvi uma voz suave em minhas orelhas. Me virei e vi os olhos azuis que mais amava e suspirei. - Não acha que desabafar é uma boa ideia, eu digo, já que está acabando assim, pode pelo menos tentar explicar...

- A história não é simples, mas vamos começar do começo ok? - Suspirei pesada e lentamente - Depois que eu nasci meu pai começou a ser agressivo e se drogar. Tudo acabava em tapas e socos. Mamãe tentou se divorciar, mas ele a ameaçou por isso. No fim da historia eu e meu irmão filmamos uma vez que ele a agrediu e mostramos a polícia. Ele foi condenado a 10 anos de prisao. Isso quando eu tinha 8 anos. Ou seja...

- Ele estava livre. - completou - e voltou para casa, deduzo Balancei a cabeça afirmando e me enterrei nos seus braços musculosos. Chorei. Chorei como uma criancinha chora quando perde seu doce, como uma mãe chora ao perceber que errou com o filho. Chorei pelo erro de tê-la deixado bem no ano em que ele sairía... Por isso meu medo de deixá-la. Mas nunca achei que ele viria direto para ela. Poxa 10 anos e ele não se arrependeu de nada?

Ouvi Niall pigarreiar

Era hora dele saber a minha decisão, a decisão mais óbvia e mais difícil da minha vida.

- Niall, eu vou voltar para o Brasil! E não tenho passagem de volta para a Inglaterra.



POV

Lá estava eu com medo de novo. Como isso aconteceu? Simples. Falta de seguranças nessa festa.

Kauã estava lá.

Ele estava tentando chegar perto de mim. E eu me escondia atrás de Zayn toda hora. Tentei me afastar da pista mas senti um esbarrão e um aperto na minha bunda. Quando olhei para o lado percebi que era ele.

- Ainda igual a antes - falou e apertei a mão de Zayn. Não queria mais uma briga hoje. Eu corri para o mais longe com Zayn do meu lado e pedi urgentemente para ir embora e ele assentiu

- ? Não quer contar a história? - ele me perguntou já no carro e eu suspirei. Ele me ajudou hoje mais cedo, merecia saber.

Contei.

Senti ele parando o carro e olhando para mim. Eu sabia o que ele ia falar. Iria gritar e xingar o menino, o que não era errado, mas eu queria mesmo era entrar em casa e me deitar para esquecer de tudo.

Dei um beijo nele e me despedi

- Não! Não fala nada. Vou entrar eu preciso dormir. Depois de tudo que aconteceu hoje, so falta mais um desastre para acabar com o meu dia

E acabou.

Entrei em casa quando seu carro ja tinha partido e percebi que a luz da cozinha ainda estava acesa. Fui apagá-la e olhei um bilhete em cima da mesa, estava molhado

"Meninas,
Não sei que horas vocês vão ler isso, mas é mesmo preciso que vocês saibam. Eu tive uma péssima noticia do meu irmão, e tive que voltar para o Brasil URGENTE, Niall me deixou no aeroporto e não duvido que tenha sido difícil a despedida. Não queria me despedir de vocês assim, amo muito todas, mas não tive tempo. Talve seja até melhor.
Então, adeus.
Eu não sei se volto, porque tenho medo de deixar minha mãe sozinha, meu irmão também.
Qualquer perguta, falem com Nialler, contei toda história, por mais difícil que seja, para ele.
Não fiquem bravas comigo, estou com saudades já, e não faz meia hora que nos vimos. Obrigada a vocês e aos meninos por fazerem o melhor mês da minha vida ai em Londres.
Beijos, "


Ao ler aquilo meu mundo caiu. Me joguei no sofa e comecei a chorar, muito. Esse dia entrou para o pior da minha vida. Queria poder trazer ela de volta e saber o motivo. Queria que Kauã se afastasse e me redimir pelo que disse para de manhã, mesmo já tendo feito as pazes.

Fui ao banheiro e me olhei. Estava horrivel. Observei meus olhos pretos e minhas bochechas da mesma cor.

Vi um pedaço do espelho quebrado e me senti recaíndo

Peguei-o e posicionei sobre o braço, passei de uma vez sentindo a dor que sentia frequentemente antes. Olhei o sangue brotando e peguei a toalha de rosto que havia do lado da pia, amarrei sobre o corte depois de lava-lo. Ardia, o corte era fundo

Minha pior mania havia voltado.



Harry POV

Já devia ser o décimo copo de vodca que eu tomava, mas eu não me importava. Pedi mais um lembrando do jeito admirado que olhou para Logan. Ela devia estar por ai pedindo autógrafo de alguém, amanhã apareceria "Namorada de Harry Styles estava parecendo uma fã maluca na festa de Taylor Swift" nos jornais, mas de novo, não me importava.

Minha cabeça girava até alguém me puxar pelo braço e me jogar para a parede brutalmente. Hm. Harry Gosta! Mas quando vi, não era e nem outra garota da festa. Era um homem!

Hm. Harry não gosta mais.

- O que foi? - perguntei firme

- Vou roubar a sua namorada. - o cara estranho disse

- Como? Você tá louco? - minha cabeça latejava, a bebida fazia efeito. Ninguem podia ouvir nada porque estavamos numa parte afastada da pista

- Ela é gostosa de mais para um gay como você. - Senti um impacto contra minha bochecha esquerda. Havia ganhado um soco. Tudo rodava, não sabia se tinha sido isso ou a bebida. - Sai de perto dela ou eu quebro a sua cara. Mais ainda fracote.

A bebida agiu.

Vomitei. Ali mesmo, no seu casaco de couro. Ele me olhou com nojo e me deu outro soco antes de sair correndo e gritar

- Ainda não acabou.

Me deixei escorregar pela parede limpando a boca e sentando no chão. Abaixei a cara para os joelhos e senti todo meu rosto arder. Um líquido quente escorria até minha boca e percebi. Estava sangrando. E deixei sangrar. Não estava com forças para sair dali, o álcool ainda estava em mim e fazia meu cerebro latejar.

- Harry? Ei! Te procurei por toda parte. O que faz ai no chão - ouvi a voz delicada por quem me apaixonei me chamar e levantei o rosto - HARRY? O que aconteceu??

Ela se sentou em meu lado mexendo na bolsa e tirando de lá um pacotinho de lenços.

- Um c-cara - tentei falar - queria ficar c-com vo-você, so-socou meu rosto... - era ruim falar - vomite-tei nele

me olhou confusa e com pena

- Ah Hazza, me desculpe por ter te deixado sozinho - senti seus braços em minha volta. Depois se levantou e me puxou para cima - Vamos, eu vou te limpar. Nada vai me tirar do seu lado agora.

Enquanto íamos para os banheiros vi Logan dançando com outra menina. Bom, um problema a menos.



Liam POV

não parava de tentar achar as meninas, estava preocupada de uma beber muito, de outra se machucar dançando, da terceira causar alguma briga... Ela era protetora demais! Não que eu não fosse muito com os meninos, mas estávamos em uma festa!

Puxei para perto de mim e a beijei.

- Que tal para de se preocupar com elas e se divertir comigo? - falei

Ela sorriu e me beijou de novo

- Acho que aguento por um dia

Guiei ela até a pista a qual tava tocando "What The Hell" da Avril Lavigne.

"All my life I've been good, but now whoa I think what the hell" - Ela começou a cantar e dançar feito uma louca

- Isso sim é se divertir, esqueça o mundo e pense nessa noite - pedi

Começou uma batida lenta em uma musica que eu nao reconheci. rebolava para lá e para cá. Estava gostando disso. Peguei uma bebida e virei. Se ela podia dar uma de louca, eu também.

Cheguei bem perto dela e me balancei junto, em perfeito encaixe nossos corpos dançavam.

Percebi que ela estava tomando todos os olhares do lugar e me senti com ciúmes! Agarrei sua cintura e a beijei na frente de todos, mas ela apenas sorriu e rebolou mais

- Ahn, se importa de parar de mexer a cintura?

Ela me olhou confusa

- Por que?

- Porque todos estão te olhando! Não gosto disso.

Ela riu alto e balançou mais ainda. Sorriu para mim antes de virar de costas e rebolar colada em meu corpo.

Ta. Dane-se os outros eu estou gostando disso! Ficamos ali por mais algum tempo até passar correndo e chorando por nós. foi atrás dela e não me restou nada além de ir também, mas antes olhei para trás e vi.

Louis e Eleanor estavam se beijando.



POV

Não sei exatamente como tudo aconteceu. Estava conversando com Louis sobre como estava feliz por ter conseguido o autógrafo de Bruno Mars e do Taylor (meu lobo gato preferido <3) quando me senti sendo empurrada para o lado e ouvir

- Oi amor, que saudades! Espero que tenha sentido o mesmo por mim!

E depois vi, Eleanor e ele se beijando. Aquilo me doeu tanto que não pude evitar as lágrimas. Sai correndo até chegar ao bar e virar dois copos de algo que eu não sabia o que era. Mas era forte!

- ? O que aconteceu? - ouvi alguem pergunta e percebi que e Liam estavam ali, antes que eu respondesse Liam falou

- Ah , não fica assim. Você sabe que eles só estão fingindo.

- Eles só precisavam fingir daqui a uma semana. Eu não a culpo, porque ela nem sabe da minha existência. Mas ele podia ter feito algo! - parei de chorar e bebi outro copo - vou dançar. Não se preocupe comigo.

Me levantei tonta e segui até a pista. Louis e Eleanor dançavam a musica lenta abraçados. Ela sorria, mas nao pude ver o rosto dele. Melhor.

Fiquei parada no centro tentando pensar o que faria aqui até que senti alguem atras de mim

- Gostaria de dançar comigo? - ouvi e me virei

Eu acho que nessa hora meu coração quase parou. Taylor Launther estava me chamando para dançar!!! Estava visivelmente bebado, pois estava com seu abdômen a mostra (e meu Deus que abdômen é esse??!!!!) , sem camisa e suado.

- C-claro - gaguejei

Ele me pegou pela cintura e me puxou para perto. Passei meus braços pelos seu pescoço e me encostei nele.

- Por que chorava? - ele perguntou

- Nada! - respondi automaticamente e olhei para Louis em reflexo

Ele me encarava. Senti Taylor puxando meu queixo para ele

- Fala, uma gata como você não merece chorar.

Não respondi. Tirei toda a vergonha que tomava conta de mim e uni nosso lábios. Não sabia o que estava pensando, eu amava Louis, mas eu também sabia brincar.

Passei o resto da festa com Taylor. Conheci mais sobre ele e ficamos muitas vezes. Sem mentir, foi melhor do que eu imaginei.



Zayn POV

Cheguei na casa de Niall e entrei.

Ok, vocês devem estar se perguntando o que eu fazia ali e não em casa, mas foi assim...

~Flashback on~

Deixei a em casa mesmo querendo entrar, abraça-la e dizer que sempre estaria ali para protege-la do cafajeste que a abusou, mas ela precisava de um tempo. Coloquei meu carro em direção a minha casa com o volume no maximo. Minha cabeça balançava quando senti um tremor vindo da minha calça

"Zayn, preciso que você vá a casa de Niall e pergunte o que aconteceu com a . AGORA! Me liga depois"

Estranho. Fiquei preocupado e corri o maximo para a casa do meu amigo.

~Flashback off~

As luzes estavam todas apagadas então acendi apenas a da sala encontrando um caderno em cima da mesa de centro. Me sentei no sofa e o abri.

MÚsicas e mais mÚsica. Aquele era o caderno de composições de Niall. O qual ele nunca deixou nenhum de nós tocar. Comecei a virar as folhas quando percebi uma dobrada e solta em seu meio.

Um bilhete.

"Oi,
Eu nao sei o que falar, de verdade, mas precisei ir para um lugar em urgência. Espero que entendam. Relaxem eu volto antes das férias acabarem.
Cuidem das meninas,
Niall"


Depois de ler a única coisa possível para fazer foi atender o telefone que tocava.

- Alo? ?

- Sim sou eu - ela chorava - Niall explicou algo?

- Ele não... O bilhete sim. Niall partiu e volta antes de acabarem nossas férias.

- Ele foi com a ! Ele foi para o Brasil, Zayn!

A linha caiu e me deixou com aqueles pensamentos na cabeça. O que os dois estavam pensando? Deixar os amigos assim para trÁs, para que? Para ter uma viagem a dois? Isso estava mais do que estranho.



Eleanor POV

Nunca tinha esquecido Lou. Ele era a paixão da minha vida e isso era fato. Esse nosso "retorno" mesmo que falso me fez ter uma pontinha de esperança. Quando descobri que ele iria para a festa da Taylor dei um jeito de entrar e chegar perto dele. Nosso beijo estava perfeito, mas ele estava tenso. Na música lenta abracei ele e comecei a rebolar, ate que percebi que chorava baixo.

- Meu amor? Esta chorando? - me virei para onde ele olhava e havia um casal se beijando - Essa era a menina que você gostava?

Ele afirmou com a cabeça. É Eleanor, você tinha perdido Louis e se amava mesmo ele tinha que deixa-lo

- Não quer ir lá?

- Não, ela está feliz. Me desculpe Els, eu amava vocÊ e sei que voce ainda me quer, mas não tem como isso dar certo.

Ele abaixou a cabeça e eu o abracei. Não queria ser a malvada da história. Ela era uma garota de sorte e por mais que eu o quisesse ele tinha que ser feliz

- Se quiser, daremos um jeito de você a esquecer, ou se achar melhor eu e voce falaremos com os produtores...

- Sério? Você faria isso? - olhou animado

- Tudo para te fazer sorrir, meu coração - dei um beijo nele - desculpa.

Ele me beijou dessa vez

- Obrigado! Amigos?

- Amigos!

É, seriamos apenas isso agora.



Niall POV

Eu me sentia um herói! Uma oportunidade para mostrar o quanto eu sabia cuidar da minha princesa em perigo. Passaria por pontes em precipícios, por dragoes e torres altas para conseguir corteja-la.

Uau que clichê!

Ok, mas eu queria que ela se orgulhasse ao falar aquele é meu namorado!

Clichêêêê!!!

Espantei a voz de narrador que falava dentro de mim e continuei com meus pensamentos enquanto corria para o aeroporto. Tive essa ideia quando cheguei em casa e percebi que não ia aguentar isso e tinha que ajudar. Então arrumei minhas malas e deixei meu caderno de músicas com um desenho para algum menino que tivesse vontade de espioná-lo

Cheguei no aeroporto disfarçado. Não estava a fim de um bando de fãs agora. Fui para a ala onde guardava o jatinho da banda

- Oi, sou o Niall - falei levantando os oculos para o motorista que eu tanto conhecia - preciso viajar agora

- Ola, para que destino Sr. Horan?

- Brasil!



POV

Chegamos em casa eu, e quase no mesmo tempo. Ninguém falava nada, mas parecia que tirando eu todas tiveram uma noite estranha. sorria abobada e do nada começava a chorar baixo. estava com uma cara preocupada. Entramos e ouvimos barulhos vindo do banheiro. ou deveriam estar ali então apenas sentamos e esperamos.

Mas quando ela saiu não era nada bom.

estava com os olhos todos borrados, os pulsos enfaixados e o rosto preto e vermelho, chorava muito. Nós nos aproximamos e a levamos para o sofá pedindo explicações e ela apenas tirou um bilhete do bolso e me entregou. Li com toda a calma do mundo até chegar a última palavra: "". O que será que aconteceu com ela? Qual era a "notícia ruim"? Onde estava ela agora? - todas essas perguntas borbulhavam em minha mente querendo respostas até que percebi que todas choravam junto. Tentei ligar para , mas como estava no avião, provavelmente, não atendeu. Mandei milhares de mensagens e depois de uma hora mais ou menos recebi uma mensagem e de novo li, calmamente, em voz alta.

Meninas, não chorem, eu estou bem. Acabei de fazer minha primeira escala em Portugal e já já estarei voando para a segunda. Amo vocês e espero que Niall tenha explicado tudo porque não consigo explicar por mensagem. Amo vocês"

Na hora pensei em ligar para Nialler, mas percebi que não conseguiria falar mais com o nó que se formava em minha garganta então mandei outra mensagem dirigida para ele.

"Oi Niall, por favor estamos pedindo explicações pela , não sabemos o que aconteceu e espero que possa explicar, beijos "

Os momentos seguintes foram de tensão, apenas nos encaravamos até ele responder. E ele explicou tudinho.

Eu não conseguia mais segurar as lágrimas...

iria sofrer e eu não poderia ajudar...

Subi para meu quarto e não liguei para mais nada, apenas dormi pensando que amanhã era outro dia.





Capítulo 10

I would walk through the desert
I would walk down the isle
I would swim all the oceans just to see you smile
Whatever it takes is fine




Liam POV

Acordei no chão da minha casa sem lembrar direito como tinha parado ali. Senti o sol da janela aberta bater no meu rosto e me xinguei baixinho por não tê-la fechado e tentei me levantar em vão, porque tudo doía. Eu nunca fui de beber, na verdade não podia, por causa do meu rim que não funcionava, mas agora que tudo tinha voltado eu estava bebendo um ou dois copos em cada festa. Mas eu abusei ontem. Não lembro direito o que aconteceu na noite, só sei que depois de ter saído para a pista. me provocava com dancinhas sensuais e beijinhos e acabamos os dois no bar bebendo e rindo. Só consegui voltar para casa porque Paul me levou. Ele levou todos nós, já que nenhum tinha condições de dirigir.

Rolei no chão até bater em algo. Minha cama. Ótimo Liam você consegue chegar até seu quarto e não chega até a cama. Ri de mim mesmo antes de sentir uma pontada de dor de cabeça. Tomara que tenha ficado sóbria o suficiente para chegar em casa...

Cara eu tenho que sair desse chão. O atrito gelado não ta me fazendo bem. Vamos, senta Liam!

Nada.

Tentei organizar mais alguma ordem que daria para meu próprio corpo quando ouvi o meu celular tocar e Graças a Deus ele estava no meu bolso. Peguei e atendi sem ver o identificador de chamadas

- Liam? Por favor, me ajuda, eu não sei o que fazer! Minha mente está explodindo e não é por causa da bebida - ouvi uma pessoa desesperada gritando

- Calma! Calma! - tentava falar colocando minha cabeça no lugar - Me fala, o que aconteceu?

Ouvi uma respiração pesada e longa me dando tempo de me sentar na cama finalmente. Concentrei-me naquela voz e percebi que era .

- Liam deu tudo errado ontem. foi para o Brasil, porque seu pai que estava preso foi atrás de sua mãe para ter uma vingança, Niall foi atrás dela. está mais depressiva do que nunca. não para de sorrir e de chorar ao mesmo tempo e pelo que eu ouvi a balbuciando hoje a noite ela está sendo uma péssima namorada e esta com medo de perder o Harry já que um cara o socou na festa de ontem por culpa dela! Liam precisamos fazer algo! Isso era para ser um sonho, não um pesadelo, nós todos esta...

Tentava encaixar tudo na minha cabeça enquanto ela falava, mas tive que a cortar.

- Para! Chega! Eu não quero mais ouvir isso. Para de se lamentar, são apenas pequenos problemas que podem ser resolvidos. Estou com uma grande dor de cabeça agora... Não devia ter bebido tanto... - falei

- Viu! Esse é o problema, nós somos os problemas para vocês e eu como fã e como namorada, quero o melhor para todos da banda. Liam me desculpe por isso, mas acho melhor vocês se separarem de n... - não deixei ela terminar de novo

- NÃO! To indo para ai agora com os meninos, não quero ouvir mais isso, entendido?

-Silêncio-

- ENTENDIDO? - ok, aquela dor já tava insuportável e eu estava delirando .

- S-sim - ela murmurou e eu desliguei

Ótimo. Liam muito inteligente gritar assim.

Mandei uma mensagem para os três meninos já que Niall não estava e chamei Paul para nós levar, porque era muito provável que a ressaca não me permitisse dirigir.

Estávamos eu e Zayn no carro quando Harry desceu do apartamento dele com algo no nariz que parecia um curativo.

- Gente o Louis não vem! - ele começou afobado - ele começou a gritar falando que ela não se importava com ele e que ele era horrível, coisas do tipo... Aconteceu algo entre a e ele?

Zayn balançou a cabeça como quem não sabia de nada e eu concordei

- Eleanor beijou ele ontem, na frente da , pelo que eu lembro...Mas não entendi o porquê do "ela não se importava com ele"! Vou subir lá, posso? - Harry jogou as chaves para mim - Obrigado, esperem ai.



Mal entrei na casa e já fui "super bem" recebido

- EU NÃO VOU! - a voz do Louis soou na sala. Ele estava deitado com a bunda grande dele virada para cima, de moletom e chinelos e com a cara enfiada no travesseiro, deixando apenas um lugar apertado sobrando no sofá.

Dirigi-me até lá e me sentei esperando ele se virar e me ver ali.

- Harry, eu não quero ir, ok? - tentou ser mais educado e se sentou me olhando - Liam?

Eu sorri tímido para ele não ficar mais bravo comigo.

- Louis eu vi, não entendi porque ficou tão nervoso. sabia que você mais cedo ou mais tarde beijaria a Eleanor. Precisamos ir até a casa delas para resolver algumas coisas. quer se afastar de nós porque fala que estão fazendo mal para a banda... Não ia falar antes de chegar lá, mas... Niall foi para o Brasil.

Ele me olhou com os olhos arregalados

- m-ma-mas o Brasil é longe... Liam não posso ir, ontem eu fui um tolo. Magoei a e ela não pensou duas vezes e ficou com outro cara...

Eu que fiquei confuso dessa vez.

- Vamos deixar isso de lado por hoje, ok? Por todos nós! Sabemos que não conseguiríamos passar muito tempo sem elas mais.

Ele concordou e se levantou indo se trocar. Fui para a cozinha e comi alguma coisa que nunca vou saber o que era já que meus pensamentos estavam na lua. Ele voltou e fomos todos nós tentar concertar aquilo tudo



POV

Já era de manhã e eu ainda estava na terceira escala do meu voo. Eram doze horas de viagem direto e já tinham passado 14 por causa das escalas, mas pelo menos mais duas horas e eu chegaria.

Para os problemas.

Tentei não pensar no que enfrentaria nem no que eu deixei para trás mas tava quase impossível.

Não veria mais Niall, as meninas, os garotos. todas as risadas, brigas por besteira, fofocas. até dos paparazzis eu ia sentir falta. As demonstrações de amor pelo Twitter, as fãs carinhosas... Minha vida estava tão...tão...completa! Em um mes me senti mais feliz do que em toda a minha vida e agora tinha deixado tudo para trás.

Sentei-me em um banco do aeroporto para esperar o voo chegar. Uma hora de puro tédio. Abri meu notebook e vi que havia uma rede Wi-Fi liberada. AMEM! Entrei no primeiro site de fofocas que achei, como de costume, e acabei abrindo o Sugarscape. A primeira noticia já era minha: "Niall Horan deixa namorada em aeroporto". Merda, merda, merda. Olhei a fotos e aquilo foi tão totorturante quanto a despedida. Niall saiu de lá chorando e eu não estava diferente...

~Flashback on~

- , promete que vai manter contato e nunca, nunquinha vai me esquecer? - ele fez aquele bico fofo que eu nunca consegui resistir

- Nem se eu tentasse eu conseguiria... Ah Niall! - me joguei em seus braços e deixei mais daquelas lágrimas que me atormentavam a algum tempo rolarem pelo meu rosto - eu sei que daqui a algum tempo você nem vai lembrar quem eu sou, tem tanta fã melhor por ai... Tudo foi tão rápido e tão pouco... Eu sinto muito por terminar assim - passei as mãos nos rostos e vi que ele se segurava para não chorar

- Hey! Quem disse que acabou? Nunca vou esquecer a minha princesa! Se você não sabe você foi a minha única namorada depois do The X Factor! Depois do One Direction... , você como fã, deve saber que eu esperei tanto, tanto para encontrar a minha pequena e eu sabia que eu encontraria. Naquele dia quando você soltou um leve gritinho, de pijamas e de pantufas, eu sabia que minha busca tinha se encerrado. Alguns podem dizer que é muito cedo para isso, mas Horan - ele riu, amava quando ele colocava seu sobrenome no meu nome - eu te amo! E você é minha, pois It Was Meant To Be, baby!! Talvez você nunca entenda que eu não vou nunca olhar para outra garota como eu olho para você, mas eu vou fazer você amar e sorrir para si mesma do mesmo jeito que você sorri para mim - sorri sem graça e o abracei forte - Maybe You ll Love Yourself...

- Like I love you ooh - terminei o trecho de Little Things - eu prometo Niall Horan, prometo que vou tentar retribuir tudo o que você fez por mim, cada sorriso que arrancou, cada beijo roubado! Tudo vai ficar aqui - coloquei a mão dele no meu peito esquerdo e ele sorriu safado - NIALL JAMES HORAN! To falando no coração!

- Eu sei linda, mas você fica tãão bonitinha com vergonha

Ouvi a voz irritante que anuncia o voo encher o ambiente

- Tenho que ir... Adeu- tentei falar mas ele me impediu com um beijo

- Até Logo! - ele falou e eu sorri

- Até Logo - eu acho, pensei

~Flashback off~

Fechei aquela página e fui procurar mais informações sobre os outros meninos. Havia uma foto de Louis bem grande com o título "Será a volta de Elounor?" Me interessei e entrei. Vi duas fotos do casal se beijando e em uma delas ele chorava enquanto olhava para... PERA PARA TUDO! A TINHA FICADO COM O TAYLOR??????? Babadooo genteeeeeee (que merda eu to falando aqui?? ). Comecei a ler a noticia

"Nessa ultima noite um de nossos paparazzis conseguiu entrar secretamente na festa que a estrela do pop, Taylos Swift, deu pela sua estadia em Londres. Muitos artistas famosos apareceram e não deixaram em branco sua passagem. Eleanor Calder conseguiu o coraçãozinho do nosso Louis de novo? Mas por que ele chorava enquanto olhava a foto de uma menina beijando Taylor Lautner? Demos algumas pesquisadas e descobrimos que essa era uma daquelas 5 meninas sortudas que passeavam livremente por Londres com os maiores gatos do pop. E por incrível que pareça a única que não está namorando um deles! , 18, assumiu seu namoro com o Loirinho Niall Horan. , 19, está com o fofo do Liam, Zayn se apaixonou pela , 18 e por último quem conseguiu domar o Styles foi a , 17.”

Havia mais um ou dois parágrafos, mas desisti de ler ao ver na lateral, bem pequenininho uma foto de Hazza sangrando. Pulei o titulo e fui logo ler a matéria

"Harry Styles saiu machucado de uma festa! , sua atual namorada, o ajudou a limpar o sangramento de seu nariz mas não comentou sobre isso"

Era curto e simples, me deixando apenas mais preocupada. Outra bomba. Liam e bebados na festa. Caramba! Será que aconteceu tudo só porque eu não pude ir? Logo a que era toda certinha? Por que se fosse eu não me impressionaria, mesmo ela sendo menor de idade ainda.

"Zayn Malik quase parte para cima do rapaz que passou a mão em sua garota" - li uma chamada em negrito, mas antes que pudesse abrir escutei uma voz vinda do além me chamar

- Voo para Brazil, 457, partindo em 15 minutos, repetindo, todos os passageiros do voo 457 devem embarcar neste momento.

Fechei a tampa do note preocupada, tinha 15 minutos antes de não poder falar com eles e enfrentar meu pai. Peguei o celular e disquei o número que me veio na mente. Teria que ir em busca de respostas.



Harry POV

Pela primeira vez na vida eu estava com medo de ir para a casa das garotas. Pelo que Liam explicou a situação tava feia, eu tremi e tentei me isolar por um minuto. Estava tenso, saber que meu melhor amigo estava a um oceano de distância me fazia assim, eu era o mais novo mas todos sabiam que ele era o que precisava de mais cuidados. E agora? Ele estava sozinho em um país que nunca fomos.

Louis era o pior de todos. Não sabia controlar suas emoções e ficava agarrando meu braço e pedindo desculpas toda hora pela gritaria

- Cara, ta tudo bem! Esquece isso ok?

Ele concordou com a cabeça antes de Paul falar que já tínhamos chego.

Meu nariz doía. Ele devia estar quebrado, não sei, mas tentava não fazer cara de dor para os meninos não se preocuparem, já que teriam muitos problemas para resolver hoje. Batemos na porta e Paul ficou atrás de nós devido as fãs que estavam por ali. Algum dia ainda descubro de onde elas tiram todas as informações, por que né?

abriu e me senti aliviado, como se todos os problemas saíssem da minha mente e tudo girasse ao seu redor. Brega? Não sei, eu realmente parecia um garotinho apaixonado, mesmo que isso fosse estranho para mim, mas era assim toda vez que a via e desde quando quase a perdi nas nossas briguinhas bestas isso só aumentava. Vi ela cumprimentando os outros meninos e parando na minha frente com um olhar preocupado.

- Doí?

- Não agora - disse puxando para um beijo que seria longo se eu não tivesse que parar por causa da dor - Er... Um pouco - sorri tímido enquanto vi a menina gargalhar

- Vem Harry - ela me puxou e entrei em sua sala onde todos já estavam sentados

Foi uma cena realmente estranha devido ao fato que nenhum estava sentado ao lado de sua respectiva namorada. estava no chão em uma das pontas quieta e encarando o próprio pé, ao seu lado Liam estava conversando com (que estava com uma blusa de manga comprida, não sei porque já que esses dias, mesmo aqui em Londres - que costuma ser frio - está quente) com uma ruga na testa, provavelmente tentando pegar mais informações sobre a noite anterior. Logo apos havia um lugar vago onde se sentou e infelizmente seu outro lado já estava ocupado por Zayn. Hmpf. Sim estou com ciúmes bleeeh, isso é estranho ainda para mim. Senti isso ontem na festa muita vezes e agora também. Talvez fosse verdade, eu amava a . Ok! É verdade, pronto admiti de novo, satisfeito?? Não me pressionem, poxa...

~momento falando sozinho com Harry Styles~

Sentei-me entre e Louis que estavam ao lado de Zayn e fiquei olhando como ainda estava preocupada comigo, isso era tão meigo!

Eu realmente estou me assustando!

Saí dos meus devaneios quando pigarreiou. O clima era mesmo de muito constrangimento para todos.

- Gente eu sinto muito mesmo por tudo que estamos passando e eu sei que isso vai ser difícil para todos nós, mas como fã, amiga e namorada eu só penso o melhor para o One Direction e eu acho melhor...

- Não! Eu protesto! - Liam interrompeu o discurso da menina - eu sei o que você está pensando, mas NÃO! Vocês não são os nossos problemas e nós nunca vamos querer nos separar - Opa separar? Não, não, não!!! Eu amava aquelas quatro palhaças na minha frente e a outra que está no Brasil também! Eu sei que tudo aconteceu tão rápido, tudo foi de uma hora para outra, mas é assim. Eu e os meninos, por mais doido que isso soe, escolhemos amar cinco meninas que moravam de baixo do mesmo teto e era fãs da nossa banda! E por mais louco que isso seja o amor delas por nós foi recíproco e já era antes de nos conhecermos! Urgh! Isso ta parecendo aquelas histórias que um dia eu e o Niall lemos que as fãs fazem para nós, eu ri de lembrar. Essa daria uma boa história para uma... Qual o nome mesmo? Fanfic! Isso daria uma bela fanfic! Um trio de directioners conhece outras duas e na primeira noite em Londres já conhecem seus ídolos, um mês depois cada desperta sentimentos neles que nem eles sabiam que era possivel existir. Eles namoram, tem confusões no meio e no fim se casam! Urgh! Casar! Ta ai uma coisa que não pretendo fazer tão cedo, é algo muito forte e se eu já acho rápido de mais eu estar namorando a agora imagina CASAR!! Se fosse no meu estilo nosso relacionamento ainda seria só de amassos, mas eu fui me apaixonar...

Ah cara, não sei se eu realmente queria me apaixonar por alguém nessa altura do campeonato. Estamos fazendo a maior fama, tantas gatinhas soltas por ai e prontas para uma noite de prazer ao poder Styles... Mas não! Tenho que parar de pensar assim. Me enrosquei e agora estou em um relacionamento! Eu não posso reclamar porque, nada contra as outras, mas a minha era a melhor!

- Harry? Harry? - Senti alguém me cutucando - Não concorda com o Liam?

- Ah, oi Louis. Concordar com o que?

Todos deram umas risadinhas me zoando e Liam falou

- Que são nessas horas que devemos nos manter unidos! - falando isso ele pegou no pulso de que estava coberto pela sua blusa e na hora ela gritou, um grito de dor mesmo e saiu correndo daquele lugar. Todos se encararam e quando Zayn ia levantar para segui-la, Liam o impediu. - Mate, fui eu que fiz isso, mesmo não sabendo o que é, vou eu resolver.

Falando isso ele deixou a sala

Os meninos e eu estávamos confusos e procuramos respostas pelos olhares das garotas.

- Eu não me lembro de nada - se pronunciou - não me lembro de nada referido a ontem a noite, além de alguns fleches. Devido a bebidas... Só soube da e do Niall pelo meu celular porque possuía algumas mensagem deles balançou a cabeça negativamente e eu sabia que ela também havia bebido muito na noite anterior. Ok era isso, sem respostas.

- Er... Eu sei o que é! - falou pela primeira vez - Ontem quando nós chegamos estava no banheiro e quando as meninas subiram apenas eu fiquei na sala, já que eu acabei dormindo aqui mesmo, na hora que fui escovar meus dentes e vi isso - ela tirou um pequeno embrulho de papel e desenrolou revelando um pedaço de espelho quebrado cheio de sangue - se cortou, de novo! Eu conheço ela melhor que qualquer um aqui e sei os motivos dela ter feito isso na primeira vez e sei o motivo agora também... Zayn?

Ele a encarou confirmando

- Pessoal, é uma história longa e eu não sei se consigo falar tudo - Zayn começou - se cortava por causa de um cara... - ele tremeu

o olhou com pena, mesmo ela estando em um estado terrível.

- Eu conto, pode deixar, você ficou sabendo recentemente, eu já lido com a história a alguns anos... Existe um homem chamado Kauã e quando a era menor ele ...

"You're Insecure, Dont Know What For..." - WMYB começou a tocar interrompendo a e Louis pegou seu telefone

- Desde quando seu toque é esse? - perguntei sabendo que nós não éramos muito de ouvir nossas próprias músicas, quanto mais coloca-las em toque

- Foi ela que colocou só nesse contato - ele riu sem humor e saiu da sala

Foi ai que a surtou

- ELA! SEMPRE É ELA QUE ME INTERROMPE, SEMPRE TEM QUE DAR UM JEITO DE ESTRAGAR TUDO, JA TO CANSADA DISSO!!!! AQUELA....

- para! Você sempre gostou dela... Bom pelo menos respeitou Eleanor... - falou com toda a calma do mundo e apenas bufou - Parou?

- Estou cansada de ser interrompida por ela! - se levantou e subiu as escadas indo para seu quarto

Desde que isso aconteceu o clima só ficou mais tenso.



Niall POV

Graças aos céus nenhuma fã tinha me descoberto no Brasil ainda! Eu sempre soube que aqui iria ser um dos lugares mais doidos e confesso que tenho um pouco de medo de conhecer as brasileiras, principalmente assim sozinho, mas eram as fãs mais dedicadas. Olhei para o relógio e reparei que ainda eram 7 horas da manhã, cedo de mais pensei comigo. Eu já estava no carro indo para o endereço que me passara na noite anterior, estava nervoso porque iria 1º conhecer minha sogra e meu cunhado e 2º ter que enfrentar o "pai" da . Estacionei o carro um pouco longe e tentei me preparar mentalmente para o que eu iria passar agora quando meu telefone começou a vibrar no bolso. Olhei o vidro do aparelho onde aparecia uma foto da mostrando a língua. Deslizei o dedo até o "atender" escrito em verde e posicionei o celular no ouvido. Escutei choros

- ? ? Ta tudo bem? - Ok, pergunta retórica porque era mais que obvio que não, não estava tudo bem - O que aconteceu?

Passou algum tempo onde provavelmente ela deveria estar tentando controlar as lágrimas. Ajeitei-me no carro esperando para o que viesse.

- Niall... Ela voltou para ele, ele se beijaram na minha frente, eu sou uma trouxa! Agora eles ficam se ligando toda hora, dançaram agarradinhos ontem na festa... Niall eu to muito mal, achei que iria aguentar mas não está dando... Desculpa-me por ligar agora já que você deve estar no Brasil com a , mas eu precisava de alguém que me ouvisse, já que da primeira vez você me ouviu e me acalmou! - ela despejou tudo de uma vez e eu tentei assimilar tudo

Louis e Eleanor se beijaram.

Eles deveriam estar namorando agora.

Provavelmente Louis não se explicou para a e ela devia estar arrasada.

Obvio que ela estava arrasada! Foi quase o mesmo sentimento que eu tive quando a partiu, só que pior porque agora parece que tudo que ele disse para ela era mentira (sim ela me contava tudo, porque eu e estávamos bem amigos desde que começou essa história de eles voltarem).

- Niall? Está ai? Ou eu falei tudo para o nada?

- Oi, oi estou aqui. já conversou com ele? - silencio - , pequena, se acalma ok? Você precisa falar com ele antes de dar esse hmm... Antes de ficar assim, vocês vão se resolver, eu sei que vão!

- Não Niall... Eu fiquei com o Taylor ontem depois que eles se beijaram! Eu não vou voltar para ele depois disso

Momento tensão (n/a: TAM TAM TAM LOL)

- Olha, eu ainda acho que você devia pelo menos falar com ele, para se resolverem, amizade quem sabe? Eu preciso ir , tenta por mim, depois me fala o que deu certo? Combinado?

- Ok - murmurou - e você me conta tudo depois?

- Claro que sim baixinha - ela riu baixo e desligou.

Tirei ela da cabeça quando vi um menino, talvez um pouco mais velho que eu, acho que era o tal irmão , sair da casa que devia ser da . Sai do carro com pressa e tranquei-o apertando o botão do alarme e corri até chegar no garoto.

- Oi, me desculpa incomodar, por favor você é o ? Irmão da ?

O "talvez " se virou e eu percebi que usava um oculos escuro, sendo que estava nublado o dia (eu também usava mas era só para a fãs não me reconhecerem). Ele me olhou confuso

- Quem é você? O que você quer? - sua expressão era de medo e de grosseria

- Ah, prazer Niall Horan - eu estendi a mão para ele e tirei o óculos e o capuz por alguns segundos. Ele me olhava espantado

- Você é o garoto do Pôster! Minha irmã vai pirar se souber que eu te conheci! Sim, sou . Como sabe da ?

Eu ri fraco, como ele não viu em todas as notícia falando sobre isso... Acho que não falam muito sobre One Direction aqui.

- Bom, não sei se ela te falou mas nos namoramos a algum tempo... - ele arregalou os olhos e isso foi perceptível mesmo com os óculos escuros

- Ela me falou sim, mas eu jurava que era mentira e eu zoava com a cara dela toda vez que falava... Me desculpe.

Eu ri e fiz um movimento com a mão falando para ele deixa para lá.

- Indo direto ao ponto, está vindo para cá e provavelmente deve estar chegando então tenho que ser rapido. Eu estava com ela quando você ligou e acabei descobrindo a triste história que voces passaram, eu vim ajudar! Eu a amo demais , eu não quero que ela sofra...

Ele deu um pequeno sorriso

- Então, cunhado - eu ri feliz - temos que planejar algo também, sozinho eu não conseguiria mesmo. Meu pai saiu para um lugar que não é de meu conhecimento e apenas nossa mãe está lá dentro, quer entrar? - eu assenti - mas saiba que a situação está feia!

Ele levantou a mão até a haste do oculos e o retirou. Meu coração pulou ao ver o rosto do menino. Um dos olhos estava normal, castanho claro bonito, já o outro estava inchado, roxo e com um pouco de sangue. Era bem capaz que ele não pudesse enxergar mais...

- Meu Deus! - exclamei sem querer - Eu sinto muito...

Ele concordou com a cabeça dando meia volta para entrar na casa aonde daqui a pouco chegaria.



POV

Eu não estava acreditando que deixei eles descobrirem sobre os meus cortes. Sai correndo para a cozinha e sentei de qualquer jeito na cadeira da ponta da mesa. A dor era insuportável devido a ser bem recente e na hora que ele apertou, uau, eu vi estrelas.

Não chorava mais, estava apavorada por causa de Kauã, minha irmãzinha estava de volta a nossa terra natal para enfrentar um ex-presidiario e Niall também estava lá agora... Isso tudo era tão angustiante. Parecia que eu estava presa aqui sem poder ajudar, sem poder correr para longe e me esconder no primeiro buraco que aparecesse...

Minha cabeça latejava e tudo que eu conseguia lembrar era do dia em que descobri que minha vida era una mentira

~Flashback on~ (n/a: eu sei que tem muitos FB mas ok lol)

Eu estava sozinha em casa depois de Kauã ter saído para qualquer balada, e sim tinha acontecido coisa e eu estava frágil e apavorada. Me sentei em um banco que havia na sala tentando esperar a dor passar. Nada. Doía, doía muito e eu resolvi tomar um banho. Eu era pequena então isso não era uma decisão muito comum para mim.

Corri para o banheiro já me despindo e, de novo, sangue! Eu achava que estava doente e resolvi ligar para "mamãe" depois de me lavar. Durante esse tempo acabei deixando o sabonete escorregar para o chão e caí junto, puxando a cortina para mim e acabei quebrando o ferro que a segurava. Na hora senti algo bater na minha cabeça e de repente muito, muito sangue encheu a banheira que estava (tomava banho em pé na banheira).

Consegui me levantar sentindo tudo rodar. Sequei-me e a toalha que era branca acabou ficando com marcas vermelhas nela. Sem roupa nem nada me joguei no corredor da casa e não pude evitar de chorar por causa da dor. Tudo doía, mas o pior seria a bronca que meus pais me dariam ao chegar aqui e me ver nesse estado.

Sim, meus pais brigariam comigo de qualquer jeito e não, não teriam pena.

Ouvi uma chave na porta e meu corpo travou de medo, parei com o choro e olhei para o lugar de onde o som vinha. Meus pais apareceram com uma cara de horrorizada a brava.

- , posso saber o que acontece aqui? - meu pai estava sério

Eu não consegui falar

- ? - agora era minha mãe - fala!

- E-eu fu-fui t-tomar um banho, m-mãe

Ela balançou a cabeça negativamente

- Eu falei, eu falei Walmir, essa menina não consegue nem tomar um banho direito. Eu ainda não entendi porque ficamos com ela...

Eu estremeci. Minha mãe podia ter me xingado, me feito trabalhar quase como uma escrava em casa mas ela nunca se referiu a mim desse jeito.

- m-mas m-ma-mãe...

- Nada de mais, aquela velha nojenta falou que essa menina serviria para alguma coisa, não devíamos ter adotado ela - mamãe bufou - todos cometem erros e acho que foi o maior deles.

Eu consegui me levantar. Estava chocada e triste.

- Eu sou adotada?

- Por que acha que não tem nenhuma da minhas qualidades - ela jogou o cabelo - nem a inteligencia, ô ceus

- Marivalda - meu pai a repreendeu - não éramos para falar mais tarde?

- Essa menina tem que saber porque é desse jeito Walmir.

~Flashback off~

E desde então eu procuro meus pais biológicos mas nem um sinal deles. Meus pais não me amavam o suficiente para ficar comigo, meus pais adotivos me achavam uma aberração, Kauã me usava... Acho que foi por isso que comecei a me concentrar muito nos estudos, passava as horas na biblioteca para não ir para casa e também havia os cortes... Aquela noite foi a primeira vez.

- ? me desculpa! E-eu não quis... - Liam se sentou ao meu lado - porque fez isso?

Eu o abracei forte

- Ta tudo bem, ta tudo bem... - Liam falava apertando mais o abraço

- Estou com medo Daddy. Medo pelo casal comida, medo por mim... Um homem, muito muito mal está atras de mim Liam, estou apavorada

Ele me tirou de seus braços e me olhou

- Ei! Nós estamos contigo, ninguém passa por cima do One Direction - eu ri - de verdade, todos estamos aqui para você

Ele depositou um beijo em meus cabelos e sorriu

- Por isso você deve falar para a senhora parar com essa frescura de querer se separar de nós! Todos nós!

- Epa!! Não! Vamos Liam - peguei a mão dele e corri para a sala, ninguém me separaria daqueles meninos.



POV

A ligação com Niall tinha me acalmado um pouco, pelo menos ele estava bem.

Deitei-me na cama olhando par a tela do celular, estava pensando em pedir para Louis subir aqui, não falei com ele desde o beijo... Coloquei um travesseiro de baixo de meus braços e fiquei um bom tempo daquele jeito até meu celular vibrar

Deslizei a trava e vi a mensagem

"Oi , quer passar na sorveteria agora? Taylor L. X"

Sorri, ele era um fofo (gato). Respondi um "sim, claro" e ele disse que me pegaria em meia hora depois que passei nosso endereço.

O problema agora seria - Roupas - para sair com o Gostoso do Taylor Lautner. Abri meu armário fazendo o maior barulho mas sem me importar muito, analisei e ele estava LOTADO de roupas, mas sem realmente alguma que preste, remexi algumas gavetas e achei um shorts jeans colorido fofo e coloquei. Pronto agora a blusa. Fui jogando tudo para a cama e fiquei na devida entre a "Keep Calm and Go to the Half-Blood Camp" e uma blusa do Harry Potter com as relíquias da morte junto ao raio. Fiquei uns cinco minutos fazendo "Unidunitê" mas ficava com pena de escolher uma delas. Cara eu ia sair com o cara que fez Crepúsculo, acho que seria mancada escolher uma dessas outras sagas, porque bem, não tinha uma camisa deles, me desculpem.

Lembrei que a tinha voltado para o Brasil e seu quarto estaria livre. Certeza que tinha deixado algo no armario! Fui para lá correndo (mesmo sendo do lado do meu) e eu estava certa, tinha uma gaveta cheia! Revirei tudo até encontrar uma blusa perfeita. Era uma rosa bem clara com muito glitter de várias cores diferentes, parecia uma galáxia rosa! Peguei uma rasteirinha neutra e uma bolsa onde coloquei celular, dinheiro e um óculos de sol caso precisasse e desci. Todos ainda estavam na sala só que agora Louis conversava com Harry e enquanto o resto estava em volta de provavelmente discutindo sobre seus cortes. Andei até a minha amiga e beijei-lhe a cabeça

- Fica bem menina, te amo!

- Onde a senhorita pensa que vai desse jeito, toda gatona? - eu ri envergonhada

- Taylor está vindo ai, vamos tomar sorvete! - eu falei sorrindo - tudo bem né?

- TAYLOR SABE NOSSO ENDEREÇO???? Ficou bem amiguinha dele ontem heim? - Ouvi Zayn e Louis bufarem juntos, ignorei Louis

- O que foi Zayn? - cara de pau? Imagina

- Nada! - grosso

riu e me encarou

- Nossa primeira briga foi por causa dele, só porque eu pirei naquele tanquinho!!

Ouvi a campainha tocar, ele chegou!

- ? Se importa se eu... - falou mostrando a camera e eu concordei com a cabeça rindo - EBAAAAAAAAA

Ela correu até a porta e a abriu, quando Taylor soltou um sorriso confuso ela o abraçou e ele me encarou querendo explicações.

- é uma fã, queria uma foto com você - ele sorriu e a abraçou de lado para a foto que foi tirada



Eu e ele andávamos, sem mãos, sem braços, apenas como amigos. Chegamos a sorveteria e nos sentamos o mais fundo possível. Peguei um Sunday de chocolate pequeno e ele pegou uma coisa que até hoje não sei o nome, só vi que era ENORME.

- Então a que me devo a honra de ser chamada para sair por você? - perguntei comendo um pouquinho

- o que tem entre você e o Louis, não que eu me interesse nem nada, mas eu acho que ele fica mal quando você esta comigo, eu não quero causar nenhuma briga... - ele sorria ainda comendo

- Não há nada Tay, ele e eu eramos amigos mas não nos falamos mais a algum tempo... Não se preocupa você não é culpado de nada e nem vai ser

- Não vou ser mesmo, ...

- - o cortei

- , não sei se você me conhece direito, mas eu moro nos EUA. Vim para Londres para umas entrevistas que tinha aqui e calhei de ir para a festa da minha ex - ele bufou um pouco - estou voltando amanha para lá

MERDA MERDA MERDA! Por que todas as pessoas que eu gostava tinham que sair da minha vida, eu era azarada ou o que? Sorri um pouco triste

- Ah, tudo bem... Qualquer dia nós nos encontramos de novo não? Somos amigos...

- Sim, qualquer dia... - O clima era tenso - já que é nosso último dia, que tal comemorarmos nossa amizade de dois dias? - ele riu - o que quer fazer?

Terminei meu sorvete e sorri

- Qualquer coisa!

- Meu apê do hotel, filmes, pipoca??

Concordei, pra uma amizade de dois dias estavamos bem íntimos... Mesmo que terminasse amanhã tudo isso.



Louis POV

Levantei-me pegando o telefone sabendo já quem era pelo som do toque. Era a nossa musica e lembro bem da vez que ela trocou seu toque de contato por esse. Dirigi-me até o quintal e me sentei no banquinho que havia ali atendendo a porcaria do aparelho que não parava de tocar.

- Louis?

- !!!! Por que está ligando doida? Você já ta no Brasil? To com saudadeeeees de ti

- To bem doido, to na minha última escala daqui a uns 10 minutos entro no avião então tenho que ser rapida. - concordei com a cabeça antes de lembrar que ela não podia me ver - Niall explicou tudo a vocês? Ele está bem? Sinto tanta falta dele...

Pera, pera, Niall não foi com a ? O que ele tinha armado...

- Sim ele tá ótimo, também morre de saudades! – menti e a senti sorrindo do outro lado da linha

- Bom tenho outras perguntas, vou falar todas e você tenta responder ok?

- Ok!

- Você e a Eleanor já voltaram? Harry apanhou? e Liam estão bem? Por que eu li que eles estavam muito bebados! E a minha irmã, a ? Li que tinham passado a mão nela e o Zayn se irritou... Ah e a ? Ela ficou mesmo com o Tayl...

- Ah sim - interrompi - Bom, Els me beijou ontem mas sem eu querer, e Liam estão bem mas não se lembram de nada da última noite. Harry levou um soco no nariz por motivos que ainda não sei. ... - respirei fundo, não podia falar - está bem.

- Ah que bom, pena do Harry... Por ultimo Louis me explique da ... Você chorava... Epa, você ta chorando agora? Louis me desculpa!!! Sério não falo mais nada - ela disse provavelmente ouvindo meus soluços

- Esta... Tudo bem flor - eu sendo gay - to bem, sério!

- Louis tenho que ir, tão me chamando. Te ligo assim que chegar, eu te amo palhaço, não fica assim ok?

- Ok , se cuida ta? To te apoiando em tudo o que fizer! Te amo

Ela desligou e me deixou ali pensando em como conseguir reconquistar quem eu já tinha antes...



Capítulo 11

Now that you can't have me
You suddenly want me
Now that I'm with somebody else
You tell me you love me


POV

Eu ainda estava confuso com a ideia da minha pequena estar namorando um cantor famoso. Ainda mais o Niall já que ela sempre falava dele - Ai aqui na revista fala que eu combino perfeitamente com ele, ai nos temos a mesma cor preferida, ai ele é tão fofo, ah Niall, ah Niall e bla bla bla. Mas eu realmente gostei desse cara, vir para o Brasil no fim do ano com todas as suas fãs andando por ai de ferias só para ajudar a namorada e sua família com um problema que não tinha nada a ver com ele foi uma grande prova de amor. Eu sabia que ela merecia isso tudo!

Nós entramos na minha casa e ele estava um pouco receoso, tenso. Minha mãe estava no quarto dormindo ainda então poderíamos planejar alguma coisa antes que ela acorde.

- Hey, podemos ficar lá no meu quarto ou no da ? Por que ontem passamos veneno na sala e ainda está com um pouco do cheiro

- Ah! Claro! - ele sorriu tímido

Fomos para o quarto da , porque o meu estava uma bagunça (como sempre). Ela iria me matar! Tinha fotos suas desde pequena na estante branca em frente a sua cama e algumas bem, hm, constrangedoras. Mas era legal irritá-la! Em sua parede havia vários pôsteres e a maioria era da banda de seu namorado. One Direction. Minha sorte é que eu sei falar inglês fluente se não seria que nem a mamãe, Uani Diréquixion, era hilário! Havia também do Justin, da Selena, Demi e entre outros (Não me julgue por saber todos os nomes, minha irmã não falava de outra coisa a não ser esses famosos, era capaz de eu saber todas as suas musicas também!). Sentei-me no pé da cama de minha irmã e dei espaço para Niall. Ele olhava tudo fascinado, as fotos, os pôsteres, até os móveis.

- Ta tudo bem? - eu perguntei encarando-o

- É tudo tão... Tão... ! Nunca imaginei estar na casa real dela, eu digo, não lá em Londres. A parede lilás, a decoração, as fotos, tudo tão meigo! - ele parou por um tempo e virou seu olhar para mim que antes rodava pelo local - mas precisamos nos concentrar! Tem algo em mente?

Pensei um pouco. Da ultima vez nós conseguimos filmar, mas agora toda vez que ele ia fazer algo se certificava de que não havia nada para gravar, eliminando essa opção... Mas... Não precisávamos gravar! Ok já tinha algo em mente, mas iria precisar de Niall!

Contei meu plano todo a ele enquanto ele opinava e ouvia atendo, dando alguns ajustes para não deixar nada falhar. Era um bom ouvinte e não tinha medo de se arriscar.

- , mas e se ela chegar antes dele? - o garoto me perguntou com uma cara de quem pensava

- Ja sei! Vou ligar para alguma locadora de vãs e alugar uma para busca a no aeroporto, como eu disse que faria, mas nos podemos pagar para trazê-la pelo maior caminho! Vou mandar uma mensagem agora, por favor, se puder ver no computador alguma vã com motorista...

- Certo! Onde está o PC? - ele me perguntou dando mais uma olhada ao redor do quarto. Apontei para o armário dela, onde sabia que escondia seu notebook e ele andou até lá.

Peguei meu celular no bolso e digitei uma mensagem para a minha pequena irmã:

", espere no aeroporto que uma vã irá te pegar, não se preocupe se demorar hoje o nosso "pai" saiu estamos tranquilos! Espero que tenha tido uma boa viajem”

Sabia que ela não tinha tido uma, mas não era ruim esperar o bom. Eu tinha pena dela, minha irmã teve que deixar o país que sempre sonhou em ir para voltar para casa só para me ajudar, claro que estava me sentindo importante, mas me sentia mal por ela ter feito esse sacrifício. Percebi depois de um tempo que Niall ainda estava parado em frente ao armário branco de . Não mexia braços nem pernas estava apenas ali, como se estivesse em choque.

Caminhei até lá e apoiei minha mão esquerda em seu ombro tentando ver o que o deixava daquele jeito até que descobri. ia me matar! Ali estava o lugar que ela dedicava ao One Direction. Havia cinco partes uma para cada, a do Niall era do centro e o maior havia milhões de pôsteres e muitos, muitos textos que ela escrevia em inglês para mandar pelo Tumblr ou até pelo Twitter (por partes, obvio, já que tinha limite de caracteres), mas nunca enviou, junto havia as músicas que ela compunha e cada integrante tinha as suas. Niall pegou o primeiro texto da sua pilha e começou a ler em voz alta:

"Sabe quando você tenta, tenta, tenta preencher um vazio dentro de si e não consegue? Quando quer achar a outra parte que se encaixa perfeitamente em si para ser feliz? Eu andei procurando por todas as partes alguém que me fizesse sentir completa, mas não encontrei ninguém aqui perto. O mais engraçado foi que achei amor em uma pessoa que não sabe nem da minha existência, que está a mil quilômetros de distância e que tem todas as meninas babando por ele. E no meio dessa paixão platônica eu me indago se isso é realmente certo, se pode ser certo querer alguém que está tão longe de meu alcance, querer alguém que sei que nunca conhecerei. Todos me julgam por isso, e quantas vezes já não me peguei chorando por um simples "desiste, você nunca vai conhecer esse cara", "você nunca vai chegar aos pés daquele deus grego" e até coisas mais maldosas do que isso. Penso muito em desistir, mas toda vez que aparece um vídeo novo é como se nada mais importasse e como se eu estivesse conectada de alguma maneira. Posso não conhece-lo, mas não posso parar de ama-lo" - ele suspirou pesado, já estava quase tremendo e algumas lágrimas caíam – "Com todo amor que uma fã pode dar, ! Ps: Desculpa por ser tão brega lol"

O garoto pousou o papel na prateleira do armário e passou as duas mãos em seus cabelos loiros. Não conseguia ver seu rosto, mas aquelas palavras haviam mexido com ele de alguma forma. Peguei o computador na primeira gaveta e fui ligar para alguma empresa para buscar a , pois sabia que iria querer ficar ali lendo todos os textos e musicas dedicados a eles. Achei uma que estava salva nos favoritos (não entendi porque ela salvara aquilo ali, mas melhor para mim) disquei o numero que aparecia na tela em vermelho e uma moça com voz simpática atendeu e eu expliquei nossa situação. Parte um do plano, concluída!

Deixei Niall sozinho no quarto e desci para arrumar as coisas para a parte dois.



POV

Depois que saiu com o Taylor e deu aqueles seus famosos escândalos de fã o silêncio reinava naquele cômodo e isso estava angustiante. Estava me incomodando muito o fato de e Liam estarem de mãos dadas e acho que Zayn também estava assim, pois logo quando notou foi se sentar com , Harry e Louis que voltara da sua ligação um pouco antes de descer.

Eu sabia que era minha amiga e que precisava de ajuda por causa dos cortes, mas porque ela não dava a mão para o namorado ou alguma outra amiga?

Tenho que parar de ser ciumenta...

Andei um pouco pela sala e depois sai para o quintal e me deitei ali mesmo no chão. Minha cabeça doía por causa da ressaca e por causa dos últimos acontecimentos e tudo em que eu conseguia pensar era em como eu falhei como "mãe" daquelas quatro meninas. Ouvi passos mas não me deixei ver quem era, estava muito ocupada olhando o céu azulado. Vi que a pessoa se deitou ao meu lado com as mãos na cabeça olhando para o mesmo ponto que eu.

- Hey ! O que passa? - ouvi a voz rouca de Harry perto de mim - você anda estranha...

Ri sem humor e dei ombros

- Problemas, ressaca... Tudo acumulado! Eu só queria um tempo de paz sabe tava tudo indo a mil maravilhas e do nada BUUUM tudo desmoronou - ele riu com o "BUUUM" e passou a mão em meus cabelos

- Você precisa relaxar menina! Anda muito tensa e pega todo o peso do mundo para as suas pequenas e magras costas, isso não faz bem não! Acho que sei do que está precisando! Um dia de relaxamento com Harry Styles!

- HARRY! Eu tenho namorado! E você tem uma namorada que é minha prima! Ta louco? - ele riu - Ta rindo do que?

- Depois eu que tenho uma mente maliciosa... Não estava falando disso menina. Conheço um SPA super maneiro, era um dos melhores lugares que eu ia para encontrar garotas - eu levantei uma sobrancelha - isso foi antes de eu conhecer a , juroooo!

- Tudo bem, tudo bem... Mas Harry, não tenho dinheiro para isso, e eu preciso ficar aqui para dar suporte para as meninas - rebati, não aguentaria ficar longe delas.

- Ai que eu entro! Tenho meus contatos lá e posso fazer você entrar de graça por um dia e quanto as meninas nós tomamos conta, pode confiar sem falar que tenho que mudar essa sua ideia de separar a gente, eu não suportaria isso! - antes de ele terminar de falar eu o abracei, deitando em sua barriga e passando os braços ao seu redor

- Obrigada Harry! Eu acho que estou mesmo precisando disso. - ele sorriu e retribuiu o abraço - quando podemos ir?

- Que tal hoje? Da para curtir o resto da tarde lá - ele se sentou e me encarou - vai lá se trocar enquanto eu aviso o pessoal que vamos sair!

Concordei com a cabeça e sai correndo feliz para meu quarto. A primeira coisa que fiz foi deitar na minha cama ainda bagunçada e gritar de alegria mexendo as pernas no ar. Desde pequena eu sempre quis ir a um SPA, era meu maior sonho tomar aqueles banhos de lama, fazer massagens etc.. Levantei-me da cama e a arrumei para poder arrumar uma roupa a qual vestir e fazer uma bolsa com o que levar.

Joguei quase o guarda-roupa inteiro na cama e remexi para escolher alguma que prestasse. Acabei colocando um biquíni básico rosa por baixo e um shorts jeans na metade da coxa. Peguei uma blusa preta jogada de lado com o símbolo do meu super-herói preferido (que bom que não estava pois sempre brigamos para saber o de quem era melhor pois o dela é o SuperMan), Batman! Amarrei meu cabelo em um coque frouxo e caminhei até o espelho, não estava tão mal assim, passei perfume e peguei qualquer sapato no armário, estava ansiosa de mais até para prestar atenção no sapato que usaria. Peguei uma bolsa e desci para a sala e encontrei todos conversando menos Liam que olhava fixo para Harry. Ciúmes? Não sei, Harry estava apenas sendo um bom amigo e era isso que eu precisava. Chamei Hazza e ele saiu comigo para o tal SPA. Onde quer que fosse era melhor que aquele lugar cheio de problemas...



POV

Liam, , Zayn e eu estávamos calados e com certeza todos morrendo de ciúmes uns dos outros.

havia saído com Harry e Liam não soltava minha mão e meu pulso. Louis havia saído daquele cômodo e provavelmente estava na cozinha e Zayn estava praticamente grudado em

- Por que não saímos para fazer algo? Aqui está tão monótono! - perguntei e senti todos os olhares em mim - S-só se vocês quiserem claro...

se levantou do sofá que sentava com Zayn e caminhou até se sentar no meu colo (já mencionei o quanto aquela menina é folgada?). Ela passou as mãos em meus cabelos e os acariciou de leve. Seu olhar era de pena e eu me odiava por isso.

- Não acho que seja uma boa hora para sairmos... Você não está bem

- Claro que eu estou, eu sou forte! – rebati e ela me olhou mais triste ainda – eu sou...

- Eu sei que é, mas está em um momento de fraqueza agora... – seu olhar foi parar em meus pulsos – você não sabe o quanto eu me importo com você e com as meninas.

Não consegui responder, era obvio que eu não fui forte o suficiente para evitar. Tirei de meu colo e corri para meu quarto, não era preciso jogar na minha cara que eu era fraca... Tranquei a porta e as lágrimas já caíam, me joguei na cama e soquei o travesseiro o mais forte que consegui. Logo após pedi desculpas ao mesmo, ele não tinha culpa por eu ter feito mal a mim mesmo, feito mal para minhas amigas, feito mal a meus pais que nem me quiseram por uma semana em casa... Eu sempre fui aquela menina na dela, meio tímida, quem ninguém nunca conseguiu entender, sempre tentava fazer as pessoas felizes só que do que adiantaram minhas palavras? Elas não são mágicas, não fazem milagre nenhum. Por que eu não parava de tentar? Porque eu sempre fui idiota de achar que as pessoas precisam de minha ajuda sendo que a mais necessitada sou eu mesmo, sempre achei que fazendo as pessoas felizes haveria pelo menos uma que retribuísse e que me fizesse sentir melhor... As quatro meninas que moravam naquela casa eram essas pessoas, me faziam rir e me faziam sentir especial a qualquer momento, até que eu estraguei tudo deixando elas preocupadas... Odeio ser a coitada da história.

Sentei-me na cama abraçando o travesseiro que acabara de socar. Ele devia sofrer comigo, tinha que aguentar minhas lágrimas o encharcando, meus socos de raivas, meus abrações apertados de quando precisava de alguém, meus gritos, minhas risadas... Tudo! Pedi mais um milhão de desculpas para ele e deixei-o no seu devido lugar para pegar meu Notebook. Abri as três abas no Google Chrome que já estava acostumada a abrir. Facebook, Tumblr e Twitter. Entrei em meu FC do TT e do Tumblr e no meu Facebook pessoal. Assustei-me um pouco com a quantidade de notificações, pedidos de amizade e de chats abertos, mas depois entendi que todos estavam querendo falar comigo por ser namorada de Zayn Malik, fechei o Face. Nas outras duas abas estava tudo normal, porque, Graças aos Céus, ninguém havia me descoberto ainda! Respondi algumas amigas minhas pelas DMs e asks, rebloguei algumas coisas até encontrar uma noticia que me assustou um pouco. “Niall Horan deixa namorada no aeroporto”. Pera... Ele não tinha ido também? Onde Niall estaria agora? Minha preocupação só aumentava quando decidi chamar Zayn aqui para cima, mandei uma SMS e esperei que ele viesse (sou muito preguiçosa para descer as escadas e chama-lo)

Tentei procurar onde Niall estaria pelos sites de fofoca enquanto esperava meu namorado, mas não achei nada. Ouvi uma batida na porta e vi Zayn entrando quarto. Ele estava com uma cara triste e eu acho que era por eu ter o ignorado lá na sala, me senti culpada de novo

- Me desculpe... – comecei e ele apenas balançou a cabeça negativamente antes de se sentar do meu lado e me abraçar – nós não nos falamos desde a ligação sobre Niall e , eu me sinto mal por isso e não minta, você também ficou mal por causa de Liam lá em baixo – ele continuou calado, porém me abraçou com mais força – me desculpa, Liam só queria me ajudar, eu não queria que você ficasse assim, ok?

Silêncio...

- Zayn fala alguma coisa!!! Qualquer palavra vale, odeio quando me ignoram

Ele me encarou e olhou para minha boca antes de me beijar.

- Um beijo vale mais que mil palavras, não é?

Eu ri e dei um leve tapa em seu braço, Zayn era um doce.

- Seu bobo! Mas vem aqui olha o que eu encontrei – apontei para a matéria e vi uma leve ruga se formar em sua testa – Niall não foi para o Brasil junto com a , ele sumiu Zayn!!

Nossa falar isso em voz alta é muito mais tenso que pensar.

Zayn pegou seu IPhone e digitou o numero que provavelmente era de Niall, colocou o aparelho no ouvido e demorou um tempo até ele tirar e desligar o mesmo.

- Ta ocupado...

- Temos que avisar o resto das pessoas! Vamos

Zayn pegou em minha mão com cuidado, preocupado com os cortes.

E mais uma vez eu consegui ser a coitadinha...



Louis POV

Estava na sala tentando não imaginar o que estaria fazendo com Taylor agora quando percebi que estava sobrando ali. Liam estava de mãos dadas com a e Zayn e estavam sentados juntos. Levantei-me e segui para a cozinha, iria ligar para Niall para saber porque ele não estava com a e para perguntar onde ele estava.

Chamou três vezes até ele atender

- Alo? – sua voz falhava

- Niall! Onde você está? Todos pensamos que estava no Brasil com a , mas ela me ligou perguntando se você estava bem...

- MERDA! Você não falou nada para ela não é?

- Relaxa cara, falei que você estava aqui, mas me conte onde está?

- No Brasil! Usei o jatinho da banda para chegar antes dela, já que o voo dela tinha 3 escalas, estou em sua casa com , seu irmão. Não conte para ela, por favor! Vou ajudar eles com o pai, para depois trazer ela de volta!

Nessa hora fiquei com um pouco de inveja dele, estava no Brasil um país que sempre achei incrível e não precisava ficar presenciando cenas como a de e Taylor....

- Tudo bem dude, estamos preocupados com vocês, cuide bem da viu? E de você também!

Ele riu e desligou me deixando de novo na tortura de pensar em como se divertia com alguém que não era eu

TRIIIIIM TRIIIIIIM

Olhei o celular e Eleanor me ligava, deslizei até o “atender” e ouvi a voz de Els

- Louis, ta livre? Vamos hoje lá falar com os produtores?

Um sorriso apareceu na minha cara, pelo menos, Eleanor estava entendendo tudo muito bem. Eu sabia que ela era uma ótima pessoa, mas abrir mão de ficar comigo só para me deixar feliz foi um gesto muito bonito.

- Claro! Que horas você pretende ir?

- Agora, está em casa? Por que já estou na rua...

- Estou na casa das meninas, pode me pegar aqui? O endereço eu te passo por SMS

- Tudo bem, até mais, beijos, te am... ah tchau!

Desliguei o telefone com um pouco de pena da ultima frase. Mandei a mensagem e avisei Liam e que iria sair, andando, depois, para a frente da casa para esperar a minha ex-namorada.



- Será que vai dar certo? – eu perguntei para ela enquanto entrávamos no prédio da gravadora.

- Claro que sim, confia em mim

Assenti e andamos até a sala onde os produtores trabalhavam.

-Louis! Eleanor! Que bom ver vocês juntos – ouvi a voz enjoada de Brian (nosso produtor)

- Não, não é bom! Brian, por isso viemos aqui, queremos falar com você sobre isso – Eleanor parecia mais decidida e mais triste a cada palavra que pronunciava

- Ora, ora, podem falar então – ele começou sorrindo – vocês tem 10 minutos!

Els tossiu fraco

- Não é nem preciso, só queremos deixar claro que nós não vamos voltar!



POV

Nós estávamos vendo "A Inveja Mata", um filme de comédia onde um cara fica rico por criar um spray vaporizador de fezes de animais. Era muito idiota, mas estava rendendo boas risadas de mim e de Taylor. Nos estávamos deitados na cama do hotel, ambos de barriga para baixo com um pote enorme de pipoca o qual dividíamos. Ele era um cara legal, e estaria mentindo se falasse que não teve nenhum beijo naquele quarto, mas nada que passasse dos limites. O filme foi para os comerciais (sim, nós estávamos assistindo na tv a cabo do hotel) e ficamos nos encarando por um tempo

- Vou sentir sua falta, amiga de dois dias - eu ri - é sério, você é uma ótima companhia

- Tenho então que dizer o mesmo! Você não é nada mal também!

Ele riu e se virou de lado, de frente para mim. A cama era de solteiro então estávamos bem perto. Ele passou a minha franja para trás de minha orelha e mordeu meu lóbulo. Eu me arrepiei e ele sorriu com isso.

- Taylor... Você vai embora amanhã! Não podemos...

- Claro que sim! Vamos fazer o último dia o melhor. - falando isso ele se aproximou de meus lábios e me beijou intensamente, ele puxou meu corpo para cima do dele e ficamos assim por um tempo até que senti sua mão quente por baixo de minha blusa

- Taylor...

- ...

Eu ri

- Idiota!

- Besta, último dia ...

Não falei nada apenas continuei o beijo e ele entendeu que tudo bem. Tirou minha camisa e eu a dele. Taylor me virou, ficando em cima de mim, passou os dedos por toda minha barriga até chegar na barra de meu shorts. O encarei e ele sorriu sapeca. Mas quando ele abriu o primeiro botão meu celular tremeu entre a gente e ele mordeu o lábio malicioso. Eu o empurrei e sentei na cama

- Seu pervertido! - falei pegando o celular que estava no bolso

- Só estava ajudando... To brincandooo

Eu gargalhei, mas parei quando vi o nome do remetente da mensagem. Louis.

Fiquei com medo de abrir, mas a curiosidade falou mais alto e cliquei em "abrir" e me arrependi assim que li

"Não sei se isso ainda importa para você, mas estou saindo agora da gravadora com Eleanor, tivemos que pagar uma taxa por não cumprir o contrato..."

Bloqueei o telefone e joguei ele na mesa que havia do lado da cama. Senti os braços músculos de Taylor me envolverem e um beijo em meu pescoço

- O que aconteceu? Você ta chorando! - ele passou o dedo embaixo de meus olhos

- Me desculpe, só alguns problemas... Taylor, acho melhor não fazermos isso... - falei pegando minha blusa que estava jogada no chão e quando voltei a me sentar percebi que ele estava desapontado - não é nada por sua causa, Tay... Eu realmente não estou numa boa época.

- Tudo bem - ele falou se aproximando - mas ainda posso te beijar?

Eu ri e o beijei

- Pode!

Joguei minha blusa no chão novamente e deitei na cama com ele ainda me beijando... Ele ia embora amanhã, não tinha nada a perder

Mas enquanto nossos lábios se roçavam, um par de olhos azuis atormentavam minha mente.



POV

Estava sozinha na sala com Liam por um bom tempo, eu tinha ligado a TV e estávamos assistindo algum episódio de Glee que passava. Sentia-me mal pela ter subido depois que eu falei com ela, sabia que ela gostava de passar a imagem de uma pessoa forte, mas falar que ela estava fraca deve ter doído.

Louis havia saído para falar com os produtores e eu estava torcendo para que tudo desse certo.

e Zayn desceram as escadas aos tropeços.

- Gente, o Niall sumiu! Vimos uma noticia que ele deixou a no aeroporto, então ele não está com ela! – gritava – Tentamos ligar para ele, mas só deu ocupado... – abaixou o tom de voz ao perceber que falara alto de mais

- Mandem uma mensagem – Liam falou – quando ele ver ele liga!

Os dois assentiram e Zayn mandou uma mensagem que logo foi respondida

- Estou na casa do meu amor aqui no Brasil, não contem para ela, surpresa - O Malik leu alto

- AAWWWWWWWWWN - e eu fizemos coro e depois rimos

- Como ele é fofo! - continuou e Zayn ficou tenso - Para com esse ciúme menino, eu te amo e você sabe disso!

TOC TOC TOC

- Ah deve ser o Harry, vou lá gente!

Levantei-me do sofá e andei até a porta. Eu me sentia completamente desconfortável com a ida de Haz e no tal "SPA", mas ela era minha prima e eu não podia imaginar nada disso. Cheguei na maçaneta e girei devagar. Todo o ciúme que estava dele com sumiu quando percebi que queria ele do meu lado. Abri a porta um pouquinho, para conferir se era ele mesmo e um sorriso se abriu no meu rosto ao ver alguns cachinhos do lado de fora. Abri por completo e ele sorriu para mim com aquelas covinhas que eu amava.

- Heeeey - Harry me cumprimentou

- Sem beijo? Cadê aqueles beijos de quando abro a porta para você?

Ele sorriu mais chegando próximo de mim. Colocou as suas mãos em minha cintura e me levantou, chocando-me contra o batente da porta. Depositou com cuidado um beijo em meu pescoço e eu sabia que era por causa de seu nariz.

- Harry... Se tiver doendo não precisa...

- Shhhhh - ele disse encostando nossos lábios e eu tomei o maior cuidado possível para não tocar em onde doía.

Selei nosso beijo com um selinho e o abracei.

- Não quer ir a um médico? - ele negou - Hazza... Você precisa ver se está tudo ok! Amanhã de manhã nós vamos ok? E eu não aceito um não como resposta

Ele sorriu e passou a mão pela minha cintura

- Acho tão fofo você preocupadinha - ele pegou em meu nariz e balançou - parece uma mãe

Eu dei língua e ele sorriu mais.

- Heey casal - Liam apareceu ali - parece que estou totalmente de vela nessa casa

- Me desculpe por ter roubado sua garota, mate! Mas ela precisava de um descanso... - Harry sorriu culpado

- Tudo bem Styles, você é um bom amigo para ela, mesmo eu ainda estando morrendo de ciúmes por dentro - Liam riu - Vamos ver filmes e comer pipoca o dia todo? e Zayn que deram a ideia e eu não tenho mais nada para fazer...

Eu e Harry concordamos e nos oferecemos para ir a locadora.



- Que tal esse? - meu namorado me mostrou a capa de um filme pornô. Levantei uma sobrancelha e antes que eu pudesse gritar alguma coisa - to brincando, amor, to brincando!!!

Dei um leve tapa em seu braço e puxei ele para a seção de comedia romântica.

- O que prefere? "Quero Ficar Com Polly" ou "Duplex"? - perguntei a Harry pegando os dois DVDs

- Leva os dois ué! Temos a tarde toda para vê-los.

- Não Harry, temos que levar um de cada gênero! Escolhe! - disse manhosa

- Eu quero "Duplex", porque eu não quero ficar com Polly, eu prefiro ficar com uma tal de !

Eu ri

- Nossa, vey, nossa. Eu não mereço essas cantadas! - debochei - agora vai, escolhe um de ação!

- Jogos Vorazes!

- Tudo bem, pega lá que eu vou escolher um de suspense

Nos separamos e fui para a seção a direita. Havia duas estantes de filmes e eu resolvi fazer que nem quando eu era menor. Fechei os olhos e passei as mãos pelos vários títulos que estavam ali. Parei e peguei um, seria esse!

- Efeito Borboleta - falei abrindo os olhos - a já falou algo sobre esse filme!

Juntei-me a Harry e ele pagou tudo (eu esqueci o dinheiro em casa). Estávamos andando de volta quando passamos em frente a um mini mercado

- Vem, você vai comprar doces para mim!

Ele rodou os olhos

- Que namorada folgada eu tenho - ele disse e eu fiz bico antes dele me beijar - tudo bem emburradinha, vamos lá.

Compramos milhares de doces, aquilo parecia o paraíso, vários corredores cheios de besteiras gostosas só esperando para serem comidas... pare de ser gorda! To parecendo a falando. Meu sorriso murchou ao lembrar-me de minha amiga, sentia sua falta e não era pouco! Conheço aquela menina desde o jardim de infância e sempre estávamos grudado. Recordo-me do dia em que a conheci, as roupas, as falas, tudo! E ela também lembra. Já perdia a conta de quantas redações e quantas musicas fizemos sobre a nossa amizade...

Estava com medo do que o pai dela podia fazer mas pelo menos Niall estava lá para proteger minha amiga!

- Ei, que foi? Ta triste? - Harry me abraçou por trás - eu não comprei aquele de doces para ver você assim.

Segurei forte seu braço antes de responder

- É a ... Sabe ando com saudades e com pena dela ter deixado tudo o que sempre sonhou para trás... Além do que eu falei para a hoje...

- Ei, não vamos pensar nisso ta bom? Nós dois estamos aqui, juntos! Temos que pensar no bom.

Eu assenti e seguimos rumo a minha casa de novo, mas meus pensamentos ainda estavam naquelas duas...



POV

Estava de novo no avião e o medo corria em minhas veias, meu pai era um bandido e ele podia ter feito contatos na cadeia, o deixando mais perigoso ainda! Se ele era louco para agredir a mãe de seus filhos, podia ser louco para fazer qualquer outra coisa.

Me ajeitei na cadeira e apertei o botão para chamar a aeromoça e em quase cinco minutos ela veio. Vestia uma roupa diferente das mulheres dos outros dois aviões (vestia um tubinho preto com um crachá da mesma cor, que mal se conseguia ler) e estava com uma expressão engraçada, como se estivesse se divertindo com algo.

- Moça, pode me trazer um copo de agua? Não estou muito bem - falei olhando em seu rosto

- Com todo prazer - ela falou exagerada.

Algumas outras moças de vestido preto passaram no meu corredor e aquilo me assustou um pouco. Será que estavam com problemas no avião? Alguns homens estavam juntos, mas antes que pudesse pensar algo sobre eles minha água chegou. Agradeci e quando fui colocar o copo na boca senti um cheiro estranho.

Veneno.

Minha garganta deu um nó gigante e percebi que havia algo errado. Olhei para o lado e vi um homem com as mãos do lado da cintura, provavelmente segurando algo.

Armas!

Levantei-me e fui em direção ao banheiro, mas antes consegui puxar um cara junto comigo (também usava um conjunto preto com crachá, devia trabalhar ali). Fiz o máximo para "seduzi-lo" e acho que ele caiu, pois seu olhar passou de misterioso para malicioso.

Niall que me desculpe por isso, mas era instinto te sobrevivência.

Passei a mão pelo seu peitoral e desci até aquele lugar, acariciando. Vi ele mordendo o lábio. Coloquei a perna em cima da tampa da privada passando a mão nela toda e quando cheguei na barra de meu vestido subi até ficar bem mini. Ele se empolgou e beijou meu pescoço e passou as duas mãos em minha cintura

Hora de agir

Apertei com toda minha força "aquele local" e enquanto ele se contorcia de dor consegui pegar a arma que escondia no cinto. Apontei para ele.

- N-não me mate, foi ele, ele mandou! - o homem que dividia aquele banheiro comigo murmurou

- Quem? Quem está comandando isso?

- Seu Pai! - ele falou e eu fiquei tensa

Vi que ele abaixava uma de suas mãos indo ao lado oposto ao que eu tinha pego a arma, ao ver um ponto prateado logo entendi. Outra arma!

Apertei o gatilho!

Fiquei horrorizada pela cena na minha frente, o homem caiu no chão e tinha um furo vermelho em seu lado esquerdo do peito. Merda merda merda! Eu sou um monstro! A arma não tinha feito barulho, provavelmente ela possuía silenciador o que facilitou para mim quando sai daquele local. Sentei em meu lugar com a arma no bolso do casaco.

- AAAAAAAAAAHHHHHHHH - ouvi um grito vindo do banheiro. Bosta, descobriram.

Vi que todos os homens e mulheres do avião se reuniam ali e cada um possuía uma arma. Olhei para o lado, vazio. Para o outro, vazio. Todos os passageiros haviam sumido e aquilo só me assustava mais. O que meu pai fizera? O que ele queria com aquilo? Minha morte?

Comecei a andar para o lado oposto do banheiro quando senti algo queimando meu ombro. A dor era intensa. Olhei minha pele em carne viva e percebi. Fora baleada!

Peguei a arma do meu bolso de qualquer jeito e me virei ainda correndo de costas. Atirei três vezes e vi dois homens e uma mulher caindo no chão. Estava me sentindo horrível, mas era eu ou eles!

Uma moça chegou pelo outro corredor, desajeitada, com uma arma em cada mão, mas antes de ela atirar minha bala perfurou seu pescoço. Cada tiro era como se um pedaço de minha alma fosse para o inferno.

Consegui atirar em mais alguns homens e em duas mulheres quando algo que não esperava aconteceu.

Acabou as balas!

Joguei a arma para trás e comecei a correr o mais rápido possível. Achei o lugar dos paraquedas e peguei um colocando nas costas. Tentei localizar aquelas passagens pelo teto mas a única disponível era quase no fim do avião onde um homem estava parado. Pera! Aquele não é o pilot...

BUMMMM

Senti um tremor e vi por uma das milhares janelas que tínhamos batido. Uma das asas estava despedaçada e pegando fogo.

Era o fim!

Corri para o piloto e pedi para ele me ajudar a abrir a passagem e ele assentiu.

Com a passagem aberta senti algo bater em minhas costas. Olhei para o saco pendurado nela e vi um furo. Não daria para usa-lo mais. Tirei-o de mim e o piloto me ajudou a subir em um acento para depois sair do transporte

- MOÇA! MOÇA! - escutei uma voz me chamando e olhei para trás, vi um ponto preto chegando mais perto, mais perto. Uma bala! Só pude ouvir os "moças" de novo antes de a escuridão me cegar, para o que eu achava que seria para sempre.

- Moça? Moça! Acorde! - alguém me cutucava. Abri os olhos e não me encontrei no céu como achava que iria (nem no inferno, caso alguém pense) estava sentada no avião, suada e com uma aeromoça (vestido azul e branco igual aos outros voos) na minha frente - Ah você está bem! Acabou dormindo e gritava coisas estranhas e principalmente relacionadas ao seu pai. Chegamos no Brasil, só falta a senhora!

Eu olhei ao meu redor e o avião estava em perfeitas condições, porem vazio. Peguei a mala de mão em cima dos bancos e agradeci a mulher a qual me deu um cartão de um psicólogo. Eu estava tensa, aquele foi o sonho mais real e assustador que já tive! Estava com medo do que meu pai poderia fazer comigo em casa agora.

Cheguei na praça de alimentação do aeroporto depois de pegar minhas malas. Liguei o celular e vi a mensagem de meu irmão. Ótimo, o que eu mais queria era sair dali e ele me diz para esperar...

Comi um Pizza Hut e tentei me acalmar, era um sonho! Apenas isso!



Capítulo 12

I was so stupid for letting you go,
But I I I know
You're still the one
You might have moved on, but girl you should know
That I I I know
You're still the one


POV

Eu estou até agora agradecendo mentalmente ao Harry por ter pensado em mim e por ter dado entrada grátis e VIP para esse SPA. Ele era todo branco (provavelmente querendo fazer um clima "clean") e possuía alguns toques rosa, bem feminino! Depois de Hazza resolver minha entrada ele me deu um beijo na testa e disse para relaxar e que lá para as oito horas vinha me pegar. Entrei pela porta (avá) da frente e fui atendida por um homem gay (sim, dava para perceber que ele era homossexual, mas nada contra eles ok?).

- Olá Senhorita! Primeira vez no nosso cantinho da beleza? Você vai amar cada minuto do dia, aproveitar desde a estilosa banheira de lama até os dedos preciosos de nossos especialistas! Venha comigo, começaremos pela massagem com pedras quentes. - enquanto ele falava mexia suas mãos para cima e para baixo segurando uma caneta azul na direita.

Ele me deu o braço esquerdo onde eu entrelacei o meu. Hoje ia ser um dia perfeito.

Não que eu não gostasse de ficar com as meninas, mas chega uma hora em que você não aguenta mais nada e em um estalo de dedos todo o mundo que você estava segurando nas costas desmorona sem deixar que nenhuma peça se encaixe no quebra-cabeça que a vida te desafia a montar. Sua cabeça fica cheia de tristeza e qualquer detalhe te incomoda, seu ar acaba como se você estivesse presa dentro de uma bolha, para onde quer que você corra a bolha apenas gira e te faz cair.

Meu corpo era coberto por objetos redondos aquecidos, que deviam ser as pedras, enquanto eu pensava nessa bagunça. Você deve estar todo confuso ai lendo essas besteiras que navegam na minha mente e eu não posso negar. No fundo, sou uma pessoa complexa.

Senti alguns dedos pressionarem aquele solido contra meu corpo e soltei um leve gemido de dor.

Resumindo tudo, minha vida estava uma bagunça e essas malditas pedras que queimavam minha pele vieram no momento certo!

O resto do dia foi tão perfeito e calmo quanto à primeira massagem. Eram dez para as oito quando saí daquele lugar (que com toda certeza recomendaria para minhas amigas) e fui esperar o Harry em frente a construção.

- Haaaaaaaaaarry! - saí correndo quando vi uma porta sendo aberta do famoso Range Rover Sport parado do outro lado da rua (Eu olhei para os lados ok? Posso estar relaxada, mas continuo sendo a de sempre). Abracei o menino sem ao menos olhar em seu rosto e quando soltei percebi que não era quem eu esperava - Liam!

Ele, o qual tinha um sorriso no rosto até o momento, fechou a cara.

- Nossa! Tô vendo que você ficaria mais contente com o Harry aqui...

Eu revirei os olhos e lembrei-me da cena dele e de mãos dadas.

- Talvez - provoquei

Ele entrou no carro de Harry de novo e abaixou o vidro

- Tudo bem, estou indo lá chamar ele e peço para vir te pegar, acho que você não terá problema se esperar, já que será para ver o seu "querido Harry" - ele deu ênfase nas ultimas palavras e eu sorri com o ciúme que ele demonstrava.

- Ah é? Meu próprio namorado vai me deixar plantada aqui? - decidi me fazer de coitada - cadê aquele menino que disse que ia cuidar de mim? Acho que errei novamente... - balancei a cabeça negativamente reprimindo um sorriso, sabia que tinha pegado pesado.

Ele saiu do carro e me abraçou

- Não fala assim princesa... Você sabe que eu nunca iria fazer isso com você! Só estava... - ele hesitou e eu completei

- Com ciúmes!

Ele sorriu envergonhado.

- Sim - admitiu - Você tá toda amiguinha do Hazza e achei que...

- Achou nada! Liam nunca iria te trocar por ele, Harry é meu amigo e ele só queria que eu ficasse bem. Eu só estava te provocando porque você fica tão fofo assim - apertei suas bochechas - Vamos?

Ele assentiu e abriu a porta para eu entrar

- Que cavalheiro - debochei

- Está tão saidinha hoje - ele disse sem tirar os olhos da estrada - o que aconteceu?

Dei língua antes de responder

- HAHAHA muito engraçado, mas sério você não sabe como um bom par de mãos faz bem ao seu humor!

Ele estacionou e percebi que estávamos na sua casa. Senti um carinho em meus braços.

- Então seu humor vai melhorar muito com essas aqui - passou sua mão pelo meu pescoço e eu estremeci - Tem planos para hoje?

Vi ele sorrir de lado e eu gostei disso. Segurei sua mão que agora estava em meu ombro e depositei-a em minha perna

- Não... Só aproveitar a noite com o namorado mais perfeito do mundo. Além de fazer ele de escravo e o mandar me fazer uma boa massagem com suas "mãos magicas" - eu ri e ele também

- Não acho uma ideia tão ruim para falar a verdade.

Saímos do carro de mãos dadas e o porteiro liberou o acesso para subirmos no apartamento. Sentei-me em seu sofá e ele passou reto

- Quer alguma coisa? - Liam gritava da cozinha

- Não amor. Vou ver as notícias ok?

Ele concordou e eu peguei seu notebook abrindo o Twitter e sim, já tinham me encontrado. Quase quinhentos mil followers. Lembrei que o Twitter da era "publico" e entendi como descobriram o meu. Lembro-me de meus tweets com ela a maioria do tempo falando sobre meninos ou alguma coisa banal. Entrei na minha pagina e rolei a barra para baixo lendo todas as coisas vergonhosas que teria postado antes de vir para Londres

"Estou indo para a cidade dos meus cinco babys! VOCÊS NÃO ENTENDEM MINHA FELICIDADE" - esse era o último que tinha escrito e logo abaixo - VERGONHA! Outro tweet meu:

"@ItsBaby aposto que quando chegarmos lá Harry vai querer trocar todas as noites com as meninas que pega só por uma com você"

Você retweetou @ItsBaby:

"@ForeverYoung Só depois do Liam comer de colher por você sweet heart"

"@ItsBaby se eu o sequestrar e amarrá-lo na minha casa talvez! Nunca que ele ia olhar para mim!"

Meu coração acelerou ao perceber o número de mentions que havia ali. Mudei de posição no sofá antes de começar a lê-las

"A @ForeverYoung e a @ItsBaby estão fazendo mal aos meninos. Harry saiu chorando da festa e Liam bêbado"

"Harry e Liam estão mudados. Causadoras? @ItsBaby e @ForeverYoung"

"Até parece que o @Real_Liam_Payne amaria a @ForeverYoung. Deve ser para esquecer a Dani!"

Dani! O nome dela finalmente apareceu na história. Eu já estava horrorizada com os outros tweets, mas quando o nome dela apareceu senti uma sensação estranha dentro de mim. Liam e ela haviam namorado há algum tempo atrás e eu sei que ele ficou arrasado com o termino. Nunca fui pró Payzer, mas acho que foi só porque Liam era meu favorito. Admita ninguém gosta quando seu menino começa a namorar, mesmo que seja uma menina legal.

Li mais alguns xingamentos e cada palavra lida meu coração rachava. Eu sempre amei a minha família directioner. Sempre fiz de tudo para deixar todos unidos e nunca fui rude com ninguém e agora, só porque eu consegui ficar com o tão desejado Liam Payne, eu era odiada mundialmente junto com a minha prima.

Fechei o note sem fechar nenhuma pagina e deitei no sofá abraçando-o. Eu me sentia traída! Sentia-me traída porque todas aquelas meninas do Fandom que diziam que se uma fã namorasse eles ficariam felizes. Aquelas meninas que se soubessem que recusei um beijo de Liam me chamariam de burra ou anta. Aquelas meninas que diziam ser minhas "amigas".

Peguei o computador e coloquei na mesa de centro. Pensava em Dani. Como será que ela aguentou todos falando dela? Eu já havia falado tanto sobre querer o fim de Payzer... Mas agora eu me arrependo. Abri o computador de novo e tweetei:

"Agora me arrependo de tudo que falei sobre terminar o namoro de vocês, me desculpe @DaniellePeazer, espero que não tenha sofrido muito na época... Desculpa :C"

Ela devia estar online porque logo me respondeu:

"Que isso @ForeverYoung, eu entendo como uma fã se sente, passei por alguns momentos ruins mas tudo bem, desejo tudo de bom para vocês agora :)"

Fiquei com pena dela o que é estranho de certa forma, pois ela é ex do meu namorado.

Fechei de novo o computador e me levantei de onde sentava, indo para a cozinha.

Entrei em silêncio e vi Liam ali sem camisa mexendo em algo no fogão

- Chá? - perguntei sentindo aquele cheirinho que tanto aprecio - Seria muito eu pedir para você me fazer um?

Ele se virou e sorriu

- Claro que não! Sou seu escravo hoje - eu ri e ele desligou o fogo - gosta de camomila?

Assenti com a cabeça

- Onde ficam as xícaras? - ele apontou para o armário em cima de nossas cabeças - Liam... Você já entrou no Twitter desde que começamos a namorar?

Era arriscado, não queria ter a pena dele, só queria saber se ele viu os comentários que suas fãs fizeram de nós. Ele fechou a cara novamente.

- Sim - ele dividiu o chá e entre as duas xícaras e acariciou meu rosto - ... Não vamos deixar isso acabar com o que temos tudo bem? Eu me importo muito com você e agradeceria se você parasse de ler o que elas falam...

Eu não respondi. Na verdade, não sabia o que falar. Se eu ficava na boa ou se eu mostrava para ele o quanto aquilo estava me machucando por dentro, mas eu não ia o deixar perceber. Liam já teve preocupação de mais comigo além de tudo que ele fez.

Continuei quieta

- Vem - ele me entregou uma das xícaras e me abraçou de lado - vamos esquecer isso! O que quer fazer?

Sentei-me de seu lado no chão mesmo e me deitei em seu ombro

- Apenas ficar aqui e passar o tempo com você... – suspirei pausada e pesadamente

Ele colocou as nossas bebidas na mesa e pegou meu rosto

- Eu sei que você está mal com os comentários, existem alguns bem maldosos, não nego, mas elas só estão sendo fãs... Só querem nos proteger!

- Proteger você de mim? Liam tem milhões delas, milhões de pessoas te xingando só porque eu e você acabamos bêbados na festa... Eu sei que parte da culpa é minha e elas estão certas, mas um pouco de respeito é bom ok?

Levantei-me e comecei a andar pela sala (hábito que adquiro quando fico nervosa). Peguei meu celular e comecei a ler alguns em voz alta

- "Não sei o que Liam viu nessa , ela é uma baixinha, sem curvas e nem é tão magra", " deve ter mesmo sequestrado o Liam e feito alguma coisa com ele porque né?", "Achei que Liam era mais responsável na hora de escolher com quem namorar"... E tem muitos outros de onde esses vieram! Se você quer que eu simplesmente ignore fica um pouco difícil...

Ele veio atrás de mim e me abraçou

- ... São apenas fãs! Elas não vão fazer nada de mais com a gente, elas me apoiam não iriam fazer algo que me deixasse mal.

- Então isso não te deixa mal? - perguntei me soltando de seus braços - Muito legal da sua parte, tô vendo como elas te apoiam. Mas a sua namorada ser odiada por todas aquelas que se dizem "fãs" suas não tem nada de errado, certo? Imagine se eu for agredida na rua qualquer dia, igual a Dani que foi em Nova York e ainda estava acompanhada por você. Ah quer saber vou fazer um favor para as suas fãs, tchau Liam.

- não... - não consegui ouvir o resto já tinha saído de sua casa e corrido para a rua.



Zayn POV

Eu precisava fazer algo para ver o sorriso que eu mais amo no mundo (depois do meu) aparecer no rosto da . Ela era puro mistério e cada vez que eu descobria algo novo era como se isso fosse só um decimo do problema total e estava realmente frustrado por não tê-la desvendado por completo.

Ainda!

Harry e tinham saído para pegar os filmes e Liam tinha subido para o andar superior (fazendo algo que não é do meu conhecimento e prefiro que nem seja) então tínhamos a sala só para nós.

Abracei minha menina de lado e a levei para o sofá maior, o mesmo lugar que "assistimos" aos filmes de quando dormimos aqui pela primeira vez.

- Lembra-se de quando você dormiu aqui comigo? - ela perguntou lendo minha mente - foi quando eu percebi a grande sorte que tinha por estar dormindo no colo de Zayn Malik e de estar sendo invejada por milhões de meninas! E eu me lembro de quando você acariciou meus cabelos que no dia estavam soltos e despejados pelas suas pernas... Foi um dia maravilhoso, posso dizer até perfeito!

Percebi que seus olhos brilhavam ao se lembrar de nossa primeira noite juntos e aquilo me fez sorrir largamente.

- E por que não podemos fazer de hoje outra noite perfeita? - eu tentei - Nós dois, aqui no sofá... Mas agora eu tenho permissão de fazer mais do que apenas tocar seus cabelos.

Ela abriu um sorriso fofo. Ponto para mim!

- Zayn, seria incrível! - ela falava pausadamente. Dois pontos! - mas...

Mas? Nananinanão! Mas não é um bom sinal...

- Mas agora existem os problemas que atormentam a minha mente a cada hora que eu penso em felicidade. - 1000 pontos contra Zayn - não fique assim, a culpa não é sua, sweet, eu sou uma pessoa complicada...

- Então me deixe ajudar! Deixe-me compreender cada pedacinho dessa pessoa "complicada" que faz meu dia brilhar mais do que meu reflexo do espelho

Seus olhos se fecharam e ela soltou um pequeno suspiro

- Você sabe que essa é a frase que toda Directioner sempre sonhou em ouvir de você, não sabe? - ela me encarou e eu sorri torto - Eu agradeço a Deus todos os dias por ter colocado você em meu caminho e agora cada vez mais, Zayn, com você tudo se torna tão... tão... tão fácil! É como se eu não precisasse mais me manter forte, se eu cair eu sei que você estará lá e é isso que eu não entendo, por que você estará lá? Por que você quer uma garota rodeada de problemas e que não fez nada para dar em troca!

- Você me deu mais do que eu podia pedir. Você me deu um motivo para manter meus pés firmes no chão. Deu-me algo para batalhar e conseguir, você me deu o seu coração mesmo ele estando rodeado de problemas. Você me deu algo para cuidar! - cheguei mais próximo dela e coloquei minha mão no lugar em que seu coração está - Isso! Você não sabe o quão grande isso é, e o quão bonito também.

me abraçou e senti algo molhado percorrer meu pescoço

- .... Por que está chorando?

Ela me soltou e se levantou correndo para a escada, não sabia se eu teria que segui-la ou não, mas em alguns minutos ela voltou com uma caixa verde nas mãos.

- Verde sempre foi uma cor que me animava. Cor da esperança! Da vida! E acho que não tinha melhor tom para escolher onde guardar isso - ela levantou a caixa mostrando o que estava escrito "Problemas" - Cada dia que aparece uma complicação eu anoto em um pedaço de papel e coloco dentro da caixa. A cada semana organizo do maior para o menor, isso me faz perceber que tem dias quando pequenas coisas me incomodam enquanto tenho problemas maiores para enfrentar.

Ela se sentou no sofá de novo e me entregou os "Problemas".

- Se você pede para me desvendar, aqui está tudo que me passa ou passou pela cabeça algum dia. Zayn, estou te dando a liberdade de chegar a um lugar onde ninguém nunca foi, eu espero que não me desaponte

- Não irei - disse firme, tocado por aquelas palavras.

Analisei com cuidado todos os detalhes externos antes de abrir.

Havia ali no canto superior direito uma foto. Eram duas pessoas, um homem e uma mulher para ser mais exato e logo abaixo deles estava desenhada a frase "queremos apenas seu bem".

- São meus pais. Achei essa foto dentro de uma gaveta quando procurava minhas chaves na sala.

Minha sobrancelha levantou, mas continuei com os olhos no objeto a minha frente. Logo abaixo do título da caixa estava uma frase de minha autoria

- "Posso Cair E Me Machucar, Mas Te Garanto No Chão Eu Não Fico" - nós dois lemos ao mesmo tempo.

Matei minha curiosidade e abri a bendita caixa. Dentro havia vários, vários pedaços de papeis empilhados em uma só pilha. Peguei o primeiro e li

- Não conseguir esquecer os problemas por nem um dia - eu a encarei e ela estava com os olhos quase fechados e com uma expressão triste, como se estivesse esperando para eu julgá-la - Talvez nesse aqui eu possa te ajudar - eu sorri e mordi o lábio maliciosamente.

Ganhei um tapa. Isso que da ser gostoso demais.

- Lê o próximo antes que os meninos cheguem e se você quiser mesmo saber mais sobre mim eu deixo a caixa com você.

Peguei o segundo da pilha e esse tinha mais palavras

- Não chego nem perto de ser o suficiente para Zayn Malik, o que ele viu em mim? - enquanto eu lia . pegou uma almofada e mergulhou o rosto nela. O que eu vi na ? Eu vi simplicidade! . é uma menina que é tímida e que construiu uma muralha em seu redor durante os ano que se passou. me encantou de uma forma que me fez querer derrubar todos os tijolos daquele forte só para mostrar o que é ser feliz de verdade. Eu já fiquei com muitas meninas, mas nenhuma delas teve "graça" de tão fácil que foi. Já com ela eu tive que batalhar mesmo ela sendo uma fã, tive que escutar todas as coisas ruins e boas que ela pensava de mim e isso me fez abrir os olhos. Faz dias que não pego em uma carteira de cigarros, mesmo ninguém percebendo. Não quero que achem que eu sou romântico e fiz isso por ela. Eu fiz porque ela me fez voltar par a vida real quando eu estava vivendo no mundo perfeito de "astro pop".

Ouvimos um barulho de chaves e eu fechei rapidamente a caixa colocando uma almofada em cima. Abracei . Sem falar nada e vimos Harry e entrarem antes de Liam descer do outro andar lendo seus tweets.



Harry POV

Já eram quase oito horas quando finalmente terminamos de ver os filmes. Bem na verdade, Liam terminou de ver, pois não me deixou ver nem dez minutos de cada um já sua boca implorava pela minha a cada segundo, e bem, isso não é uma coisa que dá para recusar certo?

E o casal . e Zayn só fizeram isso também e alguma vezes vi chorando e o Malik ficava sussurrando frases que a consolavam. How cute!

Tadinho de Liam...

Pelo menos ele tinha a Tv e algumas vezes o vi com o celular para entretê-lo. Ele andava estranho. Teve uma hora em qual ele pegou o celular e começou a falar baixinho com ele, algo como "merda", "a amo" e "respeito"... Assim que começa a loucura meu amigo Payne!

Para nossa sorte (tristeza) o casal guloso não estava lá, o que economizou muito no quesito comida (não que eu precise economizar porque eu... *estalando os dedos em formato de Z* SOU HARRY STYLES!). No total foram quatro baldes de pipoca e o bando de doce que eu havia comprado para a gorda (mentira) da !

Terminei meu quarto saquinho de Fini (Não sou gordo ok? Muitos dizem isso mas é só porque... *estalando os dedos em formato de Z parte 2* é tudo recalque dos meus quatro mamilos! Ué tenho que abastecer eles! Pensando nisso, imagine se eu fosse mulher... Daria para amamentar muuuiiitoooo bebê! Mas eu sou egoísta e nasci homem - com orgulho beleza?). Voltando a realidade! Onde estava? Ah sim, terminei meu quarto pacote e lembrei que teria que buscar as Oito. Soltei dos meus braços/cintura indo até a mesinha pegar as chaves do meu carro que tinha usado para levá-la, mas fui impedido.

- Harry... Se importa? - Liam puxou meu braço pegando as chaves - Acho que você prefere ficar com a !

Olhei para o sofá pequeno e ali estava uma encolhida e fofa fazendo o biquinho mais meigo do mundo com a blusa na metade da barriga sexy dela (sendo apenas o Harry de sempre com esses pensamentos...). Quando é que eu ia poder ter aquele corpo só para mim?

Bati de leve no ombro do meu bro e me sentei de novo do lado da minha garota. Tomara que ele cuide do meu carro! Hmpf!

Depois que Liam saiu Zayn pegou uma pequena caixa verde e se levantou.

- Estou indo! Talvez eu passe aqui amanhã - ele disse como se fosse importante - beijos esposa!

- Esposa? Já casaram e eu nem fui convidado? Que coisa heim? E eu pensando em por você como padrinho no meu casamento - zoei - Quebrou meu coração, vou chamar o Louis agora! - fiz um bico, drama.

Ele me deu língua e antes que pudesse mostrar o "dedo" interrompeu

- Seu casamento é?

- Ferrou Harry, fui - Zayn se livrou.

- Errr... Tenho que fazer umas coisas... No meu quarto... Ah Tchau! - se manifestou pela primeira vez

Ferrado! Essa é a palavra para a minha situação agora, sempre que eu estava namorando alguém e conversávamos sobre a palavra com "C" dava em merda.

- Já está planejando? Posso saber se estou convidada? Cadê meu convite?

- Você não está! - afirmei

Ela me olhou com uma cara confusa.

Não queria brigar... A única saída é apelar para o meu lado romântico que estava descobrindo esses dias

- Não... Por que onde já se viu a noiva ganhar convite?

Percebi um sorriso enorme em sua face e ela se colocou em meu colo com uma perna em cada lado meu. Estava gostando...

- Então quer algum dia se casar comigo? - perguntou enrolando meus cachos em um de seus dedos

Eu sorri. Eu nunca fui um homem de uma mulher só, mas com ela... Não sei, apenas não conseguia pensar em ter qualquer outra!

- Você acha que eu estaria pensando em me casar com quem? você sabe que eu gosto muito de você, por incrível que pareça! - ela riu e me deu língua

ficou calada e depois de um tempo sorrindo começou a me beijar com certo desejo. Ela pegou em minha blusa me levantando do sofá e me jogando contra um das paredes. Fiquei ali quieto a vendo abrir o sofá que agora era mais uma cama (Por que elas não falaram que o sofá abria antes? Assim os meninos não teriam que ficar todos encolhidos junto as garotas no dia... Ahh, entendi... Safadinhas aquelas garotas heim? Aprenderam com o melhor). Antes que ela se virasse para mim eu a abracei de costas beijando seu pescoço. Sabia o que ela queria.

Menina de atitude. Ela me virou e jogou-me contra o assento, subiu em cima de mim e pegou uma de minhas mãos colocando em seu rosto, acariciei de leve. Sua mão levou a minha pela lateral de seu corpo até a sua coxa e aquilo me fez realmente ficar doido. Ela sabia do que eu gostava.

- Lembra da nossa conversinha, na segunda vez que saímos todos, de como levar alguém para cama? Acho que descobrimos o melhor método - ela falou rindo

Soltei minha mão da dela e deslizei até sua cintura levantando mais um pouco de sua blusa. Hoje ia ter!

Ela retirou minha blusa antes e beijou meu pescoço, se ela não agisse rápido eu ia enlouquecer.

Então ela recuou

- Hoje não playboy!

Minha cara deve ter caído lá no chão de pura decepção

- Cccomo?? Você disse que esse era o melhor método!

Ela sorriu. SORRIU!!!!! Menina pirada só pode

- Harry comigo nada é fácil! Olha que já foi tudo muito fácil para você até agora. Os métodos funcionam com as garotas que você fica em qualquer balada, não comigo.

- Espero muito que a espera valha a pena - soltei e ela riu fraco

- Tenho certeza que vai - dizendo isso ela pegou minha mão e passou pela sua cintura

Serio, se ela não parar de me provocar eu vou morrer!

~*~

- O que prefere? Morango ou chocolate? - disse quando íamos escolher os sabores dos nossos Milk-Shakes para fazer (falei que somos um bando de gordos)

Olhei para os dois saquinhos de pó e rasguei ambos com a boca e despejei juntos no liquidificador que já havia sorvete de creme e leite. Tampei e apertei o botão verde para ligar.

- Por que acha que e Liam estão demorando tanto? - perguntou enquanto pegava nossos copos em um armarinho em baixo da pia - pensei que era perto esse tal SPA.

Balancei a cabeça em sinal que não fazia ideia. Tirei o Milk-Shake do aparelho em minha frente e dividi entre os três copos, o meu, o da e um para a que ainda não saíra do quarto. Enquanto levou para um dos três copos esperei sentado no sofá.

Meu celular vibrou

"Filho, me ligue assim que puder. Beijos, Anne!"

Era uma mensagem, liguei.

Depois de dois toques ela atendeu, estava animada pelo visto!

- Filhoooo que bom falar com você! Como estão as férias? E a ? Você falou tanto dela pelo Skype que estou morrendo de vontade de conhecer a garota que fez meu Harry se comportar

- Mãããe! - falei rindo, ela era uma figura

- Que isso filho, só estou brincando contigo. Já sabe onde vai passar seu aniversário?

Putz! Meu aniversário! As meninas tinham chego logo após o aniversário de Zayn e faltava apenas... Olhei o calendário apoiado do lado da TV... Três dias! Eu tinha esquecido completamente.

- Filho? Estou te atrapalhando?

- Não mãe... Eu não sei o que vou fazer, por que a pergunta?

Ela hesitou um pouco antes de falar, mas acabou desembuchando:

- Eu e seu padrasto estamos com saudades Harry, além do que seria uma ótima oportunidade para apresentar a - ? ? De onde minha mãe achou essa intimidade toda? - Se você vier ficaríamos muito contentes mesmo, mas sabemos que você pode ter a companhia que quiser agora que é famoso... Bom, pense! - ela estava carente

- Mãe deixa de ser boba! Nenhuma companhia é melhor que a sua! Vou falar aqui com a - entonei seu nome - e depois te ligo ok? Beijos!

Desliguei o celular e logo após ouvi passos na escada

- Vai falar o que com a - ela me imitou entonando - Heim, senhor Styles?

Olhei para a e chamei-a para meu colo.

- ... Sabe que dia é hoje?

Ela olhou o mesmo calendário que eu e falou calmamente

- Hoje é dia 29 de Janeiro, Harry

- E... - completei tentando chegar a algum lugar

Ela me olhou pensativa, ainda não entendi nada.

- 29 de Janeiro... Hoje é 29 de Janeir... AAAAAAAAAAAAH HARRY SEU ANIVERSÁRIO!!!!!! - ela me abraçou - O que você vai fazer? Falta tão pouco...

Eu suspirei

- Então , isso que eu queria te perguntar... Minha mãe me chamou para passar o dia lá em casa... Você viria?

Ela tremeu e eu percebi que estava desconfortável

- E se ela não gostar de mim - falou meio para baixo - Harry... Não sei...

Eu sorri e a beijei

- Ela já te ama, menina! E outra ninguém que te conhecer vai pensar diferente, você é um máximo! - ela sorriu e passou a franja atrás da orelha - Eai? Topa?

concordou com a cabeça e levou o copo até sua boca.

Depois disso ela me contou que . tinha dormido e então deixou seu copo na mesa dela, que provavelmente iria derreter. e Liam não mandaram mensagem nem nada.

- Que tal imitarmos o Niall e a e fazermos uma TwitCam? Faz tanto tempo que não entro no meu Twitter... Devo ter levado uns 300 Unfollows - comentou - você podia me seguir, né? Meu sonho sempre foi ter vocês me seguindo!

- Não era ser minha? - fiz beiço - Magoou! Agora não sigo também!

- Aaaaaah Harry sem esse bico! Meu maior sonho e desejo sempre foram estar ao seu lado e você sabe disso, mas como eu achava impossível, meu sonho mais "real" era levar um follow ou um reply de um da banda.

Ri e peguei o Netbook dela o qual estava apoiado em um banco. Abri em meu usuário e vi que havia muitas Mentions, mas era normal. Escrevi que faria uma TwitCam e com perguntas em alguns minutos, logo milhões de views apareceram.

- Oh My Josh! 3.452.896 pessoas vão me ver! Que vergonha...

Passei a mão em sua coxa encorajando-a, mas mesmo assim ela continuou tensa.

Entrei em seu twitter antes @ItsBaby (eu ri com o nome) e dei Follow, vendo seus olhos brilharem. Liguei o vídeo.

- Olaaa Mundo!!! Como vão vocês? - perguntei sabendo que não leria nenhuma resposta - Eu estou na casa de umas amigas hoje - me cutucou quando falei "amigas" - e quero apresentar a vocês... Tam tam raraaam ... Minha garota! da um oi para a câmera! - eu virei o computador para ela e deu um oi de leve.

Encaixamos nós dois na tela do PC.

- Vamos responder qualquer pergunta que aparecer aqui, podem falar!

Li algumas que apareciam quando me deparei com frases do tipo "Nossa que secos! Nem parecem namorados" ou "A TwitCam do Niall e da foi tão mais fofa, aposto que esse namoro é falso!" e a pior foi quando incluiram "a @ItsBaby ja forçou o Harry a fazer um video com ela, agora falta a @ForeverYoung forçar o Liam". Olhei de canto para a e ela estava lendo com a mão na boca, chocada.

Mudei de assunto

- A quanto tempo se conhecem? - li uma das perguntas - hmm.. Faz quase um mês, certo ?

Ela me olhou arregalada e percebi que seus olhos marejavam

- C-certo.

Voltei o olhar para a tela e os insultos só cresciam. "Nossa a câmera engorda ou ela é assim mesmo?", "Caramba Harry, achei que você sabia escolher", "Qual é? Harry namorando uma novinha? Só pode ser falso!", " pode tirar a Mascara porque o Halloween é só em Outubro"... Entre outras bem maldosas.

se levantou e correu escada acima, limpando os olhos.

Droga!

Li mais alguns tweets antes de intervir

- Vocês viram o que acabaram de fazer? Viram que fizeram uma pessoa inocente chorar? Além de ter me feito ficar mal, vocês me decepcionaram, claro que nem todos, mas aqueles que estão ofendendo minha namorada. Não reclamem que eu não faço muitas TwitCams depois, porque vou pensar muito bem antes da próxima.

Falando isso eu bati a tampa do computador com raiva.

Eu odiava essa pressão. COMO VOCÊ PODE JULGAR ALGUEM QUE NEM CONHECE?

Levantei-me para seguir , mas antes a porta foi escancarada e uma toda molhada apareceu atrás dela.



POV

Já estava escurecendo e nada da tal "vã" chegar. Eu, sentada em uma cadeira do aeroporto, estava morrendo de medo de pegar no sono novamente. Aquela visão tão real me atormentava o dia todo. Pensava no que perderia agora, já perdi o namorado, perdi as amigas, a casa, a grande chance de um emprego... O que faltava? O meu irmão? A minha mãe que já sofreu tanto...? Tinha como eu ME perder?

Encostei-me e em uma parede e fiquei olhando a passagem de pessoas, cada uma diferente da outra. Uma moça alta, outra baixa. Um homem todo arrumadinho e outro que parece que pegou a primeira roupa do armário. Uma mulher magrela e outra mais cheinha. Um menininho moreno com o cabelo cheio de gel e outro loiro bagunçado.... Loiro bagunçado... Loiro... Niall... Aaaaaaaaaaaah eu to delirado! Bati na minha própria cara para parar de pensar nele e uma menina que aparentava ter a minha idade chegou mais perto.

- ? é você? - ela dizia já abrindo um grande sorriso

Eu concordei com a cabeça confusa

- E você é...?

- Meu nome é Penélope! - ela esticou a mão e eu apertei - Quando você chegou? As meninas estavam te esperando no outro lado do aeroporto...

- Meninas? Que meninas? Estou esperando uma vã vir me buscar... - respondi confusa - cheguei de manhã por aquele portão ali - apontei

Ela bateu na testa

- Pegamos a informação errada então! Droga! Pode tirar uma foto comigo? - ela estendeu uma câmera e eu concordei confusa - Obrigada! Penélope me abraçou de lado e posicionou o aparelho a nossa frente. Click!

Foto tirada. Olhei o resultado e odiei, eu estava com uma cara estranha, meu cabelo estava um ninho. Apenas sorri e ela guardou a câmera em uma bolsa que até então não tinha sido vista por mim.

- Se importaria de ir comigo até onde as meninas te esperaram o dia todo?

- Pera! Primeiro me explica, por que você quis tirar uma foto comigo e por que "as meninas" me esperaram?

Ela soltou um sorrisinho

- , minha cara - ei! Desde quando eu dei essa liberdade toda? - Você é namorada do Niall Horan! Todas as brasileiras estão orgulhosas por você ter conseguido isso, por uma brasileira ser o amor do nosso príncipe! Além do mais você também está famosa pela sua voz, todas as Directioners e os Directioners boys já ouviram e viram milhões de vezes os seus duetos com o Nialler!

Meu queixo caiu e eu não soube como responder. Ela me puxou e eu fui guiada até o local. Como assim eu era famosa? Como assim todas as Directioners queriam me conhecer? Eu era sem graça, não tinha talento e a única coisa que eu sabia fazer direito era comer... Mas quem não gosta de comer?

Quando chegamos havia um grupo de mais ou menos vinte e cinco garotas, com algumas fotos minhas e do Niall juntos, montagens e câmeras/celulares nas mãos. Quando me viram começaram a gritar e me abraçar, já não estava entendendo nada, eu sorria para os flashes, abraçava meninas que nunca vi na vida e conversava com algumas sobre os meninos da banda, como eles eram e outras coisas. Tentei parecer o mais simpática possível, mesmo estando ainda em choque e sabendo que daqui a pouco enfrentaria meu pai...

- Oi! , certo?

Olhei para trás e vi um menino, um pouco mais alto que eu, de boné e uniforme, com um sorriso de derreter qualquer pessoa (o que eu acabei de falar?)

- Sou Paulo, desculpa pela demora da vã, mas foram ordens... Podemos ir? - ele mostrou o crachá em sua blusa para afirmar que era da empresa de vãs.

Dei tchau para as meninas, tirei mais algumas fotos e caminhei atrás de Paulo.

Entramos em uma vã preta, ele no motorista e eu no passageiro, depois de colocar minhas malas no banco traseiro. Paulo ligou o rádio e HA! Para minha felicidade a voz de Niall enxeu o carro com seu solo em Little Things... Olhei para meu dedo e lá estava, brilhante e prateado, o anel de trevo que Nialler tinha me dado... Tudo me lembrava do dia mais feliz da minha vida, o dia que, na frente de milhões de pessoas, Niall se ajoelhou e pediu para eu ser sua...

Não ! Para! Você só vai sofrer mais se ficar pensando nisso. Seja forte... Seja forte!

- Então... , por que voltou para o Brasil?

- Voltei? Como você sabe? É Boy Directioner também? - perguntei ouvindo a voz daqueles cinco meninos cessarem

Ele soltou um riso fofo

- Não! Mas minha irmã mais nova é, acho que sei tudo sobre eles e você por causa dela - ele sorriu envergonhado.

- Ah entendi! Espero que ela goste de mim...

- Claro que gosta! Ela te acha linda. Alias quem não acha... - ele falou mais baixo e senti minhas bochechas queimarem - Bom, posso tirar uma foto com você para jogar na cara da minha irmã? É divertido irritá-la

Ele mudou de assunto, mas eu apenas concordei e ele parou o carro e tirou a foto. Voltamos para a estrada.

- Acha que vai demorar muito? - perguntei pensando em meu irmão

Ele balançou a cabeça afirmando

Suspirei pesado e a voz aguda de Taylor Swift entrou no rádio.

"Mean"


"You, with your words like knives
(Você, com suas palavras como facas)
And swords and weapons that you use against me,
(Espadas e armas que você usa contra mim)
You, have knocked me off my feet again,
(Me colocou no chão novamente)
Got me feeling like I'm nothing.
(Me fez sentir como um ninguém)
You, with your voice like nails on a chalkboard
(Você, com sua voz, como unhas arranhando um quadro-negro)
Calling me out when I'm wounded.
(Me chamando quando eu estou ferida)
You, pickin' on the weaker man.
(Você, se aproveitando do homem mais fraco)

Well you can take me down,
(Bem, você pode me derrubar,)
With just one single blow.
(Com apenas um único sopro)
But you don't know, what you don't know,
(Mas você não sabe, o que não conhece)

Someday, I'll be living in a big 'o city,
(Um dia, estarei vivendo em uma cidade grande)
And all you're ever gonna be is mean.
(E tudo o que você sempre será é cruel)
Someday, I'll be big enough so you can't hit me,
(Um dia serei grande suficiente para não apanhar de você)
And all you're ever gonna be is mean.
(E tudo o que você sempre será é cruel)
Why you gotta be so mean?
(Por que você tem que ser tão cruel?)"


Por que você tem que ser assim "pai"? Por que tão mal? Por que faz mamãe sofrer tanto? Faz seus "filhos" sofrerem... Uma lágrima desceu do meu rosto e senti o veiculo parando

- O que foi? - Paulo perguntou enquanto eu enxugava a maldita lágrima - Não chora... Garotas como você não merecem chorar!

Ele passou a mão em minha bochecha e depois ajeitou meu cabelo.

Nossa proximidade era clara, mas eu não podia fazer nada, se eu chegasse mais perto iria apenas lembrar-me de Niall... Niall! Eu nunca fui tão carente como estou sendo agora, não sei se é apenas medo... Meu pequeno comilão estava agora do outro lado do oceano, em algum lugar, pensando em alguma coisa...

Mas para mim ele estava mais perto do que nunca...

Niall estava no meu coração!

Voltei a me sentar direito no banco e Paulo foi para o volante constrangido pela situação.

- Err... ...

-

- ! A minha casa é no caminho, você podia dar um oi para a minha irmã antes? Ela gosta muito mesmo de você...

"NÃO" - minha mente gritava - "VOCÊ TEM QUE IR PARA A SUA CASA AJUDAR SEU IRMÃO"

- Claro! - respondi - seria ótimo vê-la...

30 minutos se passaram até chegarmos a uma casa simples, verde e de dois andares. Não tinha quintal, como a maioria das casas do Brasil, e na frente havia um carro pequeno parado.

- É aqui... Só não ligue para simplicidade. - Paulo disse e eu ri - Ei não ria de mim

- Não é isso, é que eu nunca ligar para isso, ao contrario, sua casa é linda!

Ele sorriu envergonhado e fez um gesto com as mãos para segui-lo.

Entramos e lá era tão simples e bonito quanto o lado de fora, dois sofás e uma televisão de tamanho médio, uma mesa de centro e um pequeno relógio na parede amarela compunham a sala. A cozinha (a melhor parte da casa) já era um pouco mais sofisticada e o hall tinha apenas um grande espelho com um criado mudo embaixo.

- Ela está no quarto, vou chamá-la.

Paulo se retirou da sala e subiu algumas escadas para o outro andar, logo apos sair uma velhinha muito simpática apareceu.

- Olá...

- Olá minha filha, quem é você? - ela perguntou ajeitando o óculos

- Sou a , Paulo me pediu para vir...

- Ah! Então finalmente ele arranjou uma namorada descente, prazer sou Emily, sua sogra.

Eu gargalhei e ela me acompanhou

- Senhora, eu não sou namorada dele - ela me olhou meio triste -

Não me leve a mal, ele me pareceu ser um ótimo rapaz, mas eu já tenho um namorado - mostrei-lhe o anel - ele é um dos membros da banda de sua... De sua filha, e ele me pediu para vir vê-la.

- Ah... O Uani Direquixion? Sim ela não para de falar deles... Se sinta em casa mocinha, vou fazer um pouco de chá!

Ela saiu em direção a cozinha antes que eu rejeitasse. Chá! Por que tudo tem que me lembrar da Inglaterra que me lembra a ele!

- Não vale espiar Monique! Mais um degrau, outro, outro... - olhei para as escadas e ali estava Paulo com as mãos tampando os olhos de uma garotinha que devia ter uns 10 anos, loira com cachos e usava um vestido vermelho até os pés descalços.

- Pode abrir! - ele disse retirando os dedos de sua irmã

Ela abriu os olhos delicadamente e quando me viu parecia uma princesinha com os olhos brilhando.

- 3...2...1... - Paulo contou

- AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHH - ela gritou e correu para me abraçar - , ! Ai meu Deus é você mesmo?

Eu concordei com a cabeça rindo, ela se parecia bastante comigo.

- Eu sou a Monique, acho que você e o Nialler supeeeeer combinam e sua voz é linda! Pode me falar como vocês se conheceram? Pode falar sobre o Niall? Você acha que eu tenho chances com algum deles? Canta para mim? Monique se sentou em minha perna direita e ficou ali sorrindo como uma boba

- ... Desculpa-me - era Paul - ela é meio que... Doida!

A menina deu língua

- Qual o problema? Você não imagina a minha reação quando eu vi os meninos, foi igualzinha! Você é tão parecida comigo. - eu falei apertando suas bochechas

- Então , eu vou fazer uma ligação, quando quiser ir me fala. Já volto! Err.. Se divirtam!

Vi Paulo saindo e fiquei sozinha com a Monique

- Pode cantar?? - ela fez uma cara pidona - Por favoooooooor!!!!

Eu não resisti!

- Tem algum violão aqui?

- Sim! Mas não posso pegar, é do Paulo...

Fiz um gesto vago com a mão e comecei a cantar "Back For You", pois sabia que ela era fã deles então seria melhor uma original do One Direction.

"Lately, I'm becoming crazy soon I'm coming back for you, back for you, back for you-o-ou"

É engraçado como cada momento da sua vida tem alguma musica para te entender. Seja ela lenta, animada, seja ela em Inglês ou em Português. Música é uma parte da minha alma que ninguém nunca entendeu, ela me anima quando estou feliz e me consola quando estou triste... Musica é vida! Foi por isso que escolhi esse caminho, não era porque minha voz era bonita, ou porque precisava escolher, eu escolhi, pois me fazia feliz.

Ia terminando o segundo refrão quando parei de cantar porque não conseguiria segurar mais as lágrimas cantando "I"ll be coming back for you" sendo que eu não iria...

- Awwwwww você é tão boa! Quando lançar seu CD, eu vou ser a primeira a ter, Certo? Aqui está meu numero do celular - ela me entregou um papelzinho e eu ri - vamos me fale da história entre vocês dois, pleeeeaaaseee Eu suspirei e comecei a contar tudo para aquela menininha, contei de todos os detalhes que senti, que vivi! Perdi noção de tempo e no meio da história já estava chorando. Monique me abraçava e falava que ia ficar tudo bem... Mas não ia! Quando consegui secar meu rosto Paulo desceu e falou que se quisesse podia ir agora, eu aceitei.

- Tome querida, não esqueça seu chá - a senhora me entregou um copo de papel

Quando eu me virei para a porta senti minha cintura entrelaçada

- Obrigada ! Você é a melhor!

Quando puder, me liga e me segue no Twitter! - disse entregando outro papelzinho. Dei um beijo em sua bochecha e me despedi. Entrei na vã olhando mais uma vez para aquela simples casa no escuro... O dia já estava no final, mas para mim era só o começo de um longo e cansativo...



POV

Corri para a casa que já tanto conhecia e escancarei a porta. Estava molhada, minhas roupas pesavam e provavelmente minha cara estava horrível.

Por quê? Pelo simples fato de me decepcionar de novo com algum menino.

Lado bom da minha mente falando: Eu sei que uma parcela de culpa é minha, pois eu estou sempre na defensiva

Lado ruim: Aah ele podia ter vindo atrás de mim! Não foi justo.

Lado bom: Liam só estava querendo ficar sem brigar, você é fã dele sabe que sem seu apoio ele não seria nada!

Lado ruim: Mas...

Aaaah calem a boca vocês dois! Eu não quero ouvir mais nada, já estou cansada da minha mente ser dividida assim.

Bom, voltando. Eu tinha corrido da casa dele e entrei no primeiro Taxi que apareceu, mas quando ele descobriu que eu estava sem nenhum dinheiro me fez sair do carro na metade do caminho e eu fiquei sentada na calçada de uma rua desconhecida. A chuva que antes era pouca ficou mais grossa e eu corri para o primeiro ponto de ônibus onde eu sabia que ficavam aqueles mapas da cidade. Encontrei a rua de minha casa e por sorte era perto. Corri mais até aqui e agora estou parada no Hall da casa olhando um Harry Styles assustado quase na escada.

- ! Meu Deus você está horrível!

- Ah Obrigada Harry! - sorri irônica

Ele veio em minha direção já pegando um casaco que estava pendurado e colocando em minhas costas

- Vem, você vai ter que tirar essa roupa e colocar uma seca! - disse firme

- Uau! Desde quando você é assim tão protetor?

- Aprendi com você e com o Liam! - ele sorriu orgulhoso e meu estomago embrulhou na ultima palavra

Hazza me arrastou até o meu quarto e quando entramos estava deitada na cama com o travesseiro em sua cara.

- ... Por favor olha aqui! - Harry falava manso - não liga para o que eles falam, por favor! Essas pessoas estão com inveja de você, você conseguiu algo que nenhuma delas vai conseguir.

tirou o travesseiro dela e se sentou com os olhos vermelhos

- O que? - ela perguntou inocente

- Você conseguiu mudar o Harry Styles! Sabe quantas garotas sonham com isso? Sonham em fazer eu deixar de ser um galinha e ficar todo romântico, como eu estou sendo agora? - ele respondeu

- AWWWWWWWWWWW Que fofos! - eu falei automaticamente e me calei logo após, pois isso me lembrou de como o Liam não me defendeu. Harry e começaram a se pegar ali mesmo na minha frente. Hazza estava enganado, ele ainda era um safado!

Meu Deus! Vão para um lugar mais reservado para fazer isso!

Entrei no banheiro com algumas roupas e tomei um banho. Estava já trocada e penteando meus cabelos quando ouvi um grito

- AAAAAH SEUS PERVERTIDOS - ri quando ouvi gritar, só podia ser ela, apenas ela e falavam "pervertidos" naquela casa.

Abri a porta do banheiro e vi uma com cara de quem acabou de acordar na porta e um Harry sem camisa jogado na cama ao lado de uma que estava com a camisa já na metade da barriga. Os dois se compuseram e sentaram na cama, envergonhados.

Eu e já riamos muito quando Harry deu a ideia de irmos para a casa de um dos meninos fazer bagunça (sim ele disse desse jeito)

Tomara que não seja a de Liam, Tomara que não seja a de Liam, Tomara que não seja a de...

- Zayn! Vamos para a casa de Zayn - A falou e eu a agradeci mentalmente - aproveitamos e dormimos lá, ok?

Todos concordaram e Harry não demorou muito para fazer piadinha

- Hm, dormir? Entendi porque você quer dormir lá... - parecia um pimentão



Mochilas prontas. Sacolas com comidas prontas. Agora é só esperar a demorada da ...

- Hey ! - era Harry - tive uma ideia aqui, meu aniversário é daqui a três dias e ...

- Ai. Meu. Deus. É verdade! Estou me sentindo uma poser, me desculpa me desculpa Harry! Ainda tenho tempo pra comprar presente, ufa! O Styles riu e fez um gesto vago com a mão

- Então, minha mãe me chamou para fazer uma espécie de festinha lá em casa, topa?

- Em casa? Aqui em Londres ou em Holmes Chapel? - perguntei

- Holmes Chapel! Vou chamar todo mundo, tadinha da mamãe, vai ter que alimentar dez... Oito bocas! - falou meio triste por lembrar que e Niall não estariam junto - vamos, já desceu.

Ajeitamo-nos no carro e em uns 15 minutos já estávamos na casa de Zayn. entrou primeiro fazendo a maior gritaria

- ZAAAAAAAAYYYYNNNN SURPRESAAAAAAAAAAA!!!! Viemos alegrar sua noite!!

Harry sorriu safado e deu um tapa em seu braço.

Ouvimos passos da escada e logo Zayn apareceu. Mas espera? Havia mais um par de pés descendo as escadas! Olhei diretamente para eles... E como eu tenho sorte.

Adivinhe quem era?



Niall POV

já tinha arrumado tudo para o "plano" e eu, como sempre, me senti um inútil. Ele me chamou para comer e eu aceitei, já que desde de manhã não tinha ingerido nada (milagreee). Fui quase correndo para a cozinha e me deparei com ele conversando com uma moça mais adulta, muito bonita por sinal, em uma língua que deveria ser português. Ele falou mais algumas palavras e a senhora se virou para trás.

Era a mais velha!

Os cabelos lisos soltos e partidos de lado, na cor escura. Seus olhos que eram de uma cor indecifrável estavam quase fechados do mesmo modo que fica quando acorda. Estava usando um vestido colorido que ia até o chão, sem mangas onde mostrava as agressões feitas pelo "ex-marido". Fiquei olhando para cada roxo, cada machucado e de repente bateu uma saudade da minha garota. era uma menina frágil que tentava aguentar tudo o que passava sorrindo, fazia brincadeiras bobas e ficava gritando para tudo de bom que lhe acontecia. Isso é uma pessoa feliz. Uma pessoa que mesmo sofrendo fica feliz com o que a vida lhe proporciona. Seja por uma viagem para Londres, seja por um simples "Hora de Comer". Qualquer dia ela estava mostrando aquele belo sorriso que tinha. Pensei em quanto eu tinha para aprender com ela e tudo isso dependia de que eu conseguisse fazer seu "pai" dizer tudo. Lembro-me de quantas vezes fiquei emburrado em um show pois não tinha o doce que eu queria, quando estava cansado e tinha que cumprimentar as fãs... Eu sou um ingrato! A vida me deu o que a de bom e de melhor para alguém que quer ter sucesso e eu apenas desprezei. Claro que eu agradeço todos os dias por ser parte da One Direction... Mas esses são os Grandes detalhes, porque não ficar feliz com os pequenos?

Ouvi a mulher falar algumas palavras naquela língua que não conhecia e depois traduzir:

- Ela está te agradecendo por tudo isso que está fazendo, e falou que a tem uma sorte tremenda de te ter como namorado, e acrescentou falando que ela merece!

Dei um sorriso e abracei a mulher

- Eu que agradeço por você me receber tão bem e dar sua benção para nosso namoro, Senhora..

- Marceli! - me ajudou

- Senhora Marceli.

Logo em seguida seu filho traduziu para ela e ela apenas assentiu com a cabeça. Apontou com a mão para a mesa que estava posta com três pratos super cheios de Macarrão com carne moída (WEEEEEEEEEE =9).

- Ela não sabia se você comia tanto quanto a então fez bastante, se não quiser pode deixar que jogamos fora

JOGAR COMIDA FORA? VOCÊ ESTÁ LOUCO? PODE DEIXAR QUE EU COMO TUDO E ATÉ O QUE VOCÊS NÃO QUISEREM MAIS, MEU AMIGO! DEIXA COM O PAPAI AQUI!

- Eu como, pode ficar tranquilo, eu e a somos quase a mesma pessoa quando se fala de comida - eles riram

Comemos em silêncio e depois a Marceli falou (traduzida por ) que iria ao mercado enquanto podia (pois o "pai" de seus filhos não deixaria ela ir).

- Me desculpa, minha mãe não sabe falar Inglês! E por isso ela colocou eu e em uma escola avançada quando eramos pequenos...

- Tudo bem! Temos que esperar o seu "pai" agora, certo?

- Sim, já liguei para Paulo, o motorista que vai pegar a no aeroporto, e ele vai enrolar ela!

- Certo! Então... Seria de mais eu pedir para você me falar mais sobre a ? Nos conhecemos a pouco tempo e ela sabe tudo sobre mim enquanto eu sei muito pouco sobre ela...

Ele sorriu e me puxou escada a cima para o quarto da minha namorada. Pegou algumas coisas no armário branco e se sentou na cama ao meu lado.

- O que é isso? - perguntei curioso

- São fotos! Aqui tem todas as coisas que a ama fazer - ele me mostrou um álbum da mesma cor do armário e uma caixa pequena

Abri o álbum primeiro e uma gargalhada saiu de mim ao ver a primeira foto. Era uma menininha pequena, de uns 7 ou 8 anos, sentada na piscina com um ENORME sorvete de chocolate. Toda lambuzada. Passei mais algumas e todas elas haviam as coisas mais inusitadas que poderia imaginar. Em uma ela estava ajoelhada em uma cadeira, para ficar mais alta, e fazia um tipo de omelete no forno. Ela no show do Justin. Tinha fotos dela em palco e fotos dela com pôsteres da minha banda (já mais atuais). Em todas ela sorria! Peguei a caixa e nela estavam CDs (alguns de covers dela e outros de famosos) e alguns cadernos com textos conhecidos - Shakespeare e alguns em português que eu não conhecia (seus preferidos segundo ).

Eu estava maravilhado.

~*~

- ? CADE VOCÊ? EU NÃO FALEI PARA VOCÊ IR COMPRAR UMA ROUPA CARA PARA MIM E COLOCÁ-LA NO SOFA? - ouvi uma voz grossa vindo do andar inferior. Já fazia horas que estávamos ali no quarto de

O cara do meu lado bateu na testa de leve

- Puts, esqueci disso! Eu estava indo comprar hoje de manhã quando você chegou...

- Ei, relaxa! Vamos, temos duas chances!

Ele assentiu e desceu os degraus. E eu fiquei espiando da escada

- Oi... Eu esqueci me desculpa - falava

- Esqueceu? - o homem riu - VOCÊ SEMPRE ESQUECE NÃO É? É UM INUTIL!

Ouvi um tapa e me senti culpado.

- Fala "pai"! - falou fazendo aspas com os dedos - Fala o que você faz com a mamãe e comigo todos os dias! FALA!

Ele estava nervoso. Deve ficar assim toda vez.

- Por quê? O que vai fazer o que? TEM ALGUEM FILMANDO? É ISSO? - o som de coisas caindo e sendo jogadas era alto - CADE? CADE ? ESTÁ COM MEDINHO DE ME FALAR? VOCÊ NÃO É NEM HOMEM PARA ME AMEAÇAR!

- CALA A BOCA!

- O que foi? O que você disse ?

- CALA A BOSTA DA SUA BOCA!

PA! Outro tapa! Vi subir correndo, do meu lado, na escada. Sangrava!

Esse cara acha o que? Que ele pode sair batendo nele só porque é filho?

Minha vez!

Desci e vi o "autor" daqueles machucados e das lágrimas da . Minha raiva só crescia.

- Quem é você? Algum namoradinho do ? - ele riu - Sempre falei que ele não era homem mesmo!

Eu me aproximei.

- Por que você faz isso? - cuspi as palavras - Eu sou namorado de um de seus filhos sim, mas eu sou namorado da . Fale! Fale o que você faz com esses pobres jovens e com a senhora simpatica que mora aqui!

A raiva explodia em minhas veias e tudo que eu queria fazer era socar aquele rosto moreno na minha frente. Mas eu não ia me rebaixar ao nivel dele.

- Você gosta daquela pestinha? - outra risada forçada - Ridículo que nem ela deve ser, porco e com uma voz irritante. E se eu falar que eu bato em minha "esposa" e em meus filhos? QUEM É VOCÊ PARA ME IMPEDIR? O QUE VOCÊ PODE FAZER? Você é um nada! - ele jogava tudo que encontrava pela frente

Pronto Niall. Você já tem o que precisa, cale a boca e saia daí!

- Sou bem mais homem que você para saber como tratar uma garota - soltei

Pa! Aeee Niall Horan seu inteligente ganhou um soco de graça!

Minha cara borbulhava de ardor e eu sai daquela casa direto para a delegacia, me encontraria lá.

- Olá, sou Niall Horan e eu queria fazer uma queixa! - falei já tirando o gravador de dentro do meu bolso traseiro



ION ION ION (n/a: Sirene de Policia fail :P)

Sentado no sofá ouvia aquelas sirenes irem embora para longe, bem longe dali. tinha saído para falar com o tal Paulo para já trazer a !

Depois de um tempo senti um abraço

- Obrigado! - era - Você foi incrível

Errrr... Sem comentários ne?

Tirei ele de cima de mim e assenti com a cabeça. Agora era a melhor parte, ver chegar!

- NIALL, NIALL, NIALL! WE LOVE YOU! Um coro de vozes femininas vindo do lado de fora da casa. Me acharam!

- Acho melhor você ir lá antes que elas derrubem a casa!

Fui até a janela e abri as cortinas. Vinte, trinta, quarenta garotas ali, gritando. Acenei com a mão e os gritinhos amentaram.

Ideia!

Fui até o quarto da e abri a janela totalmente, Enquanto falava traduzia

- Olá meninas! Tenho uma proposta para vocês. Que tal se...



POV

Era quase onze horas quando decidi sair da casa de Taylor. Eu nunca mais o veria, e eu sabia que devia aproveitar a última noite que veria Taylor Lautner, mas toda vez que nos tocávamos eu lembrava-me de Louis e isso estava me deixando maluca da vida! Entrei em casa achando que alguma das meninas melhoraria meu astral, mas como o destino me odeia nenhuma delas estavam em casa. E para melhorar a bosta do vizinho tava com musica alta, era aquelas lentas e tristes, tipo Titanic.

Joguei-me no sofá pensando.

Por quê? Essa era a pergunta que resumia tudo - Por quê? Por quê? (Só na minha cabeça que veio a musica do Michael Jackson? Human Nature) Por que Louis estava fazendo isso? Era de propósito? Ele me amava ou só tava brincando comigo?

Por quê?

Lembro-me de todos aqueles "quase" beijos, será que ele ficou aliviado de que não foram completados? Será que ele odiou nosso primeiro e provavelmente ultimo beijo? Eu era tão ruim nisso?

Tirei meus sapatos e joguei por um lugar da sala, deitei e peguei o controle de cima da mesa de centro.

Liguei a TV e para a felicidade da minha autoestima estava falando sobre Elounor.

Desliguei.

Levantei-me e fui aos quartos ver se não tinha mesmo ninguém em casa e achei um copo quase derretido de Milk-Shake no quarto da , como ela era minha melhor amiga, peguei.

Voltei para a sala e parei em frente ao grande espelho no Hall da casa. Todos aqueles "por quês" de antes foram respondidos pela minha mente.

Louis não gostava de mim, ninguém gostaria. Sou uma menina baixinha que só sabe fazer piadas bestas e além do mais...

Gorda.

Soltei o copo em cima da mesa e me arrependi de tê-lo tomado. Eu não devia, morava com quatro meninas que são tão magras quanto a minha diva Gisele Bündchen. E eu a gordinha da casa. Ainda não sei como tomei coragem para ficar de biquíni na casa de Zayn...

Como eu fui tão besta a ponto de acreditar que o desejável e famoso Louis Tomlinson iria me querer algum dia? Como eu pude me jogar em seus braços e o beijar? Eu era uma vadia por causa disso?

Tirei a minha blusa e fiquei apenas de top. Um desastre! Eu parecia uma baleia de tão obesa. Senti-me enjoada e meu estomago revirou.

Eu não posso reclamar. Eu não posso! - aquela parte do bem do meu cérebro gritava - Você não tem todos os problemas que as suas amigas tem, elas precisam de você! Prefere ter um pai que te agride? Uma família que te deixou? Ou você quer ser abusada para ficar feliz? Por que não está contente?

Você, , beijou o Louis Tomlinson (mesmo que para ele só seja um joguinho idiota) e deu uns pega legal no Taylor... O que mais você quer?

Joguei minha cabeça contra o espelho. E senti uma rachadura se formar no mesmo enquanto minha cabeça doía. Quem eu era? Eu sempre fui a menina mais animada da classe, a que zoava a professora sem ter medo das consequências... E agora eu estou com medo de um Milk-Shake? Sou um monstro... Pronto! Agora eu sou um monstro gordo!

Analisei minha barriga mais uma vez quando ouço o som de porta abrindo

- MENINAAAAS VOLTEI! A porta estava aber... ?

Surtei!



Louis POV

- MENINAAAAS VOLTEI! A porta estava aber... - gritei entrando no Hall da casa, mas antes de terminar a frase meus pensamentos travaram - ?

Ali em pé havia uma apenas de top e de shorts curto, em frente ao espelho com um copo já vazio que continha alguma substancia de chocolate dentro, em cima da mesinha. colocou os dois braços entrelaçados na barriga, de vergonha e me encarou pelo espelho que agora se via rachado.

- ? - repeti - O que aconteceu com você?

Ela riu sem humor e continuou encarando meus olhos sobre o espelho

- Ah você não sabe o que me aconteceu? - outra risada - Irônico não? Por que eu também não sei o que você ta fazendo! Mas parabéns! Acho que conseguiu..

Não era ela falando. Aquela não era a dona da voz grossa que saia de sua boca! não era assim.

- ... Por favor - aproximei minha mão de seu ombro

- POR FAVOR? Por favor? Por favor, eu sei que vamos ficar juntos! Por favor é só esperar... - ela pegou minha mão e pousou em seu rosto agora já virado para mim. Ela estava quente - ESPERAR PARA VER VOCÊ SE PEGANDO COM ELA! Para ver você dançando agarradinho na festa, mas não! - ela jogou ombros - você piorou, porque quando eu estava conseguindo ter uma "noite" decente com o Tay, você me manda a bosta da mensagem só para me confundir

Enquanto ela cuspia a palavras em mim, pegou o celular do bolso e espatifou-o no chão.

- Mas ...

- Ah quer mais? Eu já percebi que você nunca me quis de verdade - ela se virou para o espelho - ta vendo esse corpo aqui - ela apontou para a sua barriga - ele é imperfeito de mais para você, certo? - NÃO! Ele encaixa em mim mais perfeitamente do que uma blusa listrada! , pensei - você é Louis Tomlinson! Iria estragar sua imagem aparecer do lado de uma menina gorda e baixinha como eu! Isso é patético. Mas obrigada, você me fez perceber, da pior maneira, que eu não posso reclamar, porque diferente de algumas pessoas, eu sei quando a pessoas precisam de alguém do lado e de um sorriso para melhorar seus dias. E de problemas essa casa já tem de sobra!

correu escada a cima e alguns segundos depois ouvi uma porta batendo.

O que tinha acabado de acontecer?

Peguei sua blusa de cima da mesa e seus sapatos da sala, dobrei e arrumei tudo em cima de uma mesinha.

Aquelas palavras ainda atordoavam minha mente. "Porque diferente de algumas pessoas, eu sei quando a pessoas precisam de alguém do lado e de um sorriso para melhorar seus dias"...

CARA EU SOU UM JEGUE!!!

Subi aos tropeços as escadas e quando cheguei na porta do seu quarto (a única fechada) respirei fundo e abri

- ... Ta tudo bem... - tudo bem nada seu idiota não ta vendo que ela ta chorando? - eu estou aqui para você e nada mais importa

Ela jogou algo macio (graças a Deus) na minha cara

- Vai embora, você não me ama! - toda garota que se preze tem que fazer um drama! - VAI!

Não fui.

Aproximei-me e sentei em seu lado na cama, ela encarava o teto

- Por que está falando assim?

Vacuo.

- ... Fala... Mas agora fala com calma

Ela enxugou o rosto se fez uma "perna de índio" virada para mim

- Por que está aqui? Por que não vai embora?

Eu suspirei e balancei a cabeça sem responder

- Eu só não quero ser um brinquedinho seu. Louis... Você não sabe o quanto me doeu ver vocês se beijando - essa era a que eu conhecia uma menina doce e ciumenta - e em vez de você para e vir atrás de mim, você continuou lá agarrado com aquela vadi...

- Amiga! Com aquela amiga! - concertei - a Eleanor é muito amiga minha, e só porque já tivemos um relacionamento maior não significa que vamos voltar. Ela pode ainda gostar de mim, mas eu não to nem um pouco interessado!

- Nem um pouco - ela fez beiço

- Não baixinha - disse rindo - aquela hora conversamos sobre como fazer os produtores nos escutarem, Eleanor me entendeu.

Ela deitou em meu colo

- Você é legal!

Uau, ótimo me senti agora!

- Você também é! - conversa interessante - Quem nós estamos enganando? Você sabe que eu te amo e você já disse que me ama. Por que não me beija agora?

Coragem? Você apareceu de repente!

se sentou novamente e me olhou. Parecia que algo estava martelando na sua cabeça, como se estivesse brigando internamente.

- Não

Simples assim. Como dar um fora em um jegue que está tentando redimir-se. Ela deve ter percebido a minha cara de bosta porque logo completou

- Não agora. Você me fez esperar, não fez? Agora é minha vez. Eu estou tentando - suspiro - estou tentando me encaixar sabe? Achar um emprego legal, ajudar minhas amigas que estão precisando muito de mim e principalmente, não ter problemas...

Minha cara de bosta só aumentou

- Então... Eu sou seu problema? M-me desculpa - eu me esforçava para falar - m-me desculpa - repeti e sai da cama em direção a porta

- Louis - ela se levantara e já estava perto de mim - eu não quero continuar com aquele clima tenso entre nós...

- Nem eu, por isso acho melhor nem nos vermos por um tempo, sabe, para evitar o "clima"

Sai daquele quarto, daquela casa e daquela menina. não era mais minha e eu era seu problema. Aquela pergunta ainda martelava na minha cabeça

"O que tinha acabado de acontecer?"

Eu estava perdido. Tinha duas saídas: tentar reconquistá-la ou tentar esquece-la. A primeira era de longe a mais difícil, mas quem falou que meu coração escolhe o caminho mais fácil?



POV

Posso dizer que o resto da viagem foi tranquilo. me mandou uma mensagem falando que todos iriam para a casa do Harry comemorar seu aniversário daqui a três dias e fiquei feliz por eles estarem lidando bem com a minha partida, mandei parabéns adiantado pro Hazza e relaxei no banco da vã. Abri o espelho e me olhei intacta pela ultima vez, logo estaria cheia de roxos e vermelhos, estaria mais colorida que o carnaval no Rio de Janeiro.

O engraçado é que Niall até agora não tinha me ligado nem dado sinal de vida, acho que assim era melhor. Ele poderia estar agora em cima de qualquer garota sem se preocupar comigo, mesmo eu sabendo que ele não faria isso.

- AIMEUDEUSDOCÉU - ouvi Paulo dando um gritinho, bem gay, o que eu estranhei.

- O que foi meu filho? - ri enquanto ele parava a vã

- É só o que você vai gritar quando olhar para frente

Olhei.

- AIMEUDEUSDOCÉU! - eu gritei fino, #LutoCordasVocais. Ele riu

Lá estava minha casa, minha tão simples casa. E vocês devem estar se perguntando o porquê dos gritos.

Flores!

Havia um grupo de garotas reunidas em frente, todas viradas para mim (que já tinha saído da vã) e com uma rosa bem vermelha nas mãos.

- Olá! - uma das meninas chegou mais perto, e a identifiquei, Penélope – demorou, heim?

- Vocês fizeram isso por mim? - eu estava em choque - por quê?

Ela riu e fez um gesto com as mãos para segui-la. E enquanto caminhava cada menina me dava uma rosa (estava me sentindo no episodio "Marry Me?" Do Glee, quem assistiu vai me entender). Entramos na casa bagunçada e os móveis todos revirados.

"Pai"! Merda essas meninas não podiam saber disso...

Vi um cabelo castanho em topete e corri até , agarrei sua cintura. Como sentia falta desse meu gordo (ele não era gordo ok?)

- Mana! Tenho uma surpresa... - ele falava sussurrando

- O que é? - sussurrei e rimos juntos

As meninas ficaram na sala enquanto me levava até meu antigo quarto. Uma nostalgia bateu e uma vontade enorme de cantar me veio, mas fiquei calada. Até que entrei no cômodo e adivinha? Gritei! (Novidade) havia 381949284293929 de fotos (exagerada) minhas com o Niall. A maioria do nosso vídeo juntos. Em cada foto uma mensagem escrita a mão "Estou com saudades", "Te amo minha pequena duende" entre outras. Meu irmão me deu um envelope e eu abri.

"Surpresa! Olhe para trás!"

Virei-me e lá estava. Meu tão sonhado príncipe vestido com algumas roupas bem chiques e uma chapéu.

Gente, gente, outra novidade: comecei a chorar (ooooh). Era algo fora de meu alcance, elas simplesmente desciam enquanto eu ficava encarando a perfeição em carne e osso.

- Sabe, essa é a hora que você corre para meus braços e fala que também me ama - ele começou.

- Niall... Falaram-me que você era romântico... Mas nunca iria imaginar que você faria isso... Epa! Pera! E meu pai? Não me diga que isso foi só para me enganar? Porque eu tive um pesadelo horri...

- cala a boca - sempre fofo - vai logo beijar o Niall e depois te explicamos.

E assim eu fiz.

Sabe quando você se sente em um filme, correndo naqueles campos de lírios roxos ao encontro do seu par, tudo em câmera lenta? Quando você vê os pombos voando e uma melodia sai de uma arpa e toca delicadamente em seus ouvidos, como sinos?

Então, esqueça isso!

Aquele beijo foi REAL, não teve nada de "cinematográfico". Eu apenas fui até ele, abracei e beijei de uma forma bem intensa e muito melhor do que todas essas fantasias ai em cima.



- Não acredito que vocês fizeram isso - disse colocando uma bolsa de gelo na cara - Niall você não precisava! Olha o que você ganhou com isso. - O seu sorriso, a benção da sua família, a prova de que tenho AS MELHORES FÃS DO MUNDO! - ele gritou e as meninas que agora estavam lá fora deram gritinhos histéricos - além da oportunidade de ler seus textos e conhecer mais sobre você!

Eu olhei para .

- Desculpa maninha!

Joguei uma almofada nele

- Seu idiota! Não imagina a vergonha que estou agora! - falei em português

traduziu e todos riram

- Filha, não fique! Você não tem nada para se envergonhar - era minha mãe que já tinha voltado a algum tempo - você é perfeita!

- Você fala isso porque é minha mãe

- O que ela disse? - Niall perguntou

- Que eu sou perfeita!

- Concordo!

- Também - se intrometendo

Minha cara devia estar mais vermelha que um tomate.

- Quero agradecer vocês - mudei de assunto - e como não sou boa com as palavras - Niall tossiu um "mentira" - como não sou boa com as palavras, vou mostrar de outra maneira

Levantei e fui até a minha escrivaninha, pegando uma escova de cabelo. Expulsei-os da cama e subi na mesma.


"You know my soul
(Você conhece minha alma)
You know everything about me there's to know
(Você sabe tudo o que há para saber de mim)
You know my heart
(Você conhece meu coração)
How to make me stop & how to make me go
(Como me fazer parar e como me fazer ir)
You should know I love everything
(Você deveria saber que eu amo tudo)
About you don't you know"
(Sobre você e você não sabe...)


Comecei a cantar a musica da Kelly Clarkson fazendo caras e bocas e com a escova na mão. Os meninos não sabiam se riam ou se se emocionavam já minha mãe não entendia nada da letra então só ficava aplaudindo


"That I'm thankful
(Que eu sou agradecida)
For the blessing
(Pela benção)
And the lessons that I learned w/ you
(E pelas lições que aprendi com você)
By my side
(Do meu lado)
That I'm thankful so thankful for the love
(Que eu sou agradecida, tão agradecida pelo amor)
That you keep bringing in my life
(Que você continua trazendo na minha vida)
In my life
(Na minha vida)
Thankful so thankful."
(Agradecida, tão agradecida)


Depois da música e minha mãe nos deixaram a sós.

- Você não sabe como sua voz é angelical - Niall disse se aconchegando debaixo das cobertas comigo

Eu fiquei quieta. Só queria ficar ali, em seus braços, para sempre!

- Você sabe quando vamos voltar? Sabe, eu adorei o Brasil, mas Londres é onde pertencemos, prefiro vir com os meninos...

- Shhhhh vamos dormir, amanhã eu vou te mostrar tudo de bom daqui e eu já sei quando podemos voltar!

Ele assentiu, me abraçou e dormimos juntos mais uma vez.

Eu ainda não estava acreditando na sorte que tinha!



Zayn POV

Eu estava lendo alguns dos papeis da caixa verde quando Liam chegou, triste e me pedindo ajuda.

- Calma, calma! Deixa-me ver se eu entendi, você e a brigaram porque as nossas fãs estão xingando ela? E você defendeu sua fãs? - ele concordou - Liam tu é louco! Na frente de uma mulher você não pode defender outra! Mesmo que for nossas fãs...

- Eu sei, aprendi da pior maneira! - ele abaixou a cabeça e viu a caixa - Desculpa estar te atrapalhando, sempre quando tenho algum problema eu me alojo na casa de Niall, mas ele... Você sabe...

- Ei ei tudo beleza bro! Pode dormir aqui se quiser. Só estou hm... "Pesquisando" algumas coisas. Pode ficar naquele quarto - apontei para o primeiro que vi e ele foi.

Voltei a encarar a caixa a qual "pesquisava" e me senti um Pedro Alvares Cabral da vida (n/a: foi o único descobridor que consegui pensar lol mesmo ele sendo do Brasil).

~Lista das coisas que descobri ~

1 - era adotada

2 - O nome daquele cara retardado filho de uma égua (lol) era Kauã

3 - não nadava

4 - Ela era a nerd da classe quando estava na escola

5 - Tinha sonhos hots comigo e com o resto da banda (sério estava escrito isso!)

6 - Seu sonho era descobrir quem eram seus pais verdadeiros e o porquê deles a abandonarem

7 - e as meninas foram quase como anjos na vida dela e ela tinha medo de não poder recompensá-las

8 - Amava toda as séries e sagas que se pode imaginar, por isso achava que não tinha vida social

9 - Um dia, quando ela tirou 4 em uma prova de Matemática, ela pegou a prova e fez uma bolinha. Deixou na mesa de jantar com um bilhete: "Abra se quiser perder sua filha", pois sabia que seus pais iriam matá-la.

10 - Ela não se achava bonita, talentosa nem outra coisa boa, tudo que fazia ela só via como ruim - o que era engraçado pois eu era o contrário!

Fechei a caixa e fui me deitar, estava exausto! Pena que existem pessoas que não me deixaram dormir direito

Desde que , , e Harry chegaram não tive sossego! "Cuidado com meus espelhos" para cá e para lá, eles só queria zoar.

Liam e ficaram estranhos a noite toda, sem se falarem, o clima era tenso entre os dois, mas acho que ninguém percebeu.

Depois de muitas guerras de travesseiros e outras brincadeiras todos se ajeitaram e foram dormir.



Os outros dois dias passaram rápidos. e Niall apareceram em várias fotos no Brasil, e Liam continuaram sem se falar, e Harry pareciam ter mais fogo no rabo do que nunca, Louis e também não se comunicavam e eu e a estávamos de boa, eu particularmente estava feliz por agora saber de tudo sobre a minha garota.

Harry havia nos chamado para comemorar seu aniversário na sua cidade e todos não pensaram dias vezes em aceitar. Eu e tínhamos comprado um presente juntos e pelo que e o resto comprou tudo individual, já que os casais não se falavam, a única coisa estranha é que até agora não vi com nenhum presente.

Era 12h00min quando a vã chegou para nos levar. Todas as meninas deram beijinhos de parabéns no Styles e os meninos deram um tapa em seus cachos (fazer o que? Nosso amor é assim). No veículo sentou eu e na frente, junto ao Paul que nós insistimos em chamar para em vir conosco (na verdade é que ele era quase um pai para Harry e nós! Nunca deixaríamos de fora), Harry e no banco contra o nosso e nos outros dois estavam Louis e Liam no da frente e atrás e .

- Estou louca para conhecer minha sogrinha - disse e eu pude perceber, ao virar para trás, uma careta em Harry - É! SOGRA! S-O-G-R-A - ria - a Anne deve ser uma fofa. Espero que ela goste de mim...

- Claro que vai! - Liam cortou - todos te adoram .

- Menos suas fãs... - Ela completou triste

Ouvi alguém pigarrear no fundo

- Pelo menos você tem o Harry para te defender - era - ele te ama, por isso fica sempre do seu lado.

Outch! Essa foi funda... Liam devia estar tão mal. Virei de leve minha cabeça e o vi, pisquei de leve para que ele aguentasse... Depois desse dia ela voltaria a ser dele!

- Chegamos! - ouvi Paul falar depois de um longo tempo na vã - querem que eu fique aqui ou...

- Nada disso! Você, senhor, vai tirar um dia de folga e vai aproveitar a festa.



A festa era simples. Harry estava comemorando seus 19 anos apenas com a família e alguns poucos amigos. estava mais tranquila desde o dia que me deu a sua "caixa" e agora já estava dançando e cantando feito doida ao som de Katy. Era bom vê-la assim, talvez seja porque fazia alguns dias que não via o tal de Kauã, ou talvez porque ela percebeu que não adiantava ficar sofrendo por antecedência... Ninguém sabia o que ele iria fazer...

- Dança Zayn! - ela me puxava - quero ver você dançando bonito!

? Ta bêbada? Desde quando eu danço bonito?

Ela me puxou e foi pulando até o meio da improvisada pista de dança ao som de Hot N Cold.

Vi Harry se aproximar com

- Mesmo com o DJ essa festa ta muitoooo parada! Chamei alguns amigos antes de vir, já já chegam

- Harry! Sua mãe não vai gostar disso - advertiu - falando nisso, cadê ela?

Ele sorriu e se afastou

- Vamoos! Aproveite a festa já que nem curtimos a outra... - falava - Por miiim! Dance

Como rejeitar? Comecei a dançar, mas logo fui interrompido.

- Olá! Por favor um pouco de atenção aqui... - uma voz já bastante conhecida chamava do local que a musica que cessara vinha



POV

Harry tinha convidado mais do que simples amigos, ele tinha chamado o Ed Sheeran, a Cher Lloyd e o Mc Fly todo! Eu sei que já tivemos uma festa com eles, mas tirando Logan, eu não tinha falado com quase nenhum famoso e provavelmente em minutos já estariam ali, sendo que Hazza tinha ligado antes de sair de Londres.

Estávamos procurando Anne quando uma parente de Hazza nos disse que ela estava arrumando algumas coisas de uns convidados surpresas, isso chamou mais do que minha atenção e eu já roía as unhas de curiosidade.

- Quem são? Quem são?

- Se eu soubesse não seria surpresa, né ! - ele disse quando avistou um "amigo" - Flectheeer!

Tom se aproximou. Cadê a nessas horas? Ela e eu ficávamos o dia todo babando nele! Ela ia pirar, mas eu me contive.

- Hey bro! Ta velho, heim? - eles bateram mãos e Hazza me apresentou e logo fomos cortados

- Olá! Por favor um pouco de atenção aqui... - olhamos automaticamente para o lugar do DJ

Uma sensação de alivio e de paz percorreu meu corpo naquela hora. Não consegui prender um sorriso quando vi aqueles cabelos loiros bagunçados ali em cima do sofá ao lado do som, com um microfone.

- Gente, olá! Eu queria dar meus parabéns para um amigo meu, que está nesse momento com a mesma idade que eu, Harry, estamos velhos! Eu e a pensamos muito no que dar para você de presente, mas posso dizer que foi muito difícil encontrar algo, mesmo que lá no Brasil! E finalmente descobrimos! Hazza meu dude, sabe que sou péssimo com as palavras, então porque não usar algo que eu sei que tenho talento? E ainda ter ajuda de uma voz maravilhosa! Espero que goste da surpresa... Senhora Anne que nos ajudou - Niall falava e piscava para mãe de Harry que apareceu no meio da sala e saiu de sua traseira vestindo um conjunto super fofo de saia e blusa.

Não aguentei e fui correndo até lá. Abracei minha amiga e logo senti outros braços em volta, todas as meninas estavam ali. Lágrimas nos olhos pela saudade e maquiagens borradas. Soltamo-nos com muitas perguntas para fazer, mas logo os meninos a roubaram de nós e fomos abraçar Niall.

Alguns minutos depois

- Acho que podemos agora? - olhou para nós que concordamos.

Os dois subiram em um palco improvisado

- Harry... Antes só me deixa falar que você é, além de um safado, desculpa familiares, mas ele é, você é uma inspiração! Sei que muitos te julgam, muitos criticam suas escolhas, mas você está ai sempre pronto para mais uma piadinha ou mais uma tattoo - ria - Espero continuar sendo sua amiga/cunhada, já que minha irmã de espirito está contigo hoje, por muito tempo. E que seu sorriso NUNCA saia de seu rosto! Essa é para você cachinhos!

Os dois começaram a cantar “True Friends” da Miley Cyrus e eu achei aquele o melhor presente que alguém poderia da para ele... Depois do meu, é claro!

Hazza subiu no "palco improvisado" com eles e começou a cantar junto, aquele sorriso era de matar qualquer uma! Calma ! Espera...

A música acabou e Niall agradeceu

- Obrigado pessoal...

- TOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOM !!!!!!!!!! – gritou ao avista-lo – MC FLYYYYYYYY INTEIRO AQUI! AIMEUDEUS!!! PERA AQUELA É A CHER?? ED??

Todos começaram a rir daquela doida e ela corou

- Se alguém ver uma morena correndo e gritando por ai, não liguem, é apenas a minha namorada, ok? – Niall zoou e ela deu língua, já indo para cima dos seus “ídolos” ... E também quantos ídolos aquela menina tinha...

Pena que ela perdeu a festa da Taylor, pois lá ela não ia parar de gritar!

- Hora de abrir os presentes! – Anne falou do meu lado e depois de Harry fazer as devidas apresentações, ela foi uma fofa comigo! – Vamos fazer uma roda bem grande aqui na sala!

Todos se posicionaram e Harry ficou no centro.

- Começamos pela , vamos lá norinha – Harry fez outra careta e todos gargalharam – o que trouxe para meu menino?

Puts... Como eu ia falar isso aqui?

- Bom sabe o que é Anne... Meu presente eu só vou poder dar depois!

A mãe do Hazza estranhou mas deixou passar, logo os outros começaram a entregar seus presentes

Ufa! Imagina ter que “dar” meu presente ali...


Capítulo 13

One way or another i'm gonna find ya
I'm gonna getcha getcha getcha getcha
One way or another i'm gonna win ya
I'll getcha, i'll getchabr>




Louis POV

O destino só podia estar querendo brincar com a minha cara. Não era possível! Eu disse a três dias atrás que era melhor eu e a não nos vermos nunca mais e ali estava ela. Rindo enquanto lhe falava alguma coisa…

Não Louis, ela não te quer vire a cara, vire a cara!

Continuei encarando.

Vi Harry e se aproximarem delas e falarem algo. Antes das meninas se levantarem e saírem do meu campo de visão o olhar de cruzou com o meu e ela deu um sorrisinho tímido.

Virei a cara.

Eu não quero que ela pense que eu estou mal com a situação (mesmo eu estando). É estranho, sabe? Sentir e não demonstrar… Eu sempre fui um cara relaxado que fala tudo que pensa, mas agora eu estava querendo mentir para mim mesmo? Chega! Chega de sofrer por isso, você é Louis Tomlinson, tem milhares de garotas morrendo por você todos os dias (nossa dei uma de Harry), por que você a quer? Sim, ela é engraçada, bonita, fofa…

Aaaaah para! Eu tenho que fazer terapia!

- Harry! - falei ao ver o casal se aproximar - e ! O que estão achando da festa dude? - me contive em apenas dar um tapinha em suas costas…

Era difícil olhar Harry e saber que eu não podia mais abraçá-lo e brincar como antes, era difícil não poder demonstrar o quanto eu amava aquele cara! Hazza era como uma inspiração para mim e eu não podia mostrar isso ao mundo por simples julgamentos. Eu não sou gay! Não quero namorar Hazza! Só quero poder tê-lo de volta como meu irmão mais novo… Mas não posso. Acho que a sociedade não aceita a amizade entre dois homens sem que eles sejam gays, Harry ainda escapa com seu jeito mulherengo, mas então sobra para mim. “Louis namora Eleanor para esconder sua paixão pelo colega de banda, Harry Styles”, “Tommo está triste por sua paixão secreta e não recíproca por Harry” ISSO É HORRIVEL! Até as minhas fãs falam isso e me dói tanto não poder ficar perto do meu bro! Nós nos afastamos por causa da Modest, isso é fato, mas em casa ainda éramos os mesmo Harry e Louis que se amavam e se zoavam o tempo todo… Acho que era a única coisa que me mantinha feliz nesse caso Larry Stylinson.

- Não é das melhores, mas com o dueto dos comilões até que melhorou - Hazza falou tirando aquele pensamento da minha cabeça - vou abrir os presentes! Vamos lá?

Concordei com a cabeça e fomos fazer a roda. Anne começou a falar e depois de recusar dar seu presente era minha vez.

- Vamos Louis dê seu presente ao Harry - Anne falava.

Coloquei a mão na caixinha que guardava no bolso direito e apertei. Será que eu dava? Será que era certo dar aquela corrente com um pequeno pingente de cenoura e um cartão escrito sinto sua falta? Isso era muito gay? Mas eu sentia mesmo… Apertei o bolso esquerdo. Peguei o que ali estava e entreguei.

Harry abriu com cuidado e me olhou.

- Hey, obrigado! Adorei! - disse pondo a corrente - Que bom que sabe que eu amo Ramones! - ele apertou o nome da banda que estava escrito em ouro no colar. É, não ia dar a outra caixa!

- ? É sua vez! - a voz da mãe de Harry prosseguiu e eu parei de prestar atenção de novo.

~*~

- Você não prefere ir para um lugar mais reservado? - os lábios que eu beijava falavam enquanto tudo em minha volta girava.

Abri os olhos, ainda tonto e me segurei na mesa. Onde eu estou?

- Que-quem é você? - consegui balbuciar com uma dor forte

- Louis? Você ta bem? Já me perguntou meu nome três vezes! Sou Shelby e estamos nos beijando a quase vinte minutos e nem tomou iniciativa para ir para o quarto! - ela dizia indignada

- ah claro, claro - disse sem pensar

- ? Louis você não presta nem para uma noite mesmo! - a menina a qual nem conseguia identificar o rosto saiu andando e eu fiquei ali parado

- Se divertindo? - alguém me perguntou, fazendo-me virar - por que ela foi embora? - Chamei-a de … - dei ombros ainda sem conseguir identificar rostos.

A pessoa na minha frente travou e mesmo no meu estado percebi um leve sorriso em sua face.

- Louis você bebeu álcool? - eu balancei a cabeça - Não minta para mim! Eu te conheço. Normal é que você não está!

Era uma menina e tinha uma voz doce. Viu? Não estou tão mal assim.

- Você vem sempre aqui? - comecei com uma cantada velha a fazendo sorrir. Cheguei mais perto e passei seus cabelos para o lado esquerdo - Que tal estrear com o gatão aqui?

É, eu estava bêbado

- LOUIS! - ela ria muito - nós já conversamos sobre isso! E eu vim para falar com você… - ela passou as mãos pela cintura e eu consegui perceber quem era. Ela! - eu queria pedir desculpa por estar te deixando mal assim… Eu quero sua amizade Louis! Você é importante para mim…

- Por que só minha amizade? - comecei a beijar seu pescoço e meus atos já estavam fazendo surgir pequenos gemidos em sua boca - Por que não fazer um Test-Drive antes?

Minha cabeça girava e eu apenas conseguia pensar em sua risada em meus ouvidos.

- Você acabou de beijar outra garota menino!

- Era para esquecer você… - apelei - mas não deu certo pelo visto.

Fiz bico. se rendeu.

Os lábios dela eram meus.

- Não Louis… - ela dizia - aqui não!

mordeu os lábios e eu a puxei para um lugar que já conhecia.

- O que você tá pensando? - ela também estava bêbada - vai devagar se não eu vomito!

Nós ríamos e quando chegamos ao quarto de hóspede da casa de Harry já fui abrindo o zíper de seu vestido.

Ela ia ter o melhor Test-Drive da vida dela!

Comecei a morder seu lóbulo e ela também entrou na onda e foi tirando minha camisa. Parei de beija-la e pressionei-a contra uma parede.

Comecei a acariciar seu rosto sem beijos, apenas esperando ela pedir.

- Louis… - seus lábios procuravam os meus - vem aqui…

Toquei seu lábio com um dedo e ela se calou.

Fui deslizando seu vestido pelo corpo e quando passei pela sua barriga ela travou. Parecia ter voltado à realidade, pois me empurrou.

- ? O que foi?

- E-eu não posso… Você não pode… - ela chorava - não!

ia saindo do quarto quando eu a puxei e caímos sobre a cama. Eu em baixo e ela em cima

- ? - eu já voltava a ficar sóbrio - se é por causa da sua barriga, você não é gorda! Você tem o corpo perfeito. Ninguém pode discordar de mim!

Ela sorriu tímida

- É um dos motivos… Louis, eu sou virgem!

Eu me ajeitei na cama e a fiz sentar sobre minhas pernas com as dela abertas.

- Ei! Esquece isso! Vamos fazer a sua primeira noite a melhor de todas. - falei retirando seu vestido novamente - apenas eu e você e nenhum problema para interferir!

Ela hesitou, mas acabou concordando.

Naquela noite nós nos pertencíamos, mesmo negando, nós fazíamos um ao outro mais feliz.

Mesmo com todos os problemas e com todo o mundo contra nós era apenas eu, ela e nossos gemidos abafados naquele quarto. Mesmo bêbado eu consegui me sentir dentro daquela menina, daquela mulher e ninguém vai poder roubar a minha felicidade de ter tirado a virgindade de . Eu estava feliz e acho que mais nada importa quando você está assim.



POV

Eu nunca tinha ido a uma festa em que tanta gente ficou bêbada! E olha que era uma festa de família… Só não sei se conta ser do Harry a festa.

- Harry! - tentei falar enquanto ia puxa-lo correndo. Vácuo! - Ok, eu acho que é alguma coisa urgente porque né?

- Relaxaaaa menina - dançava ao meu lado - seja feliz, aproveite a festa. AAAAAAAAAAAAAAAA CHEEERRR SUA LINDA VOLTE AQUI!!!!!!!! - ela saiu correndo atrás da menina que parecia se esconder dela.

- Tadinha da Cher - o Niall falava - pode ser bem louca quando você não a conhece - ele riu e começou a pular e mexer os braços do jeito que só ele faz

Peguei em seus braços e comecei a girar e cantar muito, até que o Sr. Ciumento chegou

- Que tal você cuidar da sua e eu da minha? - Zayn me soltou do duende e grudou nossos corpos. Niall saiu correndo atrás da - como está princesa?

Ele falava em um tom mais manso. Era engraçado, desde que eu dei minha caixa de problemas para ele, Zayn me tratava com tanto cuidado, como se eu fosse de porcelana e pudesse quebrar a qualquer momento… Ele estava tão bonitinho se preocupando comigo que eu quase me esqueci de tudo esses últimos dias.

- Estou melhor agora - sorri - Quer andar? Já cansei daqui de dentro - apontei para fora da casa e ele concordou

Andamos por um tempo até chegarmos a uma praça onde nos sentamos no banco central

- Está com frio? Precisa de alguma coisa? - ele continuava com seu jeito fofo

Neguei com a cabeça

- Cadê o Zayn safado e sem preocupações que eu conheço? - indaguei - Está me surpreendendo garoto, mudou ate o penteado!

Ele riu e deu uma chacoalhada no cabelo que agora estava sem topete

- Ele deu uma pausa… Para cuidar do que é seu, mas não esqueça que quando tiver preparada to te esperando no meu quarto! - eu travei - Não, não … Eu to brincando, eu sei o que você passou em relação a isso, somente quando se sentir segura ok? - confirmei - Você sofreu tanto… Isso é tão injusto! Como uma pessoa de bom coração que me fez abrir os olhos para o mal, passou por todas essas coisas?

Eu amarrei o cabelo em um coque alto e me virei para ele

- Já me perguntei isso… Já me perguntei tantaaas vezes e a melhor resposta que obtive foi: “Acontece com as melhores pessoas” - ele sorriu e me abraçou - acha que algum dia eu vá superar meu trauma?

Sim, eu estava triste por não satisfazer os desejos de Zayn. Todos sabem que ele se esconde atrás de Harry, mas é o mais safado da banda! Ele queria “fazer” comigo e minha vontade não era diferente. Mas e se eu travasse? E se na hora “H” eu desistisse? Imagina a decepção?

- HA! Acha que você vai conseguir resistir a esse corpinho por muito tempo?? - ele fez um gesto mostrando o corpo - NUNCA! Ninguém consegue! Eu sou gostoso de mais para você não me querer - esse sim era o Zayn que eu conhecia - Mas brincadeira a parte, você sabe que eu vou fazer o melhor possível para te ajudar.

- Você é perfeito! – conclui

- Eu sei - eu bati nele e ele riu - Você também é, linda

- Te amo

- Também me amo - outro tapa, acho que ele ia ter que acostumar com isso - te amo mais menina!

Depois disso a noite passou calma. Ele me olhando e eu as estrelas.



Liam POV

Eu não tinha bebido nada, diferente de todos os presentes naquela festa. Era estranho ainda para mim “ficar bêbado”, é um ato tão sem sentido… Você bebe, bebe, bebe para “se divertir” segundo as pessoas, mas do que adianta isso se você não vai lembrar-se de nada? Do que adianta se você sair da balada e pegar um carro, acabar sofrendo um acidente? Você pode trazer consequências ruins para você e para as pessoas ao seu redor… Além de fazer seus fãs odiarem sua namorada… Ex? Não sei! Mas depois do que eu combinei com Harry e Zayn, acho que ela vai voltar para minhas mãos!

Esses dois dias foram os piores em meses. Entrava na casa das meninas sabendo que toda vez que visse aquele rosto angelical eu não poderia tocá-lo, não poderia beijá-lo e só veria a dor em seus olhos que eu mesmo causei. é uma menina tão frágil! Como eu posso ter falhado com ela? Como eu posso ter falhado com a menina que eu amo e que já sofreu tanto? Eu apenas queria abraça-la e mostrar que eu fui um idiota, mostrar que eu odeio vê-la assim, mostrar que eu a amo tanto!

Amar! Está ai algo irritante que muitas pessoas já tentaram transformar em palavras. O que é amar? Bom, não sei! Quem sabe? Deus? Alguma força superior? Pode ser… Nada concreto. Todos já sentimos, mas ninguém entende. Irônico, não? Há aqueles que dizem que existem milhares de tipos de amor. Eu não concordo! Amor é amor e pronto. Como vamos dá-lo é diferente e o único apto para distribuir esse sentimento tão grande e tão denso, é o coração. Por que não a mente? Simples, pois o amor não é racional, ao contrário, amor é sentimento! Amor é algo que não é certo e não é errado, não existe formula. Amor é irreal!

Liam cala a boca porque você nem sabe o que está falando.

Andei alguns poucos metros e encontrei os cabelos que tanto conhecia caídos como uma cachoeira sobre as costas de uma menina de vermelho.

Lembra-se de todos aqueles pensamentos ali em cima? Tudo loucuras! Amor é . Ponto.

Me aproximei de um garçom e peguei o bilhete que estava em meu bolso, depositando em sua bandeja.

- Pode entregar para aquela menina? - apontei - É muito importante!

Ele concordou e eu subi as escadas indo direto para a varanda superior. Se estava chateada comigo por não tê-la tratado direito, hoje ela aprenderia como ser uma verdadeira rainha ao lado de seu Rei.

Depois de algum tempo esperando ouvi um pigarreio vindo de trás. Virei-me e lá estava ela, impecável! Linda como sempre e esperando eu dar o primeiro passo. Andei e peguei sua mão.

Ela parecia brigar muito com seus lados do cérebro para continuar com a mão pousada na minha. Seus olhos brilhavam e ela tremia de leve, talvez com medo do que eu fosse fazer…

Estar apaixonado é estranho. Enquanto eu a puxava para meus braços e abraçava sua cintura fina, o sentimento percorria todas as minhas veias e a necessidade de tê-la de volta era enorme. Estávamos calados, os dois, apenas sentindo o calor do momento. Guiei-a até um dos quartos da casa (sim, tinha milhões de quartos naquela casa) e a sentei na cama.

- Liam… - ela quebrou o silêncio - o que está f…?

- Shhhh - coloquei a mão dela em cima do colo - apenas olhe

Cheguei ao armário que tinha guardado as coisas e peguei a pequena caixinha preta.

Ajoelhei-me em seus pés

- Liam? - ela arregalara os dois olhos

- Shhhh - repeti - , eu vou tentar te explicar o impossível agora - suspirei - … Esses três dias… Foram os piores que já passei - era difícil falar - eu errei e feio, mas todos erram - comecei a sentir as lágrimas brotarem.

- Não continua… Não quero ver você chorar!

Abri a caixinha e ela olhou tensa para lá, quando viu o colar escrito “Daddy <3” ela deu um meio sorriso.

- Desculpe-me por te fazer chorar, desculpa por ter errado.

- Shhhhh - ela imitou, fazendo os dois rirem - Eu não preciso de explicação, só de você ter pensado em mim nesse tempo… Só de você ter gastado seu dinheiro comigo… Ah Liam! Eu não conseguiria passar tanto tempo longe de ti!

Ela parou de enrolar e pegou meu pescoço, colando nossos lábios

- Acho que nossos beijos vão ter sempre lágrimas assim? – perguntei

- Elas fazem ficar melhor e mais intenso – sorriu

Continuamos nos beijando e acabou ficando em cima de mim na cama. Assustei-me pois da ultima vez que fizemos aquilo tinha acabado tudo em brigas.

- Err… ?

- Oi? - ela perguntou inocente

- Tem certeza? Lembra… Da ultima vez… Sabe? - eu me enrolava nas palavras

A menina sorriu.

- Liam… - ficou me encarando ainda por cima de minha pessoa - aqui é um quarto de hospede, da casa do Harry, aposto que ele quer que isso aconteça mesmo.

Eu ri e troquei de posição com ela.

- Então se vamos fazer isso, vamos fazer melhor que a primeira, agora vai ser perfeito! - disse beijando seu pescoço

- Sempre é Liam! Você é!

Desci meus beijos para seu busto e fui tirando seu vestido enquanto isso, acho que a segunda vez é um desafio, um desafio para você conseguir melhorar o que já era bom. Quando nós dois já estávamos apenas de peças intimas, me sentei na cama e ela se posicionou em meu colo, enquanto rebolava mordia o lábio, fazendo de tudo para me provocar.

- Não… Brinque… Comigo,… Mocinha! - falei tentando fazer cara de bravo, mas na verdade estava muito ofegante.

alargou seu pequeno sorriso, pegou minhas mãos e colocou no fecho de seu sutiã, que foi retirado as pressas.

Eu explorava cada parte de seu delicado corpo, tentando dar o máximo de prazer possível a ela.

Aquela noite era nossa, apenas nossa. A lua brilhava da janela bem longe, iluminando nossos atos em cima daquela cama. A única coisa que conseguia brilhar mais eram os olhos de prazer que tinha. Estava tudo dentro dos conformes, na verdade, eu não poderia ter planejado uma volta melhor!



Niall POV

Eu não enxergava mais nada. Só podia ser o Styles para fazer uma festa dentro de casa virar uma SUPER PARTY HARD! É Niall, da uma maneirada na bebida…

Eu estava de novo em cima do palco improvisado dançando do jeito mais sensual possível, com ao meu lado fazendo o mesmo. Na verdade ela estava dançando sensualmente, eu parecia um pato, mas acho que a bebida não me deixa pensar assim.

- Hey! - ouvi alguém ao nosso lado e percebi que era Josh - não vai me apresentar a gatinha, Niall?

- Sai de perto que é minha - falei empurrando ele

- Ah Niaaaaaall me deixa tirar uma foto com o Josh???? - ela fez aquela cara de pidona que eu não resistia - por favor, por favor?

- Pode ser - falei contrariado (era minha garota e eu queria aproveitar com ela, pois mal passamos um segundo juntos nessa festa) e continuei fazendo uma imitação barata de pato.

Olhei ao redor e todos estavam do mesmo jeito que eu. Como a mãe do Harry deixava aquilo acontecer dentro da própria casa? Eu também não sei!

- , acho que você já tirou foto com todas as pessoas possíveis dessa festa! Só falta ir pedir uma pra Gemma agora - falei enquanto via-a olhando o celular

Foi um erro

- A Gemma está aqui? - seus olhos brilharam. Não , a festa é do irmão dela e ela não esta!

- vamos lá, vamos.

Dessa vez não teve nem olhar pidão, ela apenas me puxou pela manga e saiu correndo.

- Vai com calma ! - falei sentindo o vomito chegar na garganta - To falando sério!

Foi pra fora.

Ali do chão mesmo, por sorte não foi na , que agora estava parada ao meu lado.

- Desculpa! - ela falou colocando a mão na boca - Desculpa! Niall você ta bem?

Afastei sua mão que estava chegando com um empurrão e logo me joguei no chão. Estava tonto.

- Niall… - ela insistia.

- Acho que agora você já pode tirar suas fotos sem que eu a atrapalhe, não é? - o álcool tinha chacoalhado em minhas veias e meu rosto estava quente - acho que a companhia deles esta sendo melhor para você hoje…

Ela arregalou os olhos surpresa pelo que eu falei

- Niall…

- Meu Deus Niall! Deixa que eu ajudo! - Anne interrompeu - GEMMA! PEDE PARA A EMPREGADA LIMPAR ESSE CHÃO.

Anne me levantou, desapareceu e eu fui levado para um quarto onde acabei adormecendo, sem saber onde minha garota estava.

Sabe aquela história de que “Nunca termine um dia brigado com quem você ama, pois você não sabe o que vai acontecer amanhã”? Então, isso te dá uma angustia que o que mais queria fazer era sair daquela cama e achá-la.

Mas o cansaço não deixou.



POV

Peguei Harry no meio da festa pelo braço e puxei-o correndo.

Era agora.

Passamos por Zayn e , mas eu não deixei Harry responder. Ele estava confuso.

- … Onde… Você… Esta… Indo…? - perguntou ofegante

- Vem! Você não quer descobrir o que eu vou te dar de presente?

Ele sorriu e continuou correndo, agora do meu lado. Chegamos ao andar superior e não foi difícil achar seu quarto já que os outros estavam fechados e trancados (estranho). Entramos e pedi para Harry se sentar na cama

- O que é? - ele perguntava ansioso

Não respondi e tentei procurar a caixinha do presente em minha bolsa.

Cadê a maldita caixa?

Tirei algumas coisas de dentro antes de achar a pequena caixa preta e entreguei a ele

Hazza me olhou como se estivesse indeciso.

- Abra!

Puxou o laço dourado e o desfez, logo tirou a tampa.

Era difícil descrever o que passava em seu rosto naquele momento. Era uma mistura de duvida e de deboche ao mesmo tempo.

- Serio ? Não, não querendo desmerecer seu presente, mas eu acho que já tenho muito desses - ele levantou o pequeno pacote do preservativos sabor Tutti-Frut e me mostrou.

Meu Deus como meu namorado é lerdo!

- Hmm … Harry? - chamei e ele me olhou - sério que você não entendeu?

A cara confusa voltou e ele encarou o pacotinho por alguns segundos e logo arregalou os olhos que estavam brilhando

- … Você tem certeza…? - ele perguntou - não que você não possa confiar, não é que… - Harry se enrolou nas palavras - eu… Ahh

- Shhhhhhhh - sentei em seu colo

Awwwwwwwn! Que meigo Haz nervoso...

Beijei sua testa em forma de demonstrar carinho e desci minha boca em sua CK.

Por que ele estaria nervoso com isso? Eu o amava, ele me amava. Estava tudo perfeito!

Tirei sua peça intima com os dentes e ele jogou a cabeça para trás abafando um gemido.

O virei na cama, colocando Harry em cima de mim.

Ele foi cuidadoso tirando minha ultima peça e depois se posicionou para “acontecer”

- Não esta se esquecendo de usar seu “presentinho”?

- Ah merda! - ele saiu para colocar a proteção - pronto - ele apontou e eu ri

- Desnecessário – falei

Ele ignorou e voltou à posição

Então aquela era a sensação de “fazer amor” em vez de “fazer sexo”. Enquanto Harry acelerava as estocadas eu gemia e pedia mais. Ele foi relaxando durante o ato e aproveitando mais.

Foi diferente. Harry era diferente. Esse era o MEU Harry!



POV

Que dor de cabeça. Isso foi o que eu pensei quando abri os olhos.

Eu estava em um quarto que não era o meu, com um cobertor e um braço em volta de minha cintura nua.

PERA! Braço. Nua. O QUE EU FIZ ONTEM A NOITE?

Virei-me assustada e ali estava o significado da perfeição em carne em osso. Louis estava com os cabelos bagunçados e com um bico nos lábios, dormindo. Nu!

Sentei-me na cama, tirando com seu braço de minha cintura.

Cenas da noite anterior começaram a atormentar minha mente. Manchas de sangue pela cama e roupas jogadas pelo chão me fazia me sentir pior. Sentia-me uma vadia. Será que toda garota que tem sua primeira vez se sente assim? Mas… Eu tive minha primeira vez com alguém que eu amava… Será que isso ainda me fazia uma vadia? Senti as duvidas virarem agua e vazarem pelos meus olhos

- ? Bom dia linda! - Louis me abraçou por trás e eu saí por um ato reflexo

- Linda? Linda? Louis eu sou uma vadia! Eu não devia ter feito isso… Não devia… - sequei a lágrimas e fui colocando a mesma roupa de ontem.

- para! Será que não vai ter uma vez que isso de certo? - ele murmurou me fazendo me sentir pior

- Talvez seja porque não fomos feitos para o outro, talvez você mereça algo melhor - falei saindo correndo.

~*~

- ! - uma sorridente, bebendo alguma coisa em um copo rosa, veio me cumprimentar, junto a Zayn, no andar de baixo - onde dormiu?

- EM NENHUM LUGAR - gritei tentando sair daquela casa, mas ela me impediu - SAI!

- se acalme…

- SE ACALME UMA OVA! - continuei gritando e ela não se mexeu.

Empurrei-a e ela acabou batendo o braço em uma mesa que eu nem tinha notado que estava ali.

Sangue.

Sangue em seus cortes

- … - tentei tocá-la e me senti pior.

Sai correndo e chorando. Por que eu não conseguia dar uma dentro? Eu só errava, errava e errava!

Depois de uma meia hora correndo meu folego finalmente acabou e eu sentei em um banco chorando.

- EU ME ODEIO - gritei nem ligando se as pessoas iriam ouvir

- O que acontece? - um rapaz apareceu - por que se odeia?

- … Louis… - balbuciei.

- ? Namorada daquele gayzinho do Zayn?

- EI! Eles são meus amigos!

- Ah desculpa - ele sorriu - Você é muito amiga dela né?

Concordei com a cabeça e ele pareceu ter algo em mente. Puxou minha cabeça em sua direção e eu cruzei as pernas.

- ! - ouvi a voz de ao longe - finalment…

Antes de ela acabar senti os lábios daquele menino prensados aos meus.



Zayn POV

Depois da finalmente pegar seu copo com groselha que estava me pedindo a manhã inteira encontramos descendo as escadas.

- ! - falou - onde dormiu?

- EM NENHUM LUGAR - gritou e tentou sair da casa, porem foi impedida pela - SAI!

- se acalme… - disse

- SE ACALME UMA OVA! - continuou gritando e não se mexeu.

irritou-se e empurrou a menina em direção a uma mesa. bateu o braço que segurava o copo nela, derramando todo o liquido vermelho no pulso e na mão.

- … - ela falou se sentindo culpada, mas logo saiu correndo pela porta a fora.

- Ta bem? - perguntei - O que acabou de acontecer?

- Não sei… Precisamos ir atrás dela

- Eu também vou - Louis apareceu e nós três começamos a correr pela rua.

- Ta. Eu sigo reto, Louis pela direita e Zayn pela esquerda. Se não acharmos, em 1h na casa de Harry.

Concordamos e eu saí em direção oposta de Lou.

Passou algum tempo e decidi voltar, então fiz uma volta que pegaria o mesmo caminho da . Andei algumas quadras e me deparei com um casal conversando em um banco, antes de ver ao fundo.

Você deve se perguntar por que eu mencionei o casal aqui, sendo que é normal um casal sentar junto em bancos públicos. Mas o problema é que não era um casal, era !

- ! - ouvi a voz de ao longo - finalment…

A voz parou e seus olhos focaram em e o homem que juntaram seus lábios naquele momento. Os olhos de se encheram de lágrimas.

Fui até ela e a vi despencar em meus braços

- Não acredito - ela fungava - Não… Pode… Ser…

Olhei para trás e vi se desvincular do homem que antes beijara, consegui ver quem era. Aquele cara! Aquele cara que correu um dia!

Kauã!

- O QUE VOCÊ QUER AQUI? O QUE FAZ EM HOLMES CHAPEL? - gritei ainda com em mim

- Fiquei sabendo que viriam para cá - ele falou - quis dar uma “animadinha” na festa. E ora ora! Acho que alguém gostou de mim, não é? - ele apontou para e saiu correndo.

Filho da mãe!

Como pode ter beijado aquele desgraçado? Como ela pode ter traído a própria amiga?

- não foi isso que aconteceu… - ela começou - a gente…, nós…, eu…, ele!

gaguejava

- Esquece, já está feito! Você sabe quem é ele não sabe? Kauã! Você acabou de beijar o cara que abusou de mim! - cuspiu a palavras e voltou em direção a casa de Hazza.

- Mas…

- ! Ah … Oi! - Louis entrou na rua que estávamos

- Bom, vou atrás dela - falei - Tchau!

Deixei os dois para trás.



POV

Nunca tinha dormido tão mal. Depois de Niall ter sido levado, me troquei e Gemma ofereceu para dormir junto com ela em seu quarto. Devo ter cochilado por no máximo duas horas, já que o peso na consciência era enorme.

Niall tinha acabado de fazer o gesto mais lindo e fofo do mundo e é desse jeito que eu retribuo? Deixando-o de lado na nossa primeira noite de volta a Londres?

Ainda não entendi porque Niall gosta de mim.

Quando levantei Gemma não estava no quarto então pensei que o bilhete jogado em sua cama fosse alguma desculpa por não estar ali.

Ignorei-o

Entrei no banheiro e fiz a tal “higiene matinal” e coloquei um shorts jeans curtinho e uma blusa com um enorme CupCake na frente. Coloquei uma tiara de lacinho para combinar com o “visu” fofinho que estava montando.

É as vezes tenho esses ataques de moda e quero sempre combinar as coisas. devia ficar orgulhosa de mim!

Olhei-me no espelho mais uma vez antes de me jogar na cama da irmã de Harry. Ué, ela me pediu pra me sentir em casa, e eu definitivamente faria isso em casa!

Encarei o teto e tentei pensar.

Isso não era nada. Eu, Nial, nós ainda estávamos bem. Ele estava bêbado, apenas isso.

SUA VAGABA NÃO ESTA TUDO BEM.

Porque é muito legal você namorar um famoso e não dar a devida atenção a ele e dar aos outros. Ele podia preferir o amor de outra fã… Ele podia ne trocar em um estalo de dedos!

Como eu sou burra!

Não posso perder meu amor assim, não não não!

Levantei e deixei o bilhete de Gemma cair. Depois eu falo contigo, agora tinha problemas mais urgentes

- NIAAAAAAAAAAAALL - gritei entrando no quarto que ontem ele fora levado - Niall? Estava vazia, com uma blusa jogada no chão. Peguei a poli vermelha que ele usava ontem e abracei.

Queria ele de volta!

Um cheiro de rosas misturado com outra fragrância parecida com a que ele usava na festa.

Pera!

Eu odeio perfumes de rosas… Esse cheiro não é meu! Ai meu Deus

- NIALL! NIALL! CADE VOCÊ??? - gritei pela casa e nada

Belo exemplo , você vai à casa de Harry Styles e sai por ai gritando o nome do seu namorado. Educação nota mil para você.

- NIALL? - gritei pela ultima vez dentro do quarto de volta.

Bati a porta com força e me joguei na cama de novo, mas agora assustada. O que ele estaria fazendo por ai sem blusa, com o cheiro de outra garota?

Eu sabia que ele podia me trocar quando quisesse, mas achei que de tudo o que passamos nunca iria fazer isso. Eu sou uma iludida mesmo...

Andei pelo quarto tentando sentir mais algum vestígio de seu cheiro que tenha ficado ali, já que o da cama havia cessado. Tropecei em uma lata de lixo e acabei tombando no chão ao seu lado. A sorte é que o lixo estava vazio, tirando um pequeno papel amassado com forma de bolinha em seu fundo.

Peguei-o para ver se era algo escrito. Abri o papel devagar até ver uma ponta de algo de plástico embrulhada pela bolinha.

Era nojento.

Abri mais um pedaço e percebi o que era. Gritei, embrulhei de volta, joguei no lixo e voltei para a cama chorando.

Ele não podia ter feito isso, eu dizia para eu mesma, não podia. Não tinha nenhuma outra menina na casa a não ser nós cinco e Gemma, e ela dormiu comigo.

As meninas não fariam isso comigo! Elas não iriam me trair desse jeito.

A pergunta de agora era: Quem usou esse preservativo junto a Niall?

~*~

Já tinha parado de chorar e havia arrumado a cama de Niall, mesmo sabendo que ontem fora ali que ele dormiu com outra pessoa. Arrumar as coisas me acalma as vezes.

Sai pelo corredor e acabei esbarrando com Harry quando saía de seu quarto junto a .

- Oi ! Ué por que está aqui? – Harry me perguntou – Pensei que ia sair com Niall.

Olhei para ele desconfiada

- Por quê? Ele te disse alguma coisa?

- Sim! Eu passei no quarto dele de manhã e ele estava se arrumando todinho para sair, perguntei quem seria e ele disse que uma garota muito especial. Achei que era você - ele falava cuidadoso, com medo de me deixar triste.

- Ah... Tudo bem... Vou lá, fazer... Fazer alguma coisa – disse já correndo – Tchau Haz, , obrigada.

Eu estava mal. Voltei para meu quarto para ver se meu rosto tinha vestígios de choro e quando me certifiquei de que estava normal desci para o primeiro andar atrás dos outros.

Lá estava Anne.

- Olá, né? Você que dormiu no quarto de Gemma hoje? Ela saiu e pediu para avi...

- Ah não, tudo bem. – cortei-a

- Viu o bilhete...?

- Já vi – menti – Ela não precisava

- Mas...

- Sem problemas! – confirmei

Ela me olhou estranho e continuou a fazer o que estava fazendo na cozinha, provavelmente o café da manhã.

Andei até a sala e no sofá maior havia dois travesseiros e um cobertor jogados de qualquer jeito. E aquele cheiro de rosas estava ali

- Ahn... Anne? – chamei

- O que foi, querida?

- Quem dormiu aqui no sofá?

- Ah foi a Cher meu amor, estava muito tarde para ela ir embora, os meninos do McFly até chamaram, mas ela preferiu dormir aqui.

- Ela já foi embora? - eu já tinha percebido.

- Não , ela saiu com ...

- AH SIM – falei mais alto correndo para fora da casa, sem ouvi-la terminar

POFF

Senti alguém chocar-se contra meu corpo e acabamos os dois no chão.

- – alguém a chamava de fundo e percebi que era Zayn – está bem? ? Você também ta bem?

Concordei com a cabeça e olhei para , ela chorava de um jeito desesperado. Abracei-a e Zayn se sentou ao nosso lado

- O que aconteceu? – perguntei aos dois

- – ele disse com calma – ela beijou Kauã

Arregalei os olhos

- Kauã? Aquele cara que est...?

- SIM – ele respondeu rápido – está em pânico, Louis está com

- Ai Meu Deus ! – apertei o abraço – Eu sinto muito! Mas deve ter alguma explicação para isso...

- NÃO TEM – ela gritou e depois se pos a chorar de novo – não tem ... Ninguém beija o cara que abusou de sua melhor amiga...

Ficamos os três ali abraçados. chorando por causa de , Zayn (quase) chorando por causa de estar assim e eu chorando pelo motivo de nenhum deles saber onde Niall estava.



Harry POV

Já devia ser 14h e ninguém dava sinal de vida naquela casa. Minha mãe tinha feito o almoço mas apenas nós dois comemos.

- Mãe cade a Gemma? Ela não saiu com aquele namoradinho de novo né?

- Ount Meu bebê está com ciúmes da irmã – Anne ria de mim – relaxa meu amor, ela saiu com a Cher!

- Então tudo bem – falei aliviado, não queria que ela saísse com aquele cara – Acho que vou mostrar Holmes Chapel para a e umas sete horas nós voltamos para Londres ok?

- Mas já? Achei que meu bebezinho iria ficar mais tempo com a mamãe

- MÃE!!! - gritei envergonhado enquanto ria do meu lado – Está rindo de que mocinha?

Comecei a fazer cocegas e ela estava quase tendo um infarto de tantos gritos

- Harry! Harry! – ouvi um coro vindo da porta

Ah não!

- Acho que não vai dar para sairmos... – falava – suas fãs te querem.

- Vem – a puxei – elas vão ter que te conhecer melhor

- NÃO Harry! Ta doido, elas me odeiam!

Ignorei e continuei puxando a menina.

- Olá garotas – apareci sozinho na porta e elas deram um grito de alegria – Quero que conheçam minha namorada! – puxei para meu lado e percebi uma pontada de tristeza nas garotas.

- Harry! – me reprovava – Elas só querem você

Coros de “FEIA”, “GORDA”, “RIDICULA” e “UUUUU”s começaram a surgir e eu não soube o que fazer. As lágrimas de já se formavam e as minhas também.

Tive uma ideia. Do mesmo modo que se encantou quando eu virei mais “sentimental” as meninas podem ter a mesma opinião

Deixei as lágrimas caírem junto a meu corpo.

Fiquei largado no chão chorando, chorando como um bebê mesmo, meio de propósito e meio por ter feito passar pela aquela humilhação.

- HARRY! Ai meu Deus meu amor, você está bem? – secou seus olhos e se ajoelhou ao meu lado – Não fica assim Harry, por favor, está tudo bem, a culpa não é sua! Eu não sou boa o suficiente pra elas, e acho que nem pra você, mas eu te amo!

Ela estava desesperada o que acabou fazendo surgir um pequeno sorriso nos meus lábios

- Eu também te amo, me desculpa!

Peguei na frente de todas as fãs e coloquei-a em meu colo. Uni nossos lábios uma, duas, três vezes ali no chão mesmo

- AWWWWWWWWWWWWWW – ouvi algumas meninas falarem

- UUUUUUUUUUUUUUUUh – ouvi outras

Vi uma menina baixinha e emburrada passar a cerca de nossa casa e chegar mais perto de nós dois

- Hm. Oi? – perguntei duvidoso

O peso de que estava em meu colo foi retirado, vulgo jogado de lado pela menina e ela me pegou pelo colarinho.

Para uma baixinha, ela estava bem fortinha.

- VOCÊ É MEU NAMORADO, ESTÁ OUVINDO? MEU! NÃO DESSA MENINA GORDA E HORRIVEL AQUI DO LADO – ela apontou para e antes que eu pudesse olha-la senti meus lábios pressionados aos dela

- ESTÁ LOUCA! – gritei com a fã mesmo – ISSO NÃO É COISA QUE SE FAÇA! SAI DA MINHA CASA, SAI AGORA!

Ela sorriu e passou a mão pelo meu peitoral chegando “naquele lugar”

- Tchau, namorado – por ultimo ela apertou.

- SUA VADIA! SAI DAQUI. VOCÊ NÃO É MINHA FÃ! MUITO MENOS NAMORADA. EU SÓ CHAMO DE NAMORADA AS PESSOAS QUE SÃO GENTIS, DOCES E MEIGAS COMO . Sim, eu amo todas as minhas fãs e eu sou casado com elas, mas você não! Ninguém maltrata as pessoas que amo.

Ela me olhou torto e saiu andando ainda com o nariz empinado. Um grupo de garotas a seguiu e apenas umas 3 meninas continuaram ali.

- Harry! Harry – uma delas me chamava – sentimos muito pelo que aconteceu aqui, você acha que poderia tirar fotos com nós e com ? Se ela quiser é claro.

Isso sim era uma fã preocupada com o ídolo

- Isso! E se quiser que façamos alguma coisa também – outra que encarava falava

Olhei para meu lado e vi uma garota enterrada nas mãos que agora estavam vermelhas, chorando.

- ! – chamei – está tudo bem?

Peguei sua mão e percebi que ela tinha abrido um corte em algum lugar que não era visível, já que sangrava muito.

- Haz... Bati minha cabeça na escada... Está doendo!

- Meninas, alguém ai sabe dirigir? – perguntei a elas

- Eu sei! E conheço o hospital mais perto também – a única menina que estava quieta se ofereceu.

Entramos eu, e uma das fãs no banco traseiro e as outras duas iam à frente

- Me desculpa garotas, acho que fotos só depois do hospital.

- Ta doido Harry! Você tem que cuidar da sua namorada, esqueça a gente!

Sorri e concordei.

- O-obrigada meninas – murmurava – Eu não tenho palavras...

- Shhh , relaxa, você merece um descanso depois dessa.

- Ei – susurei em seu ouvido – lembra da noite passada? Então foi a melhor da minha vida!

Ela sorriu e adormeceu em meu colo



Liam POV

Eu acordei mais feliz do que os três dias anteriores. e eu acordamos e colocamos Toy Story 2 para vermos juntos e ela deitou em meu peitoral e ficamos abraçados por um bom tempo.

- O que acha de nós dois? – perguntei

- De verdade?

- Sim!

- Perfeito! – ela falou e me beijou – Nós brigamos, mas acho que isso só testa o quanto somos feitos um para o outro!

- Isso, independente de qualquer coisa!

- Das suas fãs...

- Ei! Olha aqui, você é perfeita, e nada que elas falem vai afetar-nos, eu te amo! E elas vão ter que aguentar isso

me olhou com os olhos brilhando e sorriu largamente

- Quer almoçar? Já que passou o horário do café...

- Ahh, podemos ir na Starbucks? – pediu manhosa

- Vamos! Deixa só eu me trocar né? – falei já que estava apenas coberto sem roupas

- Prefiro assim – fez bico e eu corei – nada de vergonha, Sr Payne!

- Nada de safadezas Sra. Payne!

Ela me bateu e fomos nos trocar.



Louis POV

estava no meu colo chorando a horas. Eu não fazia ideia do que tinha acontecido, mas não ia deixá-la na mão.

- Ai... ... Kauã...Sou uma vadia!

- Não é nada... Você é uma princesa!

- NÃO! Eu sou uma VADIA. V-A-D-I-A!

- , vamos fazer assim, você me conta o que aconteceu e eu te falo o que eu acho ok?

- Tem certeza que não vai ficar com raiva de mim? – ela perguntou e eu neguei. Ela enxugou as lágrimas se se sentou em frente a mim, entrelaçando nossas pernas – Bom, depois que eu sai me xingando do quarto que dormimos eu acabei empurrando a e fiz seus pulsos sangrarem – ela dizia com certa dificuldade – eu me senti realmente um lixo e sai correndo até esse banco, onde fiquei murmurando coisas como “... Louis...” e outras coisas. Então um homem se sentou aqui e ficou conversando comigo, e quando chegou ele me beijou

EU TINHA ACABADO DE TER UMA NOITE PERFEITA COM ELA E ELA JÁ SAI BEIJANDO OUTRO?

- Hm.

- Não Louis, não pensa assim. Foi ele! Eu nunca ia beijar outro depois do que tivemos, mesmo eu ainda achando que tenha sido errado...

- Ta – eu dizia grosso

- Louis... Vê se entende, depois que viu, começou a chorar e só quando Zayn falou com ele que eu percebi quem era o cara, era Kauã!

- Kauã?

- Sim! O homem que tinha abusado da ! Ele falou que tinha vindo para Holmes Chapel para procurá-la, mas acho que ele achou outro jeito de atingí-la...

Ela voltou a chorar

- EU SOU HORRIVEL! Só faço merdas

- , calma! Estou do seu lado... Fica calma

Ela me encarou ainda cheia de água nos olhos

- M-me desculpe! Desculpe-me por ter estragado a nossa noite. Eu... Eu não sabia o que fazer

- , você não estragou nada, foi perfeito. Foi porque eu te amo!

Ela sorriu pela primeira vez naquele dia e me abraçou

- Eu também te amo Boo!

Fiz uma careta para o apelido, mas não liguei. Logo depois senti os lábios que tanto gostava prensados contra os meus.

~*~

- Oi Anne!! – falei chegando em casa – onde estão o resto?

- Niall saiu, saiu, e Liam foram na Starbucks, Harry e saíram e pelo que sei e Zayn saíram de manhã e ninguém voltou ainda, só vocês.

- Ah ok!

Subimos para o quarto e ficamos vendo um filme qualquer até Harry vir chamar

- Hey casal – casal? Gostei! – está hmm, mal e precisa de todos com ela!

- O que aconteceu – perguntou preocupada.

- Uma “fã” maluca veio e jogou-a contra a escada. Ela tomou 4 pontos na cabeça...

- NOSSA! TADINHA! VEM LOUIS VAMO VER ELA – me puxou e sentamos ao lado de na cama de Haz.

Ela estava sonolenta, devido às anestesias e tinha na cabeça uma faixa branca com vestígios de sangue. Quando nos viu, sorriu e abraçou-nos de lado.

- ... Sentimos muito – eu e falamos quase juntos

fez um sinal vago com as mãos e voltou a dormir

- Sabe onde estão os outros?

Neguei

- Bom é melhor que eles saibam logo – ele disse pegando o celular e enviando mensagens para todos.



Niall POV

Como eu fui parar no meio do parque central de Holmes Chapel sem camisa e com um buque de rosas murchas? Bom... é uma história meio complicada

~ Flashback on ~

Eu estava deitado na minha cama de manhã pensando em um jeito de pedir desculpas para pelo que tinha feito até que Harry apareceu na porta de meu quarto

- Hey bro!

- Heey – falei desanimado

- O que aconteceu? – ele disse jogando uma pequena bolinha de papel no lixo que havia no quarto – Não teve uma boa noite? Porque eu tiveeeee

- Tava até estranhando a demora – eu ri – estou planejando algo para uma garota – disse como se ele não soubesse quem era – tem alguma ideia?

- Hm. Ganhei um buque de rosas ontem que tenho certeza que não vou usar, quer pegar? – concordei – encontre a “menina” em um lugar ao ar livre... Ah e vá sem blusa, as gatas gostam! O buque está la na sala

Hazza saiu e eu levantei em direção a sala. Vi Cher dormindo e ao lado da estante principal estava um buque. Peguei e subi para o quarto de novo. Tirei minha polo, já com cheiro das rosas e dei uma bagunçada no cabelo. Estava calor, ninguém ia estranhar um cara, aparentemente comum sem blusa na Inglaterra. Ta. Iam sim, mas não ligo pra eles.

Peguei um papel na cômoda e escrevi o seguinte bilhete

“ Oi ,

Por favor me encontre no parque central da cidade, pergunte para Harry, Anne ou Gemma que eles saberão onde é!

Te espero lá!

Niall xx”

Pedi para Gemma, que já estava acordada, deixar na cama dela e desci as escadas me esbarrando com Anne

- Oi Anne, pode me fazer um favor?

- Claro Irlandes

- Se a não ver o bilhete que eu deixei você pode falar para ela ver?

- Falo sim!

- Obrigada

- Imagina!

~ Flashback Off ~

E agora estou aqui, até agora esperando.

O buque já era, minha animação já era, e agora já tinha um monte de paparazzis tirando foto da minha desgraça.

Parabéns Niall! Você conseguiu, ela não queria nem te ver agora..

Sentei em um banco qualquer e fiquei observando a passagem de pessoas, e tudo me lembrava dela.

- Niall? Niall me da seu autografo? – um fã chegou e se sentou ao meu lado

Assinei o bloquinho que ele segurava e voltei a encarar o nada. Triste

- O que foi dude? – o garoto perguntou – Garotas heim? Pode falar bro, de homem pra homem!

Era engraçado, nunca conversei com um fã sobre algum problema pessoal, mas sei la, quando se tratava dela, tudo mudava.

~*~

- ... E foi isso que aconteceu.

- Hey não esquenta, de repente ela não viu o bilhete, ou a mãe de Harry esqueceu de avisar...

Dei ombros

- Vai! Levanta dai, vo te paga um café no Starbucks, só porque você é meu ídolo ok? – ele riu dele mesmo – sei que isso te anima

- OPA! – disse levantando – claro que anima!!

Fomos em direção a cafeteria. E não, a Starbucks não tinha me animado.



POV

- Quer algo meu amor? – Liam me perguntava com todo o carinho do mundo enquanto entravamos sentando na Starbucks da cidade

- Um Frapuccino de chocolate, por favor!

- Claro!!

Ele saiu para pegar e vi Niall e um menino entrarem na loja

- Hey, Niall! Sente aqui! – chamei-o

Ele me olhou e eu percebi que seus olhos estavam fundos, tristes.

- Ah Claro ! Vem... – chamou o menino – esse é o...

- Fred

- Fred, e Fred essa é

- Prazer – falamos juntos

- Hey Niall – Liam chegou com meu Frapuccino e o café dele – Cadê ?

- Já estão de bem dude? – ele perguntou desviando do assunto

- Já! Estamos mais juntos do que nunca!!

Todos se sentaram e Fred e Niall também pediram cafés. O clima era tenso.

- Niall está tudo bem? Você parece longe...

- Tudo ótimo ! Não poderia estar melhor. – forçou um sorriso – Ah, quem eu quero enganar, eu briguei com a , e ela me deu o maior bolo hoje.

Isso era ruim, eles chegaram ontem na Inglaterra e já tinham brigado...?

Senti meu celular vibrando e o peguei. Era uma mensagem, de Harry.

“Oi , você e Liam precisam vir para casa agora, abriu a cabeça”

Desespero era o que passava no meu rosto naquela hora, era minha priminha, minha priminha indefesa tinha se machucado! Isso era como se uma parte de mim tivesse sido cortada!

- Gente! precisa de nós! Desculpe-me Fred, mas nós três precisamos ir agora!

- O que ela fez?

- Abriu a cabeça!

POV

Zayn tinha levado eu e para um restaurante qualquer e depois de comermos fomos andar pela cidade.

Eu ainda estava com raiva. Sim eu estava com raiva, não triste. sabia sobre Kauã, ela não devia tê-lo beijado.

Tudo bem que ela não o conhecia pessoalmente, mas eu já tinha mostrado uma foto... Será que ela não lembrava?

Aaaa de qualquer jeito foi errado! Ela ainda nem veio atrás de mim, deve ta la agora se pegando com o Louis, logo depois de se pegar com o Kauã... era uma vadia mesmo...

Eu só não estou acreditando que estou xingando a minha melhor amiga.

Triiim Triiiim

- Alo? – peguei meu celular

- Oi, ? É o Harry, vocês tem que voltar agora!

- O que aconteceu?

- ! Ela abriu a cabeça.


Capítulo 14

Wake up, we both need to wake up
Maybe if we face up to this
We can make it through this
Closer, maybe we'll be closer
Stronger than we were before, yeah
Make this something more, yeah



POV

- Alô?

- ?

- Sim, quem é?

- Eu

- Quem?

- Não reconhece mais minha voz?

- E eu deveria?

TU TU TU TU

A legal, trote.

"The one that I came with, she had to go..."

- Alô?

- Oi

- Quem é?

- Seu admirador secreto...

Meu coração parou de uma só vez. "Admirador secreto" eu já tive isso... Muito tempo atrás...

Deixa eu resumir a história aqui para você. Eu sempre fui a desajeitada da escola, ninguém gostava de andar comigo e alguns tinham até medo...

~Flashback on~

Estava guardando meus materiais no meu armario (sim, tinha armarios na minha escola e sim, era no Brasil) e quando terminei percebi que tinha caído um bilhete de dentro dele. Me agachei e peguei-o

"Seu sorriso é a estrela mais brilhante que um homem já pode contemplar, de seu admirador secreto"

Eu duvidei no começo mas logo recebi outra carta que estava dentro de um de meus livros

"Meu mundo virou céu nos seus olhos cor de mel, de seu admirador secreto"

E foi então que eu comecei a me apaixonar pelo meu admirador secreto. Todo dia procurava alguma pista para descobrir quem era o garoto, mas ele era muito esperto.

Tive uma ideia certo dia e coloquei um bilhete cor de rosa dentro de meu armario com uma pontinha para fora, assim quando ele visse e pegasse era só encontrar alguem com o bilhete.

Passou um dia e lá estava o bilhete rosa, nas mãos do cara mais popular da escola. Seu nome era Ben.

Os dias se passaram e eu continuei recebendo cartas de Ben e inconscientemente escrevia seu nome em todos os meus cadernos. Era impossível negar que eu amava Ben.

Depois de uma semana vi ele e alguns amigos rindo e tentei me aproximar para descobrir o que era. Quando cheguei mais perto lágrimas simplesmente brotaram de meus olhos ao ver o meu bilhete cor de rosa em suas mãos. Sai correndo e chorando até a arquibancada da quadra esportiva. Sentei no banco mais alto e chorei muito, a quadra estava vazia fazendo meus soluços ecoarem naquele ambiente

- ? - era Ben - está tudo bem?

Neguei com a cabeça e virei a cara para não olhar em seus olhos.

Ben chegou mais perto e me abraçou me explicando que os amigos deles estavam apenas feliz de ele ter encontrado alguém.

Acreditei e ali nos beijamos pela primeira vez. Para falar a verdade era o meu primeiro beijo.

Durante os meses de namoro que se passaram eu descobri que ele mandava os nerds da escola escreverem, que isso era apenas uma brincadeira que eles e os amigos sempre faziam com as meninas estranhas, mas segundo ele se não fosse por isso ele nao teria se apaixonado por mim... Bom, não foi muito legal saber daquilo, mas como eu gostava mesmo dele eu deixei passar, até que no seu aniversario ele me traiu...

~Flashback off~

- ? – Liam me chamava da frene do carro – Quem é no telefone?

- Ahn? Ah! Nada Liam, nada...

Respirei fundo duas vezes até encostar o telefone de novo em meu rosto

- Sabe que está muito cara a ligação, não é? Passei na sua casa esses dias... Sua mamãe é muito educada com seu ex...

- O que você quer? – sussurrei

- Quero que volte para mim!

Ri fraco duas vezes

- Está louco? A escola já acabou para você esfregar sua “conquista” para seus amigos, para zoar de mim com eles...

- E acha que eu estou ai para eles? Eu quero voltar com você porque eu te amo! – Bem falava de um modo carinhoso agora

- Me ama? HAHA Me ama uma ova! Se me amasse não teria me traído daquele jeito

Liam me olhou e levantou uma sobrancelha. Merda, falei alto de mais.

- Foi um erro ...

- Não me chama de seu cretino

Senti meu telefone ser arrancado e logo meu namorado falava com meu Ex.

- OLHA AQUI, DEIXE A MINHA NAMORADA EM PAZ, FALO? ELA ESTÁ COMIGO AGORA OU VOCÊ AINDA NÃO ENTENDEU?

- EU A AMEI PRIMEIRO – deu para ouvir Bem gritando mesmo longe do telefone

“Baby, i loved you first”

Niall começou a cantarolar baixinho do banco do motorista e só então percebi sua presença.

Liam se ajeitou no banco e fez o máximo para se controlar

- Olha, só deixa ela em paz ok? Se você a ama como diz, deixe ela ser feliz...

A ligação foi cortada, meu telefone devolvido e o silêncio no carro permaneceu.

A pergunta agora martelava na minha cabeça: Por que nenhum dia podia ser livre de problemas?

Lembrei-me de que devia estar agora com a cabeça aberta doendo e chorando no colo de Harry... Ela era minha prima! E outra vez eu não cumpri meu papel de mais velha da família... Só porque estava muito ocupada resolvendo meus problemas, seja com Liam, seja com Ben...

Como eu pude ser tão egoísta?

- Err.. Chegamos! – Niall pigarreou

Abria a porta correndo e sem querer bati meu corpo contra Gemma que também chegava em casa.

- Ai, desculpa

- Tudo bem – ela falou com Cher logo atrás dela – souberam da ?

- Sim – eu falei – não acha melhor comprarmos algumas flores ou chocolates para alegrar ela? Sabe... gosta muito dessas pequenas coisas..

- Eu vou então! – Niall falou

- Vou contigo... Não gosto desse clima tenso que fica quando alguém se machuca... – Cher murmurou e os dois saíram logo dali

Entramos na casa e logo Anne informou que estava no andar de cima com Harry, Louis e . Subimos e como eu disse, estava no colo de Harry, mas dormindo.

- Ela está bem? – perguntei me agachando ao seu lado – Está quente!

- O médico falou que no primeiro dia seria assim, O corte foi feio... Teve que levar alguns pontos e em uma semana ele disse para voltarmos e retirarmos. Seu corpo só está reagindo devido a grade quantidade de sangue que vazou, por isso a febre.

- Nossa Doutor Harry, estou impressionada de como você aprendeu até sobre medicina para ajudar sua garota! Esse é meu irmão – Gemma passou a mão em seus cachos, orgulhosa.

- Liam? Está tudo bem? – Louis perguntou

Olhei para trás e vi que ele estava vermelho e bem irritado, quase chorando.

- Amor?

- Estou bem, é sério!

Abracei ele de lado antes de voltar para

- Ei, Cade a e o Niall, o Zayn e a... a ? – perguntou receiosa com o último nome

Ouvimos passos subindo as escadas e logo uma parte da pergunta de estava respondida

- Chegamos - sussurrou – Ela está bem?

- Está dormindo – Harry respondeu – ... Ahn... Pode pegar um pouco de chá para mim lá embaixo? É só pedir para minha mãe...

- Sem problemas – ela disse já saindo

- E Niall? Cade ele? – falava olhando pro chão, agora envergonhada e receosa

- Foi comprar algumas coisinhas, – respondi misteriosa

Ela não insistiu e ficou quieta com Louis abraçando ela.

- Nossa, Louis... Como você é trouxa de ficar abraçado ai com ela, depois dela ter beijado o cara mais escroto do mundo... igual a ela... par perfeito! – falou, murmurando a ultima parte

Meu coração saltou para fora. O que eu perdi aqui? e brigadas?



Niall POV

- Ei Niall, pode amarrar meu all star? – Cher me pediu, já em frente a casa do Harry, já que ela estava carregando caixas e caixas de chocolate (para todos é claro) nas mãos e eu apenas um buque de rosas.

Bufei de brincadeira só para irrita-la, pedi para ela segurar o buque de algum jeito e ajoelhei na sua frente para amarrar seu tênis azul.

- Sua folgada – brinquei – toca a campainha ai enquanto eu me entendo com os cadarços do outro tênis também – rimos e ela apertou o botão na porta

Terminei de amarrar, ainda de joelhos peguei de volta o buque de suas mãos quando a porta foi aberta.

- Niall? – olhei para porta e vi parada em frente a nós dois, eu no chão com o buque de flores apontado para Cher que estava de pé – N-não pode ser...

Lágrimas e mais lágrimas começaram a brotar de seus olhos e tudo o que eu mais queria naquela hora era abraçá-la e dizer que ela entendeu tudo errado. Mas eu não pude. bateu a porta e saiu correndo para dentro de casa.

- Merda!

- Niall... Me desculpe, não queria causar nenhuma briga...

- Tudo bem, a culpa não é sua – disse já abrindo a porta e correndo, procurando-a – ? ?

- Ela está ali – Anne disse apontando para o banheiro, corri para lá e comecei a socar bater na porta – Adolescentes...

- ...... Abre a porta!

- NÃO! SAI DAQUI!

- Me desculpa... Me desculpa por ontem, mas isso que você viu... eu só estava amarrando o tênis da Cher... – disse me sentando contra a porta

Silêncio

- ? – chamei já chorando, eu não podia perder minha princesa – eu te amo...

Deixei minha cabeça cair no batente da porta e apaguei.



POV

- Nossa, Louis... Como você é trouxa de ficar abraçado ai com ela, depois dela ter beijado o cara mais escroto do mundo... igual a ela... par perfeito!

Essas foram as primeiras palavras que ouvi quando acordei pela terceira vez naquele dia.

Não abri os olhos. Fingi que ainda dormia.

- ... – Zayn repreendeu-a

- nada, é a verdade!

- Ei, Ei, parem, o que aconteceu? – a voz mais perto de mim perguntou

- É, parem de falar besteiras e digam o que aconteceu... – A voz que reconheci como de falava

Ouve um minuto de silêncio quando , , Zayn e Louis começaram a falar todos juntos.

- ... A ridícula da ...

- ... Tudo errado...

- ... Beijo...

- ... Foi culpa dele...

Consegui captar algumas frases/palavras quando todos se calaram e conseguiu montar uma frase completa

- A filha da mãe da beijou o Kauã!

- Mas... Mas... – devia estar tentando se explicar

- deixa a te explicar – Louis falou

- EXPLICAR? EXPLICAR QUE ELA BEIJOU O CARA QUE ABUSOU DE MIM? NÃO OBRIGADA

- Gente, a ta dormindo... – Harry tentou intervir

- Calem a boca... – murmurei – Por favor...

Abri os olhos e percebi que todos me olhavam, qual o problema de pedir silêncio?

DIN DON (N/A: campainha fail)

- Ah Deve ser o Niall e a Cher... – Zayn quebrou o silêncio

Alguns minutos de silêncio perduraram até que Lloyd apareceu no quarto

- Oi, toma para você – ela me entregou uma caixa de chocolate e um buque de flores – quem quiser mais chocolate tem aqui, vou embora, acho que minha presença não é muito bem vinda agora...

Ela depositou as caixas na cama e saiu correndo antes que alguém discordasse



Zayn POV

O resto do dia foi bem estranho. e não se falavam, Louis estava cheio de amores com , acho que com medo de perdê-la de novo,

Harry parecia um médico de tanto cuidado que tomava com . Liam estava irritado com algo e ficou em silêncio o dia todo, ajudava Harry com . Niall dormiu a tarde toda depois de ter sido encontrado na porta do banheiro de Harry. E , que estava dentro do banheiro, saiu para dar uma volta.

- ... Quer ir até um parque? Pegar algum ar fresco? – perguntei

Ela concordou e me seguiu até o lado de fora da casa

- Ah pera – disse pegando o telefone que vibrou em seu bolso – Uma mensagem

Abracei ela de lado e ela traduziu a mensagem para mim

, me ligue assim que puder, URGENTE! Assunto: Seus pais. Beijos, Katy”

- Quem é Katy?

- Minha prima... A única pessoa da minha família adotiva com quem eu posso contar.

- Então ligue para ela!

discou o numero que ela já sabia de cor e colocou no viva-voz

- Katy? Fale em inglês porque meu namorado ta aqui

- Oi tudo bem, tenho ótimas noticias!

- Fala logo menina!

- Preparada? – balançou a cabeça como se Katy estivesse vendo – Encontramos seu pai biológico!

No momento que sua prima falou aquilo travou. Não sabia se sorria ou se chorava. Sentou no chão e me passou o telefone

- Ahn.... ?

- Ah oi... É o Zayn – falei envergonhado – está em estado de choque aqui... Pode falar como vocês o encontraram?

- Ah claro, foi bem difícil por sinal... Pera, você é Zayn Malik do One Direction né? Ah a sempre falou que ia casar com você – ela riu junto comigo e me deu um tapa na perna – Então, eu já tava a alguns anos procurando com a e a policia, mas nunca conseguimos, e esses dias eu estava na casa de seus pais adotivos, meus tios, e sem eles verem encontrei em uma gaveta os registros de . Lá falava que sua cidade natal era Brasilia, capital do Brasil caso você não saiba... e entreguei tudo a polícia local... Depois de uma semana procurando lá encontramos ele em um pequeno asilo, fizemos testes de DNA e foi compatível!

Sorri com o que aquela menina fez pela sua “prima adotiva” não era qualquer um que faria isso.

- Bom, mas agora ele já está na sua cidade?

- Não Zayn, esse é o problema, ele não tem onde ficar, está doente e se não achar uma casa logo poderá não aguentar...

Tremi com a ideia e também

- Oi gente – uma deprimida apareceu ali – o que aconteceu?

- Espera um pouco Katy – disse ao telefone

Contei toda a história para e ela apenas escutou quieta

- Zayn, pode me passar o telefone? – concordei e entreguei o aparelho

Elas começaram a conversar em português e eu fiquei boiando na história, até que se despediram (eu acho) e desligou

- ... Não acredito que você fez isso por mim! – gritou e pulou em cima de – Obrigada Obrigada Obrigada!!!

- Ei, ei calma ai – falei – quero saber de tudo!

- A disse que vai falar com a mãe dela, para ver se meu pai pode ficar lá, e também já passou o número para Katy.

Olhei para que sorriu tímida

Abracei as duas e comecei a pular feito um Gay

Todos rimos e nos sentamos no chão onde estava antes. To vendo já nas noticias: Zayn Malik, sua namorada e a namorada de Niall Horan viram mendigos e se sentam na frente da casa de Harry Styles. Mas não importa, eu estava feliz com a gentileza de em dar essa ideia.

ligou para casa e sua mãe aceitou numa boa.

- Bom acho que nossos pais vão morar juntos agora! – disse sorrindo – Queria conhecê-lo...

- Ei, você vai ta? Deixa ele se recuperar direitinho e logo logo vocês se veem, mas me explica uma coisa, e sua mãe? – disse levantando o queixo dela pra mim

- Ela morreu... Pelo menos foi o que a Katy disse – murmurou e eu resolvi mudar de assunto

- , porque você tava dentro do banheiro chorando e o Niall na porta?

- Não quero falar sobre isso... – ótimo Zayn outra fora

- Tudo bem então, vamos entrar e contar a novidade? Estou cansado e quero dormir logo – tentei falar – e a Senhora também precisa, Dona !



POV

Eu estava com medo de nunca mais voltar a falar com ela... Eu sei que eu errei, e que eu devia ter mais calma e explicar para direitinho, mas será que ela me ouviría? Será que ela não iria gritar comigo de novo simplesmente pelo fato de que “eu errei”. Odeio quando isso acontece, eu faço as coisas e magoo as pessoas sem perceber.

Por que saberia eu que aquele cara era Kauã? Sim, eu já tinha visto fotos, mas nas fotos ele estava com cabelos loiros e na vida real com cabelos morenos... E saberia eu identificar alguém no estado que eu estava? Chorando e me sentindo um vadia?

Não, não acho que ela entenderia...

Eu sempre sou assim, faço um monte de merdas sem perceber e acabo afastando as pessoas de mim.

Um exemplo? Louis.

Eu pensei em mim, fui egoísta e não sabia que aquilo iria fazê-lo querer se afastar.

Por isso dou Graças a Deus pelo Lou estar do meu lado agora, literalmente. Estou jogada no sofá da sala e já devem ser 20h30min aqui e ele esta abraçado comigo de lado apenas acariciando meu cabelo e as vezes depositando alguns beijos em meu rosto

Oh Deus, como alguém resiste a isso?

- ... – beijo – quer subir?

Olhei para ele e bati em seu braço.

- Ei!

- Seu safado... Eu ainda não superei hoje de manhã

- Sua tolaaa, eu estou brincando, eu entendo você, ok? E estarei aqui para o que der e vier

Oh Deus, como alguém resiste a isso? ²

Beijei seu rosto e antes que pudesse falar alguma coisa a porta da casa foi aberta.

BAM

- GENTE TENHO NOVIDADES MARAVILHOSAS! – falava enquanto se jogava no outro sofá da sala

Mas espera. Cadê a deprimida que acabara de sair para andar? Ok, ela era bipolar.

Todos se acomodaram na sala, no chão ou no sofá. Niall acabou acordando quando gritou e quando o olhar deles se cruzaram todos perceberam que havia algo errado...

- O que aconteceu? – perguntou com a mão em sua cabeça – Pode parar de gritar?

- Ah. Desculpa! – disse envergonhada – Bom temos uma novidade, eu e a !

- Fala logo ué! – falou descendo as escadas

- Pelo que todos sabem eu sou adotada, não? – falava olhando pra todos, mas tentando desviar seu olhar para mim, todos concordaram – Então, recebi uma ligação hoje de uma prima minha, e eles encontraram meu pai!

Enquanto todos se olharam e deram pulinhos de animação eu apenas paralisei.

Lembro-me bem das tardes que eu e passávamos juntas conversando sobre o dia em que ela encontrasse seus pais, lembro-me bem que sempre dizíamos estar juntas nessa hora e que nada aconteceria com nossa amizade...

Essas tardes sempre acabavam em risos e choros.

- Onde foi?

- Cadê ele?

- Você vai vê-lo?

Essas eram algumas das perguntas que rondavam a sala.

- Gente, gente, calma! – tentava falar

- ELE VAI MORAR COM A MINHA MÃE! – disse fazendo uma espécie de dança maluca parecendo o apresentador do domingo legal, sabe, Rodrigo Faro e “dança gatinho” ... Cala a boca é melhor.

Os gritinhos de comemoração só aumentaram e eu fiquei de uma certa forma enciumada.

¬¬

- ? Ta tudo bem? – Louis me perguntava ainda mexendo em meus cabelos

Não respondi.

Apenas me levantei calmamente e me encaminhei sutilmente para o andar de cima, ou seja, sai correndo e gritando feito uma gazela louca.

Entrei no quarto e bati a porta.



POV

Os dias passavam mais demorados sem a e Niall aqui, mas a ligação falando sobre o pai de uma de suas amigas agitou bastante meu dia (noite?).

Eu e minha mãe fomos a um mercado 24h e compramos os suprimentos necessários que um homem adulto precisaria. Desde remédios básicos até roupas. O velho morava em Brasilia, o que era um pouco longe e chegaria aqui em uma semana mais ou menos, teríamos que ser rápidos.

Acho que de todos minha mãe era a que mais estava animada, ela teria a nova chance de ter uma companhia masculina em casa (tirando eu).

O problema é que eu trabalhava e minha mãe também então teríamos que encontrar alguém para ir para Brasília e pegar o senhor... qual o nome dele mesmo? Ah Victor segundo , isso nós teríamos que resolver logo...



Harry POV

estava exposta a muito barulho.

estava exposta a muito movimento.

não estava segura.

Isso era o que martelava na minha cabeça naquela hora de comemoração. Será que eles não podiam ter um pingo de bom senso? Minha namorada ali indefesa e frágil e eles gritando e comemorando feito loucos...

- Haz? Parece triste...

Olhei para a garota dos cabelos longos deitada em minhas pernas e sorri

- Não é nada... Não quer ir para a cozinha? Lá está menos barulho.

deve ter entendido minha preocupação e concordou, peguei-a no colo como se fosse um bebê e levei-a embora daquela sala.

- Já está treinando para o nosso casamento? – ela sorriu fraca

Eu corei e sentei-a em cima da bancada central.

- O que quer fazer? – perguntei desviando do assunto

- Cantar – ela disse calma e serena

Olhei para seu rosto com uma sobrancelha levantada e ela balançou a cabeça positivamente

Pensei em uma música adequada para a situação, olhava os olhos calmos de e pensava na sorte que eu tinha em tê-la ao meu lado como minha garota... Minha garota

Minha Garota!

Peguei duas colheres de pau nas gavetas e comecei a batucar um rítmo na bancada. me olhava tentando decifrar o que faria

I've got Sunshine

(Eu tenho o brilho do sol)

On a cloudy day

(Num dia nublado)

When it's cold outside

(Quando está frio lá fora)

I've got the month of May

(Para mim é como se fosse a primavera)


Comecei a primeria estrofe e logo estava balançando seu corpo para la e para cá.
Well, I guess you'll say

(Bem, você vai me perguntar: )

What can make me feel this way?

(O que pode me fazer sentir desse jeito? )

My girl

(Minha garota)

Talkin' 'bout my girl, my Girl

(Eu estou falando da minha garota (minha garota) )


já cantava comigo enquanto eu admirava aquele rosto perfeito

I've got so much honey

(Eu tenho muito mel)

The bees envy me

(As abelhas me invejam)

I've got a sweeter song

(Eu tenho uma canção mais doce)

Than the birds from the trees

(Que a dos pássaros nas árvores)


- Isso foi lindo... Obrigada Harry

Beijei seus lábios delicadamente e pousei a mão em sua nuca

- Foi lindo, porque foi verdadeiro

A cara dela foi de pura fofura naquela hora

- Eu não mereço tamanha sorte... Eu ainda não entendo como o Harry Safado Styles virou um Harry Fofo e Perfeito Styles

- Foi por causa de você

A música “Reason” do Hoobastank veio em minha cabeça e cantarolei um pedaço para ela.

I've found out a reason for me

(Eu encontrei uma razão para mim)

To change who I used to be

(Para mudar quem eu costumava ser)

A reason to start over new

(Uma razão para começar de novo)

And the reason is you

(E a razão é você)


I've found out a reason to show

(Eu encontrei uma razão para mostrar)

A side of me you didn't know

(Um lado meu que você não conhecia)

A reason for all that I do

(Uma razão para tudo que faço)

And the reason is you

(E a razão é você)


- And the reason is yoou – terminou de cantar e me abraçou – sabia que meu sonho era esse? Fazer Harry Styles mudar por mim?

- Então acho que ele já se realizou babe!

É , seu sonho se realizou, você está feliz, mas nada se compara ao sorriso que está dentro de mim agora!

É , você mudou Harry Styles.



Liam POV

Já tinha passado da meia noite e todo mundo (tirando e Louis que subiram e não voltaram mais) concordou em cozinharmos uma janta muito especial para comemorar.

Lasanha a bolonhesa, Frango Xadrez e Arroz branco para acompanhar.

- Quem quer um pedaço de Frango? – perguntou quando colocava o último prato na mesa

- EUUUUUUUUUU – Zayn gritou com todas as suas forçar

- Nossa está roubando a fala do Nia... A minha fala – se corrigiu quando olhou para Nialler

O clima ficou tenso de uma hora para outra, ninguém sabia porque e Niall estavam brigados.

- , me ajuda com as champanhes aqui? – chamei-a

Ela me olhou como se não quisesse ir para não explicar nada, mas meu olhar pidão ganhou

- O que aconteceu entre você e Niall? Hoje encontramos ele com...

- Com a Cher? Sei sim, sei de tudo já ok? Não quero falar sobre isso.

- Mas da uma chance...

- Liam será que da para parar? Eu não quero que você de uma de Papai e fale o que eu devo ou não devo fazer ta? EU SEI CUIDAR DA MINHA VIDA!

Falando isso ela bateu a porta do armário das taças e saiu da cozinha para a sala... O que será que tinha acontecido?

Melhor não dar uma de papai e deixar quieto.

- O-o que aconteceu? – Niall perguntou receoso

- Nada

- Me dão licença por favor – ele saiu da cozinha também

Legal Liam mais um...

- Vamos brindar! – tentou amenizar

~*~

Decidimos voltar para casa amanhã já que estava bem tarde então eu e fomos dormir no mesmo quarto de antes

- Liam...

- Oi?

- Será que tudo vai ficar bem?

- Claro meu amor, tudo vai ficar bem

virou de lado e me abraçou

- E o Ben...

Um fogo subiu até minha cabeça e minha raiva voltou a tona, tinha ficado o dia todo assim... Quem aquele traidor pensava que era? Traí a minha garota e agora que está tudo bem, que ela está comigo ele acha que tem o direito de ligar?

Não ele não tinha

- você está comigo isso é o que importa agora ok?

Ela concordou e virou para o outro lado para dormir, ainda deu para ouvi-la cantarolando um pedaço de uma de nossas musicas

“Now that you can't have me
You suddenly want me
Now that I'm with somebody else
You tell me you love me”

- Eu te amo – sussurrou antes de dormir

E então fiquei naquela duvida... Pra quem ela dizia isso?



Louis POV

- você tem que falar com ela!

- Eu não posso Lou, ela não vai me entender, não vai!

Balancei a cabeça negativamente

- Lógico que vai, vocês são amigas a tanto tempo...

chorava na minha frente enquanto eu fazia de tudo para faze-la parar.

- Quer que eu conte a história?

- V-voc-cê faria is-ss-o p-por mim? – ela me olhou com aqueles olhos brilhando

- Claro meu amor, eu disse que estaria aqui pro que der e vier!

- Obrigada

Beijei seu pescoço e a puxei para de baixo das cobertas.

- O que você achou da noite passada? – ela me perguntou

Estranhei a pergunta então ri de leve

- Estou falando serio Louis!

- Achei que foi a melhor noite da minha vida!

Ela me deu língua

- Aposto que você falava isso pra Eleanor também

- Falava mesmo

- LOUIS!

- Falava porque não sabia que podia ser mais perfeito, até que aconteceu ontem...

- Para de ser bobo – ela estava corando

- Eu te amo pequena

- Também te amo bobo



POV

Lá estava eu chorando em um quarto de novo.

Por que? Simples

Niall.

Como uma pessoa podia ser perfeitamente amável e odiável ao mesmo tempo?

~Flashback on~

Desculpe-me Liam

Desculpe-me Liam

Desculpe-me Liam

Desculpe-me Liam

Isso era o que estava passando em minha cabeça enquanto eu corria para a sala . Eu não queria ser grossa, ainda mais com Liam... Mas foi contra a minha vontade que eu gritei desse jeito

Sentei-me no sofá e abracei uma almofada

- Porque você fez isso Niall... Por que me traiu com a minha ídola? – eu murmurava entre aos choros

- Quem te traiu com sua ídola?

- O Niall – falei sem pensar

- Tenho certeza que você está enganada...

- QUEM VOCÊ pensa que... Niall?

O garoto loiro estava ali parado na minha frente mais lindo do que nunca.

Suas bochechas avermelhadas indicavam que ele estava envergonhado e o cabelo bagunçado indicava que dormira a tarde toda

- temos que conversar...

- NÃO

- por favor, deixe eu explicar o que aconteceu hoje de manhã...

Não respondi.

E lá foi ele falar que tinha se abaixado para amarrar o tênis da Cher e que as flores eram para a

Não ia cair nessa.

- Niall PARA! Você não precisa mentir, está claro. Ela é CHER LLOYD e eu sou apenas uma fã sua... Eu entendo, você podia apenas ter me falado antes...

- VOCÊ É UMA FÃ SIM, E É UMA FÃ QUE EU AMO, PARE DE FALAR BESTEIRAS, ACHA QUE EU IRIA AGUENTAR 10 HORAS DENTRO DE UM AVIÃO POR QUALQUER UMA? ACHA QUE EU SOU DESSAS PESSOAS QUE TRAEM? SE VOCÊ É MINHA FÃ DEVIA SABER QUE NÃO SOU ASSIM

- ENTÃO ME EXPLIQUE NIALL, ME EXPLIQUE PORQUE SUA CAMISA ESTAVA COM O CHEIRO DE ROSAS QUE VINHAM DO SOFÁ QUE CHER DORMIA, ME EXPLIQUE PORQUE TINHA UM PRESERVATIVO NO LIXO DE SEU QUARTO, ME EXPLIQUE PORQUE ANNE DISSE QUE VOCÊ E CHER SAIRAM JUNTOS?

- ...

- NÃO CONSEGUE NÉ? NÃO CONSEGUE EXPLICAR A VERDADE!

Depois disso sai correndo de novo e me tranquei em algum quarto.

~Flashback off ~

Para o meu azar eu tinha entrado no quarto que Niall dormira na noite anterior e deixado sua camisa ali.

Peguei-a e senti o perfume que ainda exalava dela. Puxei seu coberto e tentei dormir com o cheiro de Niall me rondando

Impossivel.

Abri a janela de e fiquei contemplando a lua. Conversando com ela.

Como se eu fosse a Julieta a procura de seu Romeu agora perdido...

- Oh Lua, me digas se algum dia Romeu aparecerá em minha varanda. Romeu Romeu, onde estás tu Romeu? – tentei interpretar as falas mais famosas da literatura – Será que ele aparecerá em suas roupas simples e falando as palavras mais belas possíveis?

Será que algum dia eu vou encontrá-lo?

Olhei o céu azul turquesa e comecei a cantar sem me importar de não ter a melodia

I gotta take a little time,

(Eu preciso achar um tempo)

A little time to think things over

(Um tempo para pensar sobre as coisas)

I better read between the lines,

(É melhor eu ler nas entrelinhas)

In case I need it when I'm older

(Caso eu precise quando estiver mais velho)

Aaaah woah-ah-aah


Now this mountain I must climb,

(Eu preciso escalar esta montanha)

Feels like the world upon my shoulders

(Parece que o mundo está sobre os meus ombros)

Through the clouds I see love shine,

(Através das nuvens eu vejo o amor brilhar)

It keeps me warm as life grows colder

(Ele me mantém aquecido enquanto a vida vai ficando mais fria)


A núvem me ouvia quando o som do violão atingiu meus ouvidos e a voz mais angelical possível continuou música, a transformando em uma serenata.

In my life

(Na minha vida)

There's been heartache and pain

(Tem havido sofrimento e dor)

I don't know

(E eu não sei, )

If I can face it again

(Se eu posso encarar isso de novo)

Can't stop now,

(Não posso parar agora)

I've travelled so far,

(Eu já fui longe demais)

To change this lonely life

(Para mudar esta vida solitária)


I wanna know what love is,

(Eu quero saber o que é o amor)

I want you to show me

(Eu quero que você me mostre)

I wanna feel what love is,

(Eu quero sentir o que é o amor)

I know you can show me

(E eu sei que você pode me mostrar)

Aaaah woah-oh-ooh


A música era linda e caia bem para a nossa situação. Eu não queria acabar com aquilo, não queria que nossas vozes parassem se de misturar

Let's talk about love

(Vamos falar de amor)

(I wanna know what love is) the love that you feel inside

( (Eu Quero Saber o que é amor) o amor que você sente por dentro)

(I want you to show me) I'm feeling so much love

( (Eu quero que você me mostre) Eu estou sentindo tanto amor)

(I wanna feel what love is) no, you just cannot hide

( (Eu quero sentir o que é amor) não, você não pode esconder)

(I know you can show me) yeah, woah-oh-ooh

( (Eu sei que você pode me mostrar) yeah, woah-oh-ooh)

I wanna know what love is, let's talk about love

(Eu quero saber o que é o amor, vamos falar sobre amor)

(I want you to show me) I wanna feel it too

( (Eu quero que você me mostre) Eu quero sentir isso também)

(I wanna feel what love is) I wanna feel it too

( (Eu quero sentir o que é amor) Eu quero sentir isso também)

And I know, and I know, I know you can show me

(E eu sei, eu sei, eu sei que você pode me mostrar)


Show me what is real, woah (woah), yeah I know

(Mostre-me o que é real, (woah woah), sim eu sei)

(I wanna know what love is) hey I wanna know what love

( (Eu quero saber o que é o amor) hey eu quero saber o que o amor)

(I want you to show me), I wanna know, I wanna know, want know

( (Eu quero que você me mostre), eu quero saber, eu quero saber, quero saber)

(I wanna feel what love is), hey I wanna feel, love

( (Eu quero sentir o que é amor), hey eu quero sentir, amor)

I know you can show me, yeah

(Eu sei que você pode me mostrar, yeah)


Seus olhos e os meus se cruzaram pela ultima vez naquela noite. Eu não iria estragar aquele momento com palavras nem gestos.

Virei-me de costas e fui dormir.



POV

O únicos quartos que acabaram sobrando foram dois com camas de solteiros então acabamos dormindo separados eu e Zayn, infelizmente diga-se de passagem

Deitei-me de “barriga para cima” e comecei a repassar todo o dia na cabeça e depois de muitas vezes tirei uma conclusão

Zayn.

Zayn estava do meu lado o tempo todo, Em qualquer situação, seja boa ou ruim.

E eu era uma egoísta que nem um obrigada tinha dito.

Levantei-me da cama e fui em silêncio para o quarto que Zayn iria dormir, e por sorte ele estava acordado

- Zayn?

- Oi amor, o que quer?

Fechei a porta e me joguei em cima dele, beijando seus lábios

- Esqueci de agradecer por você ter ficado do meu lado o dia todo

Voltamos a nos beijar agora mais vorazmente e já sentia um volume lá em baixo de Zayn, mas continuei

- Amor? Tem certeza?

- Zayn? Que forma melhor de te agradecer?

Ele sorriu e me virou na cama, ficando em cima de mim, foi depositando beijos em todo meu pescoço até levantar minha camisa.

Senti seus dedos nos botões do meu shorts e tremi um pouco, me segurando para continuar firme.

Meu shorts e minha camisa já tinham sido tirados quando eu passei a mão pelo seu abdômen nu.

Ele era ágil e tinha muita certeza com o que fazia, beijou minha boca pela última vez antes de retirar minha peça intima

- Agora – falei

No momento seguinte pulei com um susto na cama suando. Eu estava de volta em meu quarto, sem Zayn e com roupas.

Tirei meu cobertor e percebi que estava sonhando

Oh Deus, estou tendo sonhos eróticos com Zayn!


Capítulo 15

Can we take the same road two days in the same clothes
And I know just what she’ll say if I make all this pain go
Can we stop this for a minute
You know, I can tell that your heart isn’t in it or with it
Tell me with your mind, body and spirit
I can make your tears fall down like the showers that are British
Whether we’re together or apart
We can both remove the masks and admit we regret it from the start br>




Niall POV

Passaram dias e as coisas começaram a andar gradualmente. já tinha mais firmeza em tudo o que fazia e com isso Harry deu uma aliviada na preocupação. Louis e estavam sempre juntos, conversando quietos, quase que tramando algo... Bom, nunca vou entender aqueles dois mesmo! Zayn voltou a fumar, sim, claro que todos já tinham percebido sua 'quebra' de rotina de fumo, mas algo o deixava tão apreensivo que nada superou sua vontade de usar uma de suas carteiras de cigarros, isso tudo deixava meio afastada dele. e Liam, eles eram o casal mais estranho do momento, sempre distantes, era a pensativa e sempre parecia estar batalhando contra si própria e Liam estava mais confuso do que nunca em um assunto que eu nunca cheguei á saber...

Harry, Louis, Zayn e Liam... To esquecendo de algum? Eu pensava enquanto tentava detonar o Barcelona no FIFA dentro de meu quarto. Ah sim, o mais importante e o mais perturbado casal, o meu!

estava completamente indecifrável, desde a volta de Holmes Chapel nossa relação anda como uma montanha russa, tem horas que parece que ela só quer ficar comigo e mais nada e tem horas que parece que está brincando e não quer voltar a ter aquele amor que tínhamos antes...

Mas ai que eu paro pra pensar, amor é eterno, não? Será que é possível parar de amar alguém? Posso não ser a pessoa mais experiente nesse assunto, mas todos já ouviram aquelas frases românticas que todas as meninas piram ao ouvir. "Amor eterno", então não foi amor o nosso romance?

ISSO É TÃO CONFUSO!

Ai Céus to parecendo uma menininha apaixonada agora, sério.

Resumindo a história toda de um jeito prático: Eu. Quero. Comer. A. . Pronto!

GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

Escutei da minha enorme TV de mais de 50 e poucas polegadas e joguei o controle do PS3 em cima da cama. Ta. Dessa vez eu tinha parecido com um daqueles "moleques" que só querem usar as meninas... E agora eu to parecendo uma velha coroa falando... ENFIIIM, o fato é que minha cabeça já está doendo desse mistério todo que a ta fazendo.

~*~

- Oi - ela dizia tímida parada em frente ao meu apartamento, enquanto eu não sabia se fechava a porta em sua cara ou deixava-a entrar - tudo bom?

Olhei para os lados e vi largada na poltrona preta da sala uma blusa e uma calça. Fechei a porta com tudo, sem pensar no que ela acharia e peguei o mais rápido possível a minha blusa branca e jeans que coloquei em cima da minha CK preta.

Abri a porta

- Oi - dessa vez o tímido era eu - O que faz aqui?

Ela entrou e se sentou no mesmo lugar em que antes estavam as roupas sem falar nenhuma palavra.

- Ei, ta tudo bem?

- Não - ela finalmente falou - AH Niall eu não aguento mais, não aguento a pressão, a tensão, não aguento mais nada!

Abracei a menina na minha frente enquanto ela falava de tudo que estava sentindo, sem derramar uma lágrima sequer.

- Aconteceu algo entre vocês dois, ?

- O Louis? Não não, Louis é uma das poucas coisas boas que está em minhas mãos essa semana, mas Niall! - a senti se jogando contra meu corpo - Quero tudo de volta! A , as meninas... Elas me olham como se eu fosse uma bosta ambulante.

Peguei na cozinha duas xícaras de chá e um pacote de bolachas enquanto ouvia ela falar e falar. Eu não entendia muita coisa, não que eu não queira ajudar, mas algo em minha mente me atordoava, bolachas... Meninas... Tudo me levava a uma direção (One Direction) tudo me levava a .

-... Então desde aquele dia eu estou tentando voltar a falar com ela, sobre seus pais ou sobre qualquer outra coisa, mas ela não me escuta!

- Ah , a solução é ir devagar, vai com calma pois se vocês realmente foram amigas/irmãs um dia vão voltar com a amizade linda de vocês!

Ela me olhou com uma sobrancelha levantada

- Que é?

- “Amizade linda”, “amigas/irmãs” – ela riu – desde quando você virou uma menina adolescente e eu não percebi?

Revirei os olhos e mordi a última bolacha do pacote

- Olha , está vendo isso? – apontei para a bolacha – Você deveria se sentir como ela

Outra sobrancelha levantada

- Se sentir como a última bolacha do pacote? Aquela que vem sempre quebrada e que ninguém quer pegar? Errr... acho que já me sinto assim

- Ai , tava falando que você tem que acreditar mais em si mesmo, a última bolacha do pacote é a melhor! Pois todas as outras bolachas já foram, mas, normalmente, todo mundo fica de olho na última, e fica aquele clima né... Por educação, às vezes, ela fica um pouco lá no pacote, já ninguém quer ser o primeiro a comer a última bolacha, pois sabem q todos a desejam... Digamos que a última bolacha do pacote será sempre a mais cobiçada, mesmo que seja silenciosamente... E agora eu tenho que parar de falar porque eu realmente to parecendo uma menininha!

Ela riu, Horanponto!

- Ai Niall só você pra me animar...

Um barulho de porta escancarada veio com tudo e de repente um Louis atrapalhado apareceu na sala

- COMO ASSIM SÓ ELE? E EU? - O dramático – Olha posso fazer piadas, escute “Sabe por que na Argentina as vacas olham para o céu?”

Nós entreolhamos e balançamos a cabeça assustados

- PORQUE TEM BOI NOS ARES – Louis começou a rir feito louco – sacou? Buenos Aires, Boi nos Ares – ele ria mais – sou uma comédia!

voltou a se sentar no sofá

- É assim? Então eu arraso com sua piada tosca

- Quero ver – Louis desafiou

- Não tomo Hades (Ades – suco e Hades – Deus dos mortos) porque não é coisa de Deus! – ela falou e depois riu – HÁ HÁ

Eu já estava assustado com aqueles dois então fui sorrateiramente voltando para meu quarto mas antes consegui ouvir mais uma piada sem graça:

- Você sabe por que o peixe come muito? – Silêncio – PORQUE ELE TA SEMPRE COM ÁGUA NA BOCA!

Os dois riam sem parar enquanto voltava para meu FiIFA tentar combater o Barcelona de novo.

TRIIIIIIIIIIIIIIM TRIIIIIIIIIIIIIIM

É hoje que eu não os venço mesmo...

- Alô?

- Oi Leprechaun, é o Haz!

- Oi Styles, o que quer?

- Seu grosso! – ele bufou – só queria saber se você e a querem ir a uma cafeteria hoje a tarde comigo e com a ... Tenho surpresas!

Olhei para o teto na menção do nome dela

- Harry?

- Oi

- Eu e a brigamos...

- Ah, então vai você, eu do um jeito de levá-la

- Mas... – TU TU TU

Ótimo, esse Styles me paga! Bom, de volta ao jogo

TRIIIIIIIIIIIIIIIM TRIIIIIIIIIIIIM

Hoje é o “dia de não deixar o Niall jogar videogame”, só pode

- Alô? Oi Niall é o Zayn, pode vir na minha casa hoje?

- Ahn? Ah oi, ih Zayn acho que...

- Pode? Ótimo te espero aqui em 10 minutos! Tchau

TU TU TU

Hoje é o dia, viu? Desliguei meus aparelhos eletrônicos e peguei um casaco, colocando por cima da blusa branca.

- Louis, , to saindo, qualquer coisa me chamem e, Lou, você tem a chave daqui ainda né?

- Tenho sim duende

- Okay, vou para a casa do Zayn, ele ta precisando de mim – eu acho, pensei.

Louis e se encararam

- Hmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm precisa de você para que? A não ta dando conta?

Eu não mereço esses ai... Fechei a porta e saí em direção ao apartamento do Badboy.



POV

Essa semana foi a mais corrida da minha vida! Fiz várias entrevistas de emprego em revistas como Vogue e até Sugarscape, e agora só estou aguardando e torcendo retorno.

Sempre que dava eu tentava dar uma passada na casa do Harry e do Louis, como estou fazendo agora, para ver se a estava melhor.

- Oi meu amor! – falei quando Harry abriu a porta do quarto – como está? Desculpa a demora, mas estava um transito gigante!

Ela mexeu a cabeça para o lado, agora com mais firmeza do que antes e me olhou.

- Oi – sorriu – O que tem de novidades?

Fiz tipinho e demorei pra responder

- ?

- EU FUI NA VOGUE!!!!! – eu gritei e pulou da cama e começou a gritar

- AAAAAAAAAAAaaaaaaaah ai minha cabeça – ela disse tonta – melhor eu não fazer isso de novo

- Ta tudo bem? – Harry chegou mais perto

- Sim amor, só uma tontura de leve.

Ele olhou desconfiado e concordou

Senti algo em meu bolso vibrar e retirei o celular dali, ótimo, número desconhecido.

- Pera ai – falei – Oi?

- Olá, Senhorita ?

- Sim, sou eu mesma – falei com medo da formalidade utilizada,

-- Aqui é a Ambre Fillip, secretária da filial de roupas Dream Out Loud americana na Inglaterra e a revista Vogue nos mandou sua coleção de inverno, para avaliarmos, já que as vagas de emprego lá, infelizmente, já foram preenchidas, pesquisamos mais sobre você e descobrimos que você tem várias ótimas referencias e queríamos fazer um testa com sua habilidade, tudo bem?

- Sim, Sim – disse quase gritando EU TINHA CONSEGUIDO UM EMPRGO! Ta, , menos, nem é confirmado e não tinha lugar para você na Vogue... Dream Out Loud... Já ouvi falar nesse nome...

- Bom então adoraríamos ter a sua presença hoje a tarde ainda se puder, tem algum problema?

- NÃO, não, posso ir sim!

Ambre passou o endereço da empresa e o horário

Voltei para o quarto

- O que era ?

- EU VOU CONSEGUIR UM EMPREGO!!!!!!!!!!!!!! – disse e ela voltou a gritar

- AAAAAAAAAAAaaaaaaaah ai minha cabeça – ela disse tonta – melhor eu não fazer isso

- Ta tudo bem? – Harry chegou mais perto de novo

- AI QUE DEJA-VU – eu disse e rimos

- Então , me fale quem era na ligação?

- Era uma tal de Ambre, ela disse que a Vogue mandou minha coleção de inverno para eles pois não tinha vaga mais lá – falei meio triste – e eles querem que eu vá fazer um teste hoje!

Ela me olhou animada e me abraçou

- Parabéns amiga! Mas qual revista é?

- É uma empresa, na verdade é uma empresa americana e tem uma filial aqui, mas não deve ser muito conhecida... Mas acho que já ouvi falar dela...

- Qual é? Eu sei que não conheço muito de moda, mas...

- É Dream Out Loud se não me engano

arregalou os olhos e me deu um tapa de leve na bochecha

- NÃO BRINCA COMIGO!

- to falando sério, nem me lembro de onde ouvi essa marca...

Outro tapa, legal heim?

- , não brinca com meus sentimentos VOCÊ VAI TRABALHAR NA FILIAL DA MARCA DE ROUPAS DA SELENA GOMEZ!!!

Epa, o que?

era fã da Selena desde que ela se conhece por gente, tipo, a oito ano atrás. Ela sempre me encheu o saco falando dela, desde “Alex” de Feiticeiros de Waverly Place até “Faith” de Spring Breakers.

- QUANDO VOCÊ CONHECER ELA VOCÊ ME CHAMA?

- Claro baixinha – afirmei – mas acho melhor eu ir indo, se quer mesmo conhecer ela um dia...

Ela me deu o maior abraço possível e me deixou ir, quando estava saindo Harry me chamou.

- Ei,

- Fala Haz

- Se nós não estivermos em casa quando voltar, nem esquenta ta?

- Hm, por que senhor cachinhos?

- Acabei de ter uma ideia surpresa pra !

- Hm, acho bom que seja boa viu? – ri – sem problemas Harry, confio em você! Tchau

Dei um beijo em sua bochecha macia e aquilo me fez lembrar o quanta falta eu sentia de Liam... Fazia uns 3 dias que não nos víamos

~*~

- Liam? – falei quando alguém atendeu ao telefone do outro lado da linha

- Oi amor, tudo bom?

- To com saudades... Não nos vemos a tanto tempo...

- Verdade, quer passar aqui amanhã?

- Combinado! Beijos, vou pra uma entrevista de emprego agora, depois conto tudo!

Cheguei de carro ao local indicado e fiquei encantada com o lugar. Entrei e cada passo meu era um milímetro que minha boca se abria em um “O” muito grande.

- Olá, a Ambre está? – perguntei a uma moça simpática e bonita sentada na frente de um computador em uma bancada prateada no centro do Hall de entrada da empresa, usando um uniforme preto

- Oi meu bem, sou eu mesma, , não é?

- Sim, sim, posso fazer uma pergunta? – perguntei receosa

- Fale

- O que eu vou fazer?

Ela me olhou e soltou uma breve risada

- Você só vai responder algumas perguntas e depois apresentar para a Selena

Travei

- Vou ter que apresentar para a Selena? Como assim? Ela sempre faz isso com os empregados novos?

Ela riu de novo, dessa vez mais sereno ainda

- Não meu amor, é que ela está em turnê por aqui, e nós aproveitamos e a chamamos para ver como está indo a filial, e quando descobriu que hoje tinha uma entrevista ficou animada para te conhecer!

Selena Gomez querendo me conhecer... Eu namorada de Liam Payne... Isso não é normal!

- T-tudo bem, então

- Relaxa, ela é muito confiante no que faz e vai te deixar tranquila.

Assenti e continuei andando, olhando as várias fotos da cantora/atriz nas paredes com suas peças de roupas

~*~

- Bom são só essas perguntas Senhorita , está pronta para receber a Senhorita Gomez?

- Espere um pouco! – corri para o banheiro, peguei um dos meus modelos preferidos e coloquei, e depois um roupão por cima, tinha planejado tudo de especial enquanto respondia as perguntas – Pronto, agora podemos ir

- Mas não acha melhor colocar um traje mais... Adequado? – o homem de preto perguntou – Não acho que um roupão seja a roupa a ser usada.

Olhei para baixo a alisei meu roupão

- Não senhor, esse é o melhor traje!

Ele desistiu de discutir e me levou até a sala da Gomez.

- Boa sorte – Ambre que andava atrás de nós disse antes de eu entrar e foi respondida com um sorrisinho meu

Era uma sala de vidro escuro e tinha alguns painéis com meus desenho e manequins com minhas roupas, no centro, uma mesa grande de madeira com uma única cadeira preta virada para trás

- BEM VINDA AO INFERNO! – escutei uma voz grossa – DAQUI VOCÊ NÃO SAI

Meu coração que já batia forte, quase sai pela minha boca

Olhei atentamente a mesa e de repente a cadeira começou a se mexer, virando para frente.

Não sabia se esperava sair um monstro dali ou um diabo

E sabe o que apareceu ali? Simplesmente um mulher linda com um microfone, sim Selena Gomez!

- Olá – ela disse rindo – desculpe-me por isso, só fiquei com vontade de fazer algo novo, e como eu sempre sonhei em falar COM A VOZ DESSE JEITO – ela repetiu a voz – eu fiz

- Sou prazer

- Prazer, sou Selena Gomez

Dei uma risada forçada devido ao nervosismo e ela colocou os pés em cima da mesa e pegou um pacote de bolachas “Oreo”.

- Aceita? – ela apontou um garfo para mim

- Não... Err... Por que tem um garfo?

- Pra comer

- Oreo?

- Sim

- Então tá ne?

(N/A: Pra quem não sabe, Selena come bolacha recheada Oreo de garfo)

- Comece!

Fui até meus desenhos e trouxe para perto mostrando todos os modelos.

- Essa linha eu fiz para inovar o que chamamos de inverno, nessa época do ano usamos normalmente cores escuras certo? Mas por que não cores para arrasar?

Tirei meu roupão e lá estava meu modelo.

Uma calça tipo leggin vermelha com uma boca de sino nos tornozelos, já na parte de cima uma blusa branca, segunda pele com um casaco laranja quase da cor do vermelho cobrindo, um cachecol preto e uma luva da mesma cor

- U-A-U – Selena falou – AMEI TUDO, só mudaria a cor do casaco

- Por que? Laranja está super na moda!

- Não gosto de laranja em roupas

(N/A: Selena não usa laranja, caso também não saibam)

- Ok, e se mudássemos para um rosa? – perguntei mostrando um manequim

- P-E-R-F-E-I-T-O! Você tem futuro menina!

Sorri largamente, não é todo dia que algum artista famoso te fala isso



Zayn POV

FUMAR FUMAR E FUMAR! Era tudo o que eu estava pensando nos últimos dias, eu não aguentava mais, mas era muito mais forte do que eu.

- Niall!!! Ajude-me!

- O que foi bro, porque está parecendo que foi ligado em uma tomada de 440 volts?

Eu sorri e bebi mais uma xícara de café

- Café

- Pare então

- Não dá Niall, eu estou fumando muito, e quero parar então fico bebendo café para tentar esquecer

Nialler segurou minhas mãos na mesa e olhou nos meus olhos

- PARE

Larguei o corpo

- Me fala o que aconteceu

- Não, você vai rir de mim, Niall

- Zayn. Você. Não. Me. Deixou. Vencer. O. Barcelona. Por. Nada? FALA AGORA

Eu me assustei e fui para a sala correndo para poder falar a próxima fala

- VOCÊ NÃO GANHOU PORQUE É RUIM! – falei correndo pela casa

Niall tinha alguma coisa contra esse videogame que eu nunca entendia, ele sempre tentava ganhar, mas nunca conseguiu

- Ta. Ta. Me rendo eu vou falar – disse tentando tirar Nialler de cima de mim, no centro da minha sala

- O que aconteceu

- Dude, sou um homem certo? – olhei para ele e me arrependi - SIM EU SOU UM HOMEM! E sinto necessidade, certo?

- Hm... Necessidades

- Necessidades físicas Niall! Eu sinto falta disso!

- ZAYN! A não é assim...

- O problema não é a , eu entendo ela, só que meu corpo fala mais alto do que meu coração!

Ele me olhou estranho de novo e começou a rir, rir feito louco, aquela risada doida que só ele tem

- Hey mate que se você for numa locadora de filmes eles podem te ajudar – zoou – naquela seção restrita sabe?

Joguei uma almofada dele e comecei a rir também

Nialler se levantou e foi até a cozinha e voltou com um pacote de salgadinhos.

- Ta vendo esse pacote? Presta bem atenção nele ta?

O que raios isso tem a ver com meu problema?

- Ta, que tem?

- Memoriza ele, é sua ultima chance

- Nialler o que tem ele?

- Agora é meu! – ele saiu da minha casa gritando LALALALALA, o menino gay

Ótima ajuda viu Niall?

Aposto que é porque ele e a estão na mesma.

~*~

- ! Que bom que está aqui... quer fazer algo de bom hoje? – falei deixando a garota entrar, sim eu tinha ligado para ela

- Zayn... Fumo? De novo? Essa casa está enfestada de fumaça!

Ela me olhou torto e eu fiz cara de culpado

- Vamos sair logo daqui, não aguento ficar inalando essa droga

- ... Não fala assim comigo, ainda sou seu namorado – cheguei mais perto para beijá-la, mas ela desviou

- Vai escovar os dentes antes!

Eu fui, e depois saímos.

- Quer ir naquele cinema ao ar livre hoje? É muito massa! Você deixa seu carro parado em frente a tela e assiste dali mesmo

Ela me olhou “fofamente” e concordou

- Que romântico!

Encostei o carro antes de chegar e comprei algumas flores e chocolates

- Uma flor para a minha flor! – disse

- Zayn, ta tudo bem? – ela desconfiou

- Claro, só quero que você seja tratada do modo que você merece, como a princesa de Londres!

Abraços e beijos foram trocados e partimos para o local do cinema

- Só tem filme de amor, tudo bem?

- Claro esposa...

Entramos, e abrimos o teto solar do carro

- Quanta estrela, não é?

Olhei pra cima passando o braço pelo pescoço da .

- Céu perfeito, e muito brilhoso, mas acho que conheço algo que brilha mais do que ele

- O que?

- Seu sorriso!

MALIKPONTO!

O filme começou e aproveitamos uma noite linda a dois no carro, quando teve um pequeno intervalo de alguns minutos.

- Olá senhores, estamos aqui apenas para divulgar um mini show, ele será nesse mesmo local daqui a algumas semanas e com duas cantoras novas, que estão entrando na carreira da música

Um rapaz começou a falar no intervalo todo alegre, mas devido a distância não conseguia ver seu rosto

- Tenho a certeza que vão gostar, seus nomes são e

Olhei pra no mesmo instante, o que estava acontecendo?

- Boa noite pessoal, espero que venham, aqui é Harry Styles, câmbio desligo!

- Elas. Vão. Ter. Um. Show! AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH – começou a gritar – UM SHOW, UM SHOW! QUE DE MAIS, QUE SONHO!

O filme voltou e agora a noite já estava mais agitada com daquele jeito, será que rolava?

~*~

- Zayn... O... Que... Estamos... Fazendo? – dizia entre aos beijos na minha cama.

Ela já estava com a blusa no chão e a minha no pé da cama

- O que casais normais fazem...

Ela olhou para o quarto e depois para mim novamente

- ZAYN... NÃO POSSO... ELE... KAUÃ...

Ela tremia e se largou no meu lado, chorando

- Amor? , eu não vou fazer o que ele fez, eu só vou fazer o que você quiser entendeu? Eu te amo, e ter você ao meu lado é o que importa...

- Eu falei, falei que isso ia acontecer, me desculpa amor

Ela começou a bater no próprio braço

- Ei, vai com calma ai, eu estou aqui anjo, se você quiser tentar eu vou te fazer ter a melhor noite da sua vida, ta? Não se preocupe

Ela me olhou duvidosa e sentou na cama, eu estava parado

Beijou meu pescoço, meu ombro, meu peitoral e parou

- Vamos tentar?

Eu sorri e afaguei sua cabeça

- Sou todo seu essa noite, meu bem



POV

Eu ainda não podia acreditar nisso, UM SHOW, eu e minha melhor amiga faríamos um show para Londres inteira (ou quase isso)

- Harry, não sei como te agradecer...

- Ei não precisa, você tem que descançar, para fazer essa cabecinha voltar ao lugar certo? É apenas um show teste, para ver como vocês se saem no palco para começar realmente uma carreira!

- Eu sei Haz, você já falou tantas vezes isso – eu ri – mas obrigada mesmo assim

Ele me beijou e sorriu

- Tudo para ver esse sorriso lindo no seu rosto

Deitei minha cabeça em seu colo e adormeci pensando no que tinha acontecido horas atrás naquele café.

~ Flashback on ~

- Harry? Onde está você?

- Estou aqui amor, tenho uma pergunta: Quer ir tomar um café hoje? Com a ?

Concordei e depois de alguns minutos já estava pronta

- Ligou pra ela?

DIN DON

- Respondido? – ele riu – Vamos?

Dei meu braço para ele e saímos em direção a porta

~*~

- Chegamos meninas – Harry falou e saímos do carro – ali naquela mesa

- Mas Haz, tem um cara nela

- Exato

Ele saiu andando para a mesa ocupada e quando chegou deu oi ao rapaz e se sentou, chamando-nos

- Simbora – gritou, correndo para a mesa

andava tão estranha esses dias, sabe? Ela andava tão afastada de tudo e de todos, achei um milagre ela ir conosco hoje. Eu a amava, mas quero ela aqui comigo, se preocupando comigo do mesmo jeito que fazia antes, sendo minha irmã mais velha e me protegendo dos perigos, mas agora... Ela mal foi me visitar, será que eu tinha feito algo de errado?

- Senhor essas são – ela deu um aceno tímido – e , minha namorada – sorri e acenei

- Além de ótimas artistas, são muito bonitas meu jovem rapaz

Eu corei, corou, Harry corou.

- Harry quem é o homem – cochichei

- Chame-o de Albert, ele vai ser o sucesso de vocês

Tossi de leve e o encarei

- Então podemos ver ao vivo?

Ao Vivo? O que?

- Espere, só falta chegar um outro amigo nosso

~ 15 minutos depois ~

- Harry, não tenho tempo, agora ou nunca

- Ok Ok, meninas, é o seguinte, Albert é um grande produtor e eu falei muito de vocês para ele, até mostrei alguns vídeos, e ele quer ver vocês ao vivo para poder aprovar e apostar no talento enorme das duas

Encarei e engolimos a seco

- Mas aqui é só o primeiro teste, depois ele vai produzir um show para vocês e esse vai ser o teste final

- S-Sh-h - gaguejei

- SHOW – gritou

Hazza balançou a cabeça positivamente e nos chamou para o palco daquela pequena cafeteria.

- Qual música ?

- Mama Do da Pixie Lott

Concordamos e avisamos a banda que estava ali

- 1..2..3


Oh Uh Oh Uh
Everynight I go
(Toda a noite eu vou)
Everynight I go
(Toda a noite eu vou)
Sneaking out the door
Saio sorrateiramente pela porta)
I lie a little more
(Eu minto um pouco mais)
Baby I'm helpless
(Baby, eu estou desamparada)


começou cantando e eu no Backvocal, estava confiante, todas as letras da música pareciam sair verdadeiramente de sua boca.


Theres something about the night
(Há algo sobre a noite)
And the way it hides all the things I like
(E como ela esconde todas as coisas que eu gosto)
Little black butterflies
(Pequenas borboletas pretas)
Deep inside me
(Dentro de mim)


Nessa estrofe fui eu, que dei o máximo de mim para impressionar aquele produtor, depois, quando foi fazer o refrão a porta foi aberta e um loirinho com um pacote de salgadinhos apareceu ali


What would my mama do (Oh Uh Oh Uh)
(O que será que minha mãe faria)
If she knew about me and you? (Oh Uh Oh Uh)
(Se soubesse sobre eu e você?)
What would my daddy say (Oh Uh Oh Uh)
(O que será que meu pai iria dizer)
If he saw me hurt this way? (Oh Uh Oh Uh)
(Se ele me visse sofrendo assim?)


Essa foi intensa, senti minha amiga tremer ao cantar e seus olhos brilharem por segurar o choro, ela estava sofrendo por amor, talvez por isso que tenha se afastado tanto, talvez por isso que não falava com ninguém e quis se fechar no seu próprio mundo


Why should I feel ashamed?
(Por que eu deveria sentir vergonha?)
Feeling guilty at the mention of your name
(Me sentindo culpada, à menção do seu nome)
Here we are again
(Aqui estamos nós outra vez)
It's nearly perfect
(É quase perfeito)


Terminamos a música juntas com se segurando firme ali, mas ela conseguiu, isso que importa agora, fomos aplaudidas por todos inclusive o produtor.

- Obrigada, obrigada – tentei falar por nós duas

- Muito bem amor!!

- Err, Harry, posso ir no banheiro com a , rapidinho, coisa de mulher sabe?

Ele concordou e foi sentar na mesa que Niall e Abert estavam.

~*~

-, me fala, o que acontece com vocês dois? Você canto essa musica com tanta sinceridade que doeu até em mim

Ela se olhou no espelho e arrumou o lápis de olho que agora estava borrado

- Eu só não aguento mais, saber que ele pode me trocar tão fácil... mas ainda assim ser apaixonada por ele, saber que ele ficou com a Cher em uma noite e na outra eu cai de amores na quase serenata que ele me fez... Eu sou tão ingênua!

- , se você é ingênua eu sou o que? Você sempre foi a forte do grupo, sempre tinha as ideias claras do que queria, você, tirando a , foi a única que ainda não teve sua relação com o Niall....

- SHIU, para tudo! Você fez? E ele não te largou? Ta comprovado o Harry te ama – só falar de mim que ela já se anima, vish

- Sim , mas vamos voltar vai, se prepara, você vai ver ele de novo e não quero que ele te veja mal ta?

Ela se olhou no espelho uma última vez, sorriu e sussurrou

“Você consegue”

Sentamos , eu, Harry, Niall e Albert, nessa ordem na mesa para discutirmos o assunto, Niall já estava a par de tudo.

- O que você achou Senhor Albert?

Ele me encarou com uma cara séria, tossiu e não expressou nenhuma reação

- Senhor?

Ele sorriu

ELE SORRIU

- Vocês foram ótimas! Há coisas para melhorar, mas isso é com o tempo. , você foi incrível, conseguiu colocar na letra da música todo esse sentimento de dor que ela passa. , você contribuiu para que a música soasse do jeito descontraído que ela é, no estilo da Pixie Lott, vocês junto formaram um som maravilhoso que tem que ser ouvido e apreciado, não só por mim, mas pelo mundo inteiro!

- aaaaaaaaaAAAAAAAAAAAAAAAAAh – eu e gritávamos juntas – Obrigada Senhor Albert, sério você não vai se arrepender

- Mas tem um porém... Vai ser bem complicado, porque vocês são namoradas desses meninos aqui – ele apontou pra Harry e Niall e senti travar – Sempre tem uma que é ADORADA e uma que é ODIADA, e vocês vão ter que lidar com isso

- Já lidamos, Albert, eu sou a odiada, e a a adorada – falei triste – isso vai ser meio a meio se formos uma dupla...

- Acho melhor irmos anunciar o show delas, não? – Niall se pronunciou pela primeira vez – Quero que elas consigam passar com você!

Momento de Tensão

- Acho melhor eu ir indo... – falou rápido – depois a me deixa a par de tudo

Ela saiu correndo

- Err... Também vou, tchau – Niall foi atrás dela

Esses dois...

- Harry seu celular – falei, e ele foi atender

- Ah claro, adoraria fazer essa pegadinha, ele ia SURTAR... – consegui ouvi sem entender direito

Olhei para Albert ainda com dúvidas

- Bom então o show pode ser daqui a algumas semanas no... – Albert começou a falar, mas nessa hora meu sono já entrou na 5ª faze e o Flashback acabou

~Flashback off~



Louis POV

O que eu e a fizemos a tarde toda que passamos na casa de Niall? Nada!

Literalmente nada! Ficamos fazendo piadinhas um do outro, assistimos TV abraçados e outras coisas que casais fazem quando estão a sós... NÃO, não fizemos o que você está pensando!

Já estava de noite e nada do Niall voltar...

- Vai querer fazer o que agora a noite? Niall parece que não volta – falou

- VAMOS FAZER BOLO!! – eu, gordo, dei a idéia – Niall vai gostar

Ela riu

- De que sabor?

- Você ainda pergunta? – fui até a cozinha e peguei - CENOURAAAAAA

riu e me ajudou a fazê-lo e, sinceramente? Ficou DIVINO (olha eu gay aqui)

- Hmm o que quer fazer, ainda ta cedo, e eu já cansei de ver filmes...

Pensei, mas nenhuma ideia divertida veio na cabeça

- Videogames?

- YAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAY – ela gritou correndo para o quarto de Nialler – Vamos

Eu ri dela e peguei alguns jogos para ela escolher

- Uncharted 3, God Of War, Call Of Duty... Qual você quer?

Ela analisou mais uma vez os CDs e apontou para o PS3

- FIFA!

Achei estranho. Mas ok.

- Qual é o time? – perguntei vendo as seleções na tela da TV

- WildCats!

- Qual é o time?

- WildCats

- Se liga no jogo!

Começamos a rir sem parar, foi muito sem querer isso e nós não sabíamos o porquê fizemos. Nós éramos realmente uma dupla de malucos, um par perfeito de humor.

~*~

- GANHEEEEEI GANHEEEEEI DO BARCELONA PELA QUINTA VEZ. DANÇANDO, DANÇANDO – gritava e se mexia depois que ganhara no jogo cinco vezes seguido.

Ela se jogou em cima de mim e me beijou

- Acho que merece comemoração, não?

Olhei com uma cara maliciosa e recebi um tapa

- To falando de sair para comer, ou tomar um café

Eu brochei e ela riu de mim

- Vamos, antes que fique mais escuro lá fora!

~*~

- !!! O que faz aqui na Starbucks a essa hora sozinha? – perguntei sentando do lado dela logo atrás de

Ela sorriu tímida e meio que desconfortada na presença da .

- Acabei de conseguir um emprego, então eu liguei para Liam, para ele vir comemorar comigo, mas parece que ele não vem...

O Liam? Como assim? Liam era e sempre foi o mais pontual da banda.. Se eu pegasse ele agora, ia se ver comigo

- Então que sorte que você nós achou aqui, não? – perguntou com alguma intensão

- É... Sei lá

Eu tinha que unir essas duas, TINHA, pelo menos a , que sempre foi mãe de todas...

- Vão querer o que? Eu peço e pago!

tentou se manifestar para sair da mesa, mas eu a impedi

- Eu insisto

- Ta bom, Louis, vou querer um Capuccino grade com Vanilla

- Ok, ?

Ela me olhou receosa e fez um leve “não” com a cabeça

- O que quer ? – ignorei os sinais

- Quero um Frapuccino de chocolate, mas deixa que eu pego

Segurei ela e sai da mesa, era hoje que elas se entenderiam



POV

Eu não queria estar ali, eu queria saber por quê Liam deu um bolo em mim, e queria sair gritando para o mundo que eu tinha conseguido um emprego na Dream Out Loud.

Mas eu estava ali, presa com

- Então , que emprego é esse? – ela tentou puxar assunto

Tossi de leve

- É numa filial de Dream Out Loud aqui na Inglaterra...

- Pera, não é a marca de algum famoso?

- Sim, Selena Gomez

Ela me olhou com a boca aberta e se conteve antes que gritasse

- Aaah, Parabéns então, não é todo dia que se consegue um emprego desses... Imagina quando você a conhecê-la a vai surtar, e quem sabe a também

Dei um meio sorriso

- Já a conheci, ela que me aprovou no emprego, se eu não usasse laranja – fiz uma cara estranha e ela me abraçou do nada

- Parabéns amiga, parabéns mesmo, eu sei o quanto você queria um emprego na área de moda, e conseguiu muito mais que isso, te desejo tudo de bom, ta? Só não me abandona, por favor

Não sabia o que falar.

- ?

- , você pode me contar exatamente o que aconteceu no dia em que você beijou o Kauã?

tremeu

- Posso, se isso vai fazer você voltar para mim...

~*~

-... E foi isso, o beijo foi forçado, eu NUNCA iria fazer isso com a , só que ela não entende

Eu não sabia o que falar pela segunda vez.

Eu julguei mal, eu julguei algo sem saber antes do que se tratava, eu traí meu próprio lema de vida só porque eu aceitei apenas uma versão da história.

- me desculpa! – me joguei em cima da minha amiga – Me desculpa, me desculpa, eu errei, serio, eu não queria ter feito isso, mas eu fui cabeça fechada..

- Ei, tudo bem, só fico feliz que você tenha entendido meu lado...

Abracei ela de novo e me sentei

- AMBRE – gritei quando a vi do outro lado da Starbucks, todos me olharam – OI!

Ela se virou e veio até nossa mesa

- Olá Senhorita

- Apenas ou

- Ok, olá

Dei espaço na mesa para ela se sentar

- O que fazes aqui a essa hora?

- Sai da empresa e vim tomar um café, só isso e você

- Comemorar meu emprego – rimos – fique conosco agora, vou te apresentar a alguns amigos. Essa é , ou , uma GRANDE amiga minha – olhei-a e ela estava sorrindo mais do que nunca quando disse isso – e esse – apontei para Louis que estava vindo – é o...

- LOUIS TOMLINSON! – ela gritou entusiasmada – Quem não conhece essa perfeição – ela falou mais baixo

- Meu namorado – disse tossindo

Eu ri

- Relaxa , eu to namorando também

- Hey, Hey, quem é essa? – Louis chegou apontando para Ambre

Ele pegou outra cadeira e se sentou entregando meu Capuccino e o Frapuccino da

- Ambre, esse é Louis, e Louis essa é Ambre

- Oi Ambre! – ele disse – Esperem, adivinhem essa, Ambre entrou no bar e bebeu todas, como ela ficou?

Nossa cara de ponto de interrogação foi enorme

- ELA FICOU AMBREAGADA, entenderam? AMBREagada, embreagada – ele começou a rir muito e nós acompanhamos

O resto da noite foi assim, eu, , Louis e Ambre nos divertindo ao nosso modo, fazendo piadinha e brincadeirinhas bestas, apenas nós, sendo feliz!



POV

Eu ainda estava travada, não sabia o que fazer em cada momento, pois da última vez que aconteceu isso, eu só era forçada a fazer o que não queria, e dessa vez Zayn me deixava conduzir e parar a hora que quisesse.

- , está tudo bem? – ele me perguntou na terceira vez que parei

- Sim, só que eu não sei o que fazer

Ele passou as mãos em meu rosto

- Apenas relaxe, e faça como quiser, não existe “errado” nesse momento

Eu sorri e me deitei em cima dele de novo

- Quem sabe um dia eu pego prática não?

Ele levantou uma sobrancelha e riu

- Eu faria isso com o maior prazer

Puxei seus cabelos de leve e fui beijando seu pescoço com a maior sensualidade que conseguia juntar ali.

Retirei totalmente sua blusa sem falar nada, enquanto meu sutiã já estava sento jogado longe.

Zayn me virou na cama com cuidado e me beijou mais uma vez.

- Posso conduzir a partir dai? – fiquei tensa – Confia em mim?

- Se você pular, eu pulo, lembra? – ai eu tenho que ficar fazendo essas piadinhas bobas no meio desse momento? – Eu confio Zayn, só... só vai com calma

Ele desceu seus beijos devagar e foi tirando cada peça de roupa no caminho, logo apenas ele possuía sua cueca ainda.

Ele me tocava de um jeito diferente, me tocava como se necessitasse disso e ao mesmo tempo queria me dar o total conforto e prazer.

- Eu quero que saiba, que eu te amo – disse de repente

- Eu também te amo – e foi, pela segunda vez tive minha relação sexual, e pela primeira vez eu não chorava nela

Os movimentos constantes só me faziam querer ficar mais e mais perto de Zayn e me faziam querer ser dele para sempre.

Se eu estava apreensiva? Um pouco. Não sabia o que iria acontecer depois, mas como sempre digo, viva o momento, não importa as consequências

Zayn era meu e eu era de Zayn, nada mudaria aquele momento, nem nossos gritos abafados ou nossas peles agora suadas, nada tiraria o meu Badboy de mim.

~*~

Chegamos ao ápice e deitei em seu lado com a cabeça em seu peitoral.

- Acho que posso me acostumar com isso – falei

Ele beijou meus cabelos e balançou a cabeça

- Acho que consigo também

Levantei e me joguei em cima dele

- Obrigada Zayn, obrigada por me fazer ter a melhor noite da minha vida

Dormimos ali mesmo, com os corpos grudados e almas juntas, mas com o coração batendo inteiramente um pelo outro.



Liam POV

O que eu estava pensando? Eu precisava vê-la.

Queria aqui, mas minha vida virou completamente de cabeça para baixo desde aquele dia na festa do Harry, mudara, e eu não entendia o porquê daquela ligação ser tão importante ao fazê-la mudar.

Eu não tinha mais nada sobrando de mim se não a tivesse, queria estar ali para apoiá-la agora que ganhou um emprego, mas porque não fui? Por que meu corpo me impediu de ir?

Já tinha pensado inúmeras coisas para fazer, para me desculpar de hoje, mas será que ela desculparia? Será que entenderia que eu não sabia o que fazer?

Tinha que tirar as coisas a limpo com ela.

Estou agora na rua, andando rapidamente tentando chegar ao Starbucks, para pelo menos aparecer, só espero que ela ainda esteja lá

- EI, EI VOCÊ AI – olhei para trás e vi três cara correndo para mim

- FIQUE PARADO GARANHÃO

- LIAM PAYNE NÃO? VAI NOS RENDER UMA BOA GRANA

Travei.

- O que? Por favor não! – balbuciei

- VENHA TEMOS QUE TE LEVAR AGORA, ORDEM DO CHEFE!

Eles me tocaram, e eu surtei, enquanto gritava eles riam, estavam em três, eu nunca ia vencer...



Harry POV

- Bom dia amor, tudo bem?

- Tudo anjo – respondeu – ei o que é isso?

Ela olhou a minha bandeja com um café da manhã que eu mesmo tinha preparado

- Nada, é MEU café da manhã

- E você não vai me dar nenhum pedacinho? – ela fez bico e eu a beijei

- Não

- HARREH – ela grito – eu to dodói

Golpe baixo

- Ok, só porque você ta doente – ela riu

- O que vamos fazer hoje?

- Pensei em mostrarmos ao mundo o quanto você superou, todo o ódio delas...

Giovanna pulou da cama

- To contigo, desde que ninguém me atinja...

- Não vou deixar!

Nos trocamos e ligamos a web

- Olá directioners – ela começou – espero que tenham um bom dia!

“Claro que você vai ter ne? Roubando meu namorado”

“Eu te desejo o contrário”

“Morra”

- Sabe, alguns dias atrás eu xingaria vocês, ou falaria que vocês não são minhas fãs, mas hoje eu digo, desejo TUDO em troca – sorri falando

- Aw Harry – ela veio toda fofa me abraçar

- A quase uma semana atrás foi atingida por uma “fã” e abriu a cabeça, e esse ódio todo, só refletiu em eu dando mais atenção a ela, mas será que vocês querem mesmo isso? Querem que eu de atenção apenas a ? Eu acho que não... Então espero que suas atitudes mudem!

Ui, perigoso

- Agora, na frente de todas vocês eu quero entregar algo a

Ela me olhou assustada, mas sorriu

- Gibs, você sabe que eu amo gatos não é? – ela fez que sim – então eu quero dar para a minha gatinha, o nosso gato!

Peguei ele de uma cesta e entreguei a

O gato era bebe, e pequeno, tinha manchas pretas pelo corpo e adorava ser acariciado

- Harry... Mas e a Dusty?

- Vai ter que dividir a atenção agora...

- Seu nome vai ser Haz jr, porque além de ser um gato, igual ao pai, é fofo também.

“ Aww que fofo, pena que é para a

“ Harry está mudado”

“ Cade o Harry safado de antes?”

- O Harry safado? Ele está aqui, mas só aparece a noite, para a , tenham um bom dia! Ah, e desculpas para as fãs que não mereciam ter ouvido isso, mas era necessário, tchau

Desliguei a Webcam e ficou me encarando

- Harry você não...

- não esquenta, eu sei com o que estou lidando, e sei que toda pessoa merece um pingo de respeito, eu não tenho direito de fazer isso, mas elas também não

- Haz...

- Miau

Rimos

- Acho que ele já se acostumou com o nome

- Harry eu te amo – ela disse se jogando contra mim e me beijando

- Eu também te amo , te amo muito mais!

Capítulo 16

She's so mean but I gotta love it
And I just can't let her go
I'm so whipped on her tiny little
She's a tempting animal
Spends too much
And I never tell her no
Drives me nuts
And she got me by the throat
She's so mean but I gotta love it
And I just can't let her go




POV

- Hey , desculpa estragar esse momento – Harry riu fraco – mas temos que fazer uma coisa, muito importante, agora.

Olhei estranhando, mas assenti e o vi colocando Haz Jr na cesta de volta

- O que foi meu amor? Onde vamos?

- Você vai ver, e rir muito!

Harry me puxou para fora da casa e passo por passo fomos correndo pelas ruas de Londres. Fiquei imaginando qual seria a manchete da revista de amanhã “Deu a louca em Harry Styles” ou até “Será que Harry Styles está louco por paixão?” ... Ta. Descartemos a segunda.

Durante o percurso eu me sentia como a Victoria Justice na letra da música “Make It In America” ao lado do meu namorado, em Londres (não na America ne?) sentindo o sol, feliz de uma certa forma.

Corremos pelo menos umas 7 quadras até eu começar a reconhecer a região... Mercado de esquina, loja de sapatos... Portão branco! Minha rua.

- Amor ta tudo bem? Não é normal você sair correndo para vir para minha casa...

Ele parou em frente ao portão e se virou para mim

- Eu sempre viria correndo se fosse para te ver em casa

Awwwwwwww, parei e fiquei o encarando feito boba enquanto ele entrava na casa e gritava algumas coisas que eu não dei a importância de ouvir

- Você não vem?



POV

Era ainda de manhã quando decidi preparar o café daqueles dois dorminhocos. Louis tinha dormido aqui em casa, já que ele e a agora estão mais grudados do que nunca. Peguei uma panela e uma frigideira mais a maquina de Waffles para tentar preparar algo mais especial, porque eu me sentia na obrigação de me redimir com a .

Esperei um tempo até que senti um cheiro bom e ouvi a maquina fazer um “click” e mudar da cor vermelha pra verde no botão superior. Tirei as Waffles e na panela comecei a derreter chocolate para por em cima, e na frigideira fiz alguns ovos mexidos.

O cheiro se espalhou pela casa quando dois rostinhos curiosos apareceram no pé da escada, tentando descobrir o que era

- Bom dia casal! – falei sorrindo e tirando o chocolate para um pote de vidro – dormiram bem?

Eles se olharam e olharam a mesa e os dois vieram me abraçar e correram pra lavar as mãos e os rostos, já que tinham acabado de acordar. Alguns segundos depois já estavam sentados um de cada lado da mesa.

- Ovos mexidos e Waffles? Hmmmmm que menina prendada eu tenho em casa! – exclamou

Eu ri baixo

- Como se fazer ovos fosse difícil! Qualquer burro faz

- Eu não sei fazer – ela disse séria. Eu a encarei por um tempo me sentindo a pessoa mais culpada do mundo – É BRINCADEIRA! Vai , volta a respirar por favor, não morre!

Ela brincou e eu comecei a rir e bater nela ao mesmo tempo

- Gente a brincadeira ta boa, mas eu vou mesmo é comer uma dessas – Louis disse pegando a primeira Waffle da pilha, derramando todo o caramelo.

- Louis! A deixo elas bonitinhas e você vai lá e destrói – ela o reprovou, porém rindo

Ele comeu um pedaço lambuzando todo seu lábio e fez bico

- Vem experimentar amor – ele sussurrou para ela e puxou-a para seu colo, grudando seus lábios com um beijo literalmente doce.

Isso me fez pensar em Liam.

E Liam era a última coisa que eu queria pensar aquela hora.

- HEEEEEEEEEEEY PEOPLE! – um grito vindo de fora cortou o momento meloso dos dois e meus pensamentos também.

Olhamos pra janela e Harry e , abraçados, esperavam a gente do lado de fora da porta. Abri e eles nos apresaram.

- Vamos, vamos! – Harry gritava ansioso

Olhamos para os dois e voltamos a comer normalmente, com toda a calma do mundo

Styles pegou uma das Waffles e colocou na boca.

- Levem elas, vamos rápido! Se arrumem, tem que ser agora

Viramos o olhar para , quem levantou os braços em sinal de que não sabia de nada também, concordamos com ele e subimos rapidamente para trocar de roupa.

15 minutos se passaram quando voltamos e os dois nos puxaram para a rua, passada por passada, cada vez mais veloz.

Atrás de nós já estava formando uma pequena multidão. Fotógrafos, Paparazzis, fãs e até pessoas apenas curiosas nos seguiam até o destino que só uma pessoa ali sabia onde daria.

As pessoas aumentavam de acordo com nossos passos.

- Alguém sabe onde estão , Niall, Zayn e ? – Cachinhos, que estava na frente, perguntou gritando

- Passa nas casas dos meninos, eles não podem estar em outro lugar – alguém atrás de mim opinou e o percurso continuou pela direita

Casa do Niall.

Olha em cima, olha em baixo, cozinha, sala, bainheiro e quarto. Olha em cima, olha em baixo, corredor, sala de estar, área de serviço, quarto de hóspede e o da televisão. Olha em cima, olha em baixo...

E assim continuava nosso Circuito Fechado (pra quem não conhece, é um poema famoso, que contem quase a mesma estrutura desse parágrafo acima). Nada daqueles dois gulosos aparecerem

Até tentamos gritar falando que trouxemos comida, mas nada adiantou...

- Vamos eles não estão aqui amor – falou enquanto abria a porta para sair, era sorte os meninos terem a chave da casa de todos

Concordamos com ela e agora partíamos para casa do Zayn, nisso tudo era apenas 10h da manhã.



Zayn POV

Estava tudo branco, iluminado, e nada parecia fazer parte do mundo real.

Uma macha ia aparecendo no centro da minha visão, longe e cada vez mais cores apareciam dela. Aumentava conforme o tempo, brilhava no meio do nada, me atraindo para o centro da paisagem branca e vazia. O que seria isso? Era a única coisa que passava na minha mente naquela hora.

A mancha foi se clareando, e um sorriso apareceu. Um sorriso branco e grande que se confundia com o fundo do lugar. Logo após o sorriso veio o olhar e o nariz e em alguns minutos o rosto perfeito já estava totalmente formado, e um pouco depois seu corpo já estava parado diante de mim.

- ?

Ela tocou meus lábios de leve com a mão

- Shiu

E me beijou.

Me beijou como nunca, de um modo que parecia ser nosso primeiro e último beijo... De modo a parecer que eu ia a perder

Agarrei seu pescoço e sua cintura com a maior força que pude colocar no momento sem machuca-la. Ficamos ali, parados no meio do nada apenas sentindo o beijo do outro.

Terremoto.

Tudo começou a girar e girar. Minha cabeça doía e eu escutava meu nome vindo do além

- Zayn? ZAYN! Vamos Zayn!

Olhei a menina que antes estava em meus braços, agora estava do outro lado do vazio, com a mão esticada, tentando me chamar.

- ZAYN! – ela começou a embaçar de novo, olhava pro nada tentando me achar – Cade você? ZAYN?

Eu tentei correr, tentei alcança-la mas quando finalmente consegui pegar sua mão, era tarde de mais, senti seus últimos toques sendo levados pelo vento diante de meus olhos.

Meus olhos ardiam.

Comecei a esfrega-los, com toda força. Queria tirar o que incomodava.

Tirei as mãos deles. Estava na cama, nu.

- Zayn? – Ouvi de trás da porta fechada do quarto.

Automaticamente olhei pro lado e minha garota ainda estava ali enrolada nos edredons e juntamente a minha perna esquerda

- Zayn? – A porta se abriu

, Harry, , e Louis pararam diante da cena do quarto. Duas pessoas não vestidas de baixo de um cobertor

- Err... Má hora? – algum deles arriscou

Levantei uma sobrancelha

- O que acham? Desçam logo e me esperem lá embaixo

- Ta, ta – Harry se fingiu de indignado – só ficamos preocupado pois você estava gritando “ não vá” a cada três segundos...

Joguei meu travesseiro na porta e ela se fechou

- Amor? O que houve?

Afaguei os cabelos compridos de e beijei sua testa

- O pessoal está ai... Melhor nos arrumarmos, devemos explicações

Ela saltou da cama

- E-eles nos viram? AI MEU DEUS!

Abracei ela de lado

- Calma meu anjo, prometo que tudo vai ficar bem!

Nos trocamos e descemos.

- O que aconteceu lá em cima? – , sempre sincera, começou o assunto

- Nada, ué! Só coisas que namorados fazem, não é ? – tentei jogar o peso pra outra pessoa

- Sim, mas a tinha um problema, e nós nunca achamos que ia se resolver tão rápido – ela rebateu

- É o poder Malik, ! – Harry começou as piadinhas

- Ai, calem a boca vocês, podem esquecer isso ta? O que vieram fazer aqui? – falou olhando para o Styles, nervosa

Ele tentou explicar, mas no final só pediu para seguirmos ele depressa.

Na rua, um bando de pessoas já nos aguardava, pessoas de tudo quanto é tipo... Aquilo não me cheirava bem...

Corremos por umas cinco ruas até Harry nos fazer parar na frente de um galpão, gigante e amarelo com detalhes laranja. Ele nos pediu para fazer as honras e abrir o pesado portão.

- 1... 2... 3.. e já! – ele gritou e logo depois alguns caras saíram de dentro... Mas quem seriam eles?



Liam POV

Já faziam quase 10 horas. 10 horas preso em um lugar sem luz, 10 horas tendo que aguentar piadinhas bestas, 10 horas comendo pouco...

O que aconteceria comigo?

Já devia ser de manhã... não sei? Devia? Não tinha luz para saber

Bom, já devia ser de manhã quando um dos homens me trouxe um prato de comida com um bilhete junto. Entregou-me uma lanterna para que pudesse lê-lo

“Se arrume” dizia no pequeno papel.

Mas para que se arrumar? Para conhecer meu próximo dono?

Ouvi um barulho vindo do lugar que eu achava que era o portão. Terminei de comer rapidamente e tentei me arrumar o mais rápido possível... O que seria?

Outro barulho.

Percebi levemente algumas pessoas passando por mim e me assustei quando pegaram meus pulsos por trás

- Se prepara – o maior sussurrou

Engoli a seco e vi o portão se abrindo, escutei palavras de alguém conhecido

- Pegadinha da Nickelodeon Liam!

A luz encheu o local e eu tive que fechar meus olhos para não ficar cego

Algumas imagens se formavam e a primeira pessoa que reconheci foi ela. .

Os homens me empurraram para frente e agora eu já conseguia ver todas as câmeras que continham dentro daquele espaço, todos os cinegrafistas...

Holy Shit!

Não podiam ter feito isso comigo... Não de novo!

Percebi que o espanto não foi só meu. Quando me largaram vi os rostos de meus amigos mudarem de curiosidade para decepção. Apenas Harry sorria.

- O que você fez? – perguntei para ele

Ele estendeu a mão para mim e apertou

- Parabéns, você foi pego na pegadinha da Nick! Eu fui cumplice deles dessa vez.

Olhei para os outros e foi a única a ter uma reação

- O que aconteceu?

Harry riu fraco e olhou para ela

- Liam foi “sequestrado” – ele falou fazendo aspas com as mãos – ontem a noite, e tem gravações de tudo que ele passou para a Nick, me ligaram ontem mesmo para perguntar se eu gostaria de fazer isso

soltou o corpo e veio para perto de mim, me abraçando pela cintura.

- Desculpe-me – ela soluçava – desculpa por ter ficado brava por você ter me dado um bolo, eu não sabia que isso tinha acontecido, me desculpa por não ter ido atrás de você... Imagina se tivesse acontecido algo, eu ia me sentir pior que agora!

Eu beijei seus lábios e me afastei sentindo a raiva começar a subir pela minha palma da mão

- Você tem noção o que eu passei? – tentei falar firmemente para Styles – tem noção do meu medo? Da minha culpa por não ter ido encontrar ? VOCÊ TEM NOÇÃO DISSO?

A raiva me dominara e eu não podia mais me controlar, tudo que pude fazer foi me virar, chamar um Taxi e mandar ele ir para qualquer lugar longe dali.



POV

O que Harry estava pensando quando fez isso? Ser sequestrado deve ser uma das piores sensações do mundo! Imaginem só, o nosso Daddy, preso ai a noite toda, sem saber o que estaria acontecendo...

- Liam, pare de frecura, foi tudo brincadeira, lembra de quando nos pegaram falando que uma mulher estava grávida? Eu fiquei muito preocupado, mas depois entendi que foi só diversão... Qual é? Volta aqui! - Harry gritava

- Senhor, quer rever as cenas? - um produtor qualquer tentou falar com Harry mas foi ignorado

Olhei para o lado e todos ainda estavam meio espantados, não estava mais ali, não sabia o que fazer e e Zayn apenas observavam o desenrolar da história. E Louis...

- , não acha melhor sairmos daqui? Não esta um clima muito bom... - ele falou segurando minha mão.

"Não está um clima muito bom"?? OBVIO QUE NÃO ESTÁ UM CLIMA MUITO BOM, VOCÊ NÃO PERCEBE O QUE HARRY FEZ COM O LIAM? Pensei, mas respirei fundo e concordei, evitando mais problemas do que já tinha

- Mas antes... Harry!

Ele se virou e olhou baixo para mim

- Como você pode? - falei com certo nojo.

Calma , você não quer confusão, você NÃO quer confusão

- Mas ... Foi apenas uma brincadeira, de amigos...

- Você não entende o quanto o Liam é certinho? Nâo entende que ele sempre foi o mais cuidadoso e que agora ele deve estar tremendo, igual ele devia estar a noite toda! Sabe o que é pasar uma noite fora de casa achando que nunca mais vai ver as pessoas que ama? Ele devia ter pensado em nós, em VOCÊ, ele pensava em você enquanto você ria da cara dele. Você o conhece, você o traiu!

Palavra errada. virou a cara no exato momento.

- O QUE VOCÊ SABE DISSO? HEIM? - ela gritou irritada - O QUE VOCÊ SABE SOBRE TRAIÇÃO? PLEO JEITO QUE FALOU SABE TUDO, NÃO É?

- , olha as cameras - Zayn sussurrou

- DANE-SE AS CAMERAS, PREFIRO QUE O MUNDO INTEIRO SAIBA QUE TIPO DE PESSOA ELA É, QUE TIPO DE PESSOAS QUE AS PESSOAS ESTÃO SHIPPANDO COM O IDOLO DELAS. VOCÊ QUER AJUDAR AS PESSOAS, MAS NÃO CONSEGUE PORQUE SÓ PENSA EM VOCÊ, VOCÊ NÃO SABE O MAL QUE FAZ PARA OS OUTROS, PARA MIM. EU SÓ QUERIA QUE NADA DISSO TIVESSE ACONTECIDO, NADA DE TER TE CONHECIDO, NADA DE TER VINDO PARA LONDRES COM VOCÊ, NADA DE VOCÊ NA MINHA VIDA. Você sabe dos meus pontos fracos, , mas ainda sim consegue estraga-los, ainda sim consegue mexer neles para me deixar no chão. Entende porque eu não consigo mais olhar para sua cara? Você sabe o quanto isso doi, não sabe? Mas eu sei que você ta gostando disso tudo, sei que ta gostando dessa sua faminha que deve estar agora passando na TV - ela virou para uma das cameras - É bom que vocês saibam, quem é a verdadeira

- Isso. Não. É. Verdade! - rebati - EU NÃO SABIA DE NADA

- Pare de se fazer de Santa! Assuma quem você é!

Cheguei perto dela, muito perto, com um medo enorme de dar um murro em sua cara, mas eu precisava dela de volta, precisava da minha amiga.

- Acredita em mim - falei antes dela sair correndo e de Zayn ir atrás dela

E foi assim, minha própria humilhação em rede nacional. Deixei meus joelhos despencarem no chão e fiquei sem mundo por alguns segundos, até Louis chegar aos meus pés

- Hey, levante-se - neguei - por favor amor, isso vai melhorar, eu prometo!

Ele se sentou ao meu lado e me abraçou. A cena estava realmente cômica, tudo isso no meio da rua com centenas de cameras, sinceramente, se não tivesse nenhuma briga, eu iria rir disso.

- Pode falar, desabafe amiga - disse como um gay me fazendo rir - Sério, sou, além de seu namorado, seu amigo, estou aqui para ouvir o que você tem a dizer e te apoiar no que você tem a fazer.

- Lou... tentei prender as lágrimas sem sucesso - Eu... Eu só não aguento mais ficar triste. Eu sinto falta da que eu era. Todo mundo confiava em mim, todo mundo queria desabafar comigo, quem sempre tava ali para alegras a todos e quem sorria toda hora. Sinto falta de sorrir de verdade... Eu fico feliz na hora, mas eu quero voltar a SER feliz... Eu não ficava feliz, eu ERA feliz. Mas não dá... Cada dia as coisas vão piorando. Quando acho que algo pode dar certo, que o dia pode amanhecer bem, o dia brinca comigo, me dizendo que não é bem assim. Ai chega hoje, não sei o que eu fiz e a fica mais magoada comigo, Não sei mais o que eu faço... Tudo parece errado.

Eu não sabia se era certo falar, mas como disse tudo parecia errado naquele momento, Louis passou os braços em mim e me apertou, tentando me encorajar.

- Desculpa, eu não devia estar te enchendo com essas coisas, eu desabei, mas era o que eu precisava agora, se não falasse era capaz de descontar em alguém mais, de arrumar alguma confusão a mais...

- Ei, nada disso, você está certa, certa em tudo o que faz, e eu sempre vou estar aqui do seu lado para te lembrar disso qualquer dia que seje...

- Eu não sei mais o que fazer, é uma amizade da vida toda sabe? E ela está me ignorando agora, a pessoas que me fazia rir e me fazia bem, hoje me odeia. Eu quero ir para um lugar distânte, quero que tudo isso suma da minha cabeça, mas sei que não posso. Não pode ser normal isso, não sei nem o que fiz direito... Não entendo o que foi que eu fiz para não ser mais a .

Dei uma pausa e suspirei

- Não dá mais! Como posso magoar tanta gente, sem mesmo fazer nada! Por que sempre aparece algo de errado comigo? Por que só comigo?

- Amor se acalme, ok? Você ainda é a de antes, só teve que se adaptar, você vai voltar a ser doidinha como era, a rir e fazer aquelas palhaçadas que eu amo, você vai, mas precisa de pessoas ao seu lado para isso e eu sou uma dessas, mas tente falar com as meninas, tente ficar bem até isso tudo passar, para o seu bem, quero que encontre o que tem de melhor ai dentro de seu coração e se apoie nisso, se orgulhe de quem você é!

- É díficil Louis - disse enterrando minha cara em seu ombro

- Eu sei que é, nunca disse que seria fácil, mas você vai conseguir, você tem e sempre terá a mim, você é uma guerreira! Você é a minha guerreira, que vai passar por tudo isso e ainda se orgulhar de sua história, vamos, sorria, será que eu vou ter que cantar para você para isso?

Eu sorri de canto e afirmei com a cabeça fazendo ele revirar os olhos

- Who says ou Warrior? - Perguntou sabendo que eu amava essas músicas e as cantoras

- As duas

Ele começou com uma adaptação de Warrior da Demi

"Now You're a warrior, now You've got thicker skin

You're a warrior, You're stronger than You've ever been

And your armor is made of steel, they can't get in

You're a warrior

And they can never hurt you again"


Eu já tremia, mas depois de Who Says da Selena, comecei a chorar enquanto todas as cameras me filmavam para a TV

"Who says, Who says you're not perfect

Who says you're not worth it, Who says you're the only one that's hurting

Trust me, That's the price of beauty

Who says you're not pretty, Who says you're not beautiful

Who says


It's such a funny thing, How nothing's funny when it's you

You tell 'em what you mean, But they keep whiting out the truth

It's like a work of art, That never gets to see the light

Keep you beneath the stars, Won't let you touch the sky"




POV:

Era quase 6h da manhã e eu estava embarcando em um avião rumo a Brasília.

Você deve estar se perguntando o porquê, sendo que eu mesmo disse que ia ser díficil por causa do meu trabalho, mas foi simples, a 1D ligou para meu emprego e fez alguma negociação lá que liberaram eu e Katy, prima da , de nossos respectivos empregos para podermos pegar o Sr. Victor.

- Foi muita bondade de vocês aceitar um homem que nem conhecem na casa de vocês... - Katy, uma menina ruiva de olhos verdes disse durante o voo.

Eu sorri e concordei

- Minha mãe precisa de alguém para passar a tarde, algo para destrair a cabeça agora que a foi embora. Mas também foi legal o que você fez por uma prima adotiva - elogiei e ela corou

- É, foi mesmo, mas ela merece

Depois disso não trocamos mais palavras dentro do avião.

No aeroporto de Brasília vimos uma placa " e Katy" de um homem que parecia um médico e fomos com ele.

- Onde exatamente ele está? - perguntei ao homem que se denominava Sr. Oliveira

- Para um hospital, Seu Victor não iria aguentar se continuasse no asilo, ele está doente, e vocês vão ter que procurar um hospital melhor onde vocês morar, pois aqui não á tratamento para doenças desse tamanho.

Troquei olhares com Katy

- Doenças desse tamanho? O que ele tem? - ela começou a se desesperar

- Um tumor cancerigêno no Pancreas e alguns espalhados no estomago, mas não se desespere, ainda temos que saber se é benigno ou maligno os tumores do estomago, já o do Pancreas tem que tratar mesmo.

Meu coração foi pra boca

- Vamos logo então!!

~*~

No hosital assinamos todos os documentos e colocamos o Senhor no carro, ele estava dormindo e anestesiado, pegamos todo os exames e voltamos no mesmo dia para casa.

~*~

- Mãe? Chegamos, venha conhecer o Sr. Victor

Mamãe entrou na sala com os olhos brilhando, fazia tempos que ela não via outro homem de sua idade.



Zayn POV

- podemos parar um pouco? - falei acelerando meu passo para alcançar ela

Ela parou e eu bati meu corpo contra o dela.

- O que foi? - ela me perguntou com raiva

- Não deixe isso estragar seu dia, por favor, não deixe

- COMO NÃO? - gritou e eu a repreendi - Como não? - falou mais mansa

Nos sentamos em um banco e lembrei-a de nossa noite

- Zaynnnn!!!! - ela me bateu rindo

Malik Ponto

- Que foi não está gostando de lembrar de tudo? - eu ri, acho que eu poderia ter poupado detalhes

- Isso ta parecendo os Imagines Hot que eu escrevia, credo - ela soltou sem perceber

Ela me olhou percebendo o que fez

- Imagine Hot? O que é isso?? - perguntei me fingindo de inocente, eu sabia o que era, eu e os meninos já tinhamos vistos alguns

- NADA, eu não disse nada! - ela colocou a mão na boca

- Ahhh, fala vai! - cheguei mais perto, sabia se falasse direitinho ela ia se deixar levar, esse era o poder Malik!

Ela se afastou mais vermelha que um tomate

- Se você me falar eu prometo que te recompenso depois...

Ela me olhou com receio

- OK, eu falo... - Malik Ponto 2 - São histórias, sobre vocês... e bem, histórias Hots, como diz o nome... Por que está rindo? Você sabia não sabia? Você ta zoado com a minha cara ne?

Ela começou a me bater enquanto eu ria

- Qualquer dia podemos fazer seu imagine hot, nao podemos? Deixa eu ler?

riu

- Seu louco, você nunca vai ler!!!

- Claro que vou, pode me mandar, eu quero ler vaaaai

Pera ai, já sei

- Se você deixar eu ler eu escrevo um para você - riu - É serio

- Proposta desafiadoramente boa, aceito! Vamos para casa!

Chegamos na casa das meninas, e me sentei no sofá enquanto disse que iria no quarto imprimir o imagine e pegar papeis para mim escrever.

Meu telefone começou a vibrar.

Atendi e ouvi alguém falar em outra língua

- Alô?

- Oi, Zayn? É a Katy, prima da , lembra?

Percebi que tinha atendido o celular da , mas continuei a ligação.

- Zayn, preciso de ajuda, estamos aqui com o pai da , logo voaremos de volta para casa, mas tenho notícias não tão boas

- Pode falar

- Sr. Victor está com uma doença em estagio avançado, e seu médico disse que é muito difícil achar hospitais públicos que o atendam, e os particulares cobram fortunas, precisamos conversar com e ver o que ela resolve, não temos muito tempo, ele poderá acabar mor...

Não a deixei terminar

- Não vamos falar nada, ela vai ficar acabada, tenho uma idéia, ligo para você mais tarde, quando já estiver chego em casa, boa viagem!

Desliguei na hora que ela desceu

- Quem era? Ah engano

- Bom, hora de você imaginar coisas comigo! - ela disse mordendo o lábio

- Isso não vai ser difícil - provoquei



Harry POV

Eu ainda não tinha entendido porque a piada mudou para tragédia de uma hora para outra. A cena de Louis e no chão tinham feito as pessoas esquecerem um pouco do que aconteceu ali, mas logo depois de todo aquele nheco nheco, percebi que tinha sumido dali, e Lou e vinham em minha direção.

- Gente... ... Me-me desculpem, ok? Eu não imaginei tudo isso, vocês sabem que eu sou assim, de agir sem pensar, a produção me ligou ontem, falando que queria algo para ser lembrado, e foi a primeira coisa que veio na cabeça... Eu não queria causar tudo isso... Eu ainda não entendo... , eu ouvi tudo o que você disse, e nesses 5 minutos que todo mundo me criticou eu percebo como você sofreu... Na verdade, como eu disse quando perdemos o TXF, eu vejo todo a desaprovação e tento não ligar, mas eu não consigo... Eu sei que você não fez nada por mal, eu sei porque fazemos coisas erradas as vezes, eu faço quase sempre, mas só quero que você saiba que seus amigos vão estar aqui quando precisar... Me desculpa por tudo, e por essa pegadinha idiota, sei que vai ser difícil de entender, mas todas essas coisas na minha cabeça, de fama e tal, acho que me afetaram um pouco...

As cameras já tinham sido desligadas, mas só o olhar daquela garota em cima de mim me fazia ficar com o estomago revirado

- Eu entendo, e obrigada por me entender... Mas acho que você tem que falar com Liam, ele deve estar muito mal mesmo...

Concordei com a cabeça

- Certo vou lá agora

- Dá um dia pra ele, pra ele digerir tudo

- Certo, vou lá amanhã

Eles riram e seguiram a pé pra casa, enquanto eu fui tentar achar .

Procurei naquele pequeno bairro, antes de ir ver na casa das meninas, ela devia estar me achando uma idiota também... Eu tinha que parar de errar com ela...

Parece que hoje todo mundo resolveu sumir, Liam, , ... e Zayn sairam correndo...

Olhei para o céu e ouvi minha barriga roncar.

Ah NÃO!



Liam POV

Paguei o Taxi e sai em direção a minha casa, hoje eu não queria olhar para a cara de mais ninguém.

- Bom dia - o porteiro falou como de costume, mas eu ignorei - tem gente te esperando aqui

Olhei para ele, mostrando minha raiva

- Oi - uma garota apareceu - não me bata por ter vindo até aqui



- Olha... Eu não quero brigar, eu não quero falar que o Harry estava certo, só quero conversar ok? - ela continuou

Eu não quero nada, quase falei

- Podemos subir? - ela perguntou e eu concordei vencido

Ela sentou em meu sofá enquanto eu fui tirar a roupa e tomar um banho, logo depois a vi vendo TV

- O que você quer? - perguntei tentando não ser tão agressivo

- Se acalma ok? Você sabe que eu tenho um grande carinho por você, sabe que você antes de meu amigo, foi meu idolo, e sempre será, então não quero te machucar ok?

Concordei

- Eu quero te dizer, que Harry não sabe o que faz, eu também estou um pouco chateada com ele, e sei que ele é meio cabeça dura pra vir aqui e assumir seu erro, então eu vim aqui por ele... Vocês já se conhecem a tempos, e eu tenho certeza que ele não fez isso porque te odeia, ou porque te quer mal... Ele é uma criança. Só queria te pedir para não descontar nele sua raiva, porque isso pode afetar a banda toda, isso pode até causar uma briga entre as fãs, tipo as meninas do Liam, contra as meninas do Harry... Na verdade já ta causando, mas não é culpa sua... Fui entrar no Twitter e tinha mais xingamentos do que o costume, muita gente falando que eu influenciei o Haz, que eu nunca devia ter namorado ele pois só queria separar a banda e coisas do tipo. Então Liam, não faça nada de errado ok? Isso pode prejudicar muito mais pessoas além do Haz.

Eu não queria aceitar, mas era verdade

- Alô? - ouvi ela atendendo o telefone - Não Harry não quero falar com você agora, e nem vou falar onde estou... Depois conversamos por favor.... Ahn? Quem? .... NÃO! Você já ligou para eles? ... Telefone e celular? Já?... Ai meu Deus, não é pegadinha ne?... ok! Jájá estaremos em casa, tchau... ve se não arruma mais encrenca

- Era ele? O que foi dessa vez?

- e Niall - ela olhou séria para mim - estão desaparecidos desde ontem a noite, e dessa vez não é pegadinha



POV

Eu me sentia culpada, mais do que culpada, eu me sentia péssima

Eu o julguei sem saber de nada, eu pensei coisas ruins sobre ele enquanto ele tentava chegar até mim... Eu sou uma pessoa tão má!

"Sempre vou te esperar" - recebi uma mensagem de um número desconhecido

"Liam?" - respondi com esperança

"Exato, estou no endereço abaixo, venha me encontrar" - olhei o endereço e sorri desconfiada

"Porque não usa seu celular?"

"Acabou a bateria"

Não dei bola e fui até o endereço indicado

- Liam??? LIAM?? - gritei ao entrar no local e tive uma ENORME decepção - BEN??????

- Sim meu amor - ele se aproximou

- O que faz aqui, cade meu namorado?

- Ora ele está bem aqui! - apontou para si mesmo

- Não está não - chutei entre suas pernas e só escutei ele falando "agora" antes de tudo ficar preto

Não sabia onde estava, só sabia que meu primeiro amor estava virando meu maior ódio

Capítulo 71

Think of how much love that's been wasted
People always try to escape it
Move on to stop their heart breaking
But there's nothing I'm running from
You make me Strong




POV

- !! volta aqui, por favor... Precisamos falar... - a frase de Niall martelava em minha cabeça.

Tentei me mover e senti um peso sobre minha pele

- ACREDITA EM MIM! Por favor - ele gritava - Eu não sou esse tipo de cara, sério, Eu.Não.Sou!

Minha cabeça doía e meus olhos não queriam abrir, passei as mãos sobre a cama e percebi que estava no chão.

- EU NÃO QUERO OUVIR NADA - lembrei-me das palavras minha boca pronunciava sem eu querer - NÃO QUERO MAIS NADA COM VOCÊ

Tentei tirar o peso que chegava a me machucar, sem sucesso.

- Eu não sou mal - ele murmurava contendo sua raiva - e-eu te amo...

O que eu estava fazendo ali? Onde eu estava?

- Ei, tá tudo bem? - um segundo homem se aproximou tentando ficar entre nós dois - esse idiota tá te incomodando?

Por que, em 7 bilhões de pessoas, essas coisas sempre acontecem comigo?

- Sai da frente – Niall dizia com raiva - não é você que vai me impedir de ficar com ela

POW

- Pronto minha senhora, ele não te incomodará mais...

Andei mais alguns passos contrários ao cara jogado no chão, mas meu peso na consciência já estava enorme. Dei meia volta e me joguei ao seu lado

- Você está bem?

Ele mexeu a cabeça em negativo

- Niall?

Dois olhos azuis eram possíveis ser distinguidos no escuro, na verdade, bem distinguidos, eles tinham acabado de ser abertos e estavam praticamente em meus olhos.

- Onde estamos? - foram suas primeiras palavras - ? É você?

Concordei com a cabeça e ele se levantou e se sentou.

- Onde estamos? - sua voz se distanciou um pouco.

- Não sei, estou tentando me lembrar a um tempo.

Não dava para ver seu corpo com perfeição devido à ausência de luz, mas em alguns segundos percebi o que importava.

- Errr... Niall?

Ele virou seu olhar.

- Onde estão nossas roupas?

Ele corou, não que eu tenha visto, mas pude sentir que ele corou.

- Onde estamos? - repetiu a pergunta

Vi uma frecha de luz sair em algum lugar, e com o maior cuidado possível andei até lá, trombando com alguns móveis.

- Achei - gritei pela casa e ouvi passos vindos até mim

- O que está esperando, abra! - ele falou vendo que eu parei frente às cortinas da janela

- Não dá...

Ele chegou mais perto e colocou as mãos sobre as minhas para abrir a janela

- NÃO - berrei - e-eu não quero que me veja assim

O pouco de luz me permitiu vê-lo levantar uma sobrancelha.

- Se cubra então, ele me jogou algum pedaço de pano que eu não fazia ideia do que era.

- Posso abrir agora?

Concordei.

Levemente ele foi abrindo a cortina e deixando a luz encher o local, então fazia isso, sem ele perceber, fui contemplando aquele corpo de deus grego, e admirando cada parte, até chegar, sabe onde, eu parei e voltei ao seu rosto.

- Vá se cobrir - imitei sua voz o fazendo rir

Eu não sabia o que tinha acontecido ali, não sabia se ainda estávamos brigados ou não, só sabia que aquele era o único lugar que eu queria estar agora.

- Ali, nossas roupas - ele apontou, e fui meio que correndo pegar, sem antes tropeça e ficar meio "exposta", mas vou poupar vocês dessa parte.

- Toma - joguei suas roupas - só não sei onde está sua camisa...

Ele apontou para mim e olhei para baixo.

- Ah... Vira para lá - falei e ele riu baixo - é sério, vira!

Ele se virou e quando tirei sua camisa me deparei com olhinhos azuis me contemplando.

- NIALL! - falei sem saber se gritei de raiva ou de brincadeira.

- Você é linda.

Eu bati nele por causa de tamanho atrevimento.

- Vira.

- Não!

- Vira, por favor.

- Não.

- É sério, Niall!

- Quanto mais você enrola, mais você me permite admirar essas belezuras - ele zoou se aproximando e me fazendo virar um pimentão.

Vencida, coloquei minha roupa na sua frente e devolvi sua blusa, o que foi inútil já que ele ficou sem ela.

- Nós fizemos...?

- Não se lembra de nada? - ele bufou - serio?

Tentei, tentei mesmo me lembrar de tudo, mas parecia que uma parte da minha memória tinha sido roubada, ou eu estava apenas de ressaca.

- Nada, desculpe-me.

- Ótimo, e eu pensando que estava tudo resolvido.

Ele se virou e eu vi algumas marcas de unhas em suas costas.

Holy shit!

- O que aconteceu com a gente? - fui sincera - O que aconteceu para tudo isso acontecer... Desculpe-me por ser devagar, mas é muito difícil para uma simples fã assimilar as coisas assim... Eu nem sei o que eu fiz para te arranhar desse jeito, na verdade nem sei se fui eu que fiz isso...

Niall não entendia o que eu sentia, mas eu não o culpava... Ele tinha tudo o que queria e quando quisesse.

- Eu sei que não sou a pessoa mais perfeita do mundo, sei que tenho milhares de defeitos, mas eu só queria que você tivesse sido sincero desde o início.

Ele mudou de expressão e me chamou para se sentar junto a ele, no mesmo local em que acordamos e antes que pudesse negar me senti puxada para lá.

Ele segurou meu rosto contra o dele e antes de juntar nossos lábios disse:

- Nenhuma, das várias palavras que eu já te disse, foi mentira...

Depois disso eu fiquei quieta e deixei rolar. Deixei ele me tocar e foi aí que percebi que já era a segunda vez que fazia isso, seus toques eram mais suaves do que a primeira vez, lembrei-me de sua raiva ao me querer na noite anterior, lembrei-me de como nosso suor se confundia e de como seu corpo descobria partes que ninguém nunca tinha explorado antes.

Dessa vez, ele me beijava como se quisesse se desculpar, como se quisesse provar que era só meu, para sempre meu.

- ... M-meu amorr - ele tentava falar afobado - Eu nunca iria fazer nada de errado com você, nunca iria querer te deixar mal...

Era engraçado vê-lo gemer meu nome, era engraçado ter a sensação de tê-lo comigo, por mais que eu já tivesse imaginado isso bilhares de vezes...

- Eu só quero ficar contigo, apenas eu e você, mais uma vez - disse e ele sorriu por eu lembrar.

- Mais uma vez?

- Mais uma vez.

Passei as mãos em seus cabelos loiro com a raiz morena e grudei sua cara em meu corpo, eternizando aquele momento, o momento em que eu finalmente me senti de alguém.

- Promete nunca mais desgrudar de mim?

- Se for pra ficar com a cara onde estou agora, ficaria com o maior prazer - ele debochou e retirei seu rosto de meus seios - Nunca!

Depois disso parecia que suas mãos sabiam exatamente o que fazer, deslizava desde meu pescoço até meu ventre me deixando cada vez mais excitada, beijava e mordiscava meu lóbulo deixando pequenos arrepios em minha nuca. Tudo que ele fazia parecia ter uma reação diferente em mim, como se ele comandasse meu corpo.

Não posso falar que isso era ruim, porque de fato só melhorou o nosso “momento”.

Virei ele na pseudo-cama e tentei tomar o controle da situação. Enquanto acariciava sua nuca e alguns pelos que estavam ali e beijava sua boca com vontade, deixei minhas mãos escaparem para seu tórax e pude, finalmente, analisar e experimentar cada parte daquele homem que no momento, podia dizer, era meu.

As roupas que antes eu fazia questão de estarem me cobrindo, já estavam longe, fazendo-nos parar apenas para observar o corpo do outro por alguns segundos antes de voltarmos para o calor do momento. Abraçados e nos sentindo ouvi-o sussurrar meu nome algumas vezes enquanto eu gemia o seu. O desejo tomava conta de nossos corpos enquanto eu era completamente absorvida por Niall Horan. A partir de um ponto, deixei ele ter controle, deixei-o fazer o que quisesse comigo, me doei com todas as forças que tinha e o resultado disso foi melhor do que esperava.

A manhã passou rápido, mas eu ainda não sabia onde estava... Seus toques me deixavam nas nuvens e cada vez que eu era tida em seu corpo, muitos e muitos gemidos enchiam aquele local.

Depois de "vai e vens" deitei em sua barriga nua e fiquei apenas admirando a paisagem.

- Como paramos aqui? - perguntei meio que repetindo a pergunta anterior

- Você só sabe lembrar-se das partes comigo nu né? - riu - bom, foi assim...

~Flashback Niall on~

Estávamos naquele café resolvendo o seu show, e na hora que você sair correndo eu tinha que ir atrás e concertar as coisas, eu mal sabia o que tinha feito...

Bom, então te segui e quando te alcancei você já estava longe, em um banco, em frente a uma casa, estava se batendo, se cobrando e pelo que eu ouvi por ser sensível de mais e cair na perdição do Loirinho (suas palavras juro), você atravessou a rua para um bar e comprou três garrafas de algum álcool e começou a beber quando ia atravessar de volta, quase foi atropelada, eu dei uma de super-herói e "te salvei" e caímos com as garrafas e tudo no gramado dessa casa.

Você começou a gritar coisas sem sentido e chegou até a me agredir

- Eu não sou mal - eu dizia - e-eu te amo...

- Ei, tá tudo bem? - um segundo homem se aproximou tentando ficar entre nós dois - esse idiota tá te incomodando?

- Sai da frente - eu dizia com raiva - não é você que vai me impedir de ficar com ela.

POW

- Pronto minha senhora, ele não te incomodará mais...

Nessa hora cai de cara no chão, minha cara queimava.

Você andou mais alguns passos contrários a mim, mas depois deu meia volta e se joguei ao meu lado.

- Você está bem?

- Niall?

Eu virei e tentei me levantar com alguma força que ainda tinha, e eu não me lembro de como, consegui te empurrar para dentro dessa casa e segurar seus braços. Quando você finalmente parou de resistir, estávamos a milímetros um do outro e eu tentei te explicar, mas você não deixava.

- ACREDITA EM MIM! Por favor - eu gritava para você - Eu não sou esse tipo de cara, sério, eu não sou.

Eu tinha te prensado na parede e você se contorcia para sair dali.

- EU NÃO QUERO OUVIR NADA - você dizia - NÃO QUERO MAIS NADA COM VOCÊ.

E essas palavras me machucavam tanto, e eu sabia que não podia te deixar ali por muito tempo, eu não queria fazer isso... Então eu te dei um beijo, sabe um ultimo beijo para guardar para mim... (Eu apertei a sua bochecha a essa hora e ele corou) mas não sei como, você não me impediu, e correspondeu... Até que caímos no chão e aconteceu o que aconteceu...

~ Flashback Niall off


- e foi isso...

- Nossa - eu estava meio espantada - Obrigada, eu acho... E me desculpe pelo soco do cara...

Ele se acomodou melhor e fechou os olhos.

- Eu não ligo... Se isso tudo não tivesse acontecido, eu não teria você agora...

- As meninas! - Lembrei - tenho que avisá-las elas devem estar loucas...

Peguei meu celular, sem bateria, ótimo.

- Niall pode mandar uma SMS pras meninas falando que estamos bem? E que a noite voltamos?

Ele pegou e digitou

- Por que só a noite?

- Because we can't stop, and we won't stop...

Ele deu um sorriso safado e veio para cima de mim, mais uma vez.

Harry POV

- O que diz ai? - Perguntei enquanto abria a mensagem de Niall

-"Estamos bem, não se preocupem, voltaremos a noite" QUE SAFADOS! - exclamou

Liam olhou para minha cara e eu gelei... Eu não sabia o que fazer em relação a ele, não falava nada e apenas encarava e fazia caras e bocas.

- Onde esta? - ele girou os olhos para minha namorada

- Não sei, ela saiu correndo logo depois de você...

- Ai não de novo não... - Falei sem pensar, já estava bom demais esses sumiços.

Payne pegou o telefone e discou um numero que já sabia de cor e colocou no ouvido

- Alo? - disse depois de um tempo - ?

Uns minutos de silêncio, apenas com a voz de alguém no telefone de fundo, se passaram e cada vez mais Liam ia arregalando os olhos.

Desligou o telefone e se virou, novamente, a .

- ... está com Ben! - falou

- Ahn? Ben?

- Sim, o ex dela que só usou ela, algo assim... Ele disse q ele nunca mais vai solta-la agora e que se formos atrás dela, algo pior poderá acontecer – ele suspirou pesado e choramingou um pouco – e-eu consegui ouvir os gritos dela de fundo, ! Eu preciso encontra-la!

Liam olhou-me com pesar e eu dei um pequeno sorriso para tentar encorajá-lo.

- Liam, calma, ok? Ele não vai fazer nada de ruim com ela, não se você se acalmar – falava medindo suas palavras – ele deixou claro que se fossemos atrás deles Ben iria acontecer alguma coisa ruim, então temos que pensar antes de agir, estamos nos metendo com pessoas que não sabemos do que são capaz.

Enquanto falava, dei um sorriso orgulhoso da minha garota... Ela ainda era né?

- Liam? – o chamei sem esperança de resposta – tem um IPhone, não é?

Ele arqueou uma sobrancelha

- Tem – ele confirmou – Mas pra que merda isso é importante?

Sorri

- IPhones podem ser rastreados – afirmei

- E? – o garoto me encarou e me encarou alegre – Ah! AHHH! Harry, como fazemos isso? Por favor, me ajude!

Deixei um suspiro de alívio escapar e contei para eles sobre o que tinha em mente.

- ... Então só temos que ir para casa de alguém e contatar a Apple para colocarmos o plano em prática – terminei.

- É difícil de admitir isso, mas você é um gênio – me abraçou de lado, feliz

- É, dessa vez – frisou – tenho que dizer que não foi nada mal... , vendo o clima pesado, disse que iria comprar algo na Starbucks que tinha ali perto e já voltava para irmos à casa das meninas.

- Err.. – pigarreei – eu, realmente, não sei como fazer isso, mas eu só quero esquecer tudo o que aconteceu, mesmo sendo MUITO ruim para você, Liam. Eu sei que fui errado, eu não sei o que tinha na cabeça... Acho que essa coisa de astro pop tá mexendo com meus miolos.

Observei ele sentar em um banco, quieto

- Bro... Eu não sei o que falar. Você sabe que eu fico muito viado fazendo esses pedidos de desculpa... Ou você quer que eu ajoelhe aqui mesmo e peça seu perdão?

Ele riu, quase debochadamente.

- Porra Harry, eu sei como você é, mas nunca iria imaginar isso! Eu não sei... – levou as mão no cabelo, jogando para trás

Suspirei pesado. Era hora de ser viado.

- Liam... você sabe que eu tenho um enorme carinho por você, sabe que só “brinco” com pessoas que admiro muito – comecei, me ajoelhando em frente ao banco, sorte do dia foi a praça que estávamos estar praticamente vazia – Eu sei que errei, mas por favor! – vasculhei meu bolso achando um pequeno chocolate Diamante Negro – ME PERDOA!!!

Gritei e ofereci o chocolate

Ele arregalou os olhos antes de ouvirmos um barulho de algo caindo e depois de uma câmera.

É hoje que o mundo afirma que sou gay.

Virei meu olhar e pude observar três copos de café esparramados no chão e uma garota rindo com o celular na mão.



- VOCÊS TÃO MUITO VIADOS NESSA FOTO, PUTA QUE PARIU, PRECISO POSTAR ISSO NO TWITTER!!

NÃO

- NÃO, !!! – corri até ela enquanto Liam gargalhava alto – por favor, não faça isso!

Quando senti meu bolso vibrando, percebi que ela já tinha postado.

Olhei-a com um olhar fatal antes de pegar meu telefone e ler o que ela tinha escrito

- “Trocada por @Real_Liam_Payne, OK eu namoro um gay @Harry_Styles, não que eu já não soubesse disso” – li alto fazendo a risada de Liam aumentar – Vou te mostrar quem é o gay aqui – falei firme indo em sua direção mais uma vez beijando toda a extensão de seu pescoço chegando em seu lóbulo

- Diz que sou gay, diz – provoquei, sem me importar em estar pisando com meus sapatos brilhantes naquele café todo

- N-não, Harry, aqui n-não – ela murmurou e eu continuei beijando seu rosto até chegar em sua boca – H-harryy

Ouvimos alguém tossir ali atrás, seguido de uma voz

- Acho que estou de vela aqui – Liam falou ainda rindo – obrigada por me trocar assim tão rápido, Styles

largou minhas costas e começou a corar

- Está tudo bem Liam? – ele sabia o que eu estava me referindo

- Na medida do possível, Harry – abri um meio sorriso e agradeci em silêncio

- O papo tá bom, mas temos que resolver o caso /Ben – falou e nós três corremos para a cada dela.

POV

Lá estava eu, mais uma vez, perdida no olhar perfeito daquele homem. Zayn é capaz de fazer você esquecer de todos os problemas do mundo com um só sorriso. Ele é capaz de manter a paz dentro de você nos piores momentos e tudo isso sem qualquer esforço. Sua beleza, seu carisma e até sua timidez são totalmente cativantes.

Aposto que se durante as guerrar mundiais ele estivesse lá, não ocorreria guerra nenhuma.

Tá. volta pro seu barco porque tem muito pra remar ainda.

Que merda eu to falando?

Bom, só sei que eu estou aqui, jogada na minha cama tentando escrever alguma coisa que não me envergonhe perto do Malik e que de alguma maneira se pareça com um #ImagineHot, enquanto ele está jogado no chão fazendo o mesmo.

Queria abrir meu computador e pegar qualquer um da internet e entregar para ele, eu não era uma boa escritora, na verdade, eu era o contrário disso, mas não adiantava quantas vezes eu falasse isso, Zayn queria que eu escrevesse para ele.

Dei uma olhada no papel em branco apoiado em um caderno e tentei fazer um rascunho

“ Era por volta de meia noite quando meu telefone tocou e graças a Deus eu estava do lado para atender rápido sem acordar minha mãe:

- Alô? – perguntei baixinho

- Oi, é o Zayn, desce aqui!

Levantei-me da cama e sai em direção a janela e lá vi meu melhor amigo parado e encostado em um tronco de árvore. Desci de pijama mesmo e fui até ele no jardim com meus braços encolhidos por causa do frio.

- Hey Zaz, o que faz aqui à essa hora? – perguntei depositando um beijo em suas bochechas

- Que saudades de você também – ele caçoou – queria te ver ué? Não pode mais?

Olhei para ele desconfiada, mas dei ombros. Ele, percebendo minhas condições, apoiou seu casaco em minhas costas e me abraçou por trás.

- Sinto sua falta sabia? – comecei – Agora que virou um cantor famoso ai, mal vem aqui em casa...”


Li de novo até aquela parte, eu sabia que o Imagine ia ficar grande, por isso não liguei por ele ser meio romântico no começo.

Fiquei encarando a última frase. Esse era o meu maior medo, medo de quando as férias de Zayn acabassem ele me largaria aqui.

Continuei a escrever

“Ele fez um “shiiiiiu” com o indicador nos lábios e continuou me abraçando.

- Pegou muita mulher? – perguntei com uma pitada de ciúmes – Eu lembro-me de como você era mulherengo Zayn

Eu sempre tinha sido apaixonada por Zayn Malik, era um fato que nunca iria mudar na minha vida, mesmo ele não notando isso, mesmo sabendo que nós nunca sairíamos da “Friendzone”. Nunca tive coragem de falar, nem de fazer nada

- Peguei – ele afirmou – Tinha muita mulher linda e gostosa na America – trinquei meu corpo e me senti sendo virada, ficando de frente para ele – To brincando boba, eu só peguei algumas... Ei, não precisa ficar com ciúmes, ta bom?

- NÃO TO COM CIÚMES – gritei enquanto me soltava dele

Eu odiava isso, odiava ter ciúmes de quem não era meu, odiava perder para mulheres que eu sabia que não significavam nada para ele.

Quando me vi livre de suas mãos corri em direção a minha casa antes de sentir algo me puxar de novo. Não pude mais andar e acabei tropeçando em meus próprios pés, fazendo eu e ele acabarmos no chão.

- Não. To. Com. Ciúmes – repeti com o resto de folego que tinha devido a proximidade de nosso olhar.

- Sei... Então por que travou quando eu falei daquelas mulheres gostosas que tiveram a oportunidade única de conhecer a cama de Zayn Malik?”


Eu comecei a ficar com ciúmes do próprio personagem que tinha inventado, ele tinha o mesmo ar provocador de Zayn e na minha mente essa proximidade entre os dois estava me fazendo embaralhar os pensamentos.

Olha lá, de novo, Malik fazendo perder-se em pensamentos e agora por causa de um simples Imagine.

Foco, foco

“- Porque eu... Porque você... Ah sei lá Zaz – dei um tapa de leve em seu braço (e que braço heim?) e me senti erguida da grama para deitar em cima de seu corpo – Epa e por que oportunidade única? Você não quer voltar e levá-las para cama mais vezes?

- Não

Levantei uma sobrancelha e dei uma risada abafada

- Tá legal, e agora me chamo Morgan Freeman, prazer.

- Mas é sério, a partir de hoje eu não quero mais esse bando de mulheres, eu percebi que existe uma que vale por todas!

Dei um sorriso fraco e encarei seus olhos que sobre a luz do luar pendiam do castanho para o vermelho. Nossos olhares estavam quase colados e sua respiração estava quente em meu rosto que devia estar todo vermelho.

- Olha aqui bobona, por que está envergonhada assim?

- Não estou – fui firme – Mas me fala, já encontrou esse “mulher”, porque pelo visto ela tem que ser muito boa na cama – sai de seu colo para sentar no pé da árvore.

- Já – sempre curto e direto esse meu Zaz... opa, meu não, né? – Só ainda não testei para ver se ela é tão boa assim na cama, mas se cada coisa que ela faz tem uma reação maravilhosa em mim, aposto que na cama não é diferente... Mas pode esperar, vou provar isso hoje

- Hm... Que bom pra você – disse encarando a grama – acho melhor eu ir, está tarde e não quero atrapalhar sua noite com essa tal mulher

Tentei me levantar e ele não deixou

- Se você for embora agora, aí sim vai atrapalhar a nossa noite.

Encarei seus olhos novamente só que agora os meus brilhavam

- N-nossa? – gaguejei

- Tudo depende de vo...

Não o deixei terminar, agarrei sua nuca com as duas mãos e acabei com o espaço que, antes, havia entre nós.”


Agora vai começar a pior parte. Merda.

Não sabia como escrever aquilo, escrever o que sonhava com Zayn, o que fiz com Zayn...

Eu já tava envergonhada só de escrever isso imagina ele lendo...

Desviei meu olhar para o chão e lá estava ele, todo bonitinho e com um biquinho fofo nos lábios pensando no que escrever.

Ok, eu tenho que terminar isso.

“ Eu não podia acreditar no que estava acontecendo. Minhas mão passeavam livremente nas suas costas e a única coisa que eu pensava era o quanto eu fui burra por não ter feito isso antes. ERA PERFEITO!

Senti a coisa toda esquentar.

- Err... Zayn? – falei no meio dos beijos

- Oi? – ele se afastou relutante com os lábios carnudos e vermelhos inchados

- Que tal você provar a sua teoria ali em cima? – perguntei, um pouco corada

- Ali em c...? – ele falou olhando para a copa da árvore e entendeu – Ah... Eu adoraria

Meu corpo todo estremeceu e se arrepiou com o sussurro de Zayn em meu ouvido.

Levantei da grama e puxei a escada que dava para uma pequena casa na árvore onde nós brincávamos quando erámos crianças. Era um bom lugar. Era grande e possuía muitas almofadas e lençóis. É, nada mau para o que pretendíamos fazer.

Enquanto subia, senti uma mão em minhas coxas, quase nos glúteos e soltei um suspiro em aprovação. Não me leve a mal, eu não consigo explicar o que esse menino fazia comigo.

Quando nós dois estávamos lá dentro, nos jogamos dentro das cobertas e continuamos com um beijo forte e extremo, cada vez mais cheio de desejo e paixão. Uma paixão presa a anos dentro de mim, que hoje eu finalmente poderia nutrir.

Percebi que seus dedos começaram a passar das minhas coxas para minha cintura fazendo minha camisola levantar até o umbigo. O deslizar de suas mãos fazia meu corpo inteiro arrepiar.

Logo eu já não estava mais com minha peça de roupa e não fazia ideia de onde a camisa de Zaz poderia estar. Agora a única coisa que estava me impedindo, além de nossas roupas íntimas era aquela droga de Jeans que ele usava.

Desci tentando ser o mais sensual possível com minha boca até seu cinto, retirando o mesmo apenas com os dentes. Eu não queria nem imaginar a minha aparência naquela hora, só continuei pelo sorriso safado que Zayn carregava no rosto.

Com sua ajuda, abaixei suas calças lentamente sentindo o que me esperava depois que mais uma peça de roupa saísse dali. Sorri de canto e voltei a trabalhar nossas bocas.

Suas mãos estavam ansiosas e apertavam meu corpo com todo direito que tinha. Seu lábios passaram a dar fortes chupões em meu pescoço, me fazendo arfar de leve

- Zayyyn... Sem enrolação, por favor – gemi baixinho – você não sabe o quanto eu esperei por isso

Deixei escapar fazendo ele rir.

- Você não sabe o quanto fica sexy gemendo meu nome, gatinha

Senti meus seios sendo liberados do sutiã e logo depois presos pelas carícias de suas mãos.

Eu não aguentava mais.

Brinquei um pouco com a barra de sua boxer branca e logo depois nem ela e nem o que tinha de roupa em mim estavam a vista.

Nós estávamos nos entregando de corpo e alma um para o outro, bem pelo menos eu estava e tinha medo, muito medo, que eu fosse outra na cama de Zayn Malik...

Não! Eu não era, ele tinha deixado bem claro isso e PORRA eu não quero pensar nisso, não agora!

Senti a angústia do menino ao me ver pensativa, sem ação

- Calma, calma, eu não vou desistir agora – disse sorrindo – Vamos logo com isso, vou mostrar que eu sou trilhões de vezes melhor do que aquelazinhas.

Ele me beijou e eu comecei a sentir o incomodo de tê-lo nu ali mas não o ter em mim.

E eu não era uma menina de se deixar ser comandada.

Virei-o na cama, fazendo Zaz arregalar os olhos. É acho que ele não está acostumado com meninas dominadoras.

Eu não o deixei me comandar, não deixei-o no controle por um segundo. Eu era sua dona agora, e ele seria meu. Fiz tudo o que podia para o dar maior prazer possível e ao mesmo tempo obter ao meu. Mas, fala sério, quem não obteria prazer com um Malik só pra você?

Ao chegarmos juntos no famoso ápice, me deitei em seu peitoral, ainda feliz

- Ei – ele falou baixinho – isso foi incrível!

Morri

- Aposto que diz isso parar todas as que dormem com você – falei ressentida

- Na verdade, eu não falo nada para elas, apenas saio de fininho durante a noite para nunca mais ver suas caras – ele sorriu e eu fiquei chocada – mas calma, eu não vou fazer isso com você, eu NUNCA faria isso com minha pequena.

- Eu te amo – deixei escapar e agora que a merda estava feita eu abri minha boca e soltei tudo – Eu sempre te amei, sempre amei todos os seu gestos, todas suas manias, mas você nunca, NUNCA reparou em mim, Zayn, eu não entendo isso... Isso não é certo, não é!

Ele pegou meu rosto e virou para mim, depositando um selinho em meus lábios

- Ei, não fala assim... Você sempre foi quem eu quis. Mas acha que é fácil? Você sempre conseguindo olhar de todos os caras? Eu não vou mentir, eu percebia como você me olhava, mas eu achava que era assim com todos, achava que não daria certo e quando eu finalmente ia abrir minha boca, eu conheci os meninos, formei uma banda, fiquei distante e eu sinto muito por isso.

- É a sua carreira, não fale isso

- É a minha menina – ele me beijou de novo – e nada faria eu me separar de quem eu amo – arregalei os olhos com a declaração – Sim, eu amo você”


A merda estava escrita.

Pronto, meu fim, minha ruína.

O que Zayn ia achar de mim? Uma louca, com toda certeza!

Olhei para o chão e Zayn lia o papel que tinha em mãos e que eu queria muito ler cada palavra escrita nele.

- Acabou? – perguntei tímida

- Sim, e ficou muito bom se quer saber – disse orgulhoso do resultado.

- Eu não posso dizer a mesma coisa do meu...

- Que isso, aposto que ta do jeitinho que eu gosto

Ele arrancou o papel da minha mão e começou a ler sem parar.

Rindo e sorrindo em várias partes e no final me olhou com um sorriso safado

- ISSO AQUI TÁ ESPETACULAR! – ele gritava – TEMOS QUE FAZER SEXO EM UMA CASA NA ÁRVORE UM DIA

Foi nessa hora que eu ouvi três risadas diferentes atrás da porta

PUTA MERDA

Encarei Zayn e senti minhas bochechas arderem em vermelho. De novo não!

- Zayn... eu... – eu não sabia o que falar, não sabia o que fazer, porra, Zayn acabara de gritar que queria fazer sexo comigo em uma casa na árvore e ouviram isso.

Ouvi a maçaneta rodar e três rostos conhecidos apareceram ali

- TEMOS QUE FAZER SEXO EM UMA CASA NA ÁRVORE UM DIA – Harry repetiu a frase com um gesto boiola – Vamos vamos!

Coloquei a mão no rosto ao ouvir as risadas de novo. Essas bostas só acontecem comigo.

- Gente... Menos – Zayn falava enquanto me abraçava de lado, preocupado

As risadas continuaram

- O que vocês vieram fazer aqui?

As risadas pararam.

- Temos um problema enorme – Liam falou sério encarando Haz, pareciam já terem se acertado – Ben, um ex-namorado da , pegou ela. Não sei o que pretende, não sei como veio para cá, não sei de nada, só sei que preciso dela de volta.

Olhei com medo para Zaz e ele apertou minha cintura em forma de encorajamento. precisava de nós.

- Souberam de algo sobre o casal de gulosos? – perguntei preocupada

- Sim, não se preocupe com eles, estão em algum lugar transando até a noite – respondeu – me mandaram uma mensagem hoje

Não sei porquê, foi nessa hora que lembrei do que ele tinha escrito sobre mim. Eu não tinha lido. Ainda.

POV

Eu estava com medo.

Não.

Eu estava apavorada.

Já era a terceira vez no dia que escutava vozes atrás de uma porta e nada de entrarem aqui. Eu estava com fome. Com frio. Com medo.

Senti meu celular vibrar antes de começar a tocar alto. Barulhos atrás da porta de novo, mas dessa vez ela foi aberta

- O QUE EU FALEI SOBRE FICAR QUIETA? – o cara musculoso gritou

- E-eu... Não fui eu – falei abaixando a cabeça

- Arrrrg... Ben? Beeeeeeeeeeeeeeeeeeen? – ele gritou e o menino apareceu – de um jeito nesse barulho porra!

Ben andou até mim e tateou meu bolso. Deu um sorriso malicioso e passou levemente a mão pelo meu corpo

- Acho que seu namoradinho percebeu sua falta – ele disse fazendo bico – seria uma pena se ele soubesse o que você está passando.

Ouvi-o atender e comecei a gritar com todas as minhas forças. Liam precisava vir, eu não podia pensar outra saída. Tentei gritar o endereço mas ele simplesmente fugiu da minha cabeça

- Queridinha – o garoto andou até mim e apertou minhas bochechas – Liam nunca irá nos encontrar. Você é toda minha. Por bons longos dias. – ele riu debochadamente – poderemos brincar do que quiser!

Encurtou a distância e veio em direção ao meu rosto. Mordeu meu lábio e puxou.

Droga de mãos amarradas. Droga de fraqueza

- Não importa o que você fizer comigo hoje, Ben – tentei me manter firme – Você sempre será aquele garotinho do colegial que fica com meninas por fama, porque sozinho nunca iria conseguir isso. Você sempre será daqueles que usa as pessoas para o seu bem, mas a única coisa que consegue é se foder mais na vida. LIXO!

Na mesma hora senti um ardor em meu rosto que foi bruscamente jogado para o lado. Ele tinha me dado um tapa

- Cale a boca, vadia – cuspiu as palavras – você tem que aprender a se colocar no seu devido lugar. E já que não temos um inferno aqui em vida, podemos dizer que seu lugar é em qualquer cabaré barato. SEM VALOR!

- Sem valor é teu pinto – retruquei entre os dentes

- Acha mesmo que é sem valor? Porque aposto que você sempre cobiçou e adorou ele.

- Você me da nojo, Ben

- Você me da tesão,

Em um impulso senti suas mãos rasgando minha camisa ao meio.

Filho da Puta.

- Me larga – eu me contorcia – SEU VIADO ME LARGA

- Viado? Agora me chama de viado? Vou mostrar o quanto sou homem – disse chupando todo meu pescoço

- Puta merda, Ben! PARA PORRA! Você ta me machucando

- Oun tadinha do bebê? Quer que o Super Liam venha te salvar não é? Pois bem, que os jogos comecem.

Cínico, virou de costas e me deixou ali sem blusa, sem esperança, sem nada, apenas com um tremendo nojo da que já amou esse cara.

Zayn POV

Liam e Harry já estavam tempos trancados em um quarto contatando a Apple. Eu tinha um leve medo deles se matarem lá dentro, mas resolvi ignorar.

e conversavam animadamente sobre um novo livro que estavam lendo “Os 13 Porquês” e eu percebi que odeio histórias que envolvam a morte. São tão fúnebres!

Já era tarde, umas 18h eu acho, quando mais um casal chegou na casa.

- Louis, ! – acenei de leve – Por onde andaram?

- Em algum lugar onde as pessoas acreditassem em mim – sussurrou

- Ótimo para você – minha garota respondeu

- Parem! PAREM! Essa briga ridícula já ta chata pra caralho – bufou subindo as escadas – Resolvam isso pelo amor de Deus!

- Louis, vamos embora, por favor – ela murmurou – podemos ir para sua casa seila...

- Vá, e não se esqueça Louis, talvez ela esteja se pegando com Kauã quando você não olhar

- Ai merda – soltei – quando você vai parar de encrencar também? Deixa os dois, se o Louis ainda tá com ela, é porque ele confia na menina, chega.

- ZAYN? – ela gritou irritada – eu confiava nela também

- E devia voltar a confiar – soltei de novo

- Vai à merda moleque – ela se levantou e eu a puxei – Me deixa sair

Dei um olhar para Louis e ele entendeu que era melhor saírem dali.

Subiram as escadas nos deixando à sós.

- Vai ficar do lado dela agora?

- Não vou ficar no lado de ninguém nessa briga idiota. Mas ainda acho que você devia dar uma chance para ela se explicar

bufou

- Explicar o que? Diz-me? Como ela mexeu em um trauma de infância meu? Como ela consegue sempre estragar tudo? Obrigada prefiro não ouvir

- , por favor, você já superou isso, não superou? Que merda garota! Nós tivemos uma super-transa na noite anterior, fomos vistos nus na cama, você escreveu um puta imagine comigo e ainda fala desse trauma?

Porra eu não sei mais o que fazer então

Eu não sabia porque estava tão irritado, eu não sabia o que falava. Só parecia que o que Kauã fez tinha marcado mais do que o que eu fazia.

- Zayn? Você está se ouvindo? – ela riu triste – Eu ESTOU SUPERANDO. Ainda. Desculpa amorzinho, mas isso é um acontecimento que eu vou levar pra vida toda e sempre SEMPRE que eu o ver beijando outra garota, ou eu vou ficar com raiva ou triste. Porque sim eu VOU lembrar-me do que aconteceu. Eu vou pensar em como eu fui usada, somente como um mero objeto e como ele não se importou comigo. Eu vou lembrar – seus olhos deixaram grossas lágrimas saírem – Eu amei o que nós tivemos ontem a noite. Eu amo tudo o que você está fazendo para eu superar. E eu sei que vou superar, mas eu não vou esquecer. Todas as vezes que eu fui exposta, que eu chorei até não poder mais. Todas as vezes que eu gritei e não tinha ninguém ali para me fazer sorrir... Isso não é uma questão de querer, Zayn... Eu só não consigo! Eu mal conseguia falar sobre isso. Ninguém nessa porra de mundo sabia sobre o que aconteceu comigo... Até que... – ela hesitou

- Até que apareceu na sua vida e te fez sorrir – completei

- E agora ela o beijou.

- E agora ela está tentando te explicar que não foi culpa dela.

abaixou a guarda

- Eu não sei o que pensar ok? Eu não sei

Puxei-a para o sofá e a abracei

- Não pense só me beije e, por hoje, isso é o suficiente!

Comecei o beijo que logo foi interrompido

- Não esqueci que ainda não li o que você escreveu sobre mim, mocinho.

- Não esqueci – sorri – mas também não vou te dar. Está vergonhoso comparado com o que você escreveu.

- Está com vergonha? Meu Malik está com vergonha? – ela riu, ignorando o fato que tinha me chamado de “meu”. Isso eu não ignorei

- Não estou com vergonha, minha , só humilhado – admiti

O peso de saiu de mim e logo sabia o que iria fazer

- NÃO SE ATREVA – gritei – NÃO

Eu sabia que não ia adiantar, mas mesmo assim corri atrás da menina o mais rápido que pude. Só deu tempo de vê-la pegando o papel em seu quarto e correndo para se trancar no banheiro.

Eu não sabia qual seria sua reação. Não sabia se iria ficar com raiva ou gostaria do que estava escrito.

A verdade foi que ninguém, no mundo inteiro, iria imaginar sua reação.

Louis POV

Entramos sem bater no quarto de . Já era tarde e já estava bom demais de brigas por hoje.

- ? – chamou baixinho – você está brava comigo igual aos outros?

- De verdade? – a menina que estava jogada na cama perguntou – Não.

Um suspiro de alívio escapou da boca de

- Não que eu não ache errado o que você fez, mas é que... é que está tudo tão bagunçado agora que eu não vejo motivo pra criar mais uma discussão. Eu estou farta de tudo isso. Não sei se vocês lembram, mas faz alguns dias que eu abri minha cabeça e os pontos foram tirados essa semana. Dói, mas eu não ligo. Sabe por quê? Porque eu não quero que se preocupem comigo quando tem tanta coisa acontecendo. Tantas lágrimas caindo e tantos gritos pela casa. Eu só queria paz! Será que isso é muito difícil de se ter, poxa... Isso aqui deveria ser nosso sonho, deveria ser nossa felicidade. Você e Lou, eu e Haz, Liam e , Zayn e e com Niall. Eu não vejo como isso pôde dar errado – colocou as mãos na cabeça suavemente – eu estou com medo do fim disso tudo. Estou com medo de algum de nós sair ferido ou ficar afastado. Eu amo todos vocês.

- Nós também te amamos, – dissemos juntos

- Eu tenho certeza que isso vai se resolver, ok? – continuei – Nós vamos voltar a ser um grupo de amigos unidos e ninguém vai ficar afastado Senti os braços da menina passarem por meu pescoço me abraçando apertado

- Desculpe-me pelo desabafo repentino... Só parece que minha cabeça vai explodir.

- Relaxa afagou seus cabelos – Sempre que precisar pode falar. E quero muito que tire esse pensamento sobre mim. Eu não beijei Kauã porque quis... Foi tudo forçado, ta?

- Eu acredito em você

Foi minha vez de suspirar. As coisas estavam começando a andar.

Liam POV

Harry demorava a conseguir a localização de , o que estava começando a me deixar apreensivo.

- Certo... Eu preciso de um endereço... Hm... Tá... – ele dizia no aparelho antes de se virar para mim – Liam anota ai o possível local

Haz ditou e eu escrevi em um bloquinho qualquer que tinha no quarto.

- Esse serviço de Londres – Harry reclamou pela demora depois de desligar – Aposto que nos outros países seria bem mais rápido

Olhei para o papelzinho e tentei lembrar onde ficava a rua dita. Tínhamos que acha-la essa noite.

- Ei, relaxa – disse – vai dar tudo certo.

- Espero que sim. Temos que colocar o resto do plano em ação.

~*~

- Todos entenderam? – perguntei olhando para , Louis e

- Claro, claro – respondeu – só queria entender porque não podemos simplesmente invadir e tirar de lá

Balancei a cabeça em sinal de negação

- Não sabemos do que ele é capaz. Quero tirar ela de lá sã e salva.

Percebi os rostos ficarem com uma leve expressão de medo

- Vou chamar Zayn e ... Tentem falar com Niall e , precisamos de todos que conseguirmos.

Desci as escadas em direção à sala e me deparei com uma cena anormal.

- Zayn? – ele colocou seus olhos em mim. Seu rosto estava corado – Por que está na porta do banheiro?

Ele riu fraco

- está lá dentro. Ela não saiu até agora o que é estranho.

- Zayn deixa a menina fazer as necessidades em paz. Desgruda um pouco – caçoei

Um som de chave ecoou no local

- ? – Zayn girava a maçaneta enquanto eu me aproximava falando – preciso de você e de Z...

Não terminei minha frase. Daquela porta saiu uma menina com o maior sorriso possível no rosto. ignorou totalmente minha presença e simplesmente pulou no colo de Zayn que logo agarrou suas pernas na cintura e um beijo voraz começou.

Aquilo era estranho. Bem estranho

- Err – pigarreei sendo ignorado logo depois

- Eu – gemidos – te amo – gemidos – TANTO

Ela gritava rindo sem parar o beijo.

Malik não sabia o que fazer. Apenas continuava o beijo sem entender o que estava acontecendo direito

- Gente... – tentei novamente

- LIAM EU TENHO O MELHOR NAMORADO DO MUNDO – ela gritava – ELE NÃO É PERFEITO?

- ? – Zayn chamou-a – Foi pelo que eu escrevi? Mas... Não tem nada demais, nada do que você já não saiba.

Ela gargalhou mais uma vez se soltando do garoto e sentou no sofá - Zayn – ela balançou a cabeça maravilhada – Esse foi o melhor texto que alguém já me fez. Eu ainda não consigo acreditar. Ah! O desenho está lindo também. Mas as palavras...! As palavras são divinas! – tentou fazer uma cara séria – Mas não pense que escapou de escrever o que devia para mim. Ah, não mesmo.

Zayn corava cada vez mais. Ele me encarou e riu envergonhado.

- Eu sei que vocês se amam, mas realmente preciso da ajuda de vocês. está em perigo e só tem um jeito de ajuda-la.

Nessa hora os olhares dos dois vidraram em mim. Sérios.

- Ah, claro... Desculpe por isso, Liam

Eu sorri e tornei a subir as escadas com os dois em meus calcanhares.

POV

Se fossem outras as circunstâncias eu teria agarrado Zayn e tirado nossas roupas ali mesmo.

Mas eu sabia que estava na sala da casa que dividia com as meninas e sabia que não estávamos sozinhos.

Subindo as escadas olhei o papel em minha mão novamente.

“É difícil colocar em palavras tudo o que eu imagino com você, . Quando me deu a oportunidade de te descobrir (seja ontem a noite, seja pela sua caixinha de problemas) eu senti que nossa relação não estava justa. Eu podia te explorar, podia saber tudo o que queria sobre ti. Mas e você?

Nunca teve curiosidade para desvendar o famoso Zayn Malik? Saber tudo o que a Mídia e o mundo não sabe? É verdade, nem sempre contamos tudo nas entrevistas. Não podemos nos abrir por completo, porque se fizéssemos estaríamos correndo o risco de mudar toda a nossa essência.

Quando você me deu a oportunidade de me fazer escrever sobre a , mesmo que sendo um #ImagineHot, eu sabia que devia escrever o que queria que soubesse. Sabia que eu não conseguiria jogar essa oportunidade fora, então não fique brava nem envergonhada por eu estar escrevendo algo que não envolva nossos membros sexuais, mas que envolva algo que é bem mais íntimo do que isso.

~ Também não me mate já que eu vou ler o que você escreveu primeiro... Quero ler o que sonha comigo antes de te mostrar quem eu realmente sou. E tenho que dizer que estou verdadeiramente ansioso pelo que você está colocando no papel sobre sua cama.~

Bom, vou começar do começo.

Eu sou Zayn Malik, nasci dia 12 de janeiro de 1993 em Bradford. Tenho 1,75 e tenho medo de nadar e de altura (igual a você). Sempre tive notas boas na escola, mesmo com um comportamento terrível. Quase fui expulso da 1D porque dormia demais.

Essas são algumas das informações que qualquer fã pode conseguir sobre mim.

Eu sou Zayn Malik, tenho medo de ficar sem os quatro garotos que hoje são meus irmãos. Tenho medo de não conseguir orgulhar minha família e tenho medo de decepcionar minhas fãs.

Esses são alguns de meus medos que algumas pessoas tem conhecimento.

Eu sou Zain Malik, tenho uma namorada que teve medo de se aproximar e é nela que vive meus maiores medos desse último mês. É ela que eu tenho medo de perder. É por ela que eu tenho medo de não conseguir acertar. É por ela que eu tinha deixado de lado meus cigarros. Foi por ela que eu voltei a fumar, porque não conseguia fazer ela superar seu trauma. Foi por causa dela que minhas férias viraram um completo ponto de interrogação.

É ela em quem eu penso antes de dormir;

É ela que me faz sorrir;

É ela quem eu amo.

É você, , a culpada de todos os meus sorrisos.

Em uma dessas noites em que eu não conseguia dormir eu pensei no amor. Pensei em como ele chega quando você menos espera e quando você menos imagina. Pensei em como ele muda tudo o que você faz e como ele mostra outro lado de nós mesmos que não conhecemos. Pensei em como ele faz da vida da sua amada, a sua vida.

Acho que o que mais se questionam é como tudo isso pode sair de alguém que nunca soube o que é amar. Como aprendemos tão rápido que em semanas já estamos “craques” em amar.

Não vou dizer que nunca gostei de alguém. Não vou mentir e dizer que você foi a primeira menina que apareceu na minha vida. Mas não vou mentir e dizer que você não foi a única que AMEI verdadeiramente.

Paixões aparecem na nossa vida desde pequenos. Meu primeiro beijo foi aos 8 anos, e eu realmente não lembro como ele foi. Não lembro o que sentia, não lembro o que fizemos nem antes nem depois. Eu não me lembro de nada disso, porque não foi com alguém que amei.

Esse assunto já deve estar chato. Eu, aqui, falando como uma menininha sobre algo que ninguém nunca vai conseguir entender nem explicar. Tentando te mostrar que eu consigo ser mais do que um Badboy que leva as garotas para cama. Querendo te mostrar o verdadeiro Malik.

Eu amo frango. Tenho ciúmes de minhas irmãs. Tento agir como o único filho homem da casa, mas acabo sendo o mais mimado muitas vezes. Odeio comer pizza com água. Não gosto de afastar as pessoas por causa da minha fama. Queria ter mais contato com a minha família.

Existem milhares de pequenas coisas que eu gostaria que soubesse. Milhares de detalhes que queria te mostrar

Mas isso você vai ter que descobrir com o tempo.

E sim, você vai ter que me aguentar por muito tempo.

Chegando ao fim dessa espécie de “carta“ queria deixar registrado que vou te ajudar com o seu trauma quantas vezes quiser.

Segue aqui um desenho nosso da primeira vez que nos vimos. Você com sua melhor camisa e eu admirado, porque é assim que eu fico toda vez que olho em seus olhos.

Admirado.

PS: Quando acabar de ler, não me mate

PS2: A sensação de te ter é a melhor do mundo, sabia?

Te amo”


Niall POV

Eu não conseguia lembrar-me de um dia mais perfeito.

Naquele momento eu estava sentado e encostado em alguma parede enquanto estava deitada em meu colo brincando com minhas mãos.

- Eu sempre achei que elas fossem assim, grandes – ela falava sorrindo – como se ao segurar a minha, nada pudesse me atingir.

Apertei seu nariz devagar

- Percebi a sua paixão pelas minhas mãos logo nos primeiros dias – respondi encarando seus olhos que brilhavam – é uma sensação muito boa poder encaixá-las nas suas.

entrelaçou nossos dedos e sentou ao meu lado

- Concordo

O tempo passava sem percebermos. Quando notamos já estava de noite

- Obrigada – sua boca falava enquanto seus olhos estavam fechados, bem perto dos meus – Obrigada por deixar o nós existir.

- Obrigado por deixar o nós acontecer – respondi beijando novamente seus lábios. Eu não me cansaria disso nunca.

Seus dedos deixavam arrepios em meu corpo enquanto passeavam pelo meu abdômen.

- Talvez um dia a ficha caia – sorriu – nunca vou entender como consegui te ter assim.

- Assim? Nu?

Ela riu apertando minhas bochechas

- Assim meu

Depois de mais um tempo apenas observando cada traço um do outro, resolvemos nos vestir.

- Eu nunca vou conseguir esquecer isso – murmurei feliz

- Talvez não precise

Senti algo vibrar em meu bolso. Peguei meu celular e o guiei até meu ouvido

- Oi

- Niall? – era

- Oi , já estamos voltando

- Hm, tentem ser rápidos, precisamos da ajuda de vocês. O Ex da está com ela, não sabemos o que ele quer. Harry bolou um plano, vamos precisar arriscar um pouquinho.

Ela jogou as palavras.

Demorei um pouco até murmurar um “ok” e desligar

- Precisamos nos apressar – falei passando a mão nos cabelos de , tentando não a preocupar demais – está com o Ex e querem nossa ajuda para consegui-la de volta.

segurou minha mão com força abrindo a boca em um pequeno “o”.

Seguimos a pé, com as mãos entrelaçadas em direção a sua casa. E tudo voltou como um circuito, levando as coisas de mil maravilhas para quase um inferno.

POV

Sentia-me exausta tanto em mente quanto em corpo. Já fazia meia hora que repassávamos com e Niall o que iríamos fazer quando meu corpo começou a dar indícios de sono.

- Ok, mas vocês não acham que tudo isso é tão arriscado quanto ir até lá com a polícia? – Niall indagou

- Estamos nessa juntos, Niall – respondeu – eu não gostaria de arriscar sabendo que eu poderia ter feito algo...

O plano não era dos mais simples, mas também não era impossível.

Game On

A primeira coisa a fazer era colocar e dentro da casa já que não poderia ser eu e , pois éramos amigas de e chegamos a conhecer Ben.

Tentamos fazer alguns truques com maquiagem, roupas e acessórios para caso dele reconhecê-las por ser namoradas de algum dos meninos (o que provavelmente não iria acontecer). e aceitaram o pacto de ignorar as brigas que tinham pela amiga. Isso foi realmente bonito da parte das duas.

A desculpa perfeita para coloca-las dentro da casa só foi bolada quando chegamos ao local. Era uma casa abandonada com uma placa de “Vende-se” na frente. Perfeito.

As duas bateram de leve na porta e um cara que não conhecia apareceu e depois delas falarem um monte ele bufou e deixou as duas passarem. Logo depois eu e Haz ligamos toda a aparelhagem eletrônica que eu não sabia de onde ele tinha tirado. Câmeras, fones de ouvido, computadores, tudo perfeitamente instalado na vã. Ao ouvir alguns “bips” conseguimos escutar uma voz masculina nos fones e imagens apareceram nas telas quadradas que tínhamos ali.

- Aqui fica o quarto principal – dizia o rapaz abrindo e mostrando o quarto para as garotas

- Hm muito interessante, não acha minha querida Elizabeth? tentava forçar um sotaque tipicamente britânico

- É amplo e parece bem conservado forçava um sotaque mais aberto, quase um inglês falado na Austrália enquanto observava o quarto em péssimo estado – Espero que não saia muito caro, Anne Marie.

O rapaz bufou novamente voltando ao corredor. Após passar uma porta fechada abriu a segunda.

- Aqui é o escritór... – ele tentou apresentar, mas foi cortado pela menina que estava mais atrás

- O que tem nessa porta trancada? Esqueceu de apresentar um cômodo?

- Não tenho permissão para abrir essa porta

- Que tipo de pessoa vende uma casa e esconde um cômodo? Acho que vou ter que diminuir isso do valor total fazia uma cara de nojo enquanto passava as mãos na parede, ao lado da porta – Chame alguém que eu possa falar sobre isso – Mexia suas mãos como se fosse algo elegante – Quero que esse erro seja corrigido agora mesmo.

Pela câmera percebemos que notou algo na sala fechada.

- O que foi Anne Marie?

- Tem alguém ai dentro? gritou com o sotaque falso, com medo que se estivesse lá dentro, a reconhecesse

- VOCÊS ESTÃO DE BRINCADEIRA COMIGO NÉ? – a voz de uma garota ecoou – AGORA TRAZEM MULHERES PRA CÁ? NÃO ESTÁ CANSADO DE BRINCAR COMIGO? TEM ALGUMA VADIA AI?

engoliu seco e tossiu

- Que bela recepção temos aqui, Elizabeth – caçoou – Desse jeito não vai conseguir vender essa espelunca.

O cara já estava vermelho de raiva. Respirou fundo antes de continuar

- Ah, essa é minha... minha filha – rebateu – adolescentes...

riu de canto e jogou as mãos para cima.

- Bom, amanhã voltamos para ver o quarto de sua filha, mas agora me mostre o resto da casa porque...

O som foi abaixado por Harry. Olhei para o lado e ali tinha um mapa perfeitamente desenhado da casa.

- C-como? Vocês tem um mapa? – peguei na mão e percebi um X no local que devia ser onde estava

- Dotes de artistas e um bom observador – Zayn respondeu se gabando – Bom, temos o que interessa. O lugar e como entrar e sair dele, o problema é saber onde Ben estará na hora.

- Vou ficar monitorando tudo aqui para ver se as meninas conseguem mais alguma informação... – se manifestou e todos concordamos

- tenta achar a janela do quarto. É só seguir o mapa de Zayn. Tente algum contato com a menina, para ela ficar esperta caso a gente tenha que correr, seja discreta. – Louis me indicou

Andei alguns passos em direção a lateral esquerda da casa observando o mapa. Contei três janelas para o lado e depois uma para cima.

Achei.

O quarto onde estava possuía uma pequena lâmpada no teto e isso era tudo que conseguia enxergar. No momento que decidi jogar uma pedra para chamar sua atenção escutei vozes vindo do mesmo lugar.

- Ora Ora, senhorita , acho que seus amiguinhos estão tentando te tirar das minhas mãos – a voz de Ben dizia enquanto meus músculos travaram – Espero que elas saibam que não vão sair dessa casa do mesmo modo que entraram

Uma risada pode ser escutada. Depois pequenos gemidos abafados

- Não ouse tocar neles – falava – Faça o que quiser comigo, você quer a mim e não a eles

- Acontece, querida, que eu avisei para eles ficarem de fora e eu não poderei deixa-los salvos.

Mais gemidos, gemidos de dor

- Me larga vagabundo, está me machucando de novo.

Escutei o rasgar de alguma roupa no momento que percebi a dimensão do problema.

Escondi-me atrás de uma pequena árvore que tinha no quintal e tratei logo de ligar para o pessoal e contar tudo o que ouvi. Estava tremendo e logo senti os braços de Haz em mim.

- O que vamos fazer? – sussurrei – ? ?

Senti uma mão em meus cabelos

- Ei, relaxa – falava – Louis já avisou as meninas e elas estão tentando enrolar o cara que está com elas, já que, segundo as mesmas, ele é meio babaca. Quando tivermos certeza que não tem mais ninguém lá dentro, ou que tem uma quantidade que podemos aguentar, invadimos.

- ... está com ele naquele quarto... E-ela...

- Relaxa , vai dar tudo certo.

Certo. Essa era a palavra que menos definia os dias que eu passei na Inglaterra. Nada parece certo.

POV

Minhas mãos estavam amarradas com algum tipo de pano enquanto meu shorts jeans fora arrancado e rasgado do meu corpo. Sim, rasgado.

Eu tinha que pensar rápido. Liam estava ali, todos estavam ali por mim e isso me dava forças suficientes para querer agir.

Ben não se importava de estarem ali perto, não se importava com nada a não ser meu corpo. Suas mãos me apertavam de um jeito voraz e horrível que não desejo a ninguém. Eu tentava gritar, mas sua boca já estava na minha abafando os gritos.

Então era isso? O sentimento de ser abusada? Porque eu me sentia um completo lixo. O jeito como eu parecia ser um prato de comida e como ele tinha um desejo em seus olhos, se importando apenas com o próprio prazer.

Suas roupas já estavam longe e a única coisa que nos separava eram minhas roupas íntimas. Thanks God.

Senti suas mãos pressionarem meu pulso me levando, forçadamente, a seu membro. Meu estomago começou a embrulhar e uma força que eu não sabia que possuía conseguiu me desviar.

- Vamos querida – ele murmurava em meus ouvidos – eu sei que você já deve estar acostumada a fazer isso com seu querido Payne.

Uma lágrima desceu no meu rosto.

Meu pulso não resistiu e logo estava no corpo de Ben. Eu estava com muita, muita vontade de vomitar ali mesmo.

Ouvi algum barulho vindo de fora da casa e percebi que era minha deixa. Apertei, com todas as forças que ainda me restavam, o que tinha em mãos. Seu grito foi escandaloso.

Enquanto Ben gemia no chão procurei as chaves em suas roupas e logo que achei destranquei a porta me dando de cara com o homem alto que antes tinha reclamado do barulho.

Ele estava amarrado.

Dois rostos conhecidos apareceram sorrindo atrás do cara e me abraçaram.

Ouvimos passos vindo do andar de baixo e antes que pudesse dizer uma única palavra com meus amigos senti meu pescoço ser agarrado e um objeto fino ser pousado sobre o mesmo.

Uma faca.

- Vão embora! – gritava – TODOS e AGORA!

Meu estomago revirava novamente

- Deixe-a – Liam gritou sem se mover – DEIXE-A

Foi quando senti o objeto começar a raspar em minha pele que tudo o que havia no meu corpo foi para fora em forma de vômito. Em Ben. Na cara de Ben.

5 segundos foi o tempo que passou entre Liam correr até mim e Harry e Louis segurarem o menino no chão.

Zayn e Niall ajudaram com o grandão amarrado e logo todos já tinham descido enquanto ligava para a polícia.

Eu ainda estava em minhas roupas íntimas no andar de cima daquela casa junto de Liam.

- E-eu sinto muito – comecei – sinto muito por...

- Shhhhhhh ... Fica quieta, só um pouco...

Ri fraco e apertei meus braços ao redor de sua cintura

Depois de uns 15 minutos abraçados, coloquei minhas roupas de descemos para reencontrar com os meninos.

A primeira que corri para abraçar foi . Com todo esse acontecimento ela era a que mais ocupava minha mente. Eu tinha passado quase o mesmo que ela, só que o dela foi pior... Ela era tão guerreira que doía em mim saber que ela tinha mais problemas para lidar.

O resto da noite foi um pouco silenciosa. Os garotos foram para suas respectivas casas, mesmo protestando... Precisávamos de um momento de garotas.

POV

Fizemos um tipo de círculo no chão da sala junto com vários edredons e travesseiros. Sentamos na seguinte ordem: eu, , , e .

Não sabia o que seria daquela roda, não sabia o que queria com aquilo só esperava que as coisas se resolvessem ou, pelo menos, melhorassem. estava encostada no ombro de , sorrindo enquanto deitava em sua cabeça cansada. estava na cozinha pegando alguma coisa para beliscarmos e encarava o chão pensando.

Comecei a lembrar da noite que tivemos e um pequeno sorriso escapou nos meus lábios. Não me leve a mal, eu sei que foi estressante, que deve estar com um puta trauma e que todos estamos acabados por ter que lidar com aquelas pessoas. Mas... eu fiz isso ao lado de , fiz isso com ela me ajudando e nós nos tratamos como amigas. Demos o nosso melhor em quesito de atuação... e talvez até tivéssemos futuro nessa área.

A verdade é que eu morria de saudades de , mesmo ela estando ali do meu lado nesse exato momento.

tossiu repetidamente e logo voltou com uma bandeja cheia de copos com refrigerantes, os quais logo se apossou.

- Bom, vocês devem estar se perguntando o porquê de tudo isso... – começou a menina da bandeja – eu só queria um tempo com vocês, pra poder agradecer... agradecer por tudo o que vocês fizeram por mim, por tudo o que passaram

Todas nós a encaramos e demos sorrisinhos de canto apenas assentindo.

- Vocês deixaram as suas diferenças de lado por mim, meninas! E isso eu não tenho como agradecer o suficiente.

Mirei meus olhos em de novo e sorri mais largamente.

- Talvez tudo isso, sabe? Tenha acontecido por algum motivo. Vovó costumava falar esses ditados de que tudo acontece por algo maior, e tenho quase certeza que foi o que aconteceu aqui – soltou com um sarcasmo óbvio no rosto.

- Talvez... – murmurei concordando

E então, um quase inaudível “é” veio da boca de . Meus músculos logo relaxaram, satisfeitos.

- Eu queria que tudo voltasse a ser como quando nos conhecemos – falava – o nosso entusiasmo, nosso carinho e nossos sorrisos verdadeiros umas com as outras, eu estou meio que cansada de ter que lidar com brigas todos os dias...

O silêncio dominou mais uma vez o cômodo até que o telefone de alguma das meninas começou a tocar e logo olhou o visor e corou ao ver o nome de Niall escrito ali.

- Errr... Você ficaria muito brava se eu atendesse, ?

- Vai logo menina – riu a outra

correu para a cozinha e deitou para trás.

- Eles voltaram com tudo, não foi? Não tenho a menor dúvida do que aconteceu nesse “sumiço” deles

Todas nós sorrimos em concordância e miramos na menina que falava alegremente com o aparelhinho em suas mãos.

- Talvez eles tenham nascido um pro outro – dei uma filosofada básica

- Ou talvez o destino nos planeje as coisas mais malucas possíveis quando nosso caminho cruza com outro – me acompanhou

Olhei e falando sobre um assunto banal antes de virar para e admitir o que tanto guardava para mim.

- Sinto sua falta

A frase saiu quase como um suspiro e no momento que foi dita desejei com todo meu coração que minha boca não tivesse sido aberta.

Sua face mudou para uma tristeza que qualquer um notaria, ela me encarou por mais alguns segundos antes de fechar os olhos e virar o rosto.

- Me desculpa – outro suspiro saiu de mim sem que tivesse controle

É, eu não podia fazer mais nada...

- Gente! – voltou tentando chamar nossa atenção – Niall acabou de falar que só falta uma semana para eles voltarem a compor e gravar... E que quando isso acontecer vamos passar menos tempo juntos. Ele disse que os meninos estão preparando algo grandioso para nossa última semana de férias todos juntos... É... dois meses passaram muito rápido.

- CARACA JÁ?? - pulou

- E nada de eu achar um emprego – também se levantou

- Nem eu – completei

era a única com emprego oficial, mesmo eu sabendo do show das outras meninas. Eu e tínhamos planejado procurar um emprego juntas nesses dois meses e olha que grande progresso nós fizemos... NADA!

- Ele também mandou avisar que sexta que vem é nosso “show” – ela fez pequenas aspas com as mãos – temos o final de semana para fechar tudo e o resto da semana para ensaiar.

- AI MEU DEUS – continuou a gritar – eu tinha me esquecido completamente!

A garota começou a andar desesperadamente pela sala e a roer as unhas

- Calma, calma – segurava-a – vai dar tudo certo, estaremos aqui com vocês duas e quanto as outras duas, vamos dar um jeito de conseguir inseri-las no mercado

Nós trocamos olhares e começamos a rir sem motivo. Algo finalmente estava dando certo nas nossas vidas. Não do jeito que planejávamos e nem com tudo o que queríamos (leia-se ao meu lado). Mas estava andando. E eu ia fazer de tudo para não dar uma fora.

- EU AMO VOCÊS – gritou abrindo os braços – ABRAÇO GRUPAAAAAAL

Falando isso, correu para nós e nos abraçou com todas as suas forças.

Eu também amava aquelas meninas.



POV

Poderia estar tudo nas mil maravilhas, tudo brilhando e cheio de purpurinas que eu, fucking preocupada, estaria tensa.

Como assim eles nos avisam da porra de um show uma semana antes?

Eu não sei se eles sabem, mas é nosso show de entrada, ou seja, primeira impressão!

Não somos famosas como eles para poder chegar no palco e cantar com uma dança de macacos e ainda assim receber milhões de aplausos em pé.

Nós erámos uma fucking dupla desconhecida.

E eu tenho que parar de ser fucking chata.

Tenho que ligar para o Haz.

~Ligação ON~

- Alô? – uma voz sonolenta e gostosa falou do outro lado da linha

Fiquei em silêncio percebendo que minhas pernas tremiam.

Porra Styles, olha o que sua voz de “acabei de acordar” toda roquinha e manhosa faz comigo.

- Alô? – repetiu

- O-oi

- ? – um barulho ecoou no telefone e percebi que ele tinha levantado da cama

- Hey Haz... – tentei ser firme com a voz

- Ei, tudo bem? O que aconteceu? Você me parece fraca...?

- N-não é na-na... – opa, ideia – ah Haz muita coisa aconteceu, você pode aparecer aqui? Eu estou mal...

Harry hesitou um pouco antes de perguntar

- Você sabe que são 2h da manhã não sabe?

- Ah é? – me fiz de desentendida – Ahh, então esquece Haz, não queria te incomodar mesmo, não vale a pena estragar seu sono por minha causa

- Ei, nada disso, estou indo ai nesse instante, aguenta firme, já chego.

~ Ligação OFF~

Eu realmente não queria incomodar Harry, mas a necessidade de tê-lo aqui era tão grande que tive que fazer alguma coisa. Com ele parecia que tudo se tornava tão fácil e simples. Como se nenhum problema existisse.

Passaram 10 minutos quanto ouvi uma batida de leve na porta.

Estava na sala desde a ligação, não ia ficar no quarto porque estava lá. Desvantagens de dividir o quarto com a amiga.

Levantei meio que correndo e abri a porta já saltando em seus braços e juntando nossos lábios.

Logo minhas pernas já estavam erguidas e minhas costas apoiadas na parede enquanto nossas línguas e bocas faziam seus devidos trabalhos se tocando.

Depois de uns bons beijos dei um longo selinho sorrindo

- Oi – disse sem fôlego

- Oi – ele sorria

Tirei minhas pernas de sua cintura e peguei sua mão

- Obrigada por ter vindo

- Percebi o quanto você está fraca – ironizou

- Ei, eu precisava que você viesse...

- Relaxa meu amor, virei quando precisar.

Olhei de relance para seus olhos verdes e ri

- Ei, qual foi a piada que eu perdi?

- Você, Harry, anda todo gay comigo, todo meloso – gargalhei alto dessa vez – to até te estranhando, menino... ou deveria dizer menina? Qual você prefere, amor?

Ele fechou os olhos por algum segundo antes de virar a cabeça para minha direção

- Você. Não. Disse. Isso.

- Ah disse sim, quer que repita? VI-A-D...

Foi impossível terminar de falar.

Como um reflexo, Harry pegou meu rosto e grudou com o dele, segurando em minha nuca com força. Já estávamos quase no sofá quando ele resolveu falar

- Você vai ver quem é o viado dessa relação

Sua voz mostrava certa raiva e certa ironia.

Mas eu não podia negar que isso tudo só me excitava cada vez mais.

Uma de suas mãos atravessava minha blusa, já tirando-a, enquanto a outra mantia-se presa em meus cabelos soltos.

Enquanto ele agia com precisão eu não podia fazer nada, ele estava no comando e eu agiria como uma pequena e indefesa megera domada.

Senti suas mãos saírem de onde quer que estavam e pararem na parte interna da minha coxa, acariciando-as. Ele só podia estar brincando.

Caímos no sofá, ainda nos amassando e logo percebi que já não estava nem com shorts e nem com blusa enquanto ainda existia muito pano cobrindo o Styles.

Tentei, sem sucesso, tirar sua polo.

- Haz... Eu estou em desvantagem aqui...

Ele riu fraco e passou um dedo em minha bochecha.

- Hoje, você não contestará e não reclamará de nada que eu faça além de que não fará nada que eu não permita. Hoje, , você é inteiramente minha. Hoje você é meu pequeno pedaço de prazer, querida.

Suspirei, fingindo estar irritada e abri meus braços. Eu estava rendida a tentação. Rendida ao Styles.

Seus dedos continuavam a brincar com minhas coxas e as vezes subiam para minha intimidade me dando leves arrepios.

Bosta de pedaço de pano.

Agora ele estava na barra da calcinha vermelha que eu usava

- Eu sei que você quer que ela suma daí – ele dizia com sua voz rouca em meu ouvido – eu sei que você quer que eu acabe com isso logo... Mas não hoje, amorzinho.

Seus braços subiram para meu seios que logo estavam descobertos e sendo apertados.

- Olha como já estão rígidos, amor! Aposto que você ta pegando fogo ai dentro, heim? – seu olhar era de pura malícia – Vou provar cada pedacinho seu.

Dizendo isso sua língua quente começou a fazer círculos em meu peito e cada vez que sentia pequenas mordiscadas eu gemia mais alto.

Senti algo crescendo em direção a minha intimidade. Pelo menos não era só eu que estava gostando daquela situação.

Eu sabia que a noite iria ser longa, mas eu também sabia que seria nessa noite que experimentaria coisas que nunca imaginei fazer.

Não demorou muito para chegar ao primeiro ápice da noite. O primeiro de vários.

Depois de muita enrolação as mãos de Haz finalmente me deixaram livre de qualquer roupa e fizeram a mesma coisa com ele

Ele brincava. Agia como se fosse me levar a mais um orgasmo e depois desacelerava... eu estava com medo de quando ele parasse de usar apenas as mãos para me dar prazer...

Naquele momento eu não pensava em show, eu não pensava em terminar as férias, eu não pensava em brigas, eu só conseguia pensar nele. Tudo o que nós temos veio à tona, tonificando a nossa pequena brincadeira. Tentei, mesmo que indiretamente, dar o máximo para ele. Tentei fazer daquilo bom para os dois lados.

Harry era meu. Era meu homem, era meu namorado, era meu parceiro de sexo.

Harry era meu o tanto quanto eu era dele.

- E-eu te amo – falava em meio aos gemidos

- Eu te amo muito mais – ele completou antes que chegássemos juntos lá e deitássemos no sofá.

Em alguns minutos já estávamos de roupas de novo, caso as meninas acordem primeiro, e deitados abraçados.

- Você não tem noção do efeito que você causa em mim – murmurei antes de fechar os olhos

- Tenho que apostar que não é tanto quanto o que você faz comigo, , você tem muito poder sobre mim, por favor, não use esse poder de forma errada, por favor...

Um último suspiro de Haz pode ser ouvido antes de nós dois apagarmos, ali mesmo, um nos braços do outro, um se segurando no outro.

Dois corpos em um só.

CONTINUA...

~*~~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~


N/A: HELLO PEOPLE!!!!!

Eu não tenho muita coisa para falar dessa vez porque vou deixar tudo pro capítulo que vem... Já que é o último!!!
Sim, esse é o penúltimo capítulo da fanfic e eu só tenho a agradecer a todas vocês que me ajudaram com a fic, sem vocês ela não seria nada mesmo <3

Deixo uma nota aqui que o último POV não iria existir se não fosse a minhas queridas amigas que são Harry Girls e eu tava meio que devendo algo para elas aushuash
Quero agradecer muito a todos que estão me dando o maior apoio, já descobri que falam até da minha fic na escola e tals, e isso me deixa TÃO feliz, sério... Já foram criados até nomes das minhas fãs kkkk “nators” (né beca?), enfim só quero agradecer mesmo, até quem não é fã do 1D ta lendo e gostando... #orgulho

Observações Fixas:

Quem quiser me seguir nos FCs estão ai em baixo

Twitter : @OurSweetBadBoy

Tumblr: Potatoes and Carrots 1D

Quem quiser ser avisado sobre atualizações da fic é só pedir haha ><

Uma coisa, continuem mandando a opinião de vocês pois elas são MUITO importante e fazem a fanfic andar

Se gostarem da Fic, indiquem para seus amigos, parentes, colegas, amigos virtuais, Whatever! eu seria eternamente agradecida se vocês indicassem, seja em paginas, no Twitter de vocês ou apenas para suas amigas mais chegada. Apenas um " Estou lendo a Fanfic Maybe You Love Youself + o link" já seria um enorme favor para minha pessoa! Quero agradecer ao apoido dos que me mandaram as asks que recebi e aos que elogiam a Fic pelo face! Ou apenas os que apertam o botãozinho de +follow ali em cima. Vocês são de mais <3

Bom, se quiserem comentar/conversar/opinar sobre a fanfic ou sobre qualquer outra coisa a ask está disponivel aqui em baixo :D. Não esqueçam que quanto mais asks mais é a minha vontade de escrever! Se quiserem criticar, venham que darei toda a atençao possivel a vocês, CONSTRUTIVAS!!! kkkk. Todas as asks serão redirecionadas para o meu outro tumblr Maybe You'll Love Yourself, se quiser ver sua resposta só clicar ali ou aqui lol

Para quem não gosta de: Crepusculo, Harry Potter, Percy Jackson, Taylor Swift, Bruno Mars e outros artistas que acabo mencionando na história, apenas leia e imaginem outros cantores/livros/filmes no lugar. Respeito é muito bom!!

SUPER INDICO essas duas fics::::::::::::::::::: It Was Meant To Be (da diva Styles da ) e a It Makes Your Lips So Kissable (da minha Mrs Payne, - a que eu ajudo a scriptar)........ Só não me abandonem depois hehe - ciumes xx

PS: Durante a semana posso postar pequenos spoilers (pedacinhos inéditos da fic) do proximo capítulo lá no tumblr de asks: Maybe You'll Love Yourself